Google+ Badge

terça-feira, 27 de junho de 2017

- A PERCEPÇÃO DA PRESENÇA DE(A) DEUS(A) -



MEDITAÇÕES SOBRE A SAGRADA PRESENÇA DIVINA EM E AO REDOR DE NÓS...

SALMO 41
Nostalgia de Deus


Como o animal saindo à procura dos córregos,
assim, também eu estou à tua procura, Senhor!
Tenho sede de Deus, do Deus vivo.
Quando é que poderei estar face à face com Ele?
A não ser as lágrimas que correm dia e noite,
já não tenho outro sustento,
desde que os homens me vêm provocando:
"Onde está, então, esse teu Deus?"

Vivo hoje de saudades que me comovem profundamente.
Dos dias em que caminhava no meio do povo,
em direção à casa do Senhor.
Ouço ainda o canto vibrante da multidão em festa!...

Mas, por que todo este abatimento,
esta inquietação tão grande dentro de mim?
É preciso continuar a esperar no Senhor.
Um dia, ainda, hei de agradecer-lhe:
"Tu me libertaste, Tu és o meu Deus!"

Sinto a tristeza minar a minha existência
ao me lembrar de ti, Senhor,
aqui de longe, afastado da minha terra.
Procuro com afã sinais da tua presença.
Mas nestas montanhas,
ouço apenas o rugir bravio das cataratas
e o fragor hostil das torrentes,
que me afligem ainda mais.

Senhor, dá-me um sinal do teu amor fiel,
envia a luz da tua verdade que me guiará
e me levará até á tua presença.




Estamos como exilados...sabemos que estamos longe de nossa Terra, de nosso mundo, de nossas origens sagradas mas não sabemos como regressar. Nestes momentos percebemos o vazio, o hiato entre Realidade e Ficção dentro de nós. Deus(a) parece distante, inacessível....os famosos "véus de Isis" cai como uma luva para simbolizar o que nos separa do Bem Maior. 

Assim como o salmista parecemos como um Cervo que busca pelo riacho de águas puras, mas a água que desejamos é A Água da Vida, a água que nos fortalece a Alma! Quando o humano bebe desta água ele percebe que tudo se vitaliza nele, mas entretanto, tão poucos são os que podem realmente dizer que foram dessedentados, que foram libertos desta sede insaciável que foram supridos pela água que refrigera a alma ressequida neste mundo que nos soa tão árido!



Nos sentimos abatidos, nos sentimos sós, parece que Deus(a) é apenas uma paródia que criamos para nos iludir, Deus(a) parece uma miragem e não uma Realidade Viva! E é assim que os ateus nos provocam! Diante de um mundo aparentemente caótico, sem lógica e sem sentimentos genuínos de amor, solidariedade, amizade, paz, alegria, felicidade as pessoas tendem ou a se aferrar nas suas ilusões mais caras ou simplesmente descartar Deus(a) como uma possibilidade de facto! E zombar de nossa convicção profunda de que há UMA FINALIDADE em tudo, se torna o esporte predileto destes últimos enquanto os primeiros fazem da religião um verdadeiro ópio! São duas posições extremas que causam um dano tremendo ao mundo! Deus(a) como Realidade só é acessível para os que escutam a dita "Voz Mansa e Suave" que Elias ouviu quando se sentiu exatamente assim como se sentiu o salmista! Esta Voz é Deus(a) na sua versão mais sublime A MÃE! A Mãe amorosa que busca seus filhos e filhas para envolver em seus amorosos braços.



Entretanto temos que tomar cuidado com o que realmente alimenta a alma!

O salmista pensa nas terras que deixou, no templo que já não existe mais...tudo foi destruído pelo conquistador! Este sentimento do salmista revela-se assim uma ilusão. Ele descreve o lugar em que esta como um lugar lindo, com cascatas, com cataratas, mas completamente estranho para ele! A beleza do lugar cria ainda mais saudades de sua terra, do templo que já não existe, da multidão de conterrâneos que caminhava alegre nas festas sagradas...estamos diante de um homem que infelizmente esta a enxergar Deus(a), as realidades divinas, como a ampla maioria de nós fazemos; através das coisas que supostamente temos ou conquistamos aqui. Através dos grupos sociais aos quais pertencemos, da raça, da família em que nascemos...ele parece completamente alheio a um SENSO DE PRESENÇA DIVINA EM SI! Senso este que independe de lugar, de situação mas sim da posição interna que tomamos frente AO GRANDE MISTÉRIO! 



ELE NÃO ESTA A ESCUTAR A MESMA VOZ QUE ELIAS OUVIU NO MOMENTO MAIS TERRÍVEL DE SUA VIDA QUANDO OCULTOU-SE EM UMA CAVERNA COM MEDO DO QUE LHE PUDESSE FAZER AS PESSOAS QUE O ODIAVAM!



No mesmo instante que o salmista reconhece que tem sede de Deus(a) ele contudo erra ao focar Deus(a) apenas em um povo, uma raça, uma região, uma religião! Ele perde o sentido do universal e ai sofre mais ainda! Arrisco dizer que se ele continuou deste jeito(este salmo provavelmente foi escrito por um dos exilados em Babilônia depois da conquista e destruição de Jerusalém por Nabucodonozor) morreu sem sentir seu desejo satisfeito!

Mas por outro lado ele dá sinais que tem condições de vencer esta Maya!

Ele reafirma sua fé de que espera que Deus(a) o escute; ele espera o sinal de Amor favorável de Deus(a) para si...ele espera que de alguma forma, mesmo longe de sua terra, do templo que já não existe... Deus(a) irá se manifestar para ele! E é aqui que mora o segredo dos que encontraram efetivamente Deus(a):



DEUS(A) NÃO DEPENDE DE LUGARES, DE MOMENTOS, DE NADA, DE COISA ALGUMA PARA SE MANIFESTAR PARA UMA PESSOA! DEUS(A) QUER APENAS QUE ESTA PESSOA SE TORNE DISPONÍVEL, ACESSÍVEL PARA SUA VOZ!



As belezas deste "mundo de exílio" em que estamos parecem feiura para a Alma que lembra de lugares mais sagrados e perfeitos em vibração...entretanto É AQUI, que devemos perceber Deus(a) Vivo em atuante em nós! Temos SIM que captar as belezas de nossa "terra de exílio" extrair dela o melhor para que neste ato possamos perceber os véus se abrindo de par em par e nos revelando EM NOSSA TERRA DE EXÍLIO... DEUS! Dai, pouco a pouco, vamos perceber que as belezas de nossa "TERRA DE ORIGEM" não estão mortas mas podem ser resgatadas DENTRO de nós. Naquele ponto onde sentimos saudade mortal de nossa terra surge uma imagem cada vez mais perfeita de Deus(a), o som mais sublime de sua Voz e então, ainda em nossa terra de exílio, poderemos manifestar A Realidade de Nossa Terra de Origem, e será isto o que finalmente nos levará para Deus(a) e para o ponto sagrado onde Deus(a) nos quer!

Este salmo é uma perfeita metáfora de cada um dos humanos!

Buscamos Deus(a) e nos fixamos em coisas mutáveis para tentar vê-lo; mas somente quando percebermos que: 



DEUS(A) ESTA EM TODO LUGAR E ALÉM DE TODO LUGAR...EM TODA SITUAÇÃO E ALÉM DE TODA SITUAÇÃO...EM TODAS AS PESSOAS E ALÉM DE TODAS AS PESSOAS...DEUS(A) ESTA EM NOSSA ALEGRIA E EM NOSSA TRISTEZA...EM NÓS ONDE ESTIVERMOS: ATÉ EM NOSSO EXÍLIO, COMO SOPHIA, ASSEDIADA PELOS ARCONTES E ARRASTADA POR ESTES PARA LONGE DE TUDO O QUE AMA! 



Senhor, dá-me um sinal do teu amor fiel,
envia a luz da tua verdade que me guiará
e me levará até á tua presença.



Eis aqui a estrofe onde parece que o salmista finalmente entende que Deus(a) é uma Realidade que transcende até sua terra de origem, seu "Paraíso Perdido" seu "Shangrilá" ... 

Um Sinal é uma dádiva que é concedida para a alma que esta perdida!

Um Sinal é um ponto marcante, uma SINA...mas neste caso uma SINA DE SORTE...Uma boa sorte, onde ele espera que Deus(a) revele-se em toda a sua glória!

Esta boa sorte, esta sina, este sinal, esta glória é:



O AMOR DE DEUS(A)...SUA PRÓPRIA ESSÊNCIA E SER QUE É FIEL E JAMAIS DESAMPARARÁ QUEM VERDADEIRAMENTE O PERCEBE, MESMO EM MEIO AS BRUMAS DO MUNDO DE EXÍLIO! 



Este Amor é A Luz de Deus(a), de sua Verdade...esta Verdade e Luz é este Amor que não se apaga, não se finda jamais... a impressão de que o salmista transcendeu a limitação do que os olhos carnais vêem, do que os sentimentos conturbados percebem se torna mais forte do que a anterior, de que talvez ele não possa ter conseguido fazer. É esta Luz, esta Verdade, este Amor....ESTE SINAL DE SINA DE SORTE que o levará finalmente À PRESENÇA DE DEUS(A) que em verdade nunca o deixou, só deixou de ser percebida por ele quando se fixou nas circunstâncias pelas quais passava e não no que verdadeiramente estava DENTRO DE SI!



EXCELSIOR!

Valter Luís 

MÚSICA SAGRADA

THE STRAIGH HISTORY - ANGELO BADALAMENTI




METAMORPHOSIS - PHILLIP GLASS



INSIDE THE TAJ MAHAL - PAUL HORN



ISHVARA - NOMAD



Nenhum comentário:

Postar um comentário