Google+ Badge

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Criando mundos...

Qual será o segredo dos grandes luminares da humanidade!?

Qual será a energia que os anima!?

Aliás o verbo animar e seu substantivo ânimo tem tudo a ver com anima e animus os lados feminino e masculino humano!

Todos nós entidades humanas temos dentro em nós estes dois potenciais:animus e anima,masculino e feminino animando nossas vidas, nossas inter relações ...

Desta forma a energia que move os grandes luminares da humanidade por eras é esta simbiose, esta amálgama,esta relação plena entre animus e anima dentro de si.

Os gdes criadores, os gdes renovadores, os gdes restauradores da civilização humana todos eles foram movidos pela mesclagem entre o arrojo,coragem,racionalidade geralmente associados ao animus com a sensibilidade,intuição,criatividade associados a anima por exemplo.

Sendo assim como criarmos mundos novos de potencialidades em possibilidades de vir a ser quando estamos fraccionados, divididos dentro de nós!?

IMPOSSÍVEL!

Para co-criarmos com Deus(a) mundos interiores potencialmente vivos e com possibilidades factuais, reais de exteriorização devemos ser unos em nós mesmos, no nosso potencial interno, nas nossas qualidade positivas e negativas,Yin e Yang.

Deus(a) não tem sexo definido exatamente porque não é fraccionado em SI mesmo!

Tanto é Gerador quanto Geratriz!

Pai e Mãe são meros designativos humanos à manifestação dos poderes divinos, as qualidades das energias que Dele(a) emanam!

Desta forma Ele(a) manifesta de sua unidade interior as duais qualidades ou poderes que originam a vida universal!

Devemos ser como Ele/Ela:internamente completamente unificados em animus e anima e externamente manifestando esta sagrada energia quer como homens ou mulheres ...plenos!

O casamento alquímico entre o rei e a rainha sagrados gerando o filho/filha divinos!

Somente saberemos as potencialidades que temos se realizarmos em nós esta alquimia poderosa!

Entretanto no mundo que hora estamos temos ciência do qto é difícil manifestarmos plenamente nossas melhores qualidades.

Os dias passam , as horas correm e sentimos dentro de nós um senso de perca, de desilusão enormes na medida que percebemos que não estamos manifestando nosso pleno potencial criativo.

Esta percepção contudo é um primeiro passo para começarmos a mudar o rumo de nossas vidas.

A carência sempre levou a humanidade em busca daquilo que pode lhe suprir tais necessidades desde priscas eras!

Temos duas formas contudo de alcançarmos esta saciedade: O Bem e o Mal!

Eis aqui o grande mistério, o grande segredo da dita Árvore do conhecimento do bem e do mal...

Na lenda a Serpente desperta em Eva o senso de carência, de necessidade que a evolução humana necessita diante dos desafios da existência.

É dito que Eva e Adão estavam em perfeito estado de inocência o que é outra palavra para inconsciência também.

Sendo assim associasse a consciência na lenda a busca pelo conhecimento incentivado pela Serpente.

A Serpente age aqui como iniciador(a) da humanidade na consciência, na ciência do lado bom e ruim da existência.

Mas tb segundo a lenda porque isto é tido como algo ruim!?

Porque em primeiro lugar não é algo que vem por livre escolha e vontade de Adão e Eva mas de um ser externo, que aparece ali como quem não quer nada e se insinua apenas a uma das partes do que compõe a humanidade!

Em segundo lugar porque o ente humano tornasse dependente desta dualidade não senhor(a) dela!

Nós como sociedade somos escravizados pela dualidade pois que individualmente queremos o bem ,o bom para nós mesmos,mas geralmente este bem tão desejado conflita com o desejo de outro e dai originam-se conflitos que se tornam ...o mal do coletivo!

Desta forma toda ideologia utópica que carece de enxergar e ver a necessidade do humano unificar-se dentro de SI mesmo para depois atuar no mundo que nos rodeia esta fadada ao fracasso fragoroso!

Adão é Eva assim são expulsos do Paraíso da inconsciência para um mundo de consciência fraccionada não plenificada!

A ordem de não comerem do dito fruto não era uma precaução divina para que estes não atingissem o estado de divindade como matreira mente sugeriu a tal Serpente pois se este fosse o caso bastaria a divindade tomar precauções para que o casal nunca atingisse a tal árvore, não dar-lhes meramente uma simples ordenança passível como vimos de ser facilmente desobedecida!

Estamos diante do mistério da feitura dos magos da esquerda e da direita aqui!

Dos senhores do Ego e dos senhores do Espirito!

São dois tipos de criadores de mundos que surgem desta lenda:
Dois caminhos iniciáticos que a partir dali dividiriam os humanos.

Um formado pelos discípulos da Serpente, seguidores do ego ,sendo ela de per si já um monstro de Ego retumbante!

E o outro daqueles que seguem as diretrizes da Lei Divina, que não tomam atalhos facilitadores para a super consciência mas que seguem dia a dia as iniciações que a vida e esta Lei maior impõem.

Duas humanidades, dois caminhos...

Abel e depois Seth e Caim!

Os dois primeiros filhos da Lei divina o outro filho da Serpente egótica!

Depois de percebermos nossa carência devemos fazer nossa opção!

Se queremos ser co-criadores de mundos com o divino em nós, o Espírito ou com a Serpente, O Ego!

Deus e Diabo enfim nesta lenda são metáforas tanto de um qto de outro!

Adão e Eva são o animus e a anima separados em homem e mulher mas trazendo latentes em si tds as duas potencialidades,a Serpente surge desta forma como a maneira egoística de tentar-se esta unificação interior sem os devidos cuidados iniciáticos, sem a devida observância da Lei do amor, da Lei da vida meramente calcada ...NO DESEJO sensual de se tornar isto ou aquilo...no caso da lenda...como Deus(a) conhecedor do bem e do mal!

O fato de a mulher ser seduzida pela Serpente e não o homem não surge como demérito a condição feminina mas ratifica o que estamos dizendo; que a intuição, a criatividade, a espiritualidade, são qualidades anima e não animus, o texto esta simples mente clarificando em que campo do universo do ser se deu a queda lendária não tentando exterior izar a fraqueza de um membro da humanidade em relação ao outro como querem os sexistas fundamentalistas...é o ld buscador do ser humano, sua fome por mistério, por espiritualidade, pelo oculto, portanto coisas ligadas a anima que levam Eva , a própria anima em ação tomar do fruto e comer não o fato dela ser mais fraca e susceptível a tentação que o homem como gênero humano,é que a busca pelo divino, pelos mistérios ocultos no ser tem um apelo sedutor sobre nossa intuição, sobre nossa espiritualidade, nosso senso criativo,que como dissemos tem a ver com a anima; pois o homem não é tão semelhante a Deus(a) qto qdo esta criando algo...

Mas como disse não temos possibilidade de criarmos divididos dai que segue a história do Gênesis e a busca da agora caída Eva atrás de Adão.

O fato de apenas Eva estar ali e não Adão é outro exemplo potente do que estamos falando...de que um ser humano fraccionado ,não pleno não esta apto para ser um co-criador verdadeiro....Eva a materialização da anima esta sozinha sem Adão o animus...desta forma td e qualquer decisão ou atitude tomada quer por Adão ou Eva isoladamente esta condenada ao fracasso por carecer de unidade , de plenitude!
O ato dela dar depois o fruto a Adão e deste o comer mostra que uma colagem interna não funciona perfeitamente qdo estamos falando deste tema tão premente!

Uma unidade parcial de nosso interior só ratifica o erro da separatividade!

Pode-se contudo criar desta forma como vemos na escolha dos dois caminhos, mas é uma criação alicerçada no ego não no Espirito!

Adão e Eva não atuam harmonicamente desde o inicio mas um segue ao outro propriamente por medo de ficar só, num estado onde a unidade não existe mais!

Como um casal na Inocência ambos comungavam de uma unidade paradisíaca, agora que um buscou um outro tipo de estado ruiu-se o que antes existia...a racionalidade desassociada da intuição,o conhecimento da sabedoria, e vice e versa não podem subsistir no ser humano sem causar uma ruptura com o Espirito de onde td emana!

E uma ligação entre estes carentes das diretrizes do Espirito tb não é proficiente mas danosa a longo prazo como bem conhecemos desta lenda ou melhor dizendo deste mito!

Um sem o outro não criam, uma união espúria contudo entre eles pode criar mas nunca algo que seja considerado bom, verdadeiro,real!

Criam-se os mundos de Maya , de ilusão tão bem exemplificados na mitologia hindu!

Para criarmos um mundo novo,pleno,real, precisamos de uma humanidade novo!

Para curarmos a sociedade precisamos nos curar antes!

Para fazermos nvs tds as coisas precisamos trazer novidade a nossas vidas!

Devemos abandonar o narcisismo milenar, a adoração do ego, da serpente belíssima por fora mas vazia de realidade por dentro e nos fundamentarmos no Amor,Vontade,Sabedoria,Paz,Verdade,Liberdade e no Ideário do Reino de Deus(a) revelado pelo Cristo e os gdes luminares de tds os tempos em maior ou menor grau !

Precisamos abandonar o egoismo que parece impregnado em nós e mudarmos td isto!

Precisamos transmutarmo-nos em algo diferente , pleno,holístico,unificado...

Este é o gde desafio de cada um de nós!

E para isto precisamos nos abrir reverentemente ,amantemente ao Deus) interiorizado qual semente sacra dentro de cd um de nós, um Deus(a) que espera paciente mente que voltemos as trilhas corretas da verdadeira iniciação, onde não se queimam egoisticamente etapas mas se cresce gradativamente rumo a luz que mora em e além de nós pois como diz o texto sacro...'cd um segundo seus talentos, segundo suas obras', sem desmerecermos ninguém, nem nos sobrepormos a ninguém , mas aquele que quiser se fazer senhor(em outras palavras aquele que atinge altíssimo grau evolutivo na senda) se torne servidor do menor...o fato é que o caminho iniciático da Lei divina sobrepõe-se ao outro meramente pela perspectiva: Um centrado na unidade e o outro na dualidade, um usando a dualidade de forma harmônica e o outro sendo dominado por esta dualidade a ponto de tornar-se escravo da mesma,um centrado no amor, no holístico o outro no ego ,no desejo meramente sensual.

Ambos criam mundos ...mas um os faz para a perenidade o outro os faz para o regalo da ilusão!

Portanto...

O mundo que criaremos dependerá do sucesso que tivermos ou não nesta empreitada de unificarmos a manifestação divina em cd um de nós!


Vida Plena a tds...

Valter Taliesin

Nenhum comentário:

Postar um comentário