Google+ Badge

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

A CORAGEM E A FIRMEZA DE VIVER-SE SUA LENDA PESSOAL....



"Fique firme e resoluto ante a tempestade pois o vendaval não pode derrubar o que não consegue atingir...firme-se na luz...esteja na luz...seja luz e o vendaval passará através de você sem te atingir"...
Valter Taliesin 


"Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar". 
Josué 1:9



Esta imagem é de outro encontro de Josué com o sagrado aqui um Ser que se identifica como Príncipe dos exércitos celestiais que muitos identificam a Miguel e outros a uma própria teofania divina se apresenta ante Josué o príncipe dos exércitos israelitas...Josué 5.13-15...



Diante das dificuldades da vida qual tem sido a postura que você tem tomado?

Como você encara o dia a dia, os desafios que encontra neles inclusive o grande desafio que é a rotina muitas vezes desolante que a imensa maioria de nós temos que encarar?

Josué o sucessor de Moisés à frente da nação israelita era já um homem de idade tarimbado e de há muito o comandante em chefe dos exércitos hebreus quando assumiu o papel também de condutor do povo, legislador e principal dos príncipes para o qual vinha sendo cuidadosamente preparado pelo grande libertador.

A se confiar literalmente nos dados bíblicos Josué teria algo em torno de 80 anos quando assumiu a frente da nação pois Moisés segundo estes mesmos dados matou o egípcio e fugiu com a idade de 40 anos, depois passou 40 anos no exílio voltando com a missão de libertação aos 80 anos...por 40  anos esteve com o povo em peregrinação e aos 120 anos morreu...assim quando ele regressou ao Egito encontrou Josué como um homem de 40 anos, que nascerá na mesma época de seu exílio...claro é que pelo absoluto destes números tanto de um como de outro a probabilidade de que a repetição sistemática de números redondos  como 40, 80 e 120 serem mais simbólicos e alegóricos que reais é imensa...

Na numerologia bíblica tais números sempre tem ressonância mítica/simbólica...40 geralmente é associado a períodos probatórios(os 40 anos de peregrinação dos israelitas no deserto e a tentação de Cristo são os dois maiores exemplos), 80 com a idade limite média da maioria dos humanos(Salmos 90.10) e 120 geralmente é associado com o número símbolo de tolerância divina aos erros humanos(120 anos de tolerância foram dados aos humanos após o anúncio do diluvio a Noé)...

Assim é a um homem calejado, experiente que se dirige a voz do sagrado quando este se encontra na iminência de assumir a liderança do povo.

Provavelmente Josué mesmo com toda a sua experiência estava tremendo de medo...Deus não perde tempo para falar abobrinhas...se ele se dirigiu da forma que se dirigiu a Josué( e aqui não vou entrar no mérito se foi Deus mesmo que falou com ele quer na forma de uma manifestação especial do transcendente ou de seu Eu maior, ou um arcanjo poderoso, ou etê evoluído porque já tem muita gente para debater este tipo de coisa...vou ficar somente no PODER da mensagem e no simbolismo dela como manifestação do sagrado no comezinho humano) é porque mesmo com toda a sua experiência de combate e liderança este se viu com medo, assustado diante de sua nova posição...ele Josué estava agora no posto do venerado Moisés aquele que de tão grandioso morreu num monte afastado e foi sepultado pelo próprio Deus(Deuteronômio 34 5-7...mas em Judas ficamos sabendo que na verdade estamos falando do Arcanjo Miguel aqui que age em nome da deidade num texto inclusive tão difícil quanto se imaginar o próprio Deus sepultando alguém quando ele Miguel, duela com o Diabo pelo corpo de Moisés...qual a razão do interesse de ambos pelo dito corpo gera celeumas e tratados teológicos até hoje...Judas verso 9) bem longe dos olhos curiosos e por esta época(já que como todo líder ele teve sua época de rejeição pela maioria também)era incensado e venerado por toda a nação...

Ele Josué teria que conquistar a terra prometida...

Ele habituado a comandar seus exércitos no campo de batalha sem medo algum agora se via na posição de líder máximo e mesmo tendo que delegar o comando das forças em batalha a outro para ele, aquela era uma posição muito mais perigosa e assustadora...

