Google+ Badge

sexta-feira, 27 de julho de 2012

UM MAU GOVERNO ORIGINA-SE NUM POVO PASSIVO...

'OS DEUSES FIZERAM A TERRA PRA TODOS OS HOMENS PARTILHAREM. 
MAS AI OS REIS(Políticos e governantes em geral...grifo meu) CHEGARAM COM SUAS COROAS E ESPADAS DE AÇO E DISSERAM QUE A TERRA ERA TODA DELES. " AS ÁRVORES SÃO MINHAS", DISSERAM, "NÃO PODEM COMER AS MAÇAS". " O RIACHO É MEU, NÃO PODEM PESCAR AQUI. A FLORESTA É MINHA NÃO PODEM CAÇAR. A MINHA TERRA, A MINHA ÁGUA, O MEU CASTELO, A MINHA FILHA(e daqui surgiram todas as lendas e preconceitos de sangue isto ou aquilo...grifo meu), MANTENHAM AS MÃOS LONGE, SENÃO EU AS CORTO, MAS SE VOCÊS SE AJOELHAREM, DEIXO VOCÊS... CHEIRAREM(ficarem com as migalhas, com os assistencialismos....grifo meu)."
CHAMAM-NOS DE LADRÕES, MAS AO MENOS UM LADRÃO TEM QUE SER CORAJOSO, ESPERTO E RÁPIDO(não estamos aqui fazendo apologia ao crime ou o justificando mas constatando um fato....grifo meu). O TIPO QUE SE AJOELHA...SÓ TEM QUE AJOELHAR.'


Personagem de A TORMENTA DE ESPADAS tomo 3, página 424 de As crônicas de gelo e fogo de GEORGE R.R. MARTIN.






Ninguém consegue conceber no nível evolutivo em que estamos uma sociedade sem governantes.


Entendemos que para que as leis sejam estabelecidas e obedecidas, para que a ordem vigore, para que se tenha o mínimo de sossego e paz eles são necessários.


Todavia olhe ATENTAMENTE para sua cidade, estado, país ...para o mundo ...


O que você realmente vê?


Bem...eu vejo desmando, corrupção,injustiça social, fome, miséria, degradação ambiental,intolerância religiosa, fundamentalismo militante, carestia, economia de escravidão, capitalismo selvagem ou opressão estatal, elitismo, pessoas se enriquecendo com a desgraça alheia e por ai se vai...


Se houve algum dia o interesse que o governante fosse alguém sagrado, o representante da justiça, dos deuses ou de Deus na terra isto gorou há muito!


Cada dia que passa o que vemos é o oposto.


Dai que lendo hoje este calhamaço de George R. R. Martin estas palavras saltaram da página para meus olhos.


Quem loteou a terra me pergunto?


Quem disse quem deveria ser senhor de quem?


Segundo a Bíblia foi YHVH quem dividiu as nações segundo os filhos de ELOHIM ou em outras versões...segundo os filhos de ISRAEL ...a primeira acredito mais plausível sugerindo que cada povo do mundo, cada nação teria sido entregue a um anjo, uma divindade tutelar específica e o outro bem mais digamos nacionalista e ufanista e por isto a meu ver menos crível(Deuteronômio 32.8)contudo sejam filhos de Elohim ou Israel o livro sagrado atribui a Deus a escolha tanto de territórios quanto de governantes sobre os povos.


As mitologias da maioria dos povos antigos dizem a mesma coisa...


A GOVERNANÇA VEIO DOS DEUSES OU DEUS...


Entretanto a primeira governança seria simbiótica entre humano e natureza, o homem como GÊNERO seria a coroa, o rei da criação. Usufruiria dela com conhecimento e sabedoria para o bem comum não como o predador que se tornou. Sujeitai aqui tem o sentido de submeter a um controle sábio, justo e seguro que mantenha o ecossistema funcionando e não destruir com tudo como passamos a fazer (Gn. 1.26-31) e é interessante que este primeiro texto fala de HOMEM como macho e fêmea ou seja; ou estamos diante do hermafroditismo  ou do que entendo mais simples e coerente...HOMEM E MULHER de fato surgiram juntos na cena do mundo.




Na suméria e praticamente em todo o médio oriente a figura do rei sacerdote era essencial para a manutenção das cidades estados.


Na Bíblia o primeiro a fundar uma cidade teria sido Caim o filho mais velho e 'homicida'(o destaque é porque estamos diante de fatos nebulosos onde analogia,metáfora e símbolo tem muito mais autoridade que a literalidade a meu ver) e o que o cujo fez?


Deu o nome à mesma de Enoque(existem nas duas genealogias um personagem com este nome dai que ou houve mescla entre os dois povos e este é o mesmo Enoque também descendente de Seth ou tivemos dois patriarcas antagônicos com o mesmo nome e sendo quem um deles se tornou o Enoque dos mitos de viagens celestes) seu filho ou seja; até que foi 'humilde' rs....honrou mais ao filho que a si mesmo(Gênesis 4.17).


Mas mitologicamente este seria o início do culto à personalidade segundo as tradições bíblicas.


No capítulo 6 encontramos um texto enigmático que fala das filhas dos homens e dos filhos de Deus que tem gerado enormes controvérsias mas fugindo desta querela só quero focar numa coisa...naqueles tempos o culto à personalidade já tinha adquirido tal grau de aceitação entre os povos que estes tais 'filhos de Deus' fossem eles o que fossem tiveram crias com as 'filhas dos homens' estas crias foram considerados, heróis, pessoas de vulto, de fama, de grandes feitos,poder e força e consequentemente governaram os povos e por estes foram divinizados(Gn.6.1-6)...


Entretanto a certa altura devem ter deixado de serem bons governantes pois ao invés de gerir os povos segundo os ditames da Lei Maior passaram a abusar, escravizar e violentar os governados...isto trouxe um grau de degradação tal que teria sido o motivo para o tão falado dilúvio...ou seja; as velhas corrupção e opressão irmanadas teriam sido os catalizadores do que veio sobre os humanos de então. É o que nos arremete Platão e seu mito de Atlântida!


Saindo da Bíblia veremos que a 'lenda' do dilúvio é universal e as motivações dos deuses para os mesmos são praticamente as mesmas; a violência que passou a existir entre os humanos devido a ingerência de poucos e a conivência de muitos.


Mais um pouco a frente pós dilúvio vemos que o habito do cabresto continuou firme e forte entre os humanos pois Ninrod(que alguns pensam ser o mesmo Gilgamesh da lenda suméria) se tornou o que seus ancestrais tinham sido....'UM  PODEROSO CAÇADOR DIANTE DO SENHOR'(Gn10.8-12)...o que não passa de um eufemismo para conquistador e governante de povos e teria sido ele o forjador do império sumério(a terra de sinear do texto) pós diluviano, o primeiro realmente grande império que se tem noticia a não se ter como críveis as mega potencias ante diluvianas como Atlântida, Lemúria, Império Rama etc...


Assim vemos que o governo dos povos é segundo as tradições espirituais algo vindo de cima para baixo, dos deuses aos homens.


O que teríamos então a criticar?


O governante segundo a visão divina é um SERVIDOR não um SENHOR dos povos.


Quer entendamos o texto deuteronômico como filhos de Elohim ou Israel o que esta implícito é que as nações teriam nestes um norte diretivo e ajudador, não um suserano absolutista e cruel.


Não que a visão divina sobre governo fosse democrática, longe disto,era teocrática mas pessoas eram supostamente escolhidas pela deidade para a governança tanto política(juiz) quanto espiritual(profeta) quanto religiosa(sacerdote) por causa de sua suposta idoneidade moral e submissão a Deus e ao bem comum da nação. As reprimendas aos governantes, sacerdotes e profetas tidos como indignos ou maus é uma constante nos livros de reis, crônicas, juízes, Samuel, profetas etc...


Esta visão destoa tanto da ideia original que a própria deidade israelita reluta em conceder-lhes um rei exatamente porque estes se tornariam tão absolutistas e perenizados em suas dinastias como os povos em redor(I Samuel 8.1-21). Neste texto citado apesar dos filhos de Samuel já não serem flores que se cheirassem ainda assim podiam ser substituídos , todavia um rei seria outra coisa, e se fosse um mau rei o processo seria muito pior pois seu trono seria hereditário legalmente não casualmente. Assim o texto parece sugerir que a governança menos ruim é a a que não obedece necessariamente regras de sangue(já que Samuel ficou com o posto de Eli em detrimento dos filhos rebeldes deste e fatalmente o mesmo poderia se dar com os filhos de Samuel) de fato o povo duvidou da idoneidade do profeta/sacerdote/juiz em ver nos filhos o que todos viam e assim requereram um rei sobre si como tinham as demais nações.

E percebia-se claramente que a deidade não suportava a passividade do povo nem muito menos seu conluio com os maus Governantes mas também alertava para a necessidade de que os governantes não fossem como as nações da terra onde governantes absolutos governavam de pai para filho indefinidamente.


O povo era exortado literalmente se revoltar contra a tirania, a devassidão moral, a injustiça social por meio do arrependimento e mudança de vida. Isto atrairia sobre o governante injusto o castigo divino e a perca do trono por ele ou sua dinastia como se deu com Saul, Jeroboão e até com o famoso Salomão que escorregou no caroço do abacate no finzinho da vida e passou a oprimir o povo com suas construções nababescas e desrespeitos a Lei judaica o que ocasionou a ruptura do reino em dois ficando seu filho Roboão com Judá(na prática Judá , Benjamim e Levi que não eram nem de um nem de outro mas tinham sua base no templo que estava na Judeia) e Jeroboão com as 10 outras tribos. 


Não era de bom tom contudo levantar-se contra o rei ungido como bem exemplificou Davi em todas as vezes que declinou de matar Saul mas havia um senso de que você deveria fazer a coisa certa e deixar que Deus fizesse sua parte.


Entendam, estávamos em outros tempos onde nem o conceito de democracia grega tinha ainda sido forjado!


Dai que não se tolerava maus governantes mas enfrentava-os fazendo o que era certo e clamando contra eles como faziam os profetas de então como Elias, Eliseu etc...o resultado era fatalmente a queda do mau governante pelas mãos de algum inimigo que supostamente Deus colocava em seu caminho quer sobrenatural ou natural.


Como vimos no exemplo de Caim um dos primeiros pecados de governantes foi a simonia. O favorecimento dos filhos...


E o que vemos hoje em muitas igrejas ditas cristãs mundo afora?


Pais deixando o 'trono' para seus rebentos queridos ainda que o mesmos muitas vezes estejam longe de terem capacidade para tanto.


O meio evangélico é prodigo nisto!


Até em líderes que herdam igrejas de outros através de eleições supostamente democráticas e depois se encastelam no poder e com o passar do tempo ajeitam para o filhinho ficar...vemos isto!


Algumas organizações ditas de 'nova era' padecem do mesmo mau e alguns centros espíritas também.


Fale o que quiser falar do catolicismo mas deste mau eles não padecem desde que os clérigos foram proibidos de casar. Se isto é justo ou não é outros quinhentos até porque vai ser sacerdote quem quer, bem diferente dos tempos onde os pais separavam rebentos na marra para tanto. Mas pelo menos a simonia deixou de ser uma preocupação deles.


Na política vemos o mesmo exemplo; o governante usa toda a maquina estatal para fazer seu sucessor e neste USAR só Deus sabe as coisas que acontecem por baixo dos tapetes. Os projetos populistas e caça votos são só algumas das cabeças da Hidra gigantesca e fétida!


Quer deixar um povo murchinho e passivo?


Criem vários projetos paternalistas( ou maternalistas em tempos de' presidentas' e assistencialistas, se torne um 'pai dos povos' uma 'mãe dos povos'...e a 'dinastia' estará garantida! Agora não mais do sangue mas do partido!


Não interessa se no processo os cofres públicos forem dilapidados, desafetos eliminados, vozes dissonantes caladas quer com armações injustas ou uma boa propina, nem que se mascare o inferno que esta a saúde, a segurança pública e principalmente a educação com medidas bombásticas de efeitos duvidosos como cotas disto e daquilo para minoria raciais ao invés da imensa maioria de TODAS as cores sociais, que apenas colocam um band aid em cima de um câncer crônico.


Na verdade quer votando ou sendo-nos impostos continuamos passivos diante de governantes que dizem...MINHA TERRA....MEU RIO....MEUS MARES....MEU PRÉ SAL...MEUS TRANSGÊNICOS...MEUS BOIS...MINHAS FILHAS...etc e tal...como afirma o personagem de Martin.


Quer eleitos ou impostos a facilidade com que nos tornamos massa de manobra de meia duzia é assustadora!


Eu costumo dizer que de 100 % do mundo se tiver 1% de fato que seja nefasto é muito!


No entanto são estes que com seus joguetes, sua ganância, sua podridão, suas corrupções empesteiam todo o sistema e vivem vampirescamente do sangue do rebanho, dos passivos, da massa ignara!


ACORDEMOS HUMANOS E LEMBREMOS A LIBERDADE QUE DIZEM OS MITOS TIVEMOS OUTRORA E QUE ESTA A UM ESTALO DE DEDOS DENTRO DE NOSSOS CORAÇÕES!


Na verdade o que falta é coragem de dizermos um sonoro, potente e gigantesco NÃO...para a banda podre dos humanos!


Daqueles que pactuam com as trevas e a chamam de luz...


Ou fazemos isto ou nosso destino estará fatalmente selado!


E talvez seja pior que nossos piores pesadelos...


A LIBERDADE QUE TANTO QUEREMOS ESTA NAS NOSSAS MÃOS E SÓ VIRÁ QUANDO PERMITIRMOS QUE O DEUS QUE MORA EM CADA UM DE NÓS VOLTE A REGER NOSSAS VIDAS E CONSEQUENTEMENTE NOSSAS SOCIEDADES FORJANDO HOMENS E MULHERES SAGRADOS PARA GERIREM AS NAÇÕES OU QUEM SABE... NINGUÉM! JÁ QUE A LEI DO SENHOR ESTARÁ ESCRITA NOS CORAÇÕES DE TODOS OS HOMENS E ESTES SABERÃO O QUE FAZER...AUTOMATICAMENTE, NUMA SINTONIA SAGRADA UNS COM OS OUTROS EM DEUS(Jeremias 31.33; Habacuque 2.14; João 4.21-24 só para citar alguns)


O que faremos com tão augusto conhecimento?


Deixaremos os sanguessugas, os vampiros os nefastos de sempre no comando ou vamos encher a terra com o conhecimento do Deus morante em nós e mudarmos esta estrutura de coisas?


Em tempo; eu usei texto bíblicos em sua ampla maioria para exemplificar o que queria dizer mas poderia usar o Gita, os vedas, os Upanishads, as sutras, o Mahabharata, a Tábula esmerada que o resultado seria praticamente o mesmo.


HOMEM CONHECE-TE A TI MESMO''...


MUDE-SE E O MUNDO MUDARÁ AUTOMATICAMENTE!!!




OM TAT SAT




Abraços


Paz e Luz


VALTER TALIESIN


Vídeos de luz para nós


Idealização da humanidade futura de Augusto dos Anjos(você sabe quem rs)




Vocês são pais e mães da futura humanidade de Maria Silvia Orlovas.


As Leis do Sol - as leis da salvação....fé e sociedade futura...





Fonte Yotube



















              FONTE GOOGLE IMAGENS










Nenhum comentário:

Postar um comentário