Google+ Badge

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A Luz de SHAMBHALLA....O Mistério de AGARTHA!


Existem mitos que transcendem tempos, estações,espaços e civilizações e perpetuam-se no imaginário popular, em relatos de indivíduos e grupos que passam de pai para filho,mestre a discípulo ,histórias que encantam gerações ....

Agartha e Shamballa são dois destes mitos que a milênios despertam nos humanos um desejo de numinoso , de mistério,de supranatural.

Dizem os relatos que existiriam nas entranhas da Terra uma civilização ou segundo alguns duas ou mais civilizações ocultas de nossa civilização atual e externa que seriam tanto espiritualmente qto social, cultural e tecnologicamente milhares de anos mais evoluídas do que nós e que em certos momentos decisivos de nossas História influiriam diretamente sobre os rumos de nossa nações, povos e raças.

Para aqueles por exemplo; que entendem esta mesma civilização como uma só vêem em Agartha o designativo geográfico deste reino e em Shamballa o reino em si!

Para aqueles que pensam em duas civilizações distintas contudo seriam reinos independentes entre si e até rivais sendo que alguns aventam que um ou outro inclusive seriam um reino de luz e o outro de trevas.

Já outros apresentam até outros reinos como prova de que tais civilizações são multifacetadas e não únicas.
Como Bulwer Lytton que em sua obra A raça futura falou da civilização do Vríl.

Perde-se no tempo segundo tais lendas a origem destes povos.

Alguns entendem que os mesmos vieram de outros planetas;Vênus segundo alguns, Sírius ou Órion segundo outros e que Shamballa originalmente teria existido em priscas eras no deserto de Gobi na China e teria sido a primeira civilização do planeta.

Shamballa só teria se tornado intra terrestre com o tempo com o constante afastamento de nossa civilização dos ditames da Lei Divina da qual Shamballa era disseminadora e guardiã na Terra.

Ao transferir-se para o interior da Terra contudo Shamballa não teria abdicado do direito e dever de governar a Terra mas faria isto agora de forma oculta e indireta através dos luminares que enviaria a superfície com a mensagem do Rei do Mundo, senhor absoluto de Shamballa e Agartha e diretor supremo da evolução em nosso planeta.

Certos grupos de estudiosos e esoteristas creem inclusive que todo fenômeno ufológico dos dias atuais e de todas as eras são originários em Agartha ou seja; são veículos desta civilização intra terrestre e não extraterrestre ou multidimensional.

Por falar em multidimensional outros creem que este reino pouco ou nada teria de físico ou de nossa constituição física pelo menos, de material ,mas seria multidimensional ou até espiritual.

Estaríamos assim falando na verdade de uma Hierarquia sagrada que sob a batuta do Rei do Mundo exerceria o controle de todos os níveis evolutivos e espirituais do planeta.

Aproveitando-se disto é que grupos opostos à visão de Agartha e Shamballa como reinos de luz e evolução interpretam tais reinos ou tal reino como provas conclusivas do Inferno das mitologias ocidentais e o Rei do mundo com nada menos que Lúcifer ou Satan o antigo Querubim ungido, o Arcanjo caído dos mitos do povo do livro(judeus,cristãos e islâmicos) e que na verdade tal reino teria o único objetivo de conquista global e alijamento progressivo da humanidade do verdadeiro Reino de Deus, a Nova Jerusalém que seria de outras esferas e não daqui mesmo ainda que em outra dimensão.

A mentira trevosa e não a verdade luminosa seriam os objetivos dos "agarthianos" ou "shamballenses" que em suma seriam anjos caídos e demônios!

Bem, estas questões de interpretações mitológicas variam muito e quando se coloca  o interior da Terra neles realmente se olharmos civilizações outras que não a judaico cristã veremos que Hades, Sheol,Tártaro eram mesmo títulos de regiões infernais onde os mortos iriam e onde em certos círculos, penitentes sofreriam .

Mas mesmo nestas vemos que nem tudo seriam trevas ou sofrimento existiria por exemplo; o campo dos abençoados, os campos Elísios onde as almas dos grandes heróis iriam e mesmo na teologia cristã vemos que Cristo foi aos infernos pregar seu evangelho aos cativos e de lá levou cativo o cativeiro o que segundo certas interpretações teológicas seria nada mais nada menos que o paraíso terrestre lugar dos justos que até a morte e ressurreição do Cristo estaria  também dentro da Terra.

Seja lá o que for ou como se interprete o mito Shamballa/Agartha o fato é que ele persiste e cresce na medida em que os povos vão compreendendo que a possibilidade efetiva de não estarmos sós no Universo mas sermos quer espiritualmente, multidimensionalmente ou efetivamente fisicamente irmanados com outras raças inteligentes uma possibilidade muito real.

Shamballa e Agartha contudo prevalece a despeito da oposição como conceitos tão sublimes quanto o de Éden , Ávalon, Hiperbórea e outros mais onde o homem enxerga uma utopia original, um pais ideal, um reino paradisíaco onde todas as coisas boas são não só uma possibilidade mas uma realidade factual.

Enxergamos no mito mais que a letra, a história, a lenda... vermos um cerne,uma essência basilar do que somos e poderemos ser me parece mais justo em se tratando de Agartha/Shamballa.

É a mítica constante e eterna do paraíso original perdido e o desejo de reconquistá-lo!

Paz a todos

Valter

VÍDEOS SAGRADOS

A GRANDE SHAMBHALLA - MENSAGEM


AGARTHA - FULL ÁLBUM 

AGARTHA - MÍSTICA, MITO , HISTÓRIA - DOCUMENTÁRIO

VOZES DE SHAMBHALLA - FULL ÁLBUM

FONTE YOUTUBE




FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário