Google+ Badge

sábado, 31 de outubro de 2015

INFINITA LUZ - O BRILHO DA REALIDADE INTERIOR...








Porque o espaço...
este espaço, este campo quântico
que é teu coração...
este espaço é onde percorre
o rio das emoções e fervilha o
caldeirão dos dias...onde cada uma
das velhas e decantadas fórmulas
alquímicas são usadas e utilizadas...
onde Fohat o fogo do espírito tudo
envolve e Kundalini a energia da vida
brilha em todo o seu poder.
Do rio das emoções utiliza-te para
encher o caldeirão e das fórmulas secretas
de tua alma retira o modo pleno de
trabalhar o rito dos sentimentos.
Que deles e neles o Amor seja o maior
e mais vital dos elementos...
para que então o ser dourado nasça,
para que a(o) Filha(o) do Sol diga finalmente
oi ao mundo e que assim...o raiar da Grande
Era surja em pleno esplendor no horizonte afinal!
Valter Ludwig Taliesin

Os governos terrestres não perceberam o mais importante neste velo de lã que se tornou a questão ambiental: nós NÃO TEMOS opção!
Temos que encarar o meio ambiente, os demais seres vivos deste planeta, participantes da mesma História, como protagonistas como nós!
Yeah!
Protagonistas e não coadjuvantes!
Esta é a grandeza de ser VERDADEIRAMENTE humano!
Perceber que toda a criação faz parte de si, de sua História, de sua CONSCIÊNCIA...como vitalidades necessárias em sua vida, sem as quais o mundo NÃO TERIA nenhum sentido.
Mas dizem que todo o povo tem o governo que merece...talvez nós com nossa suposta humanidade mereçamos quem esta a nos governar globalmente e a priorizar coisas que estão a destruir com tudo e todos.
As vibrações que estamos a emitir é o fator que a séculos vem atraindo os piores tipos para as posições de comando em nossas sociedades.
E eles, como arautos confessos ou não do Caos...não perdoam...
Mudar isto é salvar-se e ser canal de salvação para todo ecossistema.
Valter Ludwig Taliesin


O preconceito fecha as portas para a verdadeira humanidade...
A verdadeira humanidade ela se percebe confortável diante de todas as contradições humanas...ela percebe certo e errado como dualidades presentes DENTRO de cada um de nós e observa em si e nos outros o baile diários das mesmas...
Ela é tolerante porque entende que MESMO que uma coisa seja vista com errada, isto é potencial em si e nos demais...assim ela VELA para que ela mesma não erre, não pratique o erro que vê no outro.
Veja bem; a verdadeira humanidade sabe e sente que existem coisas que são certas ou erradas mas não JULGA os demais por caírem mas se preserva para não cair...se observa para não cair...e nisto ESQUECE de julgar a vida dos outros.
Se cada um fizesse isto NINGUÉM teria tempo de cuidar da vida do outro...cessariam os conflitos...DIMINUIRIAM sensivelmente os erros, os mesmos se tornariam menos determinantes nos relacionamentos em favorabilidade aos acertos e pouco a pouco a PAZ reinaria no mundo.
Por fim esta verdadeira humanidade só brota e viceja quando há AMOR dentro dos corações...amor pleno e atuante em cada encontro, em cada relação...

Valter Ludwig Taliesin

O coração se torna aberto para abençoar quando enxergamos nele os potenciais da alma.
Quando percebemos além dos medos, dos desejos mesquinhos os desejos sagrados de amor, de paixão luminosa pela vida, de unificação, de afeto verdadeiro.
Neste momento é como se a entidade humana nascesse de novo...
Como se adentrasse à vida mais uma vez!
Nas iniciações assim é tratado este grande momento de libertação!
NASCER DE NOVO!
Ver a luz de um novo dia com um novo olhar!
Como se uma outra encarnação estivéssemos a empreender.
E nesta nova encarnação - ainda que a alma ocupe o mesmo corpo de outrora aparentemente , sim, pois dependendo do grau deste novo despertar até o DNA deste corpo é transmutado - a alma deve então envidar esforços para atingir todo o seu potencial possível. Tudo o que outrora negou para si como possibilidade evolutiva deve ela agora empreender, se permitir, para que neste crescendo possa evoluir e neste evoluir finalmente ascender a um novo patamar de ser no Ser que se projetou e se sinalizou no dia daquele renascimento!
Os caminhos(as probabilidades quânticas) se abrirão então de par em par, e a alma navegará segura por entre este infinito oceano de possibilidades, sempre escolhendo com a alma, com o coração, através do Amor infinito e incomensurável!

Namastê!


Valter Ludwig Taliesin 



Indo e voltando...permanecendo...ou não...
Sentimentos e fatos se mesclam...
Lendas se constroem...
Mitos são forjados...
Histórias são escritas...
Deuses e heróis nascem...
O mundo faz e se refaz...
Pudera...pudera ser...
contudo escolheu fazer...
e neste fazer perdeu-se...
tornou-se quase um nada.
E deste e neste quase nada se soergueu
para plenificar o tudo que sempre ia em
sua alma, mas tímido não saia.
Mas finalmente saiu e vicejou...
E no sair luziu e luzindo revelou e revelando
deixou que o mundo inteiro visse o seu melhor.,,
E neste melhor o mundo reconheceu que em
verdade e de verdades expostas pela alma,
uma assinatura do mais puro dourado brotou
como por magia de suas mãos consagradas.
O mistério do deixar de ser "Ego CENTRO" para
se tornar "Cristo CENTRO" começa na exaustão
dos sentidos em trilhar os caminhos da vida
meramente com olhares carnais e penetra
naquele sagrado instante em que o "Olho que
tudo vê" assoma e assume o controle, total e
irrestrito sobre toda a manifestação da vida...
Aqui e agora, então plenamente entregue,
a alma se lava na água pura e cristalina do
Espírito para se tornar unificada à Fonte de toda
a Vida - o que em verdade sempre foi mas
a percepção disto tem momento e hora para ser -
e nesta unificação os significados realmente brotam,
criam raízes, crescem e se tornam fortes e reais.
E tendo significado a vida se torna suave e leve
em meio as tempestades...como o andar do Cristo
sobre as águas do mar revolto...
Absolutamente segura e firme,
a alma segue adiante e nada mais teme, pois nada
mais espera de nada, nem de ninguém; nem de si
mesma a não ser...integridade!
E a partir de então e por todo o restante de seu viver
este será o parâmetro aferidor da medida para si e
para suas relações...
Integridade!
Entrega; total, irrestrita e plena no que realmente
interessa e se revela ante seus olhos...
verdadeiramente...REAL!
Valter Ludwig Taliesin

Nenhum dos guerreiros e guerreiras da Luz escolheu  lutar contra a dissociação por prazer em lutar.
No Front estão as almas que não suportam mais o império do Mal no mundo, que disseram um BASTA a tudo isto que esta ai!
São almas que se despojaram do conforto de isolar-se do mundo e não atuar nele, pelo desafio de, vivendo vidas diferentes do padrão usual do mundo atuar todavia nele para ajudar o máximo de irmãs e irmãos que puder ajudar.
Tanto é uma escolha da alma quanto é uma dignidade desta, esta escolha; pois o divino nela alma e em tudo só aceita quem verdadeiramente dá frutos e mostra-se digno(a)!
Aquela(e) que não o faz pode até enganar aos humanos mas à Deus não engana e cedo ou tarde sua máscara cairá.
Portanto diante do calor desta renhida batalha em que estais engajada(o) lembre-se de que todas as armas são espirituais...pois em verdade TODO o inimigo é espiritual!
Não temos inimigos nos humanos, mesmo os piores entre eles, pois em verdade o que impera neles e através deles são energias dissociadas, e manifestas por entidades espirituais que de há muito pelo que entendem ser o natural...A Morte Eterna...entendem as mesmas que a Vida é um erro, e que o ideal seria voltarmos...tudo e todos ao Caos original pois não enxergam um fim nisto que chamamos e conhecemos como Vida a não ser ausência de significado!
São entidades que são extremamente evoluídas até o mental inferior, mas que ali chegando estacaram e por eras criaram uma visão de mundo extremamente fria, materialista e que mesmo no mundo espiritual inferior( etérico, astral e mental inferior) não vê o Espírito humano como dignificado e não percebem os éons superiores de Deus.
Deus através das Hierarquias superiores atua em nós e através de nós para manifestar ao mundo a Mentira do que são e pregam tais entidades e da grandiosidade que é o viver quando verdadeiramente a alma se liberta dos ranços que a prendem a estes contextos que os trevosos conhecem tão bem e espalham como verdade.
Liberta a alma se escolhe livremente e é aceita por Deus em si e assim sendo pela Hierarquia Superior para atuar nesta guerra espiritual "nos lugares celestiais! do baixo céu do mental inferior, astral e etérico...donde será desalojada finalmente esta Hierarquia nefasta e a Terra alcançara a reunificação!

Em Amor, Paz e Luz...

Valter Ludwig Taliesin

O simbolismo da abelha, dos favos de mel e do mel na mitologia do Cristo é um dos grandes segredos iniciáticos de todos os tempos.
Não importando se os descendentes dinásticos de Jesus são diretos dele com Madalena ou se são de seus irmãos e irmãs, o fato é que EXISTE uma dinastia real do Graal que envolve diretamente a figura de Jesus.
Ainda que o mestre nunca houvesse realmente se casado e tido filhos e filhas seus irmãos e irmãs CARNAIS o fizeram; como Tiago o justo(o principal líder da Igreja em Jerusalém quando da conversão de Paulo, ladeado por Pedro e João - eles formavam como que uma representação da trindade que governa o mundo, através do rei do mundo e seus dois super ministros -...e também o escritor da epístola que leva o seu nome) e Judas(o escritor da epístola que leva seu nome) por exemplo; e DELES(AS) pode muito bem ter se formado tal dinastia.
Mas cada vez mais cresce a hipótese de que tal dinastia encontre; além de e em seus irmãos e irmãs, no próprio Jesus seu nascedouro!
Os desposyni são uma "mancha" que alguns ramos da Igreja(principalmente o veio mais famoso) tentou apagar depois de um certo tempo, quando as figuras de Jesus e de sua Mãe atingiram um patamar tal de culto onde a simples possibilidade, não de que Ele tivesse tido filhos e filhas, mas irmãos e irmãs, saídos do mesmo ventre do qual ele se formou e saiu, fosse considerada um pecado mortal. Neste cenário afirmar-se descendente direto da família de Jesus tornou-se passível de morte. Culparíamos os Desposyni por terem caído na clandestinidade como fizeram?
A perca da preeminência da família de Jesus na igreja primitiva vai diretamente conjunta às duas quedas dos judeus frente aos romanos; a de 70 DC frente a Tito e seus exércitos que teve como principal catástrofe a destruição do templo e a revolta de Bar Kochba em 138 DC contra Adriano, que ocasionou a diáspora judaica mundo afora. É exatamente posterior à estas datas, que pouco a pouco, livres do poder central da Igreja em Jerusalém, os líderes da Igreja pelo império vão adotando uma teologia onde a virgindade perpétua de Maria se tornou central...e tal poder teve isto que catolicismo, ortodoxa, ortodoxa oriental, anglicanos e alguns luteranos acreditam nisto até hoje, vendo nestes desposyni, quer primos de Jesus, quer filhos de José em casamento anterior.
Os evangélicos e outras seitas cristãs surgidas depois aceitam que sejam filhos de Maria com José...e entendem a virgindade de Maria como necessária até somente ao nascimento do Cristo, sendo este filho de Deus e não de José como acreditam, entretanto aceitam normalmente que Maria pudesse ter tido outros filhos depois com José...outros veios cristãos mais recentes ainda e tidos como heréticos pelos demais não só aceitam que Maria teve outros filhos como entendem que o próprio Jesus era filho de José diretamente e de Deus como forma especial ao encarnar a entidade do Cristo no batismo. Em verdade mesmo durante a Igreja primitiva havia grupos que acreditavam assim, mas foram sufocados com o tempo.
Seja como for, debaixo dos veios ocultos a sagrada família manteve-se viva e um dos seus símbolos universais é a da abelha e seus favos de mel, bem como o mel em si.
E Jesus...bem, Ele como bem vemos continua a ser a figura humana mais fascinante de todos os tempos e quer como seja encarada sua divindade ela a meu ver se torna cada dia mais real pois seja como for que Ele se percebe divino(E ele se percebia SIM assim!); quer por nascimento ou quer por manifestação do Cristo a certa altura de sua vida, isto foi tão determinante para a História do mundo que estamos até hoje falando disto... e acaloradamente...mas creio que os Desposyni estão por ai...muitos nem sabem que o são...se perderam nas brumas do tempo, se miscigenaram com outros etc...mas alguns, um seleto grupo, manteve as tradições vivas e secretamente atuam no mundo...esperando sua Hora! E penso...ELA ESTA A CHEGAR! Onde toa a Verdade terá que ser encarada, frente a toda falsa tradição, dogma ou doutrina... CUSTE O QUE CUSTAR!
Valter Ludwig Taliesin




VÍDEOS SAGRADOS

MADREDEUS - ÁLBUNS 

 ESSENCIAL

O PARAÍSO 

AINDA

O ESPÍRITO DA PAZ

EXISTIR

OS DIAS DA MADREDEUS






FONTE DE IMAGENS GOOGLE

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A REINVENÇÃO DA HUMANIDADE...








Imagem...Imaginação....

Da imaginação divina nasce a imagem de todas as coisas...

Na imagem de todas as coisas nasce os opostos, dos opostos - o sentido aqui é de complementação contudo não de oposição....dois que se completam e se complementam - nascem as inúmeras individualidades com um deles em manifestação e outro em potência...

O ser humano carrega dentro de si o universo que o carrega por dentro...uma relação simbiótica que vai desde nosso estado material mais denso até o estado espiritual mais sutil pois esta relação é completa em si mesma...


A consciência neste cenário é o campo de energia que A Mente manifesta e que atuando no ser humano e através dele vai de conquista em conquista alçando voos para profundezas hoje nem sonhadas(expansão) ou quando atrofiada se fecha no ponto em que esta(estagnação)...e por fim quando esta se lança à destruição, amando o caos e preferindo o Fim como um contexto mais sagrado do que a Vida(retração)...

SIM!

Pois tem quem ame mais a Morte e a destruição da consciência de Si(se isto possível for claro) do que a Vida unitiva!

Valter Ludwig Taliesin

A beleza do luar...
Do luar que envolve e encanta...
Do luar que parece colocar toda
emoção no lugar...
Do luar bálsamo prateado sobre
feridas vivas que pouco a pouco
vão a cicatrizar...
Ah! A beleza do luar!
Luar tão cheia de imagens...
Luar como Deusa a brincar;
festiva, linda, iluminada, entrando
e saindo dos corações amantes
e com varinha de condão, qual fada
mais que madrinha fazendo filhas
da Mãe filhos e filhas pegar...e deles o
mundo se enche de choro infante e
risadas deliciosas e sagradas no ar!
Amor e Vida...
Amor e novas vidas...
Tudo sob a luz testemunha do luar...
Luar que leva o(a) viajante aventureiro(a)
e o(a) conduz pelos mares da vida para
portos seguros de estada e acena que um
dia haverá um porto seguro de fim de jornada!
Meio luar, novo luar, luar minguante, luar cheio
de luz como se a Deusa mostrasse em seu rosto
um sorriso que faz pequeno ou grande...conforme
o momento e as fases que ela tem!
Luar e Lua...Lua e Luar...
Dos seres da noite amiga,
Dos seres do dia um beijo disfarçado do Sol...
Se eu pudesse um dia pedir uma coisa...
pediria que nunca deixasse o Amor...de Amar!
Mas isto nem digo pois seria como se Deus(a)
não mais tivesse e isto..cá comigo...NUNCA HAVERÁ!

Valter Ludwig Taliesin 

Favos de mel...

Mel que desce e escorre pela boca...
Mel que adoça os lábios...estoura
em sentidos múltiplos quando penetra
o corpo em ondas brilhante douradas.

Favos de mel...

Mel que alegrando também alimenta...
Mel nascido e manifesto de um ser
vital para nossa sobrevivência e
emblemático para nossa História
oculta universal...
A pequena mas essencial..ABELHA!

Favos de mel...

Mel que é símbolo da própria Palavra Viva!
Palavra do Criador para todas as emanações
conscientes em diversos graus que...EU SOU!

Favos de mel...

Favos que são vasos, pequenos vasos de cera
das abelhas de divina imagem...criando o mais
doce e sublime dos cenários...e a melhor das
das tradições simbolistas onde humano e divino
são o puro êxtase supremo das iniciações...
Como UM só!

Favos de mel...

Que como uma imensa teia se estende de geométricas formas...
Como pequenos círculos levemente quadriculados...
UM circulo, 4 lados...Uma divindade Universal...

Favos de mel...

Aqui e agora...preservar a vida das abelhas tornou-se uma
real mensagem de que estamos de fato compromissados
com a vida...tão enigmaticamente ligada a estas douradas
e deliciosas teia destes essenciais seres...

Favos de mel...

Valter Ludwig Taliesin 


Alegrar-se é uma ação constante de afirmação da filiação divina.
Há um texto sacro que nos diz:
" PORQUE A ALEGRIA DO SENHOR É A VOSSA FORÇA!"
Esta é uma afirmação extremamente positiva sobre algo que é tratado e manifesto mais do que como uma sensação ou sentimento meramente humano.
A alegria aqui, neste contexto, é vista como um verdadeiro atributo divino.
Alegrar-se aqui é um verdadeiro Êxtase diante do sagrado.
Neste êxtase o devoto encontra forças, poder para seguir os dias!
A tristeza TEM SIM um lugar no nosso caminhar evolutivo!
As vezes o momento requer cuidado, fechar-se um pouco...introjetar-se...colocar-se dentro em recolhimento...deixar as lágrimas fluírem pois este chorar é como um derramar do coração ante Deus!
Mas por outro lado existe situações de nossas vidas que requerem afirmações positivas!
Momento em que somos convidados a sairmos ao mundo e manifestarmos nossa luz intensivamente!
E as vezes este convite sagrado vem em meio as nossas dores, às nossas pelejas diárias!
Quando há este convite do sagrado em nós, do divino que se manifesta, abrindo os portais do banquete sagrado...peca...literalmente, a alma que se isola, se ensimesma..recusa o convite e vai isolar-se em sua dor!
Esta percepção entre momentos de choro, tristeza e recolhimento como salutares para a alma se comunicar com o sagrado, e este; falando com a alma, esta sair de seu isolamento e vibrar a energia criativa, expansiva e regozijante em seu entorno de pura Alegria divina - e aqui já falamos com maiúscula pois a alegria deixou de ser uma mera reação humana ao bom da vida e encontrou um motivador além das reações; encontrou DEUS como motivador supremo de seu alegrar-se, portanto tornou-se um atributo Deste - torna-se assim a alma uma ministrante do puro êxtase sagrado...das ondas de verdadeiras e libertantes energias de contentamento!
Neste ponto, para a alma, pouco se lhe dá se sua situação externa mudou ou não...o fato é que mudando internamente...tornando-se regozijante, alegre...ela passa a vibrar com a sintonia da "Força divina" e diante desta Força não há tristeza que resista! E progressivamente isto irá influir no seu externo com certeza e o mundo se fará...NOVO!
Este é o recriar da Força da Alegria divina em nós!
Namastê!
Valter Ludwig Taliesin






O Céu que dentro em mim há manifesta; o Sol, a Lua, as Estrelas e todos os Astros que pode abarcar.
Este interno Céu, como um reflexo do que cá fora esta.
Ou seria em verdade o que trazemos dentro o original é este outro imagem?
Qual será o poder do nosso olhar?
Do nosso observar?
Poderá em verdade o que observamos ter a imagem que trazemos na alma?
E se assim for, há como uma ligação coletiva interna que, à exceção dos pequenos detalhes - digamos, que tenha que haver algo de particularidade em cada olhar - nos faz ver como um só, tudo e todas as coisas?
Ou estamos a fantasiar, e o que há cá fora sempre foi o que é, independente do nosso olhar?
Será que realmente tem certas coisas, certas cores, certos nuances, certo lugares que não estejamos preparados para olhar, ou estão nublados ao nosso olhar e por isto para nós são como se não fossem? Mas estão cá, dentro em nós...esperando só o momento de que sejam captados?
Até que ponto nossos olhos são mecanismos biológicos ou algo mais...como um canal de percepção da imagem das coisas e mais além ainda: sua essência?
A bela e a fera, sabemos por exemplo; é uma metáfora do olhar...do olhar da mulher que vai mais além e capta a essência do homem selvagem e brutal que a princípio teme, irá devorá-la; mas que então...pouco a pouco vai se revelando mais humano que os humanos que conhecera e finalmente seu olhar cativado e cativante, traduzindo o amor que nasce e cresce em ambos, revela a verdadeira face do amado!
Ou a princesa,  que conhecendo um girino mau sabe que encontrou o amor de sua vida e depois de idas e vindas, quando então beijando o sapo como se visse neste o mais belo dos seres, é nisto que se torna!
Não haverá em tais contos de fadas, uma metáfora, uma figura, um símbolo, uma analogia profunda com a capacidade que temos de; ao olhar criar mundos e ao mudar o nosso olhar recriá-los?
E se assim for, se tudo o que nos envolve é em realidade o reflexo do que captamos e processamos na alma, que simplesmente a construção de um humano melhor, uma humanidade fraterna, uma sociedade mais justa e um mundo renovado não será mera escolha de olhar? E então manifestar?
E aquele(a) que neste ir além desperta e desenvolve o terceiro olhar...aquele protótipo dos Ciclopes, que diz a Filosofia oculta, trazemos entre os olhos manifesto como embrião?
O que verá? até onde irá seu poder de percepção, discernimento e criação?
Os tempos atuais nos confronta mais do que quaisquer outros tempos com esta profunda questão...e conforme for nossas respostas estaremos cocriando o mundo que queremos para nós!

Valter Ludwig Taliesin


HUMANIDADE
Humano das idades...
Uma unidade...
Uma idade...
O humano que de um se faz infindáveis...o ADAM KADMON...A Imago Dei...Macho e Fêmea...de onde toda a vida procede porque é o grande arquétipo.
Geralmente quando pensamos em humanos, imaginamos apenas o contexto terrestre mas ADAM KADMON é multidimensional!
Em Adam Kadmon todas as coisas foram criadas; dai porque na frase: "Deus trouxe todos os animais para o homem nomeá-los"...em verdade o significado oculto é:
"DEUS DEU AO HOMEM OU ATRAVÉS DO HOMEM O PODER DE MANIFESTAR TODA A CRIAÇÃO...TODAS AS FORMAS DE VIDA: DO REINO MINERAL...VEGETAL...ANIMAL E HOMINAL...E EM ALGUMAS INTERPRETAÇÕES ATÉ MESMO AS FORÇAS ARCANGÉLICAS...
Nas energias tanto feminina quanto masculina - pois tanto o masculino.. "humano"... quanto o feminino ..."humanidade"...contém em si as chaves deste que é o maior dos mistérios criativos - estão contidos os segredos de todas as formas de vida.
O porque do Cristo ser nomeado por Paulo como o NOVO ADÃO em suas epístolas tem tudo a ver com este contexto multidimensional de Adam Kadmon...porque na figura do Cristo Cósmico o grande apóstolo via a renovação da vida em todas as esferas de manifestação do Ser e não somente o contexto usual de humano terrestre.
Em verdade como disse, podemos perceber no termo HUMANO o mesmo mistério desta manifestação da vida que no termo HUMANIDADE...
O singular nos aponta para a figura de Adam Kadmon; o humano das idades, o Um original de onde vieram todos; o Pai/Mãe manifesto como UM na primeira e única idade - HUMANO...UM ANO, o grande ano criativo - o eterno primeiro agora, onde Deus o manifestou de si mesmo...de sua Mente Criativa, pois assim como tudo nasce da Mente Criativa de Adam Kadmon como o grande arquétipo da vida o mesmo nasce como único arquétipo desta Vida na Mente Divina...naquele ponto inicial de onde a figura arquetípica de Kadmon se manifestou!
Ele é o projeto que depois projeta!
Como um programa que criado "um" pelo programador depois vai criando todas as interfaces ilimitadas da computação através dos códigos contidos em si e projetados pelo programador.
Assim, em nossa humanidade esta oculto o mistério da divindade...sempre presente naquilo que manifestou como...Vida!
Valter Ludwig Taliesin

Influímos nas decisões dos outros...mais ou menos...
Vivemos em uma sociedade interativa, e infelizmente para
muitos descaracterizada.
Uma coisa é tu receberes boas influências de um ou
de outro quando o próprio divino em ti e no outro
abre este caminho de comunicação. Outra bem diferente
é a dependência seguida do que o outro pensa, fala e
faz ou da presença física viciante de A ou de B!
Pior ainda quando a interatividade é nociva ou seja;
cria cisões e grupos rivais que se digladiam como se
fulano e sicrano tivessem razão!
Partidarismo geralmente traz isto; ideologia também;
e religião nem se fala!
Libertar-se de influência excessiva do outro, mesmo aquela
que entendemos como boa, mas que em excesso torna-se
tão prejudicial para nossa evolução quanto a má é o
grande passo para uma espiritualidade e um viver em
equilíbrio entre tuas escolhas e a interatividade.
NÃO SOMOS UMA ILHA!
Dizem que morremos sós, nem isto...se cada um dos
que falam isto pudessem ver a nuvem de testemunhas que,
invisíveis aos olhos dos encarnados observam os desencarnes,
inclusive em apoio ao bom combatente e em alguns casos:
revelando as duras penas que esperam o que praticou o mal,
mudariam rapidinho de posição...
É dito por exemplo, que o Anjo da Morte assume a feição do que a alma praticou quando do desencarne...se bem fez, um lindo anjo o envolve e abre-se um portal até seus entes mais queridos...se o mal praticou revela-se a face mais hedionda possível e o caminho se abre para o limbo onde terá que, nos portais do umbral sofrer suas desditas até poder sair dali; e até dizem...que os mais ferozes trevosos vão para círculos verdadeiramente infernais onde padecem de forma continua(mas não eterna como acreditam os fundamentalistas) seus infernos pessoais até o tempo de pena que lhes esta destinado...mas tudo é questão em debates ainda...há aqueles por exemplo, que defendem que existe uma fraternidade trevosa que recebe de braços abertos seus sequazes e que a mesma só será desfeita quando finalmente a fraternidade branca vencer o embate entre as duas(será que aqui caberia vice e versa? Questão aberta à discussão)! Ou seja; para estes, os que verdadeira e conscientemente optaram pelo mal, enquanto nosso mundo continuar cindido em dois consciencialmente, tem tanto amparo dos trevosos na passagem quanto os de luz tem da fraternidade branca...e os encarnes dos tais seria explicado pelo mesmo viés...
Enfim; seja como for, morremos sós porque nossa morte é só nossa assim como nascemos sós neste MESMO sentido...
MESMO GÊMEOS UNIVITELINOS são essencialmente sós
enquanto entidades que se encarnam...se não seriamos CONSCIÊNCIAS COLETIVAS, completamente descaracterizadas de vontade e escolha!
Entretanto Deus nos fez consciências individuais, conscientes de si mesmas e dos demais, mas COM POTENCIALIDADE para; em descobrindo o divino em Si tornarem-se consciências coletivas em relação AMOROSA, por livre escolha em ser...UM...não por obrigação ou falta de opção!
Valter Ludwig Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

AURIO CORRÁ - GAIVOTAS


GANDALF - IRIS


LAURA POWERS - SAILING HOME


MIKE ROWLAND - TITANIA


HOMEM DE BEM - MADANA MOHANA MURARI


FONTE YOUTUBE




FONTE DE IMAGENS GOOGLE

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

A HORA CÓSMICA DA TERRA...




Ícaro foi além do que devia...
Ao fugir com o pai, Dédalo, do imenso Labirinto que construíram para Minos de Creta prender seu Minotauro devorador de homens, voou com as grandes asas que forjaram para si mesmos, muito acima do que devia e o Sol, inclemente, derreteu  a cera que tudo juntava e Ícaro despencou para a morte certa.
O Labirinto de onde saíram, o qual construíram, no qual ocultos foram para não revelarem os segredos do mesmo...à ele e ao pai não reteve, ao gênio inventivo de ambos. Contudo o que colocou Ícaro em rota de colisão com sua própria grandeza interior e genialidade interior?
Seu deslumbramento com o feito!
Este é o grande problema de muitos servidores e servidoras da Luz... tem e sabem usar o talento que tem, os dons que receberam de Deus mas NÃO SABEM lidar com os resultados disto.
Suas ações são perfeitas mas suas reações desastrosas!
Por isto que o ensino iniciático diz da grande importância de sermos ativos, proativos e do perigo da reatividade.
Quando reagimos geralmente perdemos o equilíbrio entre o Ser e o fazer...podemos nos iludir tanto com as críticas quanto com os elogios. Podemos nos envolver com pessoas e situações meramente pelo fato de responderem de uma ou de outra maneira sem pesarmos o que é essencial...DEUS EM NÓS E NELES...
Libertar-se desta dependência de reações, de deslumbramento de decepção,, disto e daquilo é essencial se quisermos realmente voar sem o perigo de cairmos inapelavelmente como Ícaro.

Valter Ludwig Taliesin  

Arcanos...
A arca dos anos...
O arco dos anos...
Arca sugere conteúdo...
Arco sugere ligação e memorial...
Arca sugere oculto e mistério...
Arco sugere beleza e simetria...
Arca sugere útero e ventre...
Arco sugere, conforme entendido;
reta ou semi círculo...
A arca recebe, o arco coloca...
A arca contém, o arco revela...
A arca  pode ter todas as formas
desde que tenha um vazio dentro de
si que possa ser preenchido...
O arco enquanto arma é tanto um semi
círculo quanto a seta reta que envia...
A arca não deixa de ser uma arca se
nada houver dentro dela, mas convenhamos;
que desperdício!
O arco, seja a arma ou o triunfal monumento
podem ser ambos um do outro o complemento.
A arca pode inclusive receber o arco de guerra,
aposentado dos anos de peleja...ou pode ser
guardada com símbolos ocultos sob o arco
triunfal como um memorial de glória...
Os arcanos são a arca e o arco dos mistérios
profundos...os símbolos mais magistrais do
divino para a humanidade e trazem em si
o som e o cheiro do antigo, da tradição das
idades e entretanto são portais para vastos
níveis conscienciais novos e renovadores.
Os arcanos tanto guardam e velam os grandes
mistérios como uma arca, quanto como um arco;
são um memorial, uma lembrança da glória dos
filhos D'alva e por fim a melhor das armas, a mais certeira,
o melhor dos portais simbolistas para se despertar imagens sagradas dentro da alma!

Valter Ludwig Taliesin

Na vida há os que somam e os que somatizam...
Os primeiros multiplicam, os segundos acumulam;
os primeiros abençoam, os segundos vitimizam-se
e perigam vampirizar.
Somar é a junção do SOM COM O AR...
É O Espírito que como "o vento sopra onde quer",
como disse o Cristo; e que vem "como um som
de vento veemente, impetuoso", enche o local do
encontro sagrado e sons misteriosos saem das bocas
daqueles(as) que o receberam ou melhor; manifestaram,
cujo símbolo são as línguas em fogo sobre as suas cabeças.
Somatizar começa por ter SOM mas depois simplesmente
perde o sentido...contém até o SOMA, a bebida dos deuses
mas em corpos não preparados o efeito é danoso!
Também sugere o somar quando falamos, "soma", como a
definição da operação, MAS... em seguida o TIZAR tira tudo
de órbita!
É como um arroto depois de um beijo caloroso e apaixonado
quando se esta ainda boca a boca!
Aliás; por citar o Pentecostes... certos "batizados com o Espírito"
de hoje em dia lembram mais ébrios que beberam indevidamente
o SOMA dos deuses do que "os vasos de eleição" que deveriam ser;
isto não implica que o que receberam seja espúrio(alguns verdadeiramente são, arrisco dizer) mas SIM que, como o vinho novo que não pode ser colocado em odres velhos sem que rompa estes, os mesmos não resistem o poder dentro de si; do mundo de lá no de cá e literalmente "PIRAM na batatinha"...
SOMATIZARAM OS EFEITOS E PERDERAM O PODER DO SOM QUE TUDO TRANSFORMA!
Por isto que o melhor conselho ao iniciando é uma sinceridade absoluta dentro de si, uma integridade muito grande entre pensar, sentir, falar e fazer pois o perigo de somatização, de acumulo energético ao invés de soma, e desta em multiplicidade de dons, talentos e doação que seria o normal, é extremamente real!
Enfim...ser conduzido do "IRREAL AO REAL" tem seu preço...e nem todos podem pagá-lo, mas podem esperar o tempo certo para tanto!

Valter Ludwig Taliesin

Ao futuro o que legamos?
O melhor presente que possamos deixar...
O melhor legado...
É uma vida constantemente vibrante,
constantemente focada no sagrado,
no divino em nós e através de nós.

O futuro é sempre probabilidades...
Possibilidades que se fazem no
aqui e no agora.

Sem esta visão, sem esta certeza,
o ser humano vive como vemos hoje;
Apesar de sabermos que uma geração
nova e vibrante esta a encarnar faz já
70 ou mais anos e progressivamente
em maior quantidade...entretanto o
grosso dos humanos vive preso a medos
ancestrais, a passados de ódio, de mágoas
atrozes; à escravidão dos sentidos, sob o
domínio do ego e cada vez mais carente de
esperança...este senso de "fazer meu futuro"
aqui e agora, parece algo simplesmente
impossível para quem, dentro da alma,
se conformou com a capa de vítima; e
completamente distorcido para quem veste
a capa de algoz; este até pensa assim, mas
de forma absolutamente egoísta e vazia
do sentido de amor incondicional que deveria
ser o real formatar o futuro no aqui e no agora.

Abra seu coração para esta Verdade...

Liberte-se do medo e viva; aqui e agora,
com fé e amor incondicional a construção;
dia a dia, momento a momento, o melhor dos
futuros para si e para os demais. Sua vibração
alcançara quem estiver na mesma sintonia...
e mesmo que a humanidade atual à grosso modo
receba a devolução das vibrações distorcidas que
envia e suma da face da Terra...esta será a herdade
de quem vencer, e por si mesmo(a) se eleger,
cidadão de uma nova era!

Esta em sua...em NOSSAS mãos!

Valter Ludwig Taliesin

Foste um antes de seres dois...
Fostes dois unidos em amor como um...
Fostes vários quando o amor frutificou...
Fostes então estranhamente vos distanciando
quando e quanto mais vossos corações urgia de
e por amor.
Fostes igual e contudo diferente...
Fostes nível e desnível...
Fostes liberto e escravo...
Fostes sim e não...
Fostes arranjo e desarranjo...
Fostes dia e fostes noite...
Fostes céu e fostes inferno...
Fostes mel e fostes fel...
Fostes puro doce e raiz de amargura...
Fostes Abel e fostes Caim...
Fostes vítima e fostes algoz...
Fostes paixão e apaixonado...
Fostes herói e fostes vilão...
Fostes mulher e fostes homem...
Fostes silencio e fostes ladainha...
Fostes pensar e fostes agir...
Fostes forte e fostes fraco...
O que tu nunca fostes é...nada...
Tudo fostes e vivenciastes...
Cimos e baixios...entradas e saídas...
Curastes e devorastes...
Abristes e fechastes portas...
Tudo vivestes intensamente e hoje dizes...
que monotonia...
Ah! se tivesses realmente sido e tido
esta tal monotonia...talvez então
tivestes tido tempo para fazer a paz
duradoura ao invés da ilusão que tendes.
Talvez terias amor duradouro ao invés
dos fogos que devoraram tua alma.
Pois MONO...TONIA...é um tom só...
uma constante...um perene Ser...
um plácido ser que por teres um furacão
e um vulcão destrambelhado dentro de ti
entendestes por cansativo e sem graça.
Perceba que no cerne e no fim de todos os
tons...musicais e de cores...tudo é UM...
Mas falando em graça...
Haja "graça" em tantas desditas!
Mas valeu a pena acredite!
Pois tua vida...sempre foi tudo, menos
uma falta de ter o que fazer!
O Rio do Tempo te conhece faz bilênios...
mas a Eternidade te espera...de braços
abertos...ousa enfrentar tal "monotonia"?
Realizar Deus é a constante mais viva que existe!

Valter Ludwig Taliesin


Aquilo que chamamos de "meu" em verdade é emprestado.
Emprestado por roupagens conceituais, emprestado por
tratos e tradições; emprestado por genética ou repassagens;
emprestado por dias passados; emprestado pela impermanência;
emprestado pelo toque do tempo; emprestado pelo sim e pelo não.
Emprestado pelo ir e vir dos desejos, sentimentos, pensamentos,
palavras, ações e interações.
Emprestado por familiares e estranhos.
Emprestado por amigos e supostos inimigos.
Emprestado por deuses e demônios.
Emprestado por caminhos e descaminhos.
Emprestado pelo amor e pela paixão.
Emprestado pelo orgasmo e pela frigidez.
Emprestado pelo certo e pelo errado.
Emprestado por momentos intensos, momentos decisivos e MUITAS, mas MUITAS vezes mesmo por momentos que não damos conta...não percebemos a grandeza que eles tem.
O conceito de meu é um empréstimo da Vida ao ego...e este tem sido genericamente mau pagador. Mau mordomo...mau governante...não tem percebido o quanto deve a outros sensos e sentidos mais vastos do que ele dentro do ente que viveriam as coisas que supostamente ele tem, muito melhor e mais plenamente e benéfica, inclusive para ele, ego.
Enquanto alma e consciência muitas vezes jazem escravizadas... Enquanto o Cristo interno chora no presépio interior, nascente mas trancafiado entre o cheiro acre do estrume do estábulo porque não encontrou na grande casa lugar para si...o ego qual um Herodes leproso o persegue, matando sentimentos e sensações muito melhores do que qualquer criação dele, num desespero profundo de perder um trono que no fundo NUNCA foi seu.
Mas mau sabe ele, que sobre o Cristo brilha a luz radiante da estrela matutina...a radiante Presença do Eu Sou e que esta abre o caminho e direciona os magos e seus augustos presentes para Ele, menino infante...envolto no humilde lar dos filhos mais humildes da natureza e no entanto nunca foi mais belo e mais profundo o que se sente ali permear.
Pois no mais simples e andrajoso ambiente...cresce a maior das glórias e dali pulsante em vida própria finalmente a entidade humana sente o que de verdade pode ser "meu"..."minha"...
E quando o ego submete-se ao comando superior entende que este "meu" "minha" é simplesmente e tão somente a maior das bençãos...o direito inalienável de viver...acertando ou errando...viver pura e simplesmente e tudo o mais é adereço...sim, verdade; uma linda e bela concessão ainda assim para ele ego, mas com assinatura de..."permitido experienciar por tempo ilimitado com a única condição de que só passe de ano para ano...se aprender as lições devidas, se não fica cá e lá perdido na ilusão que 'tudo é meu' até acordar..."

Valter Ludwig Taliesin

A gestação da vida nova...tão imantada pela mais cristalina e diamantina alma... pela mais azulada mente e pelo mais dourado coração...transformando em torno de si como um brilho prateado ou perolado, sua aura coletiva...

Aura coletiva...

Desta humanidade que brota e permite que o melhor de si alce voo!

Aura coletiva...

Deste senso de Presença divina que tudo e todos toca unificando em amor quem Dele participa!

Aura coletiva...

Como um manto perolado da Noiva, de Shequinah; uma hipóstase da Mãe em forma e expressão de cada ente renascido da Terra... como se um avatar para esta fosse criado através destas vibrações para que a "Alma Mundi" pudesse-o então ocupar entre nós!

Aura coletiva!

Que unifica os humanos de boa vontade e toda a criação que geme e chora em expectação da manifestação dos filhos e filhas da Alva!

Aura coletiva!

Que se expandirá...se expandirá...se expandirá...envolvendo finalmente toda a Terra e que permitirá ver no seio de si o avatar do Filho ser formado e ver que este Filho será cada alma, cada entidade que manifestou de si sua vibração e formou o manto da Mãe...e agora se tornam eles mesmos...o Grande Avatar da Síntese!

Aura coletiva...

Que finalmente revelará Shambhalla no centro do Agartha e abrirá um túnel de luz  que atravessará o centro solar... o centro  sistêmico, o centro da constelação, o centro galático...até chegar ao centro universal, Nebadon, que recebe o poder e autoridade deste super universo em que estamos, a sétima manifestação descendente da Grande Ilha do Paraíso... evocando a Nova Jerusalém e seu supremo Governante...Cristo/Micael/Jesus e seus Hierarcas!

Aura coletiva...

Deus(a) conosco em todas as percepções de Si mesmo em nós e por isto brilho de Si mesmo emanado por nós!

Aura coletiva...

Um eterno baile de Amor...Sincronia...Sintonia e puro Deleite Feliz!

E então...não haverá mais necessidade de admoestar ou ensinar ninguém coisa alguma pois o divino em cada um será expansivamente...O GURU!

SOHAM!

Valter Ludwig Taliesin 

VÍDEOS SAGRADOS
KARUNESH

ROBERT HAIG COXON

PAUL HORN

PHIL THORNTON

CARLOS NAKAI

FONTE YOUTUBE


FONTE DE IMAGENS GOOGLE