Google+ Badge

domingo, 18 de dezembro de 2016

O ATUAR DA MÃO DA PROVIDÊNCIA

Direto do túnel do tempo...3 anos atrás... nestes 3 anos pude ver "A MÃO DA PROVIDÊNCIA" agir e cuidadosamente atuar na medida de minha fé e neste atuar pouco a pouco conheci mais e mais do divino em Mim.
Valter Luis Taliesin

Estou oscilando intensamente entre excitação e calma estes dias...
estranhas expectativas associadas à certezas...
Isto mesmo; expectativas e certezas, NADA de incertezas graças
a Deus!
Mas os estados entre excitação e calma são complicados de administrar às vezes.
Complicados de serem entendidos, compreendidos e sou um cara criterioso neste ponto.
Gosto de saber onde piso, porque piso, com quem piso e se pisar vale a pena.
As pessoas continuam nos surpreendendo e algumas para melhor, isto é bom.
Mas nossas expectativas e certezas, excitações e calma não devem de maneira nenhuma focar-se, firmar-se exclusivamente nas pessoas.
O caminho se abre diante de nós e um leque absurdo de opções parece abrir-se ante nós mesmo quando conhecemos ou achamos que conhecemos as pessoas e o que queremos ou elas querem.
Esta é a glória e a tragédia de sermos seres cientes e com escolhas!
A maior das glórias ao tratarmos de relacionamento é quando duas pessoas combinam perfeitamente suas incertezas na certeza de que se querem e se amam...as incertezas particulares ficam totalmente em segundo plano e passam a trabalhar como companhias obedientes da grande certeza que norteia suas vidas.
A maior das tragédias é quando as certezas pessoais de duas pessoas que se amam se fortalecem e se firmam tanto em campos antagônicos que o estar junto e construir algo junto se torna uma grande incerteza.
O periférico, o que deveria ser suplementar e complementar e o diverso nos dois, se tornam inimigos mortais da relação e não o tempero que dá sabor e cor.
O ideal talvez seria um estado de ser absolutamente calmo e centrado onde não houvesse oscilação quanto à resultados, mesmo quando sabemos que tais resultados são claramente certos no bom sentido, como as vezes acontece.
Mas talvez seria pedir muito, nem Jesus teve controle sobre este tipo de expectativa quando sua hora estava chegando....um misto de excitação e calma dominou o coração do Mestre diante da certeza do que viria até o embate no monte das oliveiras; quando o estado centrado perfeito se concretizou no simbolismo do suor de sangue.
Suar sangue...
Quer literal ou figurado exibe um estado supremo de excitação a que pode chegar um ente diante de um momento decisivo de sua vida.
E também o fim absoluto dela ante a calma resoluta!
Neste momento ter pessoas de seu lado que te deem amor, conforto, aquele olhar cúmplice, aquele toque de mão que alivia é maravilhoso!
Ele não os teve apesar de pedir insistentemente aos discípulos que vigiassem e orassem com ele!
E nos tempos que estamos vivendo agora piorou; esta cada um e cada qual tão preocupado consigo mesmo que encontrar este momento, este ponto de ligação com a alma do outro esta cada vez mais rareando.
Costumo dizer e assusto algumas pessoas com isto que estranhamente consigo ser amigo e confidente de todos os que se aproximam de mim 'precisados' mas não consigo encontrar um ouvido amigo, um ombro amigo que seja meu ouvido confidente; quando começo a abrir a boca...desconversam.
É uma situação e posição que já percebi, causa inveja em algumas pessoas que acham que você resolve tudo e consegue tudo sozinho e ainda ouve e ajuda outros, mas uma posição extremamente solitária por percebermos que nem as pessoas mais queridas realmente percebem nossas carências em meio a tanta...'fortaleza'.
As cobranças assim vem desde o lar até aos sites de relacionamentos da internet e se você bobear e choramingar um pouquinho corre o risco de perder uns '10 amigos' de uma tacada só!
Estranho este mundo que estamos construindo não?
Onde alguns elegem uns para serem absolutamente paredes e muros de lamentações e outros como os lamentadores ad eternum sem direito de um ou outro as vezes precisar inverter as posições.
Em suma!
SIM!
EU TAMBÉM TENHO OS MEUS DIAS DE CÃO!
Aliás, até o supremo avatar Jesus os teve e quando teve saiu da boca dele; raças de víboras, sepulcros caiados, hipócritas e até chicote no lombo de gente que esperava sempre dele a mesma atitude de santidade absoluta; como se santidade absoluta fosse ser eternamente o muro de lamentações alheia!
Para um que o chamou bom num destes dias de 'cão' ele virou abruptamente e disse...'BOM É SÓ VOSSO PAI DO CÉU EU NÃO SOU BOM'!
E findou o papo!
Se fosse eu que fizesse isto acho que perdia metade de 'amigos' virtuais aqui!
Noutro a família dele apareceu toda solícita para acudi-lo pois ouvira que estava dias e dias pregando sem comer e achavam que ele tinha perdido o juízo...'elegantemente' ele disse' MINHA FAMÍLIA SÃO OS QUE OUVEM E OBEDECEM AQUILO QUE FALO' !
Que dia de cão não?
Enfim, porque estou escrevendo isto?
PARA AQUELES AMIGOS E AMIGAS QUE QUANDO NOS AUSENTAMOS UM POUQUINHO JÁ ACHAM QUE ESTAMOS EM CRISE TOTAL OU PERDEMOS 'A GRAÇA DIVINA' E PARA AQUELES QUE QUANDO ÀS VEZES PERDEMOS O TOM DE 'MESTRE' VEZ OU OUTRA E 'DESCEMOS DO SALTO E RODAMOS A BAIANA'(não, não estamos mudando de time please!) DEIXAMOS DE SER EVOLUÍDOS, E ESPIRITUAIS!!!
Enfim...é isto!
Amor e Luz!
Valter Luis Taliesin

Música Sagrada

BACH - JESUS alegria dos homens


BACH - Air

BACH - Tocata in dó menor

BACH - Adagio

BACH- Magnificat

BACH - Johannes Passion



DO TEMPO - DO NÃO TEMPO - DA ETERNIDADE DE UM MOMENTO -

O tempo todo tu estavas no Tempo tentando criar algo...Eterno...

Valter Luis Taliesin


Se o Amor fosse temporal haveria necessidade de perdão; mas o Amor é Eterno...então o perdão é uma ferramenta temporal que O Amor usa para curar entes humano/temporais rumo à perfeita inclusão do Amor... Eterno.

Valter Luis Taliesin



O Tempo é o fio que AS TRÊS FACES usa como Aranha Cósmica para... expandindo-o em todas as direções criar A Grande Teia da Vida onde as Centelhas grudam por tempos e tempos e criam corpos para vivenciarem relações temporais como se fossem...eternas. É a Grande Obra da Alquimia: tornar o bruto no trabalhado, mudar a constituição do simplório chumbo no nobre ouro.

Valter Luis Taliesin

O Tempo é o grande árbitro nas questões do coração no espaço/tempo. Porque? Porque ele testa o que perece e o que permanece. O que é fogo fátuo e o que será eterno quando falamos dos sentimentos e relacionamentos.

Valter Luis Taliesin

HOJE é o ponto concentrado de mutação por meio do qual a tirania da escravidão dos reflexos das coisas ruins do passado poderá ser vencida, transcendida.

Valter Luis Taliesin




Não temas o Tempo e o seu passar...deixe ir com ele inclusive, tudo o que te magoou, feriu, irritou. Verás que o Tempo pode ser um ótimo faxineiro consciencial.

