Google+ Badge

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A MORTE ESTE GRANDE MISTÉRIO...meditações, reflexões sobre a dor da perca e o profundo mergulho da partida...

EM TEMPO...QUEM AINDA NÃO VIU O FILME SUGIRO VÊ-LO PRIMEIRO E DEPOIS LER O TEXTO POIS MUITO DO QUE VEM COMENTADO SOBRE ELE TRAZ SPOILERS....

O Anjo da morte
o

FONTE GOOGLE IMAGENS

Reflexão de Watanabe personagem central do filme japonês NORWEGIAN WOOD após o suicídio de seu grande amor...

"NADA PODE CURAR A PERDA DE QUEM AMAMOS...

NENHUMA VERDADE...

NENHUMA SINCERIDADE...

NENHUMA FORÇA...

NENHUMA BONDADE...

DE PODER CURAR ESTA TRISTEZA....

O QUE PODEMOS FAZER É VIVER COM A TRISTEZA E APRENDER ALGO COM ELA.

MAS O QUE APRENDEMOS NOS AJUDARÁ A ENFRENTAR A TRISTEZA QUE AINDA VIRA."


Diálogo final entre Watanave e Midori sua segunda paixão...

"(Watanabe)

- MIDORI QUERO VÊ-LA E FALAR COM VOCÊ

- QUERO COMEÇAR DE NOVO COM VOCÊ

- MIDORI EU TE AMO...

(Midori)

- ONDE VOCÊ ESTA AGORA?

(Watanabe)

- EU ME PERGUNTO...ONDE ESTOU AGORA!!!"


Reflexão final de Watanabe sobre a vida e a morte enquanto sobem os letreiros do filme...

"CADA TEMPORADA QUE PASSA 

ESTOU MAIS LONGE DOS MORTOS

KIZUKI CONTINUA COM 17 ANOS...

NAOKO CONTINUA COM 21 ANOS...

....ATÉ A ETERNIDADE...."

NORWEGIAN WOOD filme japonês de TRAN ANH HUNG baseado na novela de HARUKI MURAKAMI e com título tirado da musica dos BEATLES... NORWEGIAN WOOD(This bird has flown).



FONTE YOUTUBE

Tradução da musica dos Beatles que dá título ao filme

NORWEGIAN WOOD(This bird has flown)

Madeira Norueguesa (o Pássaro Tinha Voado)


Certa vez eu tive uma garota
Ou devo dizer
Que ela me teve?

Ela me mostrou seu quarto,
Não é bom?
Madeira norueguesa

Ela me pediu para ficar e disse para sentar em qualquer lugar
Então olhei em volta e notei que não havia uma cadeira

Sentei em seu tapete
Dando meu tempo
Bebendo seu vinho

Conversamos até as duas horas
E então ela disse:
?É hora de dormir?

Ela disse que foi trabalhar cedo e começou a rir
Eu disse que eu não e me arrastei para dormir no banheiro

E quando acordei,
Eu estava sozinho
O pássaro tinha voado

Então acendi um fogo,
Isso não é bom?
Madeira norueguesa


Falar de Vida é falar de Morte também no mundo dual em que vivemos então não me é incoerente falar dela num blog que se propõe meditar e criar vida...

  Estes dias tem sido dias de recolhimento e reflexão para mim.

Perdi 3 pessoas que amava no espaço de 10 dias...


Nenhuma delas chegou ao extremo dos personagens do filme citado acima mas... MORRERAM... se foram...


Um amigo, de repente, adoeceu foi internado e logo morreu...depois um primo depois de longo internamento ...por fim uma amiga depois de lutar anos a fio contra o câncer.


Morte na mitologia grega é o reino de Hades e com o casamento deste com Coré esta tornar-se Perséfone(a romana Prosérpina) a grande rainha e anjo da morte.


Coré originalmente é a deusa das estações, principalmente da primavera, uma das senhoras da terra ou deusas mães associadas à terra conjuntamente como Gaia, Réia e Deméter; esta última sua mãe.


Gaia é a grande mãe de todos os deuses e deusas, o útero negro de onde tudo provêm. Mais que o planeta em si ela representa a IDEIA O CONCEITO... de fonte, de ventre, de útero, de matriz geradora.


Reia é a terra virgem intocada pelo homem a terra produtiva que dá seus frutos naturalmente e alimenta com isto todos os seres vivos.


Deméter era a terra produtiva e a terra boa para se plantar, a terra arável, a terra onde o homem trabalhava e produzia, a terra da semeadura, crescimento e colheita.


Coré/Perséfone é uma quarta face da deusa terra . É a que controla o clima, que controla as estações que faz vir principalmente a estação primaveril das flores e frutos sobre a terra...como Coré a amante de Dioniso o deus dos festejos e dos mistérios ela é a senhora da primavera e do verão como Perséfone a rainha do submundo e esposa de Hades ela comanda o outono e o inverno.


Norwegian Wood mostra principalmente esta relação entre... terra, humanos e morte...a terra é um dos grandes personagens do filme, cada cenário é focado de tal forma com que a natureza participe do drama de cada personagem quer em momentos de esperança, quer em momentos de dor, quer em momentos de prazer, quer em momentos de morte.


Um filme e uma história excelentes....muito acima da média!!!


Desta forma a mesma  mãe de onde tudo provem(Gaia), que tudo mantêm(Reia), que tudo produz(Deméter) é a mesma mãe que recolhe no final os frutos maduros(Perséfone) levando-os de volta para seu reino...


Na mitologia cristã contudo a morte é uma vilã, uma punição à queda dos humanos, uma punição ao carma negativo que passa não só ao homem mas a todos os seres vivos. 


Ela não faz parte do ciclo natural das coisas mas é um RESULTADO, o salário como dizem... do pecado humano.


No final dos tempos ela e Hades deverão ir para o Lago de fogo junto com Satan o arqui vilão supremo do mundo cristão e todos os que se tornaram pecadores renitentes.


Uma visão assim talvez explica  o verdadeiro horror que ela nos causa e poder, o potencial que ela tem de destruir nossas vidas se não tomarmos cuidado quando ela leva alguém que nos é querido.


Mas não é o caso do filme em questão nem do livro que lhe deu origem cuja tradição é calcada em uma sociedade xintoísta e budista portanto com uma visão bem diferente de nossa 'prezada'

morte que temos no ocidente se bem que o personagem central me parece mais envolvido com uma visão menos digamos espiritual do processo algo próximo ao ceticismo.

E no entanto vemos o mesmo impacto na vida dos que ficam, a mesma perplexidade, a mesma falta de chão....de norte...de sul....de leste....de oeste...o mesmos sentido de finitude e pior...de incompletude já que sempre parece que faltou algo para ser dito....feito...vivido....


Assim o que pude constatar é que mesmo em lugares onde a tradição não pinta a morte como um demônio devorador ela é tão temida e vista com tanta dor quanto em nossa cultura ocidental de forma geral(e nisto incluo a cultura religiosa que apesar de falar no dito PORVIR pinta este momento com cores tão lúgubres que mais parece que descrê disto)...


Um dos livros mais vendidos de todos os tempos A CABANA(o mesmo conselho que dei para quem não viu o filme dou para - se houver - alguma pessoa que ainda não tenha lido ou não saiba do que trata este livro....leia primeiro) de William P. Young e calcada toda em cima dela e da tentativa de um pai em entender a morte brutal de sua filhinha num diálogo com Deus...um Deus no mesmo instante muito próximo do conceito cristão de Deus(a trindade Pai, Filho e Espírito Santo) e também diferente já que as vezes a forma como esta trindade aparece principalmente O Pai e o Espírito Santo surpreendem os mais conservadores e fundamentalistas. 


É um livro que se não chega a ser um anátema AINDA entre os fundamentalistas pelas reflexões que faz o autor sobre a morte,o amor e a misericórdia de Deus resvala e bem na 'heresia' em certos trechos principalmente que pela versão fundamentalista um dos personagens mortos citados pelo autor como estando no paraíso por tudo o que fez em vida deveria estar, digamos, em um outro lugar...e Inferno não é um contexto que seja considerado.



    FONTE GOOGLE IMAGENS

Aliás; para aquele pai sofrido a própria morte em si  do jeito que se deu, de sua filha é seu inferno!

Seja nos personagens suicidas de Norwegian Wood ou na filha violada e morta por um maníaco, de A cabana e também as reflexões do personagem central, o papi, sobre a morte de seu próprio pai o que vemos é aquilo que desde que o homem enterrou seu primeiro ente querido nós vemos...


A pergunta dorida!!!


O QUE DE FATO SIGNIFICA TUDO ISTO?


Nem tanto a morte em si, como passagem, transição, mas as maneiras dolorosas, abruptas, violentas com que ela se processa e mais....


OS EFEITOS!!!


Para um fundamentalista que não acredita em outras vidas o PORVIR torna-se mais explicável que a própria morte ou tipo de morte em si já que não se acredita ser a mesma resultado de coisas antigas, mas do pecado humano e todo mal do mundo inclusive, dai que o consolo e explicação para os tais esta NO DESTINO não no processo.


Todavia para aquele que acredita na pluralidade de vidas ELA EM SI e as formas como ela se dá encontram não só explicação mas consolo e conforto para muitos que ficam e lhes da forças para continuarem suas jornadas não só por causa do PORVIR somente mas porque para eles a morte não é a vilã dos fundamentalistas, um demônio já condenado ao futuro lago de fogo, mas uma irmã, um anjo fiel que assegura o caminho de retorno a todos nós depois de cumprirmos a lei do dharma aqui conforme nossos carmas.


Talvez seja por isto que eu de fundamentalista convicto tenha pouco a pouco me tornado mais flexível em minha visão e hoje se não sou um defensor contumaz da reencarnação ACEITO-A como a melhor explicação possível para tanta dor neste mundo além do velho e mau pecado!!!


NÃO POR ELA SER A CAUSA DA DOR COMO ALGUNS ANTI REENCARNACIONISTAS SUGEREM MAS PORQUE EXPLICA UMA SÉRIE DE COISAS QUE VEJO NO MUNDO DE DESIGUALDADE, INJUSTIÇA QUE POR VIAS NORMAIS FICAM DIFÍCEIS DE SE ENGOLIR SÓ COM A TAL QUEDA OU PECADO!!!


OK talvez ela em si não fosse o plano original de Deus para nós quem sabe!?


Talvez o plano' original 'fosse virmos aqui, experienciarmos a vida e partirmos para outras esferas cada vez mais ascendentes de evolução....MAS neste processo onde o livre arbítrio é uma das leis da vida....ERRAMOS....CAÍMOS...PECAMOS...DE ALGUMA FORMA NOS AFASTAMOS DA FONTE...dai ela se torna o meio de resgate proposto...até que nos livremos de nossas contas e possamos ascender...


E O FATOR CRISTO PARA MIM TEM VALOR CAPITAL NISTO TUDO!


ELE VEM PARA NOS MOSTRAR O CAMINHO DA ASCENSÃO, DA LIBERTAÇÃO DOS ENCARNES SUCESSIVOS PARA RESGATES.....


A CRISTIFICAÇÃO OU O HUMANO CRÍSTICO!!!


Mas mesmo ela temos que admitir, encontra  algumas dificuldades para explicar...


PORQUE QUE TUDO COMEÇOU?


PORQUE QUE A MORTE ENTROU NO CICLO UNIVERSAL?


QUAL DE FATO É O SEU PAPEL?


PORQUE A PRIMEIRA ALMA TEVE QUE ENCARNAR E ENFRENTAR UM MUNDO HOSTIL E SER TESTADA ALÉM DO NORMAL ATÉ ENTÃO?


PORQUE O LIVRE ARBÍTRIO?


PORQUE SURGIU A MATÉRIA?


PORQUE A MATÉRIA TEM ESTE PODER DE TORNAR A DUALIDADE DA VIDA NÃO SÓ MAIS EVIDENTE MAS MAIS NUA E CRUA?


PORQUE DEUS MESMO SABENDO QUE O HOMEM TERIA UMA JORNADA DE TANTA DOR PERMITIU QUE AS COISAS SE PROCESSASSEM DA FORMA COMO FORAM PROCESSADAS SE ELE É AMOR?


Todas estas perguntas podem e são 'respondidas' por diversas teologias, doutrinas, dogmas e religiões e a reencarnação talvez seja a mais plausível delas mas nenhuma delas tira da boca o sabor de que... MESMO ASSIM... algo mais deveria ser visto e dito que escapa aos nossos olhos.


Por mais espiritualizados que sejamos o que nos assusta, ou pelo menos, a maioria de nós não é a morte em si, principalmente a nossa própria, mas OS EFEITOS que a mesma causa nos que ficam...


Talvez aquele pai de família que NESTE INSTANTE esteja sendo ameaçado por um revólver não tenha de fato MEDO de reagir e morrer quando cede ao bandido mas em sua cabeça vem logo seus queridos, na dor que isto lhes causará e nas tremendas dificuldades pelas quais passarão se ele lhes faltar.


Um ator de novelas que recentemente sofreu um acidente grave nas ruas do Rio(o carro em que estava capotou se não me engano 4 vezes) disse ao ser perguntado(obviamente sobreviveu)sobre o que sentiu ? Respondeu que....SÓ PENSAVA NA FILHA!!!


A filhinha que não estava ali e que se morresse ficaria sem ele, sem sua proteção e ajuda...


SÃO OS EFEITOS NOS VIVOS O QUE MAIS ASSUSTA NA MORTE!!!


São as dores tremendas e terríveis que depois precisam ser saneadas e administradas!!!


Foi o que eu percebi com a passagem destes 3 próximas à mim em tão curto espaço de tempo.


Os cacos familiares que terão que ser colados, o verdadeiro quebra cabeças de se montar as peças que se estilhaçaram...


SEI DE COR E SALTEADO TODAS AS PALAVRAS INSPIRADORAS E INSPIRATIVAS PARA ESTAS OCASIÕES...


NÃO PRECISO SINCERAMENTE QUE ALGUÉM MAS LEMBRE!!!


Este texto não é uma recriminação ao Divino pela morte existir mas uma homenagem àqueles que partiram, ao amor que lhes devotamos e ao desejo de que de alguma forma tanto eles quanto nós fiquemos.....


BEM!!!


As palavras do personagem do filme quando sabe do suicídio de Naoko traduz alguma coisa do que penso....


A TRISTEZA FICA...E ELA TERÁ QUE SER TRATADA, ADMINISTRADA PARA QUE NO FUTURO OUTRAS TRISTEZAS SEJAM MELHOR ASSIMILADAS E NOSSAS VIDAS TENHAM ASSIM, COM ALEGRIAS E TRISTEZAS, 

UM SENTIDO; EVOLUTIVO....EVIDENTE E CLARO...

ESTE PARA MIM É O GRANDE SENTIDO!!!


EVOLUÇÃO!!!


E não no sentido materialista do termo evidentemente mas no seu significado mais profundo de irmos rumo a dentro do verdadeiro mistério que a morte é só a faceta que mais nos amedronta e encanta...


A DIVINDADE E SEU MAR DE INCOMENSURABILIDADE E SEGREDOS DO QUAL A MORTE É APENAS UMA FAGULHA PERDIDA NESTA IMENSIDÃO.


Abraços


Paz e Luz


VALTER TALIESIN



OM TAT SAT



VÍDEO INTERESSANTE SOBRE O ASSUNTO...


Além da musica tema central....Norwegian Wood dos Beatles que faz fundo ao trailer do filme postado acima este filme tem diversas musicas belas e uma delas é esta aqui dos DOORS ....INDIAN SUMMER...




FONTE YOUTUBE


Tradução de Indian Summer



VERÃO INDIANO

Eu te amo mais
Melhor do que todas as outras
Eu te amo mais
Melhor do que todas as outras
Que eu encontro pelo verão

Verão indiano

Que eu encontro pelo verão

Verão indiano

Eu te amo mais
Melhor do que todas as outras

PERSÉFONE













            A MORTE






                  FONTE GOOGLE IMAGENS








Nenhum comentário:

Postar um comentário