Google+ Badge

sábado, 11 de janeiro de 2014

HALO...



Que apesar de todas as dificuldades, apesar de algumas tristezas que insistem, que mesmo com essa montanha erguida, o sol possa ser seu presente mais doce.
Desejo ao seu coração o querer que ele quer. 
Que nas palavras que ele sussurra dentro do seu peito, sejam ouvidas aquelas que têm sabor de liberdade.
Que você esteja atendo para o sopro da sua vontade real, e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.
Desejo que sua percepção acorde mais plena no calor de um sol novo e renovador.
Que ele lhe encoraje às atitudes que estão querendo respirar.
Aquelas que sempre são substituídas, aquelas que não se arrojam
por ter os pesos de conceitos por demais antigos.
Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.
Que sinta serenidade na espera necessária para que a semente plantada brote no tempo certo.
Desejo então que sua flor seja inteira, e mesmo que inicialmente pequena e frágil, ela lhe traga as luzes de uma estrada azul.
Que sua sabedoria esteja desperta aguardando com tranquilidade o desabrochar da sua flor.
Em paz, em cadência ritmada com o aprendizado que vem chegando.
Em mais suaves permissões a você.
Em muito mais reconhecimento da sua coragem.
Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens, simplificando o aspecto complicado de alguns momentos e mostrando-lhe a fonte essencial para sua sede.
Desejo que a cada instante você desnude mais seu coração e deixe que nele vibre em tom maior: O AMOR .
O amor na sua expressão mais simples. que não mede, não faz contas e que tem o poder de lhe erguer acima de todas as montanhas escuras.


Sofia de Melo Volante

Falamos sobre o destino de cada um:
Passamos por momentos de plena felicidade em nossa vida. Momentos estes que nos marcam de uma forma surpreendente, e nos transformam, nos comovem, nos ensinam e muitas vezes, nos machucam profundamente.
As pessoas que entram em nossa vida, sempre entram por alguma razão, algum propósito. Elas nos encontram ou nós as encontramos meio que sem querer, não há programação da hora em que encontraremos estas pessoas.
Assim, tudo o que podemos pensar é que existe um destino, em que cada um encontra aquilo que é importante para si mesmo. Ainda que a pessoa que entrou em nossa vida, aparentemente, não nos ofereça nada, mas ela não entrou por acaso, não está passando por nós apenas por passar. O universo inteiro conspira para que as pessoas se encontrem e resgatem algo com as outras. Discutir o que cada um nos trará, não nos mostrará nada, e ainda nos fará perder tempo demais desperdiçando a oportunidade de conhecer a alma dessas pessoas.

Conhecer a alma significa conhecer o que as pessoas sentem, o que elas realmente desejam de nós, ou o que elas buscam no mundo, pois só assim é que poderemos tê-las por inteiro em nossa vida. A amizade é algo que importa muito na vida do ser humano, sem esse vínculo nós não teremos harmonia e nem paz. Precisamos de amigos para nos ensinar, compartilhar, nos conduzir, nos alegrar e também para cumprirmos nossa maior missão na terra: “Amar ao
próximo como a si mesmo”. E para que isso aconteça, é preciso que nos aceitemos em primeiro lugar, e depois olhemos para o próximo e enxerguemos o nosso reflexo. Essas pessoas entram na nossa vida, às vezes de maneira tão estranha, que nos intrigam até.
Mas cada uma delas é especial, mesmo que o momento seja breve, com certeza elas nos deixarão alguma coisa.
Observe a sua vida, comece a recordar todas as pessoas que já passaram por você, e o que cada uma deixou. Você estará buscando a sua própria identidade, que foi sendo construída aos poucos, de momentos que aconteceram na sua vida, e que até hoje interferem em seu caminho.
Quando sentir que alguém não lhe agrada, dê uma segunda oportunidade de conhecê-lo melhor, você poderá ter muitas surpresas cedendo mais uma oportunidade.
Quando sentir que alguém é especial para você, diga a ele o que sente, e terá feito um momento de felicidade na vida de alguém. Não deixe para fazer as coisas amanhã, poderá ser tarde demais. Faça hoje tudo o que tiver vontade. Abrace o seu amigo, os seus irmãos, os seus filhos. Dê um sorriso para todos, até ao seu inimigo. Se estiver amando, ame pra valer, viva cada minuto deste amor, sem medir esforços. Seja alegre todas a manhãs, mesmo que o dia não prometa nada de novo. Planeje o seu destino! Sopre aos ventos os seus sonhos, eles irão se espalhar pelos ares e voltar a você em forma de realidade.