Valter Luis Taliesin


Tenho visto pessoas alimentando rancores tantos que na fagulha de um momento botam tudo a perder JULGANDO outras vidas. Temos um tempo e uma vida para construir mas vivemos como sê tivéssemos a Eternidade para errar ou seja; fazemos pouco da Lei Maior inscrita em nossos corações e da Longanimidade Divina que deveria atuar ATRAVÉS de nós para tudo e todos e não somente sobre nós.

Valter Luis Taliesin


O tempo passa e O Tempo rege todas as estruturas e interações desta passagem. Na corrente do tempo os peregrinos e viajantes tem as experiências mais fascinantes; quer prazerosas quer dolorosas. O fascínio em si não é o perigo, a não ser que se prenda às sensações de prazer ou dor mais do que ao senso de ESTAR PRESENTE E ATENTO custe o que custar. Assim o fascínio, de fogo fátuo torna-se na Chama da Alquimia da Alma! E em fonte que jorra luxuriante para a vida eterna.

Valter Luis Taliesin


O Tempo é temporal e temporão... tanto pode nos surpreender com sua força, pujança, volume e efeitos em sua passagem (SIM ... estou a ver os dois sentidos da palavra) quanto nos surpreender com um momento mágico, sublime, que parece fora da estrutura normal do Tempo mas que tão somente revela gotas de oportunidades quânticas naquilo que parece tão linear.

Valter Luis Taliesin


Acredite: NÃO EXISTE tempo perdido, ocioso, falta ou excesso de tempo No Livro da Vida... Na tela do Akasha... não estar inscrito ali é a tal Morte Eterna pois não estar ali significa que a personalidade não viveu o suficiente para se perpetuar ...portanto um tempo mau investido faz com que uma personalidade perca sua individualidade mas tenha sua experiência de vida agregada ao impessoal misterioso da divindade... e quem sabe...algum dia futuro numa outra Criação ou Fiat de Lux ela ressurja do Caos impessoal para tentar mais uma vez em outra Ronda de outra Ordem Ser o que lhe faltou e que lhe fez Não Ser nesta que termina.

Valter Luis Taliesin


Aquilo que ecoa no Tempo é a voz inquietante das vítimas das insanidades dos egos inflados. Aleppo é só o triste exemplo mais recente.

Valter Luis Taliesin


Cada dia que passa, cada momento que vivemos é uma escrita no Tempo que pode se eternizar ou não além dele.

Valter Luis Taliesin





Resta somente o reconhecimento de que no Tempo são decifradas as letras sagradas, as palavras mágicas, que fazem do passageiro um veículo, um caminho que penetra fundo nestas malhas temporais rumo à eternidade.

Valter Luis Taliesin


Façamos de cada oportunidade espaço/temporal um Ponto de Mutação ...um "Momentum" único de criação ou recriação onde poderá o humano ser o Ser e revelar a Glória em si oculta...Glória esta que partindo de um momento no Tempo ressoa para a Vida Eterna.

Valter Luis Taliesin



Nada me falta quando estou Naquele Centro Incomensurável...Naquele Ponto em Mim que sendo perfeito Amor e Paz é também perfeita Onda Criativa, luminosa... de multifacetado colorido de dons e talentos. Ali DEUS EM MIM é uma Verdade Perene e o Tempo(Onda) flui da Eternidade(Ponto) e ao se expandir para"fora" leva contudo em si o germe do Infinito entranhado em suas malhas de Aranha Cósmica de 3 Faces(As Nornes, as Parcas e as Moiras)...possibilitando sempre em suas malhas temporais portais sagrados e eternos que levam direto ou escalonado ao Centro que há em Mim(Nós)...

Valter Luis Taliesin


Uma obra de arte nasce naquele ponto onde a Alma sente mais intimamente o toque das esferas superiores com o que esta captou no espaço/tempo... Vejam este redemoinho de cores...é como um "buraco de minhoca" ... um imenso túnel que liga realidades e realidades. Nos levando do Tempo ao Infinito.

Valter Luis Taliesin




FELIZ NATAL DE COMUNHÃO E SAGRAÇÃO E UM NOVO RECOMEÇO SAGRADO NO ANO QUE VIRÁ.

VALTER LUIS TALIESIN 


MÚSICAS SAGRADAS

CHRISTMAS Álbum - JETHRO TULL


Mantra OM SO HUM - EPIC CHOIR Sings -

CHRISTMAS Music -  IRISH IRELAND CELTIC


Mantra DIVINE OM MANTRA - CHOIR Chants


CHRISTMAS ÁLBUM - ELVIS PRESLEY 

Mantra OM HARI OM - CHOIR Version




sábado, 10 de dezembro de 2016

O AMOR ESTE ETERNO MISTÉRIO ENTRE ALMAS - Da Menina e Do Menino Eternos -

Nossa... uma amiga repassou este meu texto de mais de 3 anos, de 24 de Outubro de 2013...pois é...
então resolvi colocá-lo aqui como um texto com título no Blog.
Valter

Bom dia...
Era uma vez um menino que sonhava encontrar a menina que sempre encontrava nos seus sonhos.
Dia e noite andava o garoto entre brincadeiras e folguedos, procurando aquele rosto amigo e eterno que teimava em aparecer-lhe sob diversas formas em sonhos. Estas coisas de vidas passadas era algo estranho ao menino então; afinal ouvia as histórias bíblicas à noite em roda de sua mãe com os demais irmãos e ao menos uma vez por mês na igreja protestante de sua vila, como a grande revelação de Deus e nada se falava a respeito destas coisas e mesmo que falassem porque haveria o menino ainda em tenra idade se fixar nisto?
Certo, ele sempre fora diferente, estranho aos seus, aos meninos de sua roda de folguedos, aos da igreja, aos da escola e a praticamente todos os outros que encontrara até então na vida; sempre pensando nas estrelas, no Deus que as criara, nas fadas e duendes que pudessem habitar cada recanto mágico em que brincava, se havia vida fora da terra etc...mas sinceramente...outras vidas era uma de suas menores preocupações.
Sonhava com a imensidão do Oceano que até então nunca vira pois morava em uma periferia da maior megametrópole das Américas portuguesa e espanhola e detalhe; sem praia...a família pouco se interessava em 'descer a baixada' ou 'subir ao litoral' dependendo de que direção resolvessem tomar, assim com o Mar e o Oceano ele se encantava, vendo-o nos filmes, nas séries de TV, nas hqs de super heróis que devorava uma seguida a outra e principalmente na biblioteca da escola, seu reino encantado...enquanto no horário de recreio as demais crianças de sua sala iam jogar bola, vôlei, basquete, pega ou pique ele lá ficava embevecido, cada dia lia um pouco de uma imensa coleção sobre MITOLOGIA GREGA... e de todos os heróis ...Odisseu e sua eterna Penélope mais Héracles eram o que lhes chamavam mais a atenção seguidos por Jasão, Áquiles e Teseu...Héracles lembrava-lhe cuspido e escarrado um dos maiores heróis da Bíblia de doutrinação; SANSÃO; o menino podia jurar que eram a mesma pessoa só mudando o nome. Mas o que mexia mesmo com ele era os deuses; Zeus, o trovejante, Hera a senhora severa, Ártemis a bela virgem lunar, Apolo o senhor do sol, Hermes o estranho mensageiro dos deuses que apesar de aparentemente ser subserviente à estes seu nome evocava recordações fortes no menino... Héfestos o senhor do fogo, Afrodite a linda das lindas a bela das belas, Palas Atena a grande virgem guerreira da sabedoria, Dioníso o misterioso e bonachão deus do vinho e dos mistérios, Deméter a senhora da terra e sua filha aparentemente infeliz Perséfone que de Coré a senhora das estações tornara-se na rainha dos infernos devido as artimanhas de Hádes o senhor da morte, este um personagem que o menino se enfezava e não gostava, junto com o esquentado e irascível Ares deus da guerra, apesar que este o nome soava legal na concepção do menino. Tétis pouco lhe atraia mas seu congênere das águas e dos mares e oceanos profundos era com Hermes e Palas Atena o deus que mais mexia com sua alma... POSEIDON o senhor dos mares, oceanos e ilhas...o construtor de Atlântida, outro mito que o menino devorara logo cedo.
Assim 3 tipos de mitologias básicas foram a construção do caráter daquela criança: a divindade da Bíblia e seu heróis, os deuses e heróis gregos reconhecidos pela alma em tenra idade nos livros da biblioteca e os deuses e heróis celtas e nórdicos descobertos logo cedinho nas histórias míticas de editoras como Marvel e DC comics.
Mas em todo este processo estranhamente uma imagem sempre persistiu na mente e no coração do Menino...a Menina...seu semblante mutável mas sempre reconhecível de sonho para sonho, imaginação para imaginação...
Os dias passaram, o menino virou adolescente, os livros foram cada vez se tornando mais diversificados, os temas abrangentes, mas a imagem da menina, agora uma bela jovem persistia na sua mente.
Em todas as garotas que o encantou procurou aquele rosto que assumia tantos rostos mas sempre mantinha algo, uma essência que a identificava como: A MENINA DE SEMPRE E ETERNAMENTE...
Na primeira paixão ele procurou identificá-la e nada, na segunda, na terceira, na primeira namorada...o tempo passou vieram outras mulheres, outras faces mas sempre que ele olhava...não a via...entretanto por exatas 4 vezes pensou reconhecê-la em 4 mulheres distintas e talvez até o tenha mesmo já que agora de posse de conceitos "reencarnatórios" o menino, agora homem, entendia que almas gêmeas pode ser mais que uma metáfora, uma ideia poderosa de uma fonte única de almas ligadas chamada de Mônada...
Ele percebeu que o encontro com estas 4 foi MUITO diferente das outras.
Com uma ele nunca falou só a encontrava no caminho de volta para a casa mas percebia que tanto ela quanto ele se reconheceram, se olhavam sorriam um ao outro mas não abriam a boca; parece que sabiam que nesta vida não era para ser; outra ele só viu uma vez, numa festa, foi algo poderoso; de repente, em meio ao burburinho um olhou nos olhos do outro e foi como se um filme de longa metragem exibisse um monte de cenas dos dois, ficaram ali minutos se olhando um no olho do outro as pessoas em volta pararam e perceberam; então, se cumprimentaram mas nada mais disseram pois entenderam dentro de si, que não era esta A vez...enfim; com outra chegou até trabalhar junto, até tentou algo mais, percebia a ligação que existia entre ambos e existe até hoje 20 e tanto anos depois mas ela apesar de apaixonada um tempo por ele sempre dificultou ao máximo a relação dos dois de forma inexplicável, até que o menino, agora homem feito cansou e deixou para lá.
Dai veio a outra; com esta namorou, se amaram, mas tinham um conceito diferente de amor, ele a coisa ideal, presente e viva, ela o de um companheiro, de alguém ao lado, sei lá o que...durante algum tempo parece que finalmente todas as imagens dos sonhos com esta era a real, as que o menino procurava, mas como diz o poeta...'havia uma pedra no meio do caminho'...'no meio do caminho havia uma pedra' e a pedra se revelou esta compreensão diferente que tinham do amor e quando surgiu a primeira e real dificuldade para o amor dos dois...durante algum tempo ela aguentou, diria até que bravamente mas dai sucumbiu; entregou os pontos, foi embora e deixou o velho menino só...de boca aberta ante o inevitável....estar só de novo.
Mas parece que o bom Deus ouviu o coração do antigo menino...dai apareceu do meio das brumas do imponderável um rosto lindo, conhecido e que a um tempo para dizer a verdade já chamará a atenção do menino antigo, agora um senhor maduro mas com seu predicados de sonhador ainda intactos...um rosto que desde a primeira vez que ele viu disse: TE CONHEÇO...você, a QUINTA, surgiu num momento de dor...dor excruciante e foi como se um bálsamo fosse espalhado por toda a ferida fétida da dor da decepção; o antigo menino sarou, remoçou, pegou força e viu de sua parte você também remoçar, pegar força, um alimentando o outro, tornaram-se um casal, o amor que já latente estava explodiu de vez superando todas as expectativas mais otimistas do menino e finalmente aquele rosto de sua infância pareceu mais nítido do que nunca, as metamorfoses dele se tornaram fixas em ti.
O que será agora para frente o menino dentro do homem pergunta?
Será que ela vê em mim o mesmo rosto antigo que vi no dela?
Ou serei só um rosto perdido no meio da multidão?
O reconhecimento e o sentimento pareceram reais e recíprocos, mas existe algo, alguma coisa que parece assustá-la nisto tudo...o que será?
Pergunta o menino dentro do homem?
O que será perguntam até os deuses da infância de ambos?
SÓ ELA TEM A RESPOSTA!
PAZ E LUZ
Valter Luis Taliesin


Música Sagrada

SARAH BRIGHTMAN - DELIVER ME

EMERSON, LAKE & PALMER - C'EST LA VIE

LOREENA McKENNITT - PENELOPE'S SONG

FAUN - BRUNILDA E SIGURD


O FESTIM SAGRADO - Das verdades místicas e espirituais interiores -

O festim sagrado é a reunião mística de todas as partes, de todos os corpos pelos quais é formado tua expressão de Ser em todas as esferas e mundos de Manifestação. Não sois só este corpo, nem somente este ego..vossa Alma quanto mais antiga é mais se liga a mundos e mundos de expressão de Ser de variadas energia e matéria; e quanto mais vossa consciência, o elemento de ligação entre os mundos do Ser se expande mais e mais percebereis o quão vasto sois em Deus e que Deus é tudo em vós.

Valter Luis Taliesin


NATAL...
Noite iluminada...
Amor profundo...
Trabalho pelo próximo...
Alegria na alma...
Liberdade de consciência...

NATAL...

Valter Luis Taliesin



Nós nascemos e morremos e não nos damos conta que em verdade estamos mesmo é em um baile...sem começo, meio e fim ... mas pontuações... notas...letras que usamos para errando aqui ou acolá no fim acertarmos o passo, o compasso e sabermos que não há fim mas outras canções e outros compassos, com gradações de dificuldades até então desconhecidas MAS...sempre a bailar.


Valter Luis Taliesin


Tudo tem seu preço... o de nossas almas oscila entre o realizar interior e o sucumbir exterior tendo nos entremeios o campo experiencial que irá pender para um ou outro lado... inclusive nos revelando que só há realizar exterior se há o interior e o aparente não realizar exterior não define haver ou não o interior. O fato não determina o ato e o ato não determina o Ser todavia um fato pode explicar um ato assim como um ato explica se estamos realmente sendo o Ser e em que gradação.


Valter Luis Taliesin



Ultimamente tenho pensado na frase: "adorar à Deus"... tenho para mim que um Deus que se preze esta pouco se lixando se é adorado ou não mas sim se sua Palavra é ouvida, assimilada, vivenciada... Que interessa à Deus? Joelhos dobrados ? Mãos levantadas ? Vozes tonitruantes berrando aleluias? Ou um coração compungido e uma mente focada, expectante antes SUA PRESENÇA?


Valter Luis Taliesin



Então... existem escravos e escravos... às vezes penso que temos uma única escolha; ter desenvoltura para sabermos lidar com o que nos prende e encontrar liberdade sobretudo DENTRO de si pois fora sempre haverá limitações maiores ou menores e o grau de dificuldade e liberdade de agir será conforme a liberdade de ser no Ser.
Valter Luis Taliesin


Mutações não mas Transmutações sim...a mutação atinge o biológico somente. A transmutação é a alquimia da alma. Começa dentro, vem progressivamente para fora mudando não somente a carcaça mas tudo o que a mantém de pé e a faz consciente. Ser transmutado é em verdade ser o autor de si mesmo através do que se tem de melhor em Si...Deus...é olhar e interagir com o mundo segundo a ótica do Ser Maior.


Valter Luis Taliesin





Seja tartaruga ou lebre, duas metáforas muito usadas em fábulas para retratar diferentes espécies de humanos e suas atitudes o essencial contudo é o que te traz aqui e agora, para este momento surgido neste Grande Momentum evolutivo. Deus permitiu-te aqui; tu quiseste estar aqui...então use com sabedoria cada instante, atuando da melhor forma que tu puderes atuar, fazendo deste mundo teu real canal de expressão sagrada.

Valter Luis Taliesin


Nada pode ser mais real que o Amor. O Amor é o sentimento que unifica humano e divino em pura expressão de Ser no dia a dia. A humanidade não esta carente de Amor pois este é uma Fonte inesgotável dentro de cada um de nós. A humanidade esta carente é de pessoas que se percebam mundos interiores, onde está a Fonte Perene do Amor. Este é o problema. Não saber ou não permitir que esta Fonte Perene jorre para a vida eterna a partir de si e não somente para isto ou aquilo, aquela e aquele, mas de forma indistinta para tudo e todos, percebendo Deus em absolutamente tudo.
Deixar tornar-se na própria Fonte Inesgotável de Amor que jorra para a Vida Eterna! Eis o que definitivamente curaria nossa sociedade e como um Fiat de Lux tornaria nossas vidas, aqui e agora no Eterno Ponto de Origem!

Valter Luis Taliesin


A OPÇÃO PELA HUMANIDADE
Eu lembro até o dia e a hora em que fiz esta opção... Naquele instante deixei uma organização religiosa que pregava e torcia para a vinda do Cristo à qualquer custo...todo o poder, regalias, fama e futuro que tinha lá, por uma visão mais inclusiva; foi no dia 14 de Dezembro de 1994 às 13 hs e 40 min...estava em minha mesa de trabalho, ainda no Fórum central, no extinto Tribunal de Alçada Criminal - em 2005 houve a unificação dos tribunais em todo Brasil e os alçadas foram extintos e seus funcionários incorporados nos Tribunais de Justiça - e me lembro que tive uma epifania tremenda; naquele momento toda minha visão de vida que já vinha num progressivo despertar(diria melhor...RELEMBRAR...) à uns 7 anos(lembra da Convergência Harmônica de 1987? Então; lembro que vi as reportagens no Fantástico daquele ano, no dia da dita... na época achava tudo aquilo bizarro, mas hj, olhando para trás, vejo que minhas primeiras inquietações começaram exatamente alguns dias depois e nos anos seguintes me vi lendo coisas e tendo sonhos vivos que explodiram 7 anos depois naquele 14 de Dezembro, naquela tarde e naquele lugar tão atípico para tanto...)...mudou...Naquele momento resolvi tornar-me num canal intercessor por MAIS TEMPO para a humanidade em geral. Cai fora daquela religião fundamentalista e escatológica e procurei novos rumos espirituais para seguir com a intenção daquele Momentum...Acertei? Errei? Não sabia com certeza(não é assim tão fácil acredite)até ler um texto dito canalizado profundamente esclarecedor... MAS AGORA....QUE VENHA O QUE HÁ DE VIR!

Valter Luis Taliesin

Música Sagrada

FAUN - HEKATE



LOREENA McKENNITT - THE STAR OF THE COUNTY DOWN

EMERSON, LAKE & PALMER - PETER GUNN THEME

SARAH BRIGHTMAN - WHITE SHADE OF PALE