Ser o canal entre o divino e o povo, esta era a função do legislador, do príncipe entre os príncipes hebreu...

Moisés não só liderava, governava as tribos, mas fazia papel de ligação entre estas e o verdadeiro libertador, a deidade israelita...

Sem este papel de canal sagrado provavelmente Moisés teria sido bem menos célebre do que hoje é e por tabela Josué também...

O diferencial destes líderes bíblicos é não só a tremenda capacidade de liderança no campo de batalha e dons administrativos mas acima de tudo suas relações com o divino, com o sagrado e suas missões de canais entre este e o povo...


Até ali não se fala de Deus falando com Josué ou algo do gênero, quando não esta guerreando Josué esta servindo Moisés, em torno dele, é Moisés quem ouve a voz de Deus e transmite ao povo, Josué sobe com ele o monte mas não vai até o recesso, o lugar sagrado...dentro da NUVEM onde a epifania divina acontece(Êxodo 24; 32 15-18)...fica nas imediações esperando o legislador...assim até ali ele nunca ouvirá claramente a voz de Deus...ele nunca receberá deste comissão nenhuma...dai seu medo apesar de toda sua experiência...enquanto Moisés até mudanças físicas sofrera pelo contato com o divino(Êxodo 34.29; Deuteronômio 34.7), ele Josué, nunca tivera algo sequer resvalando em algo que pudesse ser chamado de contato divino.

De certa forma ele deve ter ficado assustado também quando ouve a voz do sagrado dirigindo-se a ele coisa até então inédita para ele e todos os medos e temores mais primitivos que acompanham a humanidade afloraram no coração dele inclusive o do supranatural...

Entretanto diante deste quadro o que ele ouve surte o efeito natural que a divindade espera acontecer dentro de humanos capazes mas apenas um pouco confusos diante do quadro que se desenha diante de seus olhos...

DEUS NÃO LHE DÁ NADA QUE ELE JÁ NÃO TENHA A NÃO SER OUVIR SUA VOZ...DEUS DESPERTA JOSUÉ PARA A SUA PRÓPRIA CORAGEM, SEU PRÓPRIO DESTEMOR, SUA PRÓPRIA OUSADIA...SEUS PRÓPRIOS TALENTOS...

Em todo o falar divino o que vemos é Deus relembrando Josué QUEM ELE É E O QUE TRAZ DENTRO DE SI...nada recebe ele do sagrado a não ser ENCORAJAMENTO...não coragem...

Na versão católica o conteúdo de ORDEM DIVINA fica ainda mais explícito...(Isto é uma ordem: sê firme e corajoso. Não te atemorizes, não tenhas medo, porque o Senhor está contigo em qualquer parte para onde fores. 
Josué 1:9)...UMA ORDEM...portanto não pode ser transigida  sob pena de arcar-se com os resultados cármicos de tal rejeição...

Nem sempre nos encontramos em situações definitivas e desafiadoras como esta na vida mas quando nos encontramos e recebemos todos os sinais possíveis quer do Eu maior ou de qualquer outra fonte da espiritualidade de como proceder e não procedemos...arcamos com as consequências de nossas escolhas de forma mais determinante que em outras ocasiões de nossas vidas...são momentos verdadeiramente sínteses de nossa existência como uma escolha espiritual, um relacionamento amoroso determinante, escolhas profissionais etc... os quais tem um poder definidor infinitamente maior que qualquer um outro...escolher com sabedoria e agir na hora certa e com a coragem devida nestes momentos é salutar para que TODO o processo de encarne tenha o sucesso almejado...não é que passando tais momentos tudo esteja acabado mas provavelmente o grau de dificuldade e de achar-se o fio da meada para reencetar o caminho de novo sera MUITO maior...

Josué diante de seu momento decisivo como nenhum outro estava ali, ouvindo a voz do divino e esta era taxativa...o que ele recebia e ouvia não era um conselho, não era auto ajuda, era uma ORDEM...NÃO TEMER, NÃO SE ESPANTAR....diante da imensidão de suas responsabilidades e desafios mas SER CORAJOSO...SER FIRME...e porque?

PORQUE O SENHOR SERIA COM ELE EM TODO O PROCESSO...

Disse antes que Deus não deu nada mais a Josué que ele já não o tivesse...disse que a não ser por ouvir a voz divina Josué já tinha tudo de que necessitava para cumprira sua missão...

Inclusive Deus? Vocês me perguntam...

SIM!!!

Inclusive Deus...

O fato de nunca ter ouvido audivelmente o Senhor não implicava em que não tivesse Deus pois jamais teria sido alçado a posição que fora e teria obtido as vitórias que teve se Deus não estivesse com ele, mesmo com todos os seus dons naturais os quais com certeza não eram poucos...

Esta Presença divina já era com ele mas o que acontece na maioria da vezes que um homem e uma mulher sagrados se veem diante de uma nova empreitada é que a imensidão do desafio sufocou dentro dele o senso de presença divina, de direção divina que sentia que até ali era alicerçada nos sinais que via mas não na voz propriamente do sagrado falando ele...

Até ali vivia ele uma relação indireta com Deus, sentindo sim sua direção, vendo seus sinais mas mais pela mão de um outro homem, de um outro canal do que experiencialmente...

Mas ali, ouvindo aquela voz falar consigo Josué experimentou pela primeira vez o que pessoas como Adão, Enoque, Noé, Abraão, Isaque, Jacó, José e Moisés sentiram antes dele...o temor sagrado e reverente do humano diante da VOZ que é responsável pela própria existência...A Voz que anima universos e seres vivos...

Naquele momento definitivamente todas as duvidas, medos e temores de Josué foram embora...naquele momento ele foi como que desperto pelo poder da Voz, pelo comando da ordem e seu interior respondeu favoravelmente a este comando...levantou-se e assumiu sua nova posição de forma tão gloriosa quanto seu antecessor e escreveu definitivamente seu nome nos anais espirituais não só de judeus, mas de cristãos, islâmicos etc....como um dos gigantes de todos os tempos...

Josué para quem não sabe é o mesmo que Jesus ou Joshua ou Yeshua...e assim por tudo o que fez em vida e pelo significado desta os cristãos veem em Josué bem como em outras figuras como José, Davi etc...um tipo de Cristo ou seja; um protótipo de Messias, de Ungido...enquanto outros ramos da espiritualidade veem LITERALMENTE nele uma encarnação anterior deste ou seja; o mesmo espírito, a mesma entidade que animara o humano Josué animaria o corpo de Jesus de Nazaré no futuro...

Assim por ouvir a ordem divina, por cumprir sua missão sagrada, quer como tipo ou exemplo de um Cristo, de um Ungido, de um Messias, quer sendo literalmente uma encarnação deste, Josué se tornou num dos maiores luminares espirituais de todas as religiões em todos os tempos se tornando tão grandioso quanto seu venerado antecessor...



Segundo a Bíblia OBEDECER a Deus é infinitamente melhor do que sacrificar(I Samuel 15.22)...sacrifícios sejam de sangue, de incenso, de penitências ou qualquer coisa do gênero podem ter seus significados e relevâncias para os humanos mas não para Deus...mesmo diante das ordens de sacrifícios sangrentos que para nosso olhar moderno soa horroroso por parte da deidade que fala com os hebreus percebemos contudo que os mesmos parecem mais exemplificar de forma hedionda o grau de separatividade que a humanidade alcançou de si mesma e do divino em si...não é definitivamente fácil justificar os sacrifícios de sangue do velho testamento, nem muito menos o sacrifício humano, incluso o do próprio Cristo na dispensação do divino no mundo e nem tenho função e intenção aqui de fazê-lo...mas o que sempre depreendi dos tais na liturgia hebraica e consequentemente de todos os povos que adotaram tais práticas é que os humanos se sentiram e se sentem distantes do sagrado em si, peregrinos e solitários na terra e que desde sempre o sangue exerceu o simbolismo de vida para nós...

Assim a impressão clara que temos lendo tais coisas é que literalmente o sacrifício de sangue entra no contexto espiritual bíblico menos como essência e mais como concessão da parte de Deus para o  humano...parece que tais práticas se referem mais a uma necessidade humana de justificar-se perante o criador do que uma exigência deste...a espiritualidade bíblica é um constante relacionar de humano com divino e devemos muitas vezes LER nas entrelinhas para percebemos o que é do humano e o que é divino em tais textos...palavras como ..."Deus passeou no jardim,irou-se Deus, arrependeu-se Deus, Deus colocou um espírito de mentira na boca de seus profetas, Deus se entristeceu, Deus lutou com Jacó, Deus amou Jacó e aborreceu Esaú, etc"....refletem muito mais visões humanas sobre Deus do que ações do divino de fato...é como se o humano vendo os fatos, analisando as ocorrências tecessem seus próprios julgamentos do que Deus estava ou não fazendo e como nossas palavras geralmente são pobres para designar tais coisas caímos SEMPRE em alguma espécie de ANTROPOMORFISMO...dai ver nas tais 'ordens divinas' para sacrificar-se animais etc...mais como uma forma deste tipo de antropomorfismo que ordens realmente divina não é tão difícil assim...principalmente diante de textos onde os profetas parecem se revoltar com a multidões de sacrifícios do templo e passarem tal aversão ao próprio Deus numa provável forma digamos mais espiritualizada de antropomorfismo...a Bíblia a meu ver mais que a Palavra de Deus como querem os fundamentalistas me parece mais um compêndio de vidas que tiveram em maior ou menor grau contato com o sagrado e dentro de sua possibilidades humanas e graus de intelecto e espiritualidade relataram os mesmos para a posteridade e muito disto contem mais suas impressões sobre Deus do que Deus de fato e de direito....que me desculpe quem crê em tudo literalmente mas é assim que vejo...posso estar tremendamente errado ou profundamente certo...não nego que em muitos trechos existam palavras potencialmente misteriosas e elucidativas de revelações de fato e que mesmo as passagens mais comezinhas, das vidas inclusive dos homens e mulheres possam ter outras leituras que não a literal....elas existem e trazem em si um poder, mítico, alegórico, figurado, metafórico, simbólico e espiritual tremendos, mas elas são reconhecíveis e discerníveis pelos grandes sábios cabalistas e fogem e muito da literalidade de muitos cultores da Bíblia  da atualidade...

Deus assim requer obediência antes de sacrificar-se sejam bens, animais ou até a própria vida ou seja; dedicar a vida a Deus não é só se tornar padre, pastor, freira, pastora, profeta, guru etc...é OBEDECER A DIVINDADE...é ouvir sempre quando Deus fala consigo, dentro de si,é seguir detalhadamente os insights que recebemos do sagrado, enfim; é fazer o que tem que ser feito na hora que se precisa...

Josué obedeceu e tornou-se o que se tornou...nós quando obedecemos Deus falando-nos através do nosso Eu maior ou por onde for(já que até na criação podemos se quisermos ouvir sua voz)poderemos obter o mesmo tipo de experiência de sucesso e talvez até de celebridade que teve Josué...não que estas coisas em si realmente tenham relevância já que tem muitos anônimos e anônimas que foram extremamente importante no caminho evolutivo da terra mas tais coisas são meros reflexos de uma atitude interior de confiança irrestrita no divino...

Ser forte e corajoso....ser firme e obediente ao chamado divino...são estas a qualidades do verdadeiro servidor da luz...da verdadeira servidora da luz...a força e a coragem são qualidades da energia da Vontade  divina....ser firme e obediente são qualidades da energia do Amor devocional divino...primeiro e sexto raios harmonizados e atuantes na pessoa humana para realizar sua missão encarnatória...

Estamos vivendo momentos portentosos na terra...momentos onde mulheres e homens com a mesma envergadura e disposição de um Josué são extremamente necessários em nosso meio...

Quem ouvirá o chamado?

Quem abrirá seu coração para a luz do eterno...a Voz do sagrado dentro e em torno de si?

Com a resposta cada um de nós...


OM TAT SAT




Abraços

Paz profunda 


Valter Taliesin



Vídeos sagrados...


Batalhas AC - Josué- Documentário completo do The History...


A bela musica de Loreena Mckennitt - Caravanserai -

Ata Kadosh - musica judaica messiânica -

Fonte Youtube





Fonte de Imagens...Google...

Nenhum comentário:

Postar um comentário