Sofia de Melo Volante

Nós podemos gostar de ser quem somos, do jeito que nós formos, ou vivermos infelizes por não sermos quem nós queremos na nossa realidade.
Nós podemos assumir a nossa individualidade, ou reprimir os nossos talentos e fantasias, tentando sermos o que os outros gostariam que nós fossemos .
Nós podemos produzir-nos e nos divertir, brincar, cantar e dançar, ou dizer em tom amargo que já passamos da idade ou que essas coisas são fúteis, sérias e bem situadas como nós.
Nós podemos olhar com ternura e respeito para nós próprios e para as outras pessoas, ou com aquele olhar de censura, que poda, pune, fere e mata, sem nenhuma consideração para com os desejos, limites e dificuldades de cada um, inclusive os nossos.
Nós podemos amar e deixar-mo-nos amar de maneira incondicional, ou ficar-mo-nos a lamentar pela falta de gente à nossa volta.
Nós podemos ouvir o nosso coração e viver apaixonadamente ou agir de acordo com o figurino da cabeça, tentando analisar e explicar a vida antes de vivê-la.
Nós podemos deixá-la como está para ver como é que fica ou com paciência e trabalho conseguir realizar as mudanças necessárias na nossa vida e no mundo à nossa volta.
Nós podemos deixar que o medo de perder paralise os nossos planos ou partir para a ação com o pouco que temos e muita vontade de ganhar.
Nós podemos amaldiçoar a nossa sorte, ou encarar a situação como uma grande oportunidade de crescimento que a Vida nos oferece.
Nós podemos mentir para nós mesmos, achando desculpas e nos culpabilizando para todas as nossas insatisfações, ou encarar a verdade de que, no fim das contas, sempre somos nós quem decidimos o tipo de vida que queremos levar.
Nós podemos escolher o nosso destino e, através de acções concretas caminharmos firmes em direcção a ele, com marchas e contramarchas, avanços e retrocessos, ou continuarmos acreditando que ele já estava escrito nas estrelas e nada mais nos resta a fazer senão sofrer.
Nós podemos viver o presente que a Vida nos dá, ou ficar presos a um passado que já acabou e portanto não há mais nada a fazer , ou a um futuro que ainda não veio e que portanto não nos permite fazer nada.
Nós podemos ficar bem, desfrutando o máximo de coisas que nós é que possuímos , ou se acabarmos por ter tanta ansiedade e desgosto por não sermos ou não possuirmos tudo o que nós gostaria-mos .
Nós podemos engajar-mo-nos no mundo, melhorando-nos a nós próprios e, por consequência, melhorando tudo que está à nossa volta, ou esperar que o mundo melhore para que então nós possamos melhorar.
Nós podemos celebrar a Vida e a Energia Universal que o criou, ou celebrar a morte, aterrorizados com a ideia de pecado e punição.
Nós podemos continuar escravos da preguiça, ou comprometer-mo-nos com nós mesmos e tomar atitudes necessárias para concretizar o nosso Plano de Vida.
Nós podemos aprender o que ainda não sabemos, ou fingir que já sabemos tudo e não precisamos aprender nada mais.
Nós podemos ser felizes com a vida como ela é, ou passar todo o nosso tempo nos lamentando pelo que ela não é.
A escolha é somente nossa.
E o importante, é que nós sempre temos escolha.
Ponderemos bastante ao nos decidir, pois somos nós que vamos carregar sozinhos e sempre o peso das escolhas que fizermos.


Sofia de Melo Volante



Muito tempo atrás... depois do mundo ser criado e da vida completá-lo, houve um dia, numa tarde de céu azul e calor ameno um encontro entre Deus e um de seus anjos.
Contam que Deus estava sentado, calado, sob a sombra de um pé de jabuticaba.
Lentamente Ele colhia uma ou outra fruta, saboreava sua criação negra e adocicada.
Fechava os olhos e pensava.
Permitia-se um sorriso piedoso
Mantinha seu olhar complacente.
Foi então que, das nuvens, um de seus muitos arcanjos desceu e veio em sua direção.
Tinha asas lindas, brancas, imaculadas.
Ajoelhou-se aos pés de Deus e falou:
Senhor, visitei sua criação como pediu,
fui a todos os cantos.
Estive no sul, no norte, no leste e oeste,
vi e fiz parte de todas as coisas.
Observei cada uma de suas crianças humanas,
e por ter visto, vim até o Senhor para entender o porque.
Por que cada uma das pessoas sobre a terra tem apenas uma asa?
Nós anjos, temos duas.
Podemos ir até o amor que o Senhor representa sempre que desejarmos.
Podemos voar para a liberdade sempre que quisermos
Mas o humano, com sua única asa, não pode voar
Não podem voar com apenas uma asa...
Deus na brandura dos gestos, respondeu pacientemente ao
seu anjo:
Sim, eu sei disso.
Sei que fiz os humanos com apenas uma asa
Intrigado com a consciência absoluta de seu Senhor, o anjo queria entender e perguntou:
Mas porque o Senhor deu aos homens apenas uma asa quando são necessárias duas para poder voar, para poder ser livre?
Conhecedor de todas as respostas, Deus não teve pressa de falar.
Comeu outra jabuticaba e então respondeu:
Eles podem voar sim, meu anjo.
Dei aos humanos apenas uma asa para que eles pudessem voar mais e melhor que Eu ou vocês, meus arcanjos.
Para voar, meu amigo, você precisa de suas duas asas.
Embora livre, sempre estará sozinho.
Talvez da mesma maneira que Eu.
Mas os humanos.
Os humanos com sua única asa precisarão sempre dar as mãos para alguém a fim de terem suas duas asas.
Cada um deles tem na verdade, um par de asas, uma outra asa, em algum lugar do mundo que completa o par, assim eles aprenderão a respeitar-se, pois ao quebrar a única asa de outra pessoa podem estar acabando com suas próprias chances de voar.
Assim meu anjo, eles aprenderão a amar verdadeiramente outra pessoa.
aprenderão que somente permitindo-se amar, eles poderão voar.
Tocando a mão de outra pessoa, em um abraço afetuoso, sincero, eles poderão encontrar a asa que lhes falta e poderão finalmente voar.
Somente através do amor irão chegar até onde estou.
Assim como você meu anjo, e eles nunca estarão sozinhos, quando forem voar.
Deus silenciou em seu sorriso.
O anjo compreendeu o que não precisava ser dito. Que possamos encontrar a nossa outra asa, para podermos voar!

Sofia de Melo Volante

VÍDEOS SAGRADOS

 HALO - BEYONCÉ - Cenas de TWILIGHT

WHEN A MAN  LOVES A WOMAN - MICHAEL BOLTON - DO FILME HOMÔNIMO

HEY JUDE - JOE ANDERSON - ACROSS THE UNIVERSE

LET IT BE - CORAL GOSPEL - ACROSS THE UNIVERSE

Fonte Youtube






Fonte de Imagens Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário