Google+ Badge

terça-feira, 12 de junho de 2012

SENHORES DA LUZ...SENHORES DAS TREVAS...

BEM VINDA DUALIDADE UNIVERSAL QUE NOS FAZ SERES REALMENTE CONSCIENTES DE QUEM E DO QUE SOMOS...


BEM VINDA ÁRVORE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL QUE REVELA O ÍNTIMO DAS PESSOAS E NOS MOSTRA A COMPLEXIDADE DAQUILO QUE CHAMAMOS VIDA.




A tremenda dificuldade que temos para estabelecermos parâmetros comparativos entre estas duas energias é deveras salutar.


Entender o que seja luz e trevas no contexto das religiões da terra se tornou um exercício realmente discernitivo por partes dos humanos de boa vontade no mundo.


Antigamente tinha-se um consenso...ao menos no ocidente...


Senhores das trevas eram as entidades que forçaram a evolução humana(A serpente que fez com que Eva comesse do dito fruto) antes do tempo normal que a divindade entendia ser o correto.


Senhores da luz eram as entidades que tinham um programa , um projeto de vida para os humanos(a divindade ) o qual apesar de momentaneamente conspurcado pelo queda iria fatalmente um dia ocorrer.


Descansávamos felizes nestas idéias e nestas conclusões, alheios que no subterrâneo do aparentemente homogêneo e consensual existiam correntes subterrâneas de espiritualidade que divergiam e muito destas visões.


Tidas como heréticas pela ortodoxia tais correntes procuravam ao longo dos tempos fazer uma leitura diferente desta mitologia piedosa e tentavam ver nas entrelinhas do mito algo mais interessante que a mera letra literal.


Com o tempo, diante das atitudes cada vez mais intempestivas, reacionárias e violentas da ortodoxia oficial frente a estas ditas heresias começamos a nos perguntar se este limite outrora aparentemente tão claro entre luz e trevas era de fato algo tão claro assim ou se o que estávamos vivenciando demonstrava que trevas e luz podem muito bem se esmaecer  e se confundir diante do intolerante e do dogmático.


A dita 'luz' se tornou arauto de tanta dor, morte e destruição entre o final do século 11 até  meados do século19 que trouxe o ocidente para uma era de evidente antagonismo a tudo o que se relaciona com a visão divina tão bem aceita antes.


O consenso se fragmentou e a religiosidade em muitos corações perdeu espaço para o materialismo frio e vazio.


TUDO PORQUE A APARENTE LUZ DEIXOU-SE DOMINAR PELAS MAIS DENSAS TREVAS DE IGNORÂNCIA E INTOLERÂNCIA E PARTICIPOU ATIVAMENTE DO BANQUETE DIABÓLICO DE MORTANDADE E FOGUEIRAS INCENDIÁRIAS QUE ATESTAVAM TUDO MENOS O AMOR DIVINO POR SUAS CRIATURAS....


Foi ali que diluiu-se para sempre aos olhos de boa parte da humanidade a visão determinista entre luz e trevas tão bem
aceita até então pela grande maioria dos povos.


Entre o conquistador por exemplo, que matava toneladas e toneladas de indígenas americanos por simplesmente resistirem à conversão religiosa e os sacerdotes de muitos cultos  de tais sociedades indígenas que ofertavam os rivais de outras nações vencidos em guerras em altares sangrentos qual era a diferença se tudo acabava em um banquete nababesco para a Morte e todas as divindades da escuridão?


Que diferença fazia afinal se o oficiante era um sacerdote maia ou católico?


Se a vítima era imolada num altar a um deus de penas de pássaro e pele de serpente ou diante de uma cruz de um Cristo crucificado, assando em uma fogueira?


Também por toda Europa pessoas enfrentavam a inquisição por pensar diferente e viver diferente sob a acusação que este diferente era um conluio com o diabólico e trevoso e no final fogueiras eram levantadas para assarem os renitentes e insistentes quando não até mesmo muitos que se 'arrependiam' com a compreensão de que somente o fogo poderia 'purificá-los' ....e eram assados assim mesmo?


Quando o ocidente acordou progressivamente deste pesadelo este era tão hediondo que recebeu o nome de IDADE DAS TREVAS e paradoxalmente foi a suposta luz que a implementou...


A partir majoritariamente de meados do século 19 e com certa clareza de fatos iniciando-se 100 anos antes com o iluminismo os limites entre trevoso e luminoso  foi perdendo todo o referencial visível para a cultura ocidental.


A Igreja oficial(Catolicismo e Protestantismo) entrou em uma crise de identidade crônica da qual deu-se origem uma série, miríades de seitas sem fim procurando resgatar o que teria-se se perdido com a queda nas trevas da versão oficial da espiritualidade ocidental. 


Enquanto por outro lado uma elite intelectual cada vez mais atuante e influente rompia de vez com qualquer tipo de visão espiritual da vida e passou a pregar ostensivamente apenas o empírico como realidade factual.


Entre estes dois polos uma enorme massa de humanos sem a fé dos 'renovadores' da espiritualidade antiga e muito menos sem a descrença crônica e materialista da elite intelectual se viu cada vez mais perdida , sem chão, seguindo a visão oficial apenas nominalmente com uma crença apenas básica nos conceitos espirituais mas sem nenhum comprometimento com este de fato.


Este é o mundo que herdamos nos últimos 200 anos!


Um mundo onde luz e trevas são conceitos cada vez mais nebulosos e cinza!


Os ditos 'renovadores' da espiritualidade ocidental de outrora estão agora diante de suas próprias crises e a corrente mais antiga e oficial nunca saiu da sua e para complicar ainda mais até o conceito materialista da elite intelectual enfrenta a sua agora.


Um véu cinza e nebuloso tolda a visão de toda humanidade até porque o ocidente exportou para grande parte do mundo sua visão de vida dos últimos 200 anos e lugares outrora monolíticos em relação a outros contextos espirituais se viram abalados ora pela espiritualidade ocidental e a gana missionária dos renovadores em converter o mundo para Cristo por um lado, quer pelo materialismo da elite intelectual que viria a criar outros tipos de trevas e dores em cortinas de ferro e de bambu mundo afora.


Aqueles que dizem que o mundo não reza pela cartilha espiritual ou intelectual do ocidente parece se esquecerem que o comunismo chinês por exemplo, teve origem na visão de ideólogos ocidentais como Karl Marx e que  grande parte da miséria atual dos países islâmicos se deve ao imperialismo de nações ocidentais sedentas de poder territorial e depois com a era industrial pelo ouro negro, abundante em tais nações. Se não houve uma conquista de fato sobre tais nações e imposição também da religião cristã como outrora se fazia quando tanto cristãos conquistavam islâmicos e vice versa não foi por falta de ingerência destas nações em tais povos mas falta de UNANIMIDADE nas próprias nações e exércitos ocidentais que já viviam ostensivamente sua própria crise de identidade entre a antiga religiosidade, os renovadores e o materialismo intelectual. E se algo neste contexto  foi exportado para muitas destas nações do mundo foi exatamente isto; esta fragmentação da espiritualidade e visão de vida ocidental que culminou numa Ásia e numa África cindidas e dividas entre religiosidades autóctones misturadas a centros de dominação dos missionários renovadores e por fim na visão materialista sob a capa de socialismo que passou a dominar boa parte das nações destas regiões a ponto de hoje vermos duas Coreias  uma ao norte dominada pelo comunismo, socialismo materialista e outra ao sul... resultado do capitalismo e espiritualmente repartida entre o antigo e milenar budismo e a visão dos espiritualistas renovadores a ponto de ser conhecida como o país mais cristão do oriente detentor de ter dois dos maiores 'luminares' dos renovadores; o reverendo David(antigamente Paul) Young Chu(que é considerado como o pastor da maior Igreja evangélica do mundo) do ramo renovador mais digamos tradicional e o famigerado e controverso reverendo Moon considerado herético até pelos renovadores.


E de onde vieram estas duas visões político/econômica e espiritual que abalaram o oriente?


DO OCIDENTE!


O Japão se pouco sofreu concernente a fragmentada visão espiritual do ocidente o mesmo não pode ser dito do contexto social e econômico.


O ocidente durante o império romano foi tremendamente influenciado pelo oriente tanto com o cristianismo de origem judaica como pelo posterior islamismo de raiz comum(Abraão patriarca tanto judeu/israelita quanto de muitas nações islâmicas principalmente a primeira hegemônica e disseminadora do mesmo... a Arábia ... e isto quando já não existia mais a face ocidental do império só a oriental) mais o mitraísmo persa e o culto de Isis egípcio dentre outros, mas soube fazer uma síntese só sua  entre estas visões, a religião celta ocidental e a filosofia grega e o resultado disto foi uma espiritualidade quase homogênea com predominância cristã (Cristo como o supremo salvador e 3 pessoas divinas dentre as quais ele era a segunda pessoa e Maria corria por fora como a hipóstase da grande Mãe outrora simbolizada nas figuras soberanas da grega Gaia, da Isis egípcia e deidades celtas afins e agora meramente como mãe do salvador)que reinou desde Constantino até a cisão  espiritual entre oriente e e ocidente.


Mas como disse antes, o ocidente que se torna senhor do mundo a partir de meados do século 19 é tudo menos homogêneo em espiritualidade .


Talvez paradoxalmente esta tenha sido a 'sorte' destas nações pois se fosse 300 anos antes teriam tido o mesmo destino que tiveram os ameríndios e suas crenças. 


Um mundo cinza assim a meu ver é o que estamos tendo de nos confrontar atualmente.


Luz e Trevas na verdade se confundem quando analisamos todo o quadro atual.


Os senhores da luz e das trevas neste contexto parecem usar os mesmos trajes e agirem da mesma forma.


O duro que não é uma síntese entre as duas o que seria de todo salutar mas pura confusão.


Elas na realidade continuam cindidas, divididas, cada uma contextualizando o que supomos preconizarem o bem e o mal... o que na verdade se tornou cinzento são os supostos propagadores quer de uma ou de outra.


Quando líderes religiosos supostamente da luz agem como se fossem trevosos ou mediante aquilo que o senso comum entende por tal como separar o joio do trigo?


Quando você vê na internet supostos 'evangélicos' ameaçando bater em uma pessoa só porque ela prega diferente deles ou como dizem; 'envergonha o nome de Cristo'  ou líderes outrora pobres e sem profissão definida ou que os remunerassem apenas parcimoniosamente antes de se tornarem líderes agora podres de ricos, como não perceber que tem algo de MUITO podre no reino da Dinamarca espiritual dos renovadores ?


Ou quando o Vaticano é chacoalhado mais uma vez por denúncias tremendas...como não ver a mesma podridão no reino da espiritualidade antiga?


E por fim quando vemos um Richard Dawkins com seu ateísmo militante armando uma verdadeira guerra contra a espiritualidade seja ela qual for não vermos a mesma  podridão embutida na elite intelectual materialista?


O QUE É TREVAS? 
  
O QUE É LUZ?  


Diante de tal contexto?


Quem é o que?


Onde moram os senhores da luz e os das trevas?


Para não ser muito taxativo vou usar a palavra QUASE mas com a nítida impressão de que a palavra TODOS não seria  errada...


Então, quase todos os supostos DEUSES DA LUZ  da humanidade foram responsáveis direta ou indiretamente por massacres de outros povos, por intolerância, por orfãos e  viúvas, por estupros, por racismo, por caos social  quando seus seguidores resolveram converter o mundo para suas deidades à força.


Desde Rama e Krishna na Índia , passando por Zoroastro no Iranistão, desembocando em Hórus no Egito e Moisés  na palestina ,Quetzalcoatl e Viracocha nas Américas e chegando ao mais luminoso de todos... Cristo...mais cedo ou mais tarde o que vemos? 


Seus seguidores usando do que há de mais escabroso e violento para converterem povos e nações do mundo. 


O cristianismo existiu como religião perseguida por 300 anos para se tornar da noite para o dia quando se tornou a senhora do império romano naquilo que mais detestava nos seus opositores quando era ela a vítima!


HIPÁTIA DE ALEXANDRIA QUE O DIGA!


E o digam também os DRUIDAS da Bretanha!


Nossa noção de luz e de trevas assim parecem bem compartimentalizada na noção de que existe EU E O OUTRO somente...trevas e luz assim parecem fluir de um para o outro conforme esta divisão e visão pessoal/egoica de cada um dos envolvidos. 


A ponto de certos sábios dizerem que...


 Os deuses da luz de hoje serão os trevosos de amanhã assim como os de ontem são os nossos diabos de hoje!


 E quem determina isto se não é a balança de poder entre as visões espirituais do mundo contrárias e hegemônicas de ontem e de hoje?


Será que não seria hora de ver-se no outro um outro....VOCÊ?


Não estaria nisto a cura do mundo?


E finalmente... a síntese entre luz e trevas para uma harmonia evolutiva sem fim?


Nossa assimilação desta divisão é tão crônica que entendemos que NÃO EXISTE EVOLUÇÃO SEM DOR E CONFRONTOS ENTRE OPOSTOS...todavia os sábios de todas as épocas parecem preconizar que isto não só é possível mas seria o original caminho da evolução se algo  não tivesse dado completamente errado em nosso passado.


Os opostos continuariam a existir pois vivemos em um mundo dual mas seriam complementares um ao outro e exerceriam um efeito harmônico na evolução...em lugar da dor o prazer, em lugar do confronto a divulgação e  assimilação de idéias, em lugar de oposição a cooperação e assim sucessivamente.


Assim o mal do mundo não é a dualidade mas o egoísmo!


É o fato de vermos a vida por um prisma só e entendê-lo único para tudo e todos!


É não sabermos convergir, cooperar, assimilar, interagir, divergir sem cindir, construir sem destruir ou jogar tudo o que foi fora como se o novo fosse por si só digno de toda a luz imperecível...


Obviamente neste contexto de mundo que vivemos atualmente a destruição de certas coisas velhas para a construção de novas realmente faz sentido. Só não faz sentido que isto se perenize eternamente em insatisfação, incompreensão, morte e agonia existencial e um dia não possamos encontrar a CONVERGÊNCIA que possibilite tais mudanças sem tanta coisa ruim embutidas nelas...


Neste contexto de mundo atual SHIVA O DESTRUIDOR E RECONSTRUTOR é uma figura com certeza necessária mas...


E se mudássemos nossa forma de ver a vida? E se parássemos de ser tão egoístas?


Será que então o DESTRUIDOR não se manifestaria tão somente como TRANSMUTADOR ?


E assim a face luz de SHIVA(o reconstrutor) e a trevosa(o destruidor)que tanto fez os ocidentais associá-lo ao seu Satan(como se o YHVH  bíblico fosse só luz e aquelas mortandades todas do velho testamento nada tivessem a ver com Ele ou fossem piedosamente explicáveis) não encontrariam elas mesmas em SI a sua síntese?


O TRANSMUTADOR UNIVERSAL?


E assim senhores de luz e de trevas deixariam lugar e espaço no universo para os SENHORES DA VIDA? Pura e simplesmente?


Pois é...


Entendo que na verdade tudo isto depende só de nós...de nós seres cientes, divinos, duais, imortais, aceitarmos a verdade de 'como em cima assim é embaixo', mudarmos nossas vidas, nossas sociedades, entendermos que o outro é um outro eu, curarmos nossa fracionada e divida sociedade e criarmos um novo e vivo contexto evolutivo.


Dai nem SHIVA vai mais precisar destruir tudo para reconstruir de novo pois a razão para isto... a separatividade dos seres cientes da criação... terá chegado ao fim  e a sintonia entre os tais ditara uma nova forma de agir do grande Deus...


A PURA E SIMPLES TRANSFORMAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO DE TODAS AS COISAS PELO AMOR SENTIDO E VIVENCIADO EM TODAS AS CRIATURAS DO UNIVERSO...


Neste sentido Paulo é feliz quando no livro de romanos diz textualmente que a criação sofre e geme em expectativa pelo surgimento dos filhos de Deus...pois a libertação dela da vaidade(destruição) só se dará quando tais filhos de Deus(os seres cientes do universo que outrora caíram nas garras do egoísmo crônico vigente e trouxeram a perversão da destrutividade a todas as coisas) se manifestarem na pura luz do amor universal...


A IRA DE DEUS, O SHIVA DESTRUIDOR, O YHVH VINGADOR,  O CRISTO APOCALÍPTICO são palavras e conceitos que de fato não definem Deus em si como isto ou aquilo mas sim o resultado CÁRMICO das escolhas dos seres cientes distantes da verdade interior de que SOMOS UM SÓ EM DEUS...são palavras que demonstram cabalmente que o universo NÃO É UMA TERRA DE NINGUÉM mas que...


A TODA AÇÃO CORRESPONDE UMA REAÇÃO E QUE DEIXANDO DE EXISTIR AÇÕES DISSONANTES COM RELAÇÃO AO AMOR UNIVERSAL DEIXARÃO DE EXISTIR REAÇÕES DISSONANTES TAMBÉM COM RELAÇÃO AOS SERES CIENTES DESTA CRIAÇÃO!


É o que penso!




OM TAT SAT




Abraços...


Paz e Luz




VALTER TALIESIN


Um vídeo sagrado para nós...LORD SHIVA O DESTRUIDOR E RENOVADOR UNIVERSAL...o contexto trevas e luz embutidos na visão do divino mas que na verdade corresponde apenas ao próprio carma dos seres cientes do  universo do qual o grande Deus é mero executor em sua feição destrutiva...




FONTE YOUTUBE





















              • FONTE GOOGLE IMAGENS


















Nenhum comentário:

Postar um comentário