Google+ Badge

sábado, 21 de setembro de 2013

SENTIMENTOS...Pontes que ligam almas...



OS SENTIMENTOS...A FORÇA DAS PALAVRAS QUE OS EVOCAM...

SENTIMENTOS QUE TOCAM...
SENTIMENTOS QUE AS VEZES...ARDEM...
SENTIMENTOS QUE FAZEM A ALMA SUSSURRAR...
SENTIMENTOS QUE FALAM...CONTAM HISTÓRIAS...
TEXTOS DE SOFIA...
OM SHANTI SHANTI SHANTI
VALTER TALIESIN


Os mais belos caminhos e as mais

belas imagens repousam
silenciosamente em seu próprio ser.
Os mais belos momentos estão no
aqui e agora, onde poderá encontrar
sua essência, descansar seu espírito
e desfrutar do amor que habita em
seu coração.

Sofia Melo Volante


Que apesar de todas as dificuldades, apesar de algumas tristezas que insistem, que mesmo com essa montanha erguida, o sol possa ser seu presente mais doce.

Desejo ao seu coração o querer que ele quer. 
Que nas palavras que ele sussurra dentro do seu peito, sejam ouvidas aquelas que têm sabor de liberdade.
Que você esteja atendo para o sopro da sua vontade real, e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.
Desejo que sua percepção acorde mais plena no calor de um sol novo e renovador.
Que ele lhe encoraje às atitudes que estão querendo respirar.
Aquelas que sempre são substituídas, aquelas que não se arrojam
por ter os pesos de conceitos por demais antigos.
Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.
Que sinta serenidade na espera necessária para que a semente plantada brote no tempo certo.
Desejo então que sua flor seja inteira, e mesmo que inicialmente pequena e frágil, ela lhe traga as luzes de uma estrada azul.
Que sua sabedoria esteja desperta aguardando com tranquilidade o desabrochar da sua flor.
Em paz, em cadência ritmada com o aprendizado que vem chegando.
Em mais suaves permissões a você.
Em muito mais reconhecimento da sua coragem.
Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens, simplificando o aspecto complicado de alguns momentos e mostrando-lhe a fonte essencial para sua sede.
Desejo que a cada instante você desnude mais seu coração e deixe que nele vibre em tom maior: O AMOR .
O amor na sua expressão mais simples. que não mede, não faz contas e que tem o poder de lhe erguer acima de todas as montanhas escuras.


Sofia Melo Volante


O Amor é algo que...
Amor é algo que se sente independente da vontade de alguém e é um sentimento muito pessoal é como uma impressão digital por isso não existirão nunca dois amores iguais.

Amor não é para ser entendido nem correspondido;
Amor é para ser vivido compartilhado.
Nunca cobrado,
Sempre oferecido.

Ao mesmo tempo em que se parece com um pássaro arredio e desconfiado,
porque parece nos abandonar as vezes sem que nos tenhamos dado conta.

Amor é muito confundido,
às vezes por não conhecermos a fundo o nome de outros sentimentos
confundimos muito do que sentimos com amor ou com a falta dele.

Mas é impossível.
Sem ele não há vida,
não haveria sorrisos,
nem tantas outras coisas que julgamos boas,
mas que só existem por causa da existência do Amor...


Sofia Melo Volante


Tem pessoas que parecem ter vindo direto do céu
Vindo direto de Deus para nós,
que são feitas de amor.
Tem o dom de acalmar a nossa dor
Tem o dom de encontrar o jeitinho ideal de falar
O que a gente precisa ouvir pra mudar...
Tem o dom de fazer qualquer um ter imenso prazer
Em buscar a presença de Deus .
E fazer da Terra Um lugar bem melhor!!
Acredite..!!
Ainda existe Amor, porque você existe


Sofia Melo Volante


Todas as coisas na Terra passam...

Os dias de dificuldades passarão...
Passarão também os dias de amargura e solidão...
As dores e as lágrimas passarão.
As frustrações que nos fazem chorar... 
...um dia passarão.
A dor da perda do ser querido, passará.
Ficará a saudade...
Dias de tristeza...
Dias de felicidade...
São lições necessárias que, na Terra,
passam, deixando no espírito imortal
as experiências acumuladas.
Se hoje, para nós, é um desses dias repletos
de dor, paremos um instante.
Elevemos o pensamento ao Alto,
e busquemos a voz suave e amorosa do Pai
a nos dizer carinhosamente:
Isso também passará...
E guardemos a certeza
pelas próprias dificuldades já superadas,
que não há mal nem dor que dure para sempre.


Sofia Melo Volante


Quando tudo for pedra, atire a primeira flor;

Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;

Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz, traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;
Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso;
Talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que compreenda, de braços que confortem;
Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;

Quando ninguém souber coisa alguma, e você souber um pouquinho, seja o primeiro a ensinar, começando por aprender você mesmo, corrigindo-se a si mesmo;
Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte bem o que se passa, talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Daí, portanto, você deve ser o primeiro a aparecer, o primeiro a mostrar-se, primeiro que pode ser o único e, mais sério ainda, talvez o último;

Quando a terra estiver seca, que sua mão seja a primeira a regá-la;

Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio;
Nem, por outro lado, aplauda o erro; dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora.
Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu; sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido;
Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém.

Quando tudo for espinho, atire a primeira flor;
Seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta, compreendendo que o perdão regenera, que a compreensão edifica, que o auxílio possibilita, que o entendimento reconstroi.

Atire você, quando tudo for pedra, a primeira e decisiva flor.
 —

Sofia Melo Volante

Os mais belos caminhos e as mais
belas imagens repousam
silenciosamente em seu próprio ser.
Os mais belos momentos estão no
aqui e agora, onde poderá encontrar
sua essência, descansar seu espírito
e desfrutar do amor que habita em
seu coração.
SMV

Sofia Melo Volante

Vídeos sagrados

Marisa Monte - Gentileza

Dulce Pontes - No teu poema...

Caetano Veloso - Lua Estrela


Maria Betânia - É o amor

Nuno Norte - Entre o silêncio e a vertigem

Madredeus - Haja o que houver

Pedro Abrunhosa - Pontes entre nós

Fonte Youtube





Fonte de imagens Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário