Google+ Badge

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O ANJO PODEROSO E AS DUAS TESTEMUNHAS

O ANJO PODEROSO


VI DEPOIS OUTRO ANJO PODEROSO DESCENDO DO CÉU: 
TRAJAVA-SE COM UMA NUVEM E SOBRE A SUA CABEÇA ESTAVA O ARCO ÍRIS; SEU ROSTO ERA COMO O SOL, AS PERNAS PARECIAM COLUNAS DE FOGO, E NA MÃO SEGURAVA UM LIVRINHO ABERTO. POUSOU O PÉ DIREITO SOBRE O MAR, O ESQUERDO SOBRE A TERRA, E EMITIU UM FORTE GRITO, COMO UM LEÃO QUE RUGE. AO GRITAR, OS 7 TROVÕES RIBOMBAVAM SUAS VOZES. QUANDO OS 7 TROVÕES RIBOMBAVAM, EU ESTAVA PARA ESCREVER, MAS OUVI UMA VOZ QUE ME DIZIA: "GUARDA EM SEGREDO O QUE OS 7 TROVÕES FALARAM, E NÃO O ESCREVAS"...


A VOZ DO CÉU QUE EU TINHA OUVIDO TORNOU ENTÃO A FALAR-ME: "VAI TOMA O LIVRINHO ABERTO DA MÃO DO ANJO QUE ESTA EM PÉ SOBRE O MAR E SOBRE A TERRA ". FUI, POIS, AO ANJO E LHE PEDI QUE ME ENTREGASSE O LIVRINHO. ELE ENTÃO ME DISSE: "TOMA-O E DEVORA-O; ELE TE AMARGARÁ O ESTÔMAGO, MAS EM TUA BOCA SERÁ DOCE COMO MEL"...


DISSERAM-ME ENTÃO: "É NECESSÁRIO QUE CONTINUES AINDA A PROFETIZAR CONTRA MUITOS POVOS, NAÇÕES, LÍNGUAS E REIS".


Apocalipse 10.


AS DUAS TESTEMUNHAS


ÀS MINHAS DUAS TESTEMUNHAS, PORÉM, PERMITIREI QUE PROFETIZEM VESTIDAS DE SACO, DURANTE 1260 DIAS. ESTAS SÃO AS DUAS OLIVEIRAS E OS DOIS CANDELABROS QUE ESTÃO DIANTE DO SENHOR DA TERRA.


Apocalipse 11.




Comentando...


Uma das coisas interessantes do Apocalipse são as entidades...


A todo momento nos deparamos com alguém,algo, uma entidade que foge totalmente dos parâmetros do normal para nosso contexto.


E  vemos que as mesmas são arquetípicas...


Suas aparências simbolizam verdades eternas e não necessariamente são a aparência de fato delas.


Vejamos então mais 3 delas...




O ANJO PODEROSO...


Este Anjo é completamente arquetípico e simbólico...a começar pelo seu tamanho...


Imenso ....gigantesco...a ponto de seus pés ficarem abertos entre o mar e um dos continentes(talvez com um pé no mar Mediterrâneo e outro na terra de Israel já que os julgamentos a seguir recaem, se formos interpretá-los literalmente,especificamente sobre a terra de Israel  como veremos quando meditarmos sobre as duas testemunhas)...


Além do tamanho, o nível de poder do Anjo é destacado...


Parece não ser uma entidade qualquer ou mais especificamente uma entidade angélica de hierarquia menor, a ponto de alguns estudiosos verem nele uma manifestação crística.


Um dos detalhes que é destacado é a vestimenta do Anjo...uma nuvem...


Nos textos sacros nuvem tem o significado de glória, de poder,de manifestação divina...YHVH se manifestava sempre envolto em nuvem...a Shekináh ou glória de Deus era uma nuvem(Êxodo 19.16-25;I Reis 8-13;Ezequiel 43. 1-3)...


A nuvem sagrada que ocultava a face divina dos mortais comuns que não suportariam um contato direto com a mesma...


Mas a própria nuvem escura e repleta de sinais e prodígios já era por si mesma assustadora.


Assim ao estar vestido com esta nuvem de glória, com a Shekínah de Deus este Anjo sinaliza que não é um ser celeste comum mas uma entidade com um relacionamento  estreito com a divindade ou até uma manifestação desta. 


Na cabeça ele tem o arco íris, lembremos que a divindade que se manifesta no trono sagrado do capítulo 4 tem em torno de si um arco íris verde ...este Anjo assim parece associado aos mesmos contextos da manifestação da divindade daquele momento da revelação.


Seu rosto é como o sol, um designativo da manifestação divina encontrada no Cristo entre as 7 Igrejas...


E suas pernas pareciam duas colunas de fogo...também muito semelhantes ao Cristo entre as 7 Igrejas que apesar de só se verem os pés estes pareciam com o bronze quente retirados de uma fornalha.


Estes detalhes todos parecem reforçar realmente que este Anjo nada mais é que o próprio Cristo se manifestando em uma nova visão dada a João...


Quando ele fala é como um rugido de leão, mais um detalhe muito similar ao Cristo simbólico de Apocalipse 1 e também a hipóstase do Cristo como o Leão da tribo de Judá do capítulo 5.


É uma figura fantástica, similar à entidades de HQs da Marvell ou DC que adoram representar deuses grandiosos como Galactus,Pai Celestial,Os celestiais,Os vigias etc...dos textos de Tolkien e cia...e que simboliza o contato de Deus com os humanos e as lembranças anteriores das manifestações sagradas de Deus nas escrituras.


Assim vemos a Nuvem como simbolo de Shekinah,da Glória e da Presença de Deus em sua relação com a doação da Lei e depois do Tabernáculo e  do Templo israelitas...


O arco iris (aqui não é dito que é verde como o do trono do capítulo 4 )como um simbolo de uma nova era, de renovo e renascimento(Gênesis 9.13) após um período de julgamento carmático coletivo...


As duas pernas como verdadeiras colunas de fogo simbolizando as duas colunas que sustentavam o Templo divino...Joaquim e Boaz(I Reis 7.15-22)... 


O rosto como o sol simbolizando a Luz ilimitada divina que é a própria vida dos homens(Apocalipse 1.16;João 1)...


E a voz real,leonina, poderosa onipotente, repleta de poder criativo e sagrado(Apocalipse 1.10;Apocalipse 5.5)...


Nas mãos o Anjo tem um pequeno Livro e este mesmo Anjo diz a João para comê-lo avisando-o que será amargo no estômago mas doce na boca.


A Palavra Divina  portanto é polar.... uma espada de dois gumes....


Benção para uns ...juízo para outros....


Doce para quem absorve-lhe os mistérios sagrados e amarga para aqueles renitentes que sistematicamente negam a vida e preferem abraçar a morte espiritual.


Ao experimentar estes efeitos em si mesmo João se percebe um participante destes mistérios e percebe que ele mesmo sofrerá em si a glória da aceitação(o doce) por parte de uns e a rejeição(o amargo) por parte de outros ou mais especificamente aos seus escritos...


Pois...


Ao comer o livro João percebe estes efeitos e lhe é dito que ele deverá ainda profetizar para inúmeros povos e nações do mundo.


Ou seja; o doce e o amargo tem realmente a ver com quem receberá e quem rejeitará a mensagem sagrada!


Por outro lado...


Como entender isto se João era já um ancião beirando os 100 anos?


Das duas uma; ou o Anjo fala da futura celebridade do livro de Apocalipse nos anos que viriam e consequentemente do efeito dele sobre as pessoas que o leriam ou estaríamos diante de algo mais?


Observações:


 1. No contexto interno do Ser este Anjo Poderoso é o EU SUPERIOR DO HOMEM, o CRISTO INTERNO que trás a palavra sagrada(o livrinho) que prova os discípulos  aptos(o sabor doce) e os inaptos(o sabor amargo) e que faz com que aqueles que fazem em si a síntese dos efeitos da mensagem(o doce e o amargo em si) se tornem nos iniciados como João, se tornando depositários dos mistérios de Deus e luzeiros para todo o mundo.


O problema ou  a questão assim olhada pelo contexto interno não é a mensagem ser doce ou amarga,branda ou dura, mas O QUE O DISCÍPULO FAZ com ela que é relevante...




2.João ouve, entende, mas não pode falar o que as entidades descritas como os 7 trovões falam a ele...


No contexto celeste,estas entidades me parecem ser os mesmos 7 Espíritos ante o trono de Deus ou os tais 7 Espíritos que atuam sobre toda a Terra e que estão simbolicamente como olhos no Cordeiro de Deus(o que reforça ainda mais a suspeita de que este Anjo poderoso e o Cordeiro são a mesma Entidade)...


No contexto interno do Ser elas simbolizam os 7 sacras básicos no ser humano e sua voz de trovão significa o resultado do processo do despertar do profeta, de seu contato com a voz do Anjo poderoso,e na esfera interna...de nosso EU MAIOR...


Aquilo que o iniciado ouve nas câmara sagradas da comunhão com o EU INTERNO é um segredo reservado para os poucos que comungam com ele deste tipo de relação com o Ser eterno manifesto internamente no ser humano, não é para ser dito de forma leviana pois implicaria em dívidas cármicas imensas para este caso fosse feito mau uso destes mistérios por pessoas despreparadas.


Entretanto aquilo que pode e deve ser revelado para o Bem da humanidade não deve  ser ocultado mas dito em alto e bom som para todos ouvirem...


Assim após ouvir estas 7 vozes e guardar segredo do que ouviu o profeta come o livrinho e prova do doce e amargo do processo iniciatório se tornando apto a revelar ao mundo as coisas que poderão mudar a vida daqueles que ouvirem...




AS DUAS TESTEMUNHAS...


Aproveitando o gancho da pergunta anterior às observações postadas acima...


Entro nos versos sobre as duas testemunhas porque em algumas interpretações João tem tudo a ver com uma destas figuras agora apresentadas.


Estas duas entidades parecem ser dois homens, dois seres humanos...


A forma como elas são apresentadas contudo é simbólica pois são chamadas de duas oliveiras e candelabros... e também o fato de estarem vestidas de saco representa o traje e a forma como os profetas profetizavam o juízo divino nos tempos antigos.


É dito antes da aparição destas duas entidades para que João tome medidas do Templo de Deus, o altar e os adoradores nele.


Muitos entendem que aqui encontramos uma prova de que literalmente nesta época existirá um Templo em Jerusalém, mas não nos esqueçamos que João se encontra arrebatado em espírito e esta numa dimensão do ser diferente da usual,  portanto podemos estar diante de um Templo de outra esfera do ser, o mesmo Templo e altar do capítulo 8, algo arquetípico e simbólico, bem distante do literal e terreno.


Este Templo, este altar, e os adoradores nele representam também o grupo espiritual que nesta época serão os verdadeiros espiritualistas do mundo!


Homens e Mulheres que em meio a todo o caos que estiver ao redor representarão a presença do divino neste mundo.


Somos, quando atuamos em pról do Bem,da Verdade,do Amor e do Belo o próprio Templo Divino na Terra!


Nosso coração é o altar deste templo...


E o átrio são as coisas EXTERNAS que nos rodeiam... nossa casa, bairro, cidade, país, o mundo todo....e é este que é dado as nações para ser pisado.


Uma visão secular, cética e materialista da vida tem sido uma prova de que o átrio esta sendo pisado pelas nações do mundo a muito tempo!


O átrio no Templo era o setor externo do Templo judeu onde o povão poderia entrar...


No Lugar santo entravam só os levitas e sacerdotes e no Santo dos Santos só o sumo sacerdote uma vez no ano...


Desta forma em nosso dia a dia nós os servidores da luz poderemos viver como este Templo de Deus...


Apesar de no átrio mantermos contato dia e noite com o mundo, a sociedade,todo o tipo de gente e situação e o bem e o mal que advém disto....no lugar santo que é nosso corpo como um todo e no santo dos Santos que é nosso sistema de chakras mantemos viva a chama de Deus brilhante no altar sagrado que é nosso coração.


Os adoradores neste altar interno são nossos sentimentos, desejos, emoções quando são dedicados e santificados por nós por VONTADE,SABEDORIA E AMOR(a chama trina) à luz deste altar sagrado...


Sendo assim podemos estar DE FATO diante de algo que simboliza os verdadeiros adoradores de Deus que adorarão ao Pai em Espírito e em Verdade(João 4.23-24)e não de um Templo literal e físico no tempo e espaço reconstruídos em Jerusalém por este tempo(mas obviamente não podemos nunca nos fecharmos a nenhuma possibilidade quando tratamos de profecias).


Podemos estar falando do contexto arquetípico do Templo celeste que serve de modelo para o terrestre cujo ser humano é a imagem ideal e o geográfico e físico na Jerusalém terrestre apenas uma figura destes dois superiores.


Neste contexto o Celeste seria o Santo dos Santos o Ser humano O Lugar Santo e o Templo  terrestre o Átrio.


Agora nos encontramos de novo ante as duas testemunhas...


Existem diversas teorias de quem elas sejam; desde metáforas de todos os servidores da luz até que seriam Elias, Moisés, Enoch e João apóstolo.


E aqui respondo a pergunta que ficou em suspense na frase que encerrou a análise sobre o Anjo...


João para alguns da Igreja NÃO IRIA MORRER mas permanecer vivo até a volta do Cristo...e isto foi inferido por causa de uma frase, de um dito do Cristo atribuído para João(a ser ele o discípulo amado evidentemente) em seu evangelho e que dá a idéia de que ele não morreria enquanto o Cristo não voltasse (João 21 20-23)...


Desta forma entendem que como Enoch , Elias e João não morreram(e alguns até interpretam que Moisés também não morreu mas que sua suposta morte relatada em Deuteronômio 34.59 é uma metáfora para seu traslado a uma outra esfera do Ser já que NÃO HOUVE efetivamente nenhuma testemunha humana de que de fato ele tenha morrido, sendo que este mesmo Deuteronômio diz que o próprio YHVH o sepultou e Judas no versículo 9 de sua epistola diz que foi Miguel após este disputar o corpo dele com Satan e vencer a disputa usando o NOME INEFÁVEL ou o TETRAGRAMMATON....YHVH, quem provavelmente o teria feito...e como Judas era judeu supomos que havia uma tradição a este respeito entre eles. Assim a 'morte' de Moisés é um dos assuntos mais misteriosos da Bíblia) sendo os dois primeiros levados para outra dimensão do Sêr(Gênesis 5.21-24;2 Reis 2.11) sem provarem a morte humana e o segundo vivendo indefinidamente ... deverão no tempo do fim se manifestarem de novo... serem uma pedra no sapato da Besta e finalmente serem mortos para cumprirem o destino de todos os humanos.


Já outros preferem ver nestas figuras entidades arquetípicas ou seja; uma delas seria representante dos profetas(Elias ou Enoch) e outra da Lei(Moisés) enquanto outros vêem Moisés(a Lei) e João(A Graça) como estes representantes.


Contudo se trazidas para o contexto interno do Ser ,no Templo divino que somos em essência, estas duas testemunhas deixam de ser homens literais e passam a ser consideradas energias interiores que elevam o ser humano para junto da divindade...


Os polos negativo e positivo que sobem pela coluna com a Kundalini energizando todos os chakras, sendo estas, ou a síntese delas, uma oposição á besta tentadora em cada um de nós e mesmo as mesmas sendo aparentemente derrotadas um dia ressuscitam e elevam todo o conjunto do Templo humano para junto de Deus...


Contudo no contexto literal é dito que...


Eles serão uma oposição ferrenha ao sistema trevoso que dominará o mundo por esta ocasião e farão sinais fantásticos diante do mundo abalando a credibilidade do sistema ditatorial ...


Mas serão mortos por este sistema e ficarão mortos durante 3 dias ao relento como exemplo para todo o mundo de que o sistema é mais poderoso do que seus inimigos...


Entretanto depois destes dias ressuscitarão à vista de todo o mundo e serão arrebatados para o céu.


E a cidade onde estavam quando morreram(aqui divergem os estudiosos mas a maioria entende que se fala de Jerusalém... veja...Apocalipse 11.8 que parece sinalizar para esta interpretação) tem a décima parte destruída por um imenso terremoto cármico retributivo pois foram eles que mataram as duas testemunhas.


Enfim, chegamos ao fim de mais uma análise deste misterioso e instigante livro e espero ter sido útil para os buscadores que aqui adentrarem buscando ler nos textos os insights que recebi...




Agora um vídeo sagrado...Patrick Bernhardt...Narayana....maravilha!


Fonte: Youtube




Abraços 


Pax e Lux


VALTER TALIESIN



















Nenhum comentário:

Postar um comentário