Google+ Badge

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

HERDEIRAS(OS) DE AVALON

'TODAS AS PESSOAS QUE TEM DENTRO DE SI O SENSO DA MAGIA DA VIDA, A COMUNHÃO COM A NATUREZA E A LIBERDADE DE SER, EXISTIR E FAZER É NATURALMENTE AINDA QUE NÃO TENHA CIÊNCIA DISTO É UM HERDEIRO DE AVALON'


Como temos dito em outros textos Avalon é uma utopia sagrada e como todas as utopias desperta nas pessoas um senso , um sentido de coisas boas e sagradas além do comum e do comezinho.

Atualmente temos mundo afora diversos grupos que se dizem herdeiros(as) não só do espírito e da alma de Avalon mas de seu corpo também ou seja; de suas doutrinas, de seus ensinamentos de suas tradições e de sua religião..

Convens wiccanos , religiões organizadas, druidismo moderno enfim, vários são aqueles que dizem manter viva acesa a chama da ilha sagrada que um dia dominou toda a vida social e espiritual de grande parte da Europa.

Vejamos alguns destes grupos...







INGLATERRA, O REINO DOS DRUIDAS MODERNOS

Antigo paganismo celta repaginado para os tempos atuais ganha status de religião oficialmente reconhecida

RITUAL DRUIDA em homenagem ao Sol em Stonehenge: busca de harmonia com a natureza

NA INGLATERRA, um grupo celebra o Samhain, cerimônia pagã que marca o início do inverno

CERIMÔNIA EM Stonehenge, no sul da Inglaterra: mais de 2.500 anos depois de surgir junto com os celtas, e após cinco anos de campanha, o druidismo é reconhecido como religião

Fernando Duarte

LONDRES. Em meio ao festival de turistas e festeiros que a cada junho toma o rumo de Stonehenge para as celebrações do solstício de verão (o dia mais longo do ano), chamam a atenção os grupos vestidos como figurantes saídos do set de filmagens de “O senhor dos anéis”. No entanto, os praticantes do druidismo são os que menos pegam carona na reputação do mais famoso círculo de pedras do Reino Unido. Em 2011, serão mais donos do pedaço: no início do mês passado, o druidismo foi reconhecido oficialmente como religião pelas autoridades do Reino Unido.

Uma situação inédita para um culto pagão no país, e um final feliz para cinco anos de campanha da Druid Network, a principal organização reunindo os adeptos de uma prática com origens anteriores às do cristianismo — de acordo com as enquetes mais recentes, dez mil britânicos se dizem adeptos do druidismo. Não que a ONG, fundada em 2003, tenha feito da causa algo primordial. Na verdade, segundo um do diretores da entidade, Phil Ryder, o cadastramento junto à Comissão de Caridades foi feito por exigência legal, já que a DN cobra uma mensalidade equivalente a cerca de US$20 de seus associados.

— A Receita Britânica sempre quer saber o que as ONGs fazem com o dinheiro, por isso tivemos de nos inscrever na comissão. Mas fomos rejeitados, o que aí sim nos fez começar uma campanha de esclarecimento — explica Ryder.

Nem por isso ele e os colegas deixaram de ficar satisfeitos com a equiparação às religiões mais tradicionais. Principalmente para que outras práticas minoritárias tenham a chance de ganhar visibilidade e de escapar de estereótipos. Afinal, uma das principais atividades da Druid Network acaba sendo esclarecer o que seus integrantes fazem. Para Ryder, o argumento é simples:

— O druidismo resume-se à crença de que a natureza é sagrada e suprema. Interagimos com os espíritos que vivem em todas as coisas, mas os ensinamentos milenares também pregam uma interação honorável com os seres humanos.

Diferentemente dos tempos em que druidas eram sacerdotes dos celtas, sociedades tribais que se espalhavam pela Europa desde o século VI a.C. — e cuja escassez de informações dá margem a uma série de interpretações sobre práticas e crenças — os praticantes modernos têm um perfil muito mais antenado com os tempos de preocupação ambiental: a Druid Network, por exemplo, apoia programas de reflorestamento, agricultura orgânica e medicina alternativa. Mantos e adereços surgem apenas em ocasiões cerimoniais.

— Não temos uma religião de locais ou datas, ainda que existam ocasiões sagradas, algumas até absorvidas pelo cristianismo, como é o caso do Dia de Finados e a Candelária. No druidismo, as ações mais mundanas, como despertar e trabalhar, são consideradas rituais — explica o músico Claudio Quintino Crow, que representa a DN no Brasil, promovendo cursos e workshops.

Sendo assim, defender-se do ceticismo de alguns setores da sociedade britânica também se transforma em rito: desde o anúncio do reconhecimento, o druidismo foi alvo de comentários irônicos e até agressivos por parte da mídia britânica. O jornal ‘’Daily Mail’’, por exemplo, teve uma de suas colunistas, Melanie Phillips, comparando a decisão da Comissão de Caridades a uma negação do progresso da razão humana.

— Nossa filosofia não se baseia em conflitos. E muitos adeptos do druidismo não são leitores do “Daily Mail’’ — brinca Emma Orr, fundadora da Druid Network.

Jornal: O GLOBO          Autor: 
Editoria: O Mundo       Tamanho: 648 palavras
Edição: 1         Página: 52
Coluna:            Seção:
Caderno: Primeiro Caderno  
© 2001 Todos os direitos reservados à Agência O Globo



Druidismo
Muitas das ordens de Druidismo pagão inspiram-se nas tradições celtas, trabalhando com os Deuses e Deusas do passado celta pagão. Algumas lidam com quaisquer espíritos que estejam dentro ou ao redor das pessoas com as quais estejam trabalhando. Assim, por exemplo, quando nos Estados Unidos, os Druidas honram os espíritos daquela terra; quando na Ferraria de Wayland, na Inglaterra, eles podem honrar os Velhos Deuses dos construtores e o ferreiro anglo-saxão Wayland. Podem também ter afinidade por divindades específicas, a despeito da tradição ou da cultura, em virtude de suas próprias raízes culturais ou espirituais ou porque essas divindades os procuram. (Agradecimentos a Philip Shalcrass, da Ordem Druídica Britânica, por esses esclarecimentos.)

O Druidismo enfatiza o mistério da inspiração poética e explora a cura, a adivinhação e a mitologia sagrada. No entanto, nem todas as ordens Druídicas são pagãs. Algumas são organizações de caridade. Outras seguem ensinamentos esotéricos específicos, não necessariamente simpatizantes das crenças pagãs, e algumas ordens Druídicas são de natureza artística ou cristã.

Após os incidentes de Stonehenge em 1988, O Conselho das Ordens Druídicas Britânicas (CODB) foi fundado como um ponto de comunicação entre os diversos grupos. Algumas ordens simpatizantes do Paganismo são: A Ordem dos Druidas de Glastonbury, que trabalha com os mitos ligados a Glastonbury; O Grupo Druídico de Londres, fundado em 1986, que uniu grupos celtas e de magia; o Clã Druídico de Dana, uma organização originada da Irmandade de Ísis (Fellowship of Isis).

A Ordem Druídica Britânica, fundada em 1979, que é tanto pagã quanto orientada para o culto da Deusa, e a Ordem dos Bardos, Ovates e Druidas, que possui membros cristãos e Pagãos, deixaram o CODB para criar o Fórum Druídico, o qual se reúne para discutir questões relevantes para o Druidismo moderno.

Um Druida explica:
"O Druidismo não possui um livro de leis, pois as únicas lições são as aprendidas da natureza. Não existem gurus e a hierarquia é reduzida a um mínimo que permita o funcionamento. No cerne da crença druídica está o amor pela natureza, combinado com a visão pragmática de que a percepção espiritual deva expressar-se na vida diária. O Druidismo enfatiza a importância do trabalho como parte de um grupo e do trabalho individual para desenvolver a vida espiritual. O Druidismo está especialmente preocupado com a crise ecológica que o mundo moderno enfrenta, trabalhando de muitos modos para a cura da Terra."

O Druidismo representa um outro ramo da florescente árvore da espiritualidade pagã. Cresce com vigor a cada novo degrau alcançado, respondendo com sua própria voz o chamado da Divindade.

"Oh sábio rapaz, de quem és filho?"

"Eu sou o filho da poesia
Poesia, filha do exame
Exame, filho da meditação
Meditação, filha do saber
Saber, filho da indagação
Indagação, filha da investigação
Investigação, filha do grande conhecimento
Grande conhecimento, filho do grande sentimento
Grande sentimento, filho da compreensão
Compreensão, filha da sabedoria
Sabedoria, filha dos tríplices Deuses da poesia."

(O Colóquio dos Dois Sábios, de origem celta tradicional).
  




Como pudemos ver pelo menos em tese Avalon continua viva através de diversos grupos pelo mundo.

O druidismo assim hoje não é um fantasma, uma relíquia do passado mas uma realidade viva na vida de MUITAS pessoas que adotam a antiga religião como verdade espiritual para si mesmo.

Esta liberdade de Ser e Existir é o próprio espírito e alma de Avalon e este Fazer seu corpo.

Assim o druidismo moderno é o novo corpo desta alma, deste espírito que renasce e revigora-se para tentar salvar a humanidade da maior crise existencial que se tem noticia!

'Em todas as grandes religiões existe um núcleo sagrado que se for compreendido e entendido sem preconceitos, sem fanatismos poderá curar a mente e o coração dos humanos.'

O problema maior esta sendo em encontrar-se aquilo que definimos como massa crítica, um número sagrado de humanos de TODAS as religiões ou sem elas mas que tenham uma vontade férrea, sagrada, de mudar de fato este contexto de destrutividade que tem dominado o mundo atual, e implantar aqui uma humanidade,uma civilização que respeite a enorme, imensa DIVERSIDADE E MULTIPLICIDADE de expressão de vida que existe na terra e também na própria sociedade humana. Encontrar-se dentro de SI, para exprimir seu desejo de Ser, Existir e Fazer de forma plena total e cabal em NOVIDADE DE VIDA

E respeitar esta diferença e viver em NOVIDADE DE VIDA é  você adotar uma forma de vida onde sua visão de vida não impeça a visão do outro de se exprimir....'seu deus', 'sua religião', 'sua ideologia', 'sua filosofia',' sua vida' não pode ser universalizada e contextualizada como absoluta e implantada à força através deste entendimento.

'DEUS É UM SÓ...E A RELIGIÃO DIVINA É UMA SÓ'...

Como conceito de UNIDADE e de ABSOLUTO isto é um fato e um verdade inconteste!!!

Entretanto este Deus que é um só e esta religião que é uma só(entenda-se religião aqui no seu sentido real e básico de RELIGARE OU RELIGAR) expressa-se por diversas facetas e diversas compreensões que encontra uma definição a meu ver definitiva na obras de Joseph Campbell...AS MÁSCARAS DE DEUS.

Na minha forma de ver a vida cada religião que prega a união com o divino, este RELIGAR sagrado e que tenta a melhoria do humano tanto no contexto espiritual quanto social é uma faceta DA VERDADEIRA RELIGIÃO... DO VERDADEIRO RELIGAR A DEUS e cada nome ou definição de Deus adotada por elas é uma forma de compreender este sagrado Infinito, Ilimitado e Eterno que se revela a cada humano que o busca. A diversidade assim é riqueza não pobreza a meu ver...é a riqueza de detalhes, de atributos, de beleza, de MANIFESTAÇÃO que vemos nesta Unidade Sagrada chamada DEUS...

INCLUSIVE a sua visão como MÃE....como Útero Sagrado do mundo que Avalon apregoou com tanto empenho no passado e hoje o é feito por grupos que bebem nestes mitos sagrados.

Avalon assim surge como mais uma das visões da divindade que podem e devem manifestar-se para que o humanos veja quanto DEUS, DEUSA, A DIVINDADE é imensa, amorosa, rica e vasta...

Avalon é extremamente bem vinda neste momento para todos os humanos de boa vontade que estão lutando por um mundo melhor.

Um mundo que deverá ver o nascer de uma Nova Entidade de Luz, uma Nova Sociedade que esquecerá para SEMPRE as limitações do passado.

AVALON ESTA DEFINITIVAMENTE....DE VOLTA!

SEJA BEM VINDA!

Com este texto termino esta série sagrada sobre este tema que me é tão caro.

Espero que vocês tenham gostado e principalmente  que ele sirva para este novo despertar de Avalon e para esta Nova Espiritualidade e forma de vida mais inclusiva, harmoniosa, amorosa, tolerante e holista que queremos ver implantada em toda a terra...

QUE A LUZ DE AVALON E DE TODA ESPIRITUALIDADE GENUÍNA VERDADEIRA DE TODAS AS SAGRADAS TRADIÇÕES POSSAM NOS GUIAR NOS DIAS QUE VIRÃO E NOS FAZER VER O QUANTO SOMOS ESPECIAIS PARA DEUS/DEUSA EM CADA UM DE NÓS E INFINITAMENTE ALÉM!!!

Abraços

Paz e Luz

VALTER TALIESIN


OM TAT SAT


VÍDEOS SAGRADOS...

Programa Lux Esotérica...DRUIDISMO E MITRAISMO...apresentação Osmar de Carvalho...


DRUIDAS CRISTÃOS

ALTAR DE DRUIDAS CRISTÃOS...


DRUIDA COMEMORAM O HALLOWEEN ORIGINAL

PRATICA DRUÍDICA SE MANTÉM NOS PAÍSES ANGLOS SAXÕES


Possíveis locais de cultos druidas conhecidos como cavernas de Merlim...

FONTE YOUTUBE


















FONTE GOOGLE IMAGENS



Nenhum comentário:

Postar um comentário