Google+ Badge

domingo, 29 de dezembro de 2013

PERCEPÇÕES AMOROSAS SOBRE O MUNDO



Se as coisas fossem perfeitas
Não existiria lições de vida
Não haveriam arrependimentos
E nem descobertas...
Se tudo fosse perfeito
Mãos não se uniriam
E sonhos não seriam valorizados.
Se tudo fosse perfeito
Olhares não se completariam
E gestos passavam despercebidos.
Se tudo fosse perfeito
As lágrimas não existiriam
As palavras seriam perfeitas.
Se tudo fosse perfeito
Eu pularia no abismo
Sem medo da morte
Pois asas eu ganharia...
Se tudo fosse perfeito
Eu atravessaria o oceano
Sem medo de ser levada pelas ondas
Sem receios de me perder em suas profundezas.
Se tudo fosse perfeito
Dores não existiriam
E a cura não seria procurada...
Se tudo fosse perfeito
Não haveria a busca pela perfeição...
Nada é por acaso
Pois nem o destino
É Perfeito.

Sofia de Melo volante




Amar é reflectir e discernir, dando ao sentimento, sem leme, a direção esclarecida e firme do conhecimento superior. É integrar o coração ao cérebro, fundindo sentimento e pensamento.
Para amar verdadeiramente, o ser deve dispor de profunda maturação íntima. Pela evolução, o ser se torna senhor da própria vida; o ser não evoluído é que se vê assaltado por sentimentos que nele se produzem, dominando-o , à revelia da sua vontade. O Amor real é uma decisão da vontade; algo que produzimos e não uma situação que nos aconteça, da qual somos meros espectadores e objetos. Cair apaixonado não é amor, pois o Amor é uma atitude constante na vida de quem ama, e não uma ocorrência fortuita. Somente é capaz de vivenciar um grande amor quem for capaz de educar-se impondo a si mesmo o exercício libertador da renúncia e da disciplina.
 


Sofia de Melo volante


Quando você se der conta que cometeu um erro, 
tome providências para corrigi-lo;
Quando você perder, não perca a lição; 
Dê mais as pessoas do que elas esperam, 
e o faça com alegria.
Não acredite em tudo o que você ouve; 
Quando disser EU TE AMO, 
seja verdadeiro;.
Quando disser SINTO MUITO, 
olhe para as pessoas nos olhos;
Nunca ria dos sonhos de outra pessoa,
julgue seu sucesso pelo que você teve de renunciar para consegui-lo.
Seu caráter é seu destino;
Abra seus valores para as mudanças,mas não abra mão de seus valores.
Leia o que está escrito nas estrelinhas.
Não fale do passado.
E cuide da sua própria vida.


Sofia de Melo volante

O caminho que Eu Escolhi é o do Amor, não importam as Dores, nem as Angústias. 
Nem as Decepções que vou ter que encarar, escolhi ser Verdadeira. 
No meu Caminho,o Abraço é Apertado, apertado mesmo. 
O Aperto de Mão é Sincero, 
Não estranhe a minha maneira de Sorrir.
De Te Desejar o Bem!
Não estranhe se Eu me emocionar
com a sua História!
Se Eu chorar junto com Você!
Afinal de contas,Sou um ser Humano!
É assim que Eu vejo a Vida!
É só assim que Eu acredito,
que vale a Pena Viver.
Viver com Emoção!
Com Verdade!
Viver com AMOR!
Viver com o coração!


Sofia de Melo Volante


Deixe a luz entrar
Bater em sua face
Iluminar seus dias
Afastar seus medos.
Trazer a paz.
Mostrar a esperança...
Vinda no nascer do sol.
Traduzida por um sorriso de criança.
Puro...singelo...mágico
Nascemos para viver,
Não para sofrer!
Entenda...
Você tem um coração
Você tem uma mente
Então pense!
Pense em você
Reserve um tempo e permita-se...
Pensar em imagens belas
Mesmo que você não queira voar
Seu espírito pede isso
Afaste os pensamentos negativos
E lembre-se:
Você é sua própria luz.

Que apesar de todas as dificuldades, apesar de algumas tristezas que insistem, que mesmo com essa montanha erguida, o sol possa ser seu presente mais doce.
Desejo ao seu coração o querer que ele quer. 
Que nas palavras que ele sussurra dentro do seu peito, sejam ouvidas aquelas que têm sabor de liberdade.
Que você esteja atendo para o sopro da sua vontade real, e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.
Desejo que sua percepção acorde mais plena no calor de um sol novo e renovador.
Que ele lhe encoraje às atitudes que estão querendo respirar.
Aquelas que sempre são substituídas, aquelas que não se arrojam
por ter os pesos de conceitos por demais antigos.


Sofia de Melo Volante

Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.
Que sinta serenidade na espera necessária para que a semente plantada brote no tempo certo.
Desejo então que sua flor seja inteira, e mesmo que inicialmente pequena e frágil, ela lhe traga as luzes de uma estrada azul.
Que sua sabedoria esteja desperta aguardando com tranquilidade o desabrochar da sua flor.
Em paz, em cadência ritmada com o aprendizado que vem chegando.
Em mais suaves permissões a você.
Em muito mais reconhecimento da sua coragem.
Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens, simplificando o aspecto complicado de alguns momentos e mostrando-lhe a fonte essencial para sua sede.
Desejo que a cada instante você desnude mais seu coração e deixe que nele vibre em tom maior: O AMOR .
O amor na sua expressão mais simples. que não mede, não faz contas e que tem o poder de lhe erguer acima de todas as montanhas escuras.


Sofia de Melo Volante

Nós podemos gostar de ser quem somos, do jeito que nós formos, ou vivermos infelizes por não sermos quem nós queremos na nossa realidade.
Nós podemos assumir a nossa individualidade, ou reprimir os nossos talentos e fantasias, tentando sermos o que os outros gostariam que nós fossemos .
Nós podemos produzir-nos e nos divertir, brincar, cantar e dançar, ou dizer em tom amargo que já passamos da idade ou que essas coisas são fúteis, sérias e bem situadas como nós.
Nós podemos olhar com ternura e respeito para nós próprios e para as outras pessoas, ou com aquele olhar de censura, que poda, pune, fere e mata, sem nenhuma consideração para com os desejos, limites e dificuldades de cada um, inclusive os nossos.
Nós podemos amar e deixar-mo-nos amar de maneira incondicional, ou ficar-mo-nos a lamentar pela falta de gente à nossa volta.
Nós podemos ouvir o nosso coração e viver apaixonadamente ou agir de acordo com o figurino da cabeça, tentando analisar e explicar a vida antes de vivê-la.
Nós podemos deixá-la como está para ver como é que fica ou com paciência e trabalho conseguir realizar as mudanças necessárias na nossa vida e no mundo à nossa volta.
Nós podemos deixar que o medo de perder paralise os nossos planos ou partir para a ação com o pouco que temos e muita vontade de ganhar.
Nós podemos amaldiçoar a nossa sorte, ou encarar a situação como uma grande oportunidade de crescimento que a Vida nos oferece.
Nós podemos mentir para nós mesmos, achando desculpas e nos culpabilizando para todas as nossas insatisfações, ou encarar a verdade de que, no fim das contas, sempre somos nós quem decidimos o tipo de vida que queremos levar.
Nós podemos escolher o nosso destino e, através de acções concretas caminharmos firmes em direcção a ele, com marchas e contramarchas, avanços e retrocessos, ou continuarmos acreditando que ele já estava escrito nas estrelas e nada mais nos resta a fazer senão sofrer.
Nós podemos viver o presente que a Vida nos dá, ou ficar presos a um passado que já acabou e portanto não há mais nada a fazer , ou a um futuro que ainda não veio e que portanto não nos permite fazer nada.
Nós podemos ficar bem, desfrutando o máximo de coisas que nós é que possuímos , ou se acabarmos por ter tanta ansiedade e desgosto por não sermos ou não possuirmos tudo o que nós gostaria-mos .
Nós podemos engajar-mo-nos no mundo, melhorando-nos a nós próprios e, por consequência, melhorando tudo que está à nossa volta, ou esperar que o mundo melhore para que então nós possamos melhorar.
Nós podemos celebrar a Vida e a Energia Universal que o criou, ou celebrar a morte, aterrorizados com a ideia de pecado e punição.
Nós podemos continuar escravos da preguiça, ou comprometer-mo-nos com nós mesmos e tomar atitudes necessárias para concretizar o nosso Plano de Vida.
Nós podemos aprender o que ainda não sabemos, ou fingir que já sabemos tudo e não precisamos aprender nada mais.
Nós podemos ser felizes com a vida como ela é, ou passar todo o nosso tempo nos lamentando pelo que ela não é.
A escolha é somente nossa.
E o importante, é que nós sempre temos escolha.
Ponderemos bastante ao nos decidir, pois somos nós que vamos carregar sozinhos e sempre o peso das escolhas que fizermos.


Sofia de Melo volante

VÍDEOS

Bon Jovi - Always


Era - Wind Love

Loreena Mckennitt - The dark night of the soul


Alphaville -  Forever Young

Pedro Abrunhosa - Voámos em contramão



Fonte Youtube










Fonte de imagens Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário