Google+ Badge

quinta-feira, 1 de março de 2012

A ETERNA BUSCA HUMANA POR JESUS CRISTO





    Fonte Google imagens...


A pergunta de Jesus  aos fariseus..."QUE PENSAIS A RESPEITO DO CRISTO?" (Mateus 22. 41-46) e a pergunta dele aos discípulos sobre o que o povo de seu tempo pensava a respeito dele..."QUEM DIZEM OS HOMENS SER O FILHO DO HOMEM?"(Mateus 16. 13-20)parece continuar mais viva e nova do que nunca e ao que tudo indica...sem um consenso como era no seu tempo.

Três recentes matérias jornalísticas sobre descobertas arqueológicas reacenderam no mundo todo as discussões sobre a mais famosa, importante e controversa figura humana(e para mais de 2 bilhões de humanos...divina também) de todos os tempos...JESUS CRISTO...


    Fonte Google
    imagens



Descoberto evangelho apócrifo do Egito na Inglaterra

Pamplona (RV) - O decano da Faculdade de Teologia da Universidade de Navarra e professor de Novo Testamento da mesma universidade, Juan Chapa, encontrou na Inglaterra um novo evangelho apócrifo, texto que pelo seu conteúdo ou forma assemelha-se aos quatro evangelhos incluídos no Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas e João.

O fragmento pertence à coleção de papiros de Oxirrinco, Egito, preservado e publicado na Universidade de Oxford, sob o patrocínio da Egypt Exploration Society de Londres e British Academy.

O texto, recém-descoberto e publicado, mede sete centímetros de comprimento por sete de largura e é escrito de ambos os lados com cerca de vinte e duas linhas. De um lado, o documento inclui algumas palavras de Jesus dirigidas a seus discípulos que, como explicou Chapa, são "uma chamada para o seguimento radical, com uma alusão à Jerusalém e ao Reino". No outro lado, narra-se parte de um "exorcismo" realizado por Jesus que, como indica Chapa, não encontra paralelo exato nos quatro evangelhos canônicos e que, mais do que um novo exorcismo, parece uma síntese dos já conhecidos pelo outros evangelhos e "testemunha a importância que teve entre os primeiros cristãos esta atividade de Jesus".

De acordo com este especialista em papiros, que colabora há anos com o projeto de edição de papiros da coleção britânica, ainda é incerto a dimensão dessa descoberta, mas assegurou que "fornecerá novas luzes para entender melhor o cristianismo dos primeiros dois séculos e o que liam e pensavam os primeiros cristãos do Egito, e também sobre a formação dos Evangelhos". “Destaca especialmente pela sua antiguidade – diz Chapa -, porque foi escrito por volta do ano 200. São poucos os manuscritos preservados dessa época, e ainda menos, testemunhas dos evangelhos apócrifos".

Nesse sentido, observou que, dos dois primeiros séculos, temos "um pouco mais de uma dezena de manuscritos" dos quatro evangelhos canônicos e apenas quatro de evangelhos apócrifos: do Evangelho de Tomé, do chamado Egerton Gospel - um Evangelho desconhecido que só se conhece por este manuscrito – e de outros dois que alguns atribuem ao Evangelho de Pedro.

Os quatro evangelhos incluídos no Novo Testamento são aqueles que a Igreja transmitiu como testemunho autêntico procedente da época apostólica e os outros livros do mesmo gênero perderam por não acrescentar nada novo ao que já continha naqueles quatro, ou porque foram elaborados a partir deles, a fim de difundir alguma doutrina particular, às vezes até em desacordo com a encontrada nos evangelhos canônicos.
(Zenit) RB 

Fonte: 
http://www.oecumene.radiovaticana.org/bra/articolo.asp?c=567618


    Fonte Google imagens


Bíblia com 1500 anos é descoberta na Turquia e Vaticano demonstra preocupação com conteúdo do livro

Bíblia com 1500 anos é descoberta na Turquia e Vaticano demonstra preocupação com conteúdo do livro Uma bíblia de 1500 anos foi descoberta na Turquia, após a prisão de uma quadrilha que comercializava antiguidades de forma ilegal. O livro, feito em couro tratado e escrito em um dialeto do aramaico, língua falada por Jesus, tem as páginas negras, por causa da ação do tempo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Segundo informações do site Notícias Cristãs, peritos avaliaram o livro e garantiram que o artefato é original. A descoberta do livro se deu em 2000, e desde então, vinha sendo mantido em segredo, guardado em um cofre-forte na cidade de Ancara.
Estima-se que o valor do livro chegue a 20 milhões de euros, dada sua importância histórica. Após a divulgação da descoberta, o livro foi considerado patrimônio cultural e após a restauração que será feita, o livro será exposto no Museu Etnográfico de Ancara.
Há informações de que o Vaticano demonstrou preocupação com a descoberta do livro, e pediu às autoridades turcas que permitissem que especialistas da Igreja Católica pudessem avaliar o livro e seu conteúdo, que se suspeita, contenha o “Evangelho de Barnabé”, escrito no século XIV e considerado controverso, por descrever Jesus de maneira semelhante à pregada pela religião islâmica.


Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/vaticano-biblia-descoberta-turquia-30968.html

    Fonte Google
    imagens


Estudo revela novos indícios sobre ressurreição de Jesus


"Até agora me parecia impossível que tivessem aparecido túmulos desse tempo com provas confiáveis da ressurreição de Jesus ou com imagens do profeta Jonas, mas essas evidências são claras", afirmou nesta terça-feira à Agência Efe o professor James Tabor, diretor do departamento de estudos religiosos da Universidade da Carolina do Norte, um dos responsáveis pela pesquisa.

O túmulo em questão foi descoberto em 1981 durante as obras de construção de um prédio no bairro de Talpiot, situado a menos de quatro quilômetros da Cidade Antiga de Jerusalém. Um ano antes, neste mesmo lugar, foi encontrado um túmulo que muitos acreditam ser de Jesus e sua família.

Ao lado do professor de Arqueologia Rami Arav, da Universidade de Nebraska, e do cineasta canadense de origem judaica Simcha Jacobovici, Tabor conseguiu uma permissão da Autoridade de Antiguidades de Israel para escavar o local entre 2009 e 2010.
Em uma das ossadas encontradas, que os especialistas situam em torno do ano 60 d.C., é possível ver a imagem de um grande peixe com uma figura humana na boca, que, segundo os pesquisadores, seria uma representação que evoca a passagem bíblica do profeta Jonas.
A pesquisa, realizada com uma equipe de câmeras de alta tecnologia, também descobriu uma inscrição grega que faz referência à ressurreição de Jesus, detalhou à Agência Efe o professor Tabor, que acrescentou que essa prova pode ter sido realizada "por alguns dos primeiros seguidores de Jesus".
"Nossa equipe se aproximou do túmulo com certa incredulidade, mas os indícios que encontramos são tão evidentes que nos obrigaram a revisar todas as nossas presunções anteriores", acrescentou o especialista, que acaba de publicar um livro com todas as conclusões de sua pesquisa, "The Jesus Discovery".
O professor reconhece que suas conclusões são "controversas" e que vão causar certo repúdio entre os "fundamentalistas religiosos", enquanto outros acadêmicos seguirão duvidando das evidências arqueológicas da cristandade.
Anteriormente, essa mesma equipe de pesquisadores participou do documentário "O Túmulo Secreto de Jesus", produzido pelo cineasta James Cameron. Na obra, os arqueólogos encontraram dez caixões que asseguram pertencer a Jesus e sua família, incluindo Virgem Maria, Maria Madalena e um suposto filho de Jesus.
Segundo o documentário, as ossadas encontradas supostamente apresentavam inscrições correspondentes às identidades de Jesus e sua família, o que acaba reforçando a versão apresentada no livro "O Código da Vinci", de Dan Brown, o mesmo que indica que Jesus foi casado com Maria Madalena e que ambos teriam tido um filho juntos.

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/estudo-revela-novos-indícios-ressurreição-jesus-

A notícia repercute no Vaticano...


http://www.oecumene.radiovaticana.org/bra/articolo.asp?c=567616


Fonte Google 
imagens



Assim a busca pelo Jesus histórico e quem de fato ele foi quer como humano mas principalmente como entidade sagrada parece cada vez mais complexa e intrincada na medida em que novas descobertas surgem, se por um lado temos achados que parecem aclarar a ideia de que sua figura não é lendária mas histórica por outro lado o que este ente humano foi como entidade encarnada continua suscitando discussões acaloradas.


Destes 3 achados a meu ver o mais 'lenha na fogueira'  é o último... as novas descobertas de James Tabor....ele e o cineasta Simcha Jacobovici nos últimos anos tem se especializado em sacudir o meio arqueológico e religioso com suas descobertas...


Pelo menos num ponto as pessoas tem que dar as mãos a palmatória à eles ...eles parecem não ter receio de voltarem atrás em suas conclusões se novos achados desmentirem seus postulados anteriores...isto me parece um grande ponto a favor deles...




Fonte google
imagens




Agora um vídeo de luz sobre Cristo Jesus...sobre um contexto cristão tradicional...já que sempre este ângulo da visão é contestado não custa postarmos algo que revele sobre o que os cristãos mais tradicionais e ortodoxos tem alicerçado sua fé...


Fonte Youtube...




Abraços...


Pax e Lux




VALTER TALIESIN...








Nenhum comentário:

Postar um comentário