Google+ Badge

quarta-feira, 16 de maio de 2012

A IGNORÂNCIA HUMANA

'O HOMEM NASCEU NO FUNDO DE UMA ONDA E NADA SABE DO IMENSO OCEANO QUE SE ESTENDE ATRÁS E ADIANTE.'

 Autor desconhecido, citada na obra Os grandes iniciados de Édouard Schuré



A coisa mais evidente analisando a História humana é a completa ignorância coletiva dos mesmos quanto a si mesmos e as verdades da vida.

Religiões existem, doutrinas e ideologias, filosofias etc...mas o fato de a vida ter se tornado um verdadeiro campo de batalha entre as mesmas sinalizam para a visceral ignorância humana...

Todas as revelações ditas divinas foram com o tempo conspurcadas por esta ignorância crônica a tal ponto  que de um mesmo fundador ou livro sacro inúmeros ramos, a maioria dos quais muitas vezes rivais de morte surgiram com o tempo.

Podemos resumir então a História humana numa única palavra até agora... IGNORÂNCIA...

Um dos axiomas mais utilizados e famosos da humanidade inclusive, atribuído a Sócrates(e negado ultimamente) é o famoso...

'SÓ SEI DE QUE NADA SEI'...

Contudo se ficássemos só na ignorância e a partir dela cada um erigisse sua própria escada para o céu seria maravilhoso mas...

As escadas para o céu não só divergem mas colidem entre si no afã de cada um querer defini-las como ÚNICA E EXCLUSIVA...

E quando falo em escada para o céu aqui é só metáfora de qualquer busca para qualquer utopia que os humanos empreendam.

Poderíamos aplicá-la com naturalidade para qualquer ramo do saber humano ou campo de manifestação de vida....

Onde contudo mora o iluminado e o obtuso da raça?

No limite do bom senso...

Sim é o bom senso quem define um e o outro...

O iluminado é aquele que mesmo achando que sabe entende seu saber como deficiente para englobar todo o espectro do que é analisado e sempre esta aberto para nossas compreensões e revelações sobre as coisas...

O conhecimento para ele é enquanto verdade alicerçado na busca, na descoberta e na pesquisa , todo seu prazer esta na jornada não em definir o que seja a chegada TAXATIVAMENTE...

Somente por este ângulo poderemos entender o conhecimento como algo...ILIMITADO...

Não é que ele não entenda existir uma chegada mas sua compreensão é que todo e qualquer definidor humano para a mesma encontra-se nublado por nossas experiências deficitárias do que possamos entender por 'realidade'...

O iluminado portanto JAMaIS imporá sua 'verdade' aos outros mas buscará auxiliar cada um a achar-se a SI mesmo enquanto humano limitado e falíveis que somos acenando contudo para o imenso e ilimitado potencial que temos e somos...

Isto de fato demonstra um ser que abandona o mar de ignorância generalizada que engolfa todos os humanos e revela um humano que esta começando a ver além do véu...

Para complementar a frase capitular acima Schuré escreveu em sua obra...

'A MÍSTICA TRANSCENDENTE IMPELE NOSSO BARCO SOBRE A CRISTA DE UMA ONDA,  E ALI, SEMPRE SACUDIDOS PELA FÚRIA DA TEMPESTADE, PERCEBEREMOS SEU RITMO GRANDIOSO; E NOSSO OLHAR, MEDINDO A ABÓBADA CELESTE, REPOUSA NA CALMA DO AZUL'

A frase citada por ele do autor desconhecido trabalha em cima da ignorância crônica dos humanos quanto a si mesmos, a vida e tudo o que podemos definir como existência...o homem nasceu de uma onda ou seja; de algo limitado , setorizado e tudo o que esta atrás, à frente e ao redor de si é um completo desconhecido...

Uma onda também tem seus mistérios...podemos estar falando de um mar calmo e portanto um leve ondular do mar ou de um verdadeiro tsunâmi, um maremoto dos bravos em um oceano bravio , tempestuoso...

Assim mesmo o aparentemente conhecido pelo homem, a onda onde surgiu, contém seus mistérios já que não sabemos que tipo de onda ou que tipo de mundo de fato é este nosso, mais setorizado mais localizado...

Se não conseguimos definir a contento nossa onda, nosso mundinho periférico de um pequeno sol na imensidão galáctica que é só uma fagulha, um cisco no vasto oceano universal que por sua vez pode ser um grão de areia entre inúmeros outros universos e estes em infindas dimensões Sêr....como poderemos ser  taxativos concernente a Origem de tudo isto?

SE NÃO CONSEGUIMOS EXPLICAR NEM PORQUE COMEMOS O QUE COMEMOS, BEBEMOS O QUE BEBEMOS,VESTIMOS O QUE VESTIMOS, REAGIMOS COMO REAGIMOS, PORQUE NOSSO PLANETA É ASSIM OU ASSADO PORQUE ENTÃO NOS AB-ROGAMOS EM DONOS DA VERDADE ULTIMA?...

E tanto erram os que creem nela quanto os que descreem quando são tão taxativos viscerais em suas afirmações...

Não são só as religiões as únicas culpadas de todas as guerras humanas mas a incapacidade crônica da grande maioria em respeitar o diferente no outro e suas escolhas pessoais...e isto atinge todos os campos do viver humano...social, cultural, filosófico, ideológico,racial,sexual etc...

Em absolutamente todos os campos existem pessoas para dizer o que os outros devem ou não ser ou fazer e isto gera conflitos sem fim...agora pior que isto é a ignorância de não sabermos contudo que nosso querer e nosso fazer por outro lado termina onde começa o querer e o fazer do outro...quando há conflitos entre quereres e fazeres é porque algo ou alguém ultrapassou este limite sagrado....

Schuré assim usa como metáfora um barco impelido pelo mar para exemplificar a única coisa segura que ele entende de fato para cada um de nós neste mar de ignorância...esta coisa chama-se mística transcendente...o que é isto?

Mística ou místico é tudo o que nos coloca acima do comezinho, do hodierno e do volúvel e transcendente define que a mesma como acima das questiúnculas limitadas de cada um de nós e transcendente a conceitos sobre esta...

Um místico , uma mística de verdade implica em contemplação não em fanatismo....o místico que se torna um fanático na verdade é tão ou mais ignorante que os demais humanos porque distorce na execução um termo completamente avesso ao fanatismo na origem...

Vejamos uma definição sobre o termo:

 Misticismo (do grego μυστικός, transl. mystikos, um iniciado em uma religião de mistérios) é a busca da comunhão com a identidade, com, consciente ou consciência de uma derradeira realidade, divindade, verdade espiritual, ou Deus através da experiência direta ou intuitiva.[1]
Do livro de Jakob Böhme "O Príncipe dos Filósofos Divinos"[2], o misticismo se define por: o misticismo, em seu mais simples e essencial significado, é um tipo de religião que enfatiza a atenção imediata da relação direta e íntima com Deus,ou com a espiritualidade, com a consciência da Divina Presença. É a religião em seu mais apurado e intenso estágio de vida. O iniciado que alcançou o "segredo" foi chamado um místico. Os antigos cristãos empregavam a palavra "contemplação" para designar a experiência mística.
"O místico é aquele que aspira a uma união pessoal ou a unidade com o Absoluto, que ele pode chamar de Deus, Cósmico, Mente Universal, Ser Supremo, etc. (Lewis, Ralph M)" *[3]

http://pt.wikipedia.org/wiki/Misticismo

Assim sendo para Schuré uma mistica transcendente impele o barco do humano que se alça sobre a onda de onde foi formado, do imenso mar da vida e segue caminhando, navegando em meio a existência....neste barco, guiado pela mística transcendente ele perscruta toda a criação com olhar reverente e elevado. Apesar da tempestade existencial sacolejar seu barco a vontade seu ritmo é um mistério para o não iniciado para aquele que ainda esta dominado pelo mar da ignorância universal, esta maya , esta ilusão gigantesca ...

Claro, podemos conscientemente rejeitar o ensino de Schuré e entendermos outra coisa para navegarmos no mar da existência.

E é esta faculdade de escolha, de livre escolha que nos define de fato como seres conscientes mesmo que ignorantes de quem somos...

Incoerente?

Nem tanto...estamos consciente de que existimos só não entendemos o porque nem o como...

Todavia para mim encontro nas palavras de Schuré muito mais sentido e conforto do que já vi  e senti na maioria das definições que muitos tentaram  fazer sobre este assunto, principalmente daquelas deterministas e que gostam de primar por cultos pessoais ou personalizados referentes ao divino e a o sagrado ,a verdades e dogmas fundamentais sobre isto ou aquilo ou até para a negação destes.....

O DIVINO COMO ANELO E DESEJO DE COMUNHÃO...

Os meios e caminhos que os humanos chegam até ele francamente são cada dia que passa mais irrelevantes para mim e suas definições e 'defesas da fé' dos tais mais e mais carentes de sentido e relevo...

NAVEGAR CONTUDO É PRECISO....

Agora que nau você usa...desde que ela SINGRE O MAR....Não me interessa...e sinceramente acho que não deveria interessar a mais ninguém a não ser a pessoa em questão...

ISTO SIM CORRIGIRIA INÚMERAS DISTORÇÕES DE FOCO , SENTIDO E A MEU VER CURARIA NOSSA CIVILIZAÇÃO....PARA SEMPRE....


OM TAT SAT









            Fonte Google imagens



            Um vídeo legal sobre o assunto...A estupidez humana...muito interessante e reflexivo...
            Fonte Youtube

            Abraços

            Paz e Luz


            VALTER TALIESIN


            Fonte Google imagens










Nenhum comentário:

Postar um comentário