Google+ Badge

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

TAT TVAM ASI...TU ÉS ISSO...



"COMO É POSSÍVEL QUE O SOFRIMENTO QUE NÃO É MEU, NEM DE MEU INTERESSE, POSSA AFETAR-ME IMEDIATAMENTE COMO SE FOSSE MEU, E COM TAMANHA FORÇA QUE ME IMPELE A AÇÃO?... ISSO É ALGO REALMENTE MISTERIOSO, QUE A RAZÃO NÃO CONSEGUE EXPLICAR E PARA A QUAL NÃO HÁ BASE NA EXPERIÊNCIA PRÁTICA. NEM OS MAIS FRIOS E EGOCÊNTRICOS ESTÃO ISENTOS DESSE SENTIMENTO. VEMOS EXEMPLOS, TODOS OS DIAS, DE REAÇÕES INSTANTÂNEAS DESTE TIPO, SEM REFLEXÃO; UMA PESSOA AJUDANDO OUTRA, CORRENDO EM SEU AUXÍLIO, ÀS VEZES ATÉ COLOCANDO A PRÓPRIA VIDA EM PERIGO POR ALGUÉM QUE VIU PELA PRIMEIRA VEZ, NADA MAIS TENDO EM MENTE ALÉM DE QUE O OUTRO ESTÁ EM PERIGO E NECESSIDADE.

ISSO PRESSUPÕE, SUA IDENTIFICAÇÃO COM ALGUÉM QUE NÃO FOSSE ELE MESMO, UMA TRANSPOSIÇÃO DA BARREIRA ENTRE INDIVÍDUOS, DE MODO QUE O OUTRO NÃO FOSSE MAIS PERCEBIDO COMO UM ESTRANHO INDIFERENTE E SIM COMO UMA PESSOA 'EM QUE EU SOFRO, APESAR DO FATO DE MEUS NERVOS NÃO ESTAREM COBERTOS POR SUA PELE'.

ESSA VISÃO FUNDAMENTAL REVELA QUE MEU VERDADEIRO E PESSOAL SER REALMENTE EXISTE EM TODA CRIATURA VIVA... E É A BASE DA COMPAIXÃO SOBRE A QUAL SE ALICERÇA TODA VERDADEIRA - OU SEJA, ALTRUÍSTA - VIRTUDE E CUJA EXPRESSÃO ESTÁ EM TODA BOA AÇÃO."
O FUNDAMENTO DA MORAL
SCHOPENHAUER
Citado por Eugene Kennedy no prefácio da obra baseada em textos de Joseph Campbell...TU ÉS ISSO...Transformando a metáfora religiosa.

" AMAI A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO"
JESUS CRISTO

TAT...TVAM...ASI...TU ÉS ISSO...

IN LAK' EK...EU SOU UM OUTRO VOCÊ...

Percebemos que o mundo piorou e muito desde que estas frases de Schopenhauer foram escritas e até do tempo em que esta obra baseada nas palestras de Campbell foi compilada.

Segundo charges postadas na internet diante de alguém se afogando alguns poderiam se sentir tentados a registrar o ato no celular ao invés de acudi-lo. Podemos estar diante de um, digamos, exagero que aponta um defeito, uma situação da geração atual mas em todos os tempos existiram os que fizeram de tais 'exageros' para exemplificar os defeitos coletivos de sua geração. Om estre da Galileia mesmo o fez dizendo...'MAIS FÁCIL É PASSAR UM CAMELO PELO BURACO DA AGULHA DO QUE UM RICO ENTRAR NO REINO DOS CÉUS'...e pouco interessa se ele falava de uma agulha literal ou da tal porta em Jerusalém que supostamente tinha o nome de agulha nos seus tempos pois o fato é que tal empresa era considerada dificultosa ao extremo...passar o camelo por ela...

Jesus aqui não pregava contra a riqueza mas contra O APEGO à mesma!


Assim, voltando ao texto de Schopenhauer, por pior que esteja o quadro humano atual de egoísmo e alienação ainda encontramos nestes momentos coletivos de sofrimento e dor almas que não medem esforços nem mesmo com o perigo de suas próprias vidas para salvarem outras vidas.

O exemplo mais forte disto tivemos na tragédia de Santa Maria um ano atrás e também na queima do ônibus por criminosos em São Luís...aliás; tivemos exemplos das duas coisas do estado absurdo de descaso com a vida humana que chegaram alguns que supostamente são humanos e de grande identificação com o outro por parte daqueles que tem dentro de si a sagrada chama mais acesa do que nunca.
São dois extremos que vai criando um abismo tremendo entre os humanos encarnados antevendo já a chegada dos tempos da colheita e separação do joio do trigo e das ovelhas dos bodes.

O que Schopenhauer procura mostrar e concordo plenamente com ele e com Campbell que escreveu em cima disto é que este sentimento, esta força que nos leva a toma a dor do outro como nossa é a prova mais conclusiva de que na essência do Ser somos UM SÓ e o mesmo Ser manifesto como zilhões de entidades personalizadas. Por baixo da camada de cera do corpo e do ego esta o verdadeiro Eu e Ele é um só em mim e no outro e isto nos faz um.

Assim também a sintetização dos dez mandamentos por Cristo em dois mas se levado ao pé da letra em um só traduz a mesma verdade...

"AMAMOS A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS, SOBRE NOSSA INDIVIDUALIDADE, NOSSAS POSSES PORQUE NO FUNDO ELE É EM NÓS O ÚNICO SER VIVENTE E AMAMOS AO PRÓXIMO COMO A NÓS MESMOS PORQUE NOSSAS EXPERIÊNCIAS INDIVIDUAIS SÃO IDÊNTICAS ENQUANTO MANIFESTAÇÕES MATERIAIS E TRIDIMENSIONAIS EGO PERSONALIZADAS MAS QUE NO FUNDO ENCONTRAM A UNICIDADE EM DEUS...SÃO IDÊNTICAS NÃO QUE SEJAM REPRODUÇÃO UMA DAS OUTRAS MAS TODAS ELAS ESTÃO SUJEITAS À LEI DE CAUSA E EFEITO, AO DHARMA, AO CARMA, A ERROS E ACERTO."

COMPAIXÃO...

Este é o nome que se dá para esta emoção, este sentimento que nos alinha com o outro como um só.

E a palavra em si já se auto explica...

COM...PAIXÃO...

Paixão aqui traz o sentido da tragédia do drama como por exemplo em PAIXÃO DE CRISTO...é o amor em sua mais alta esfera de doação e paradoxalmente comparado a paixão que temos como algo tão forte mas muitas vezes tão passageiro. O porque disto? Porque nos fixamos no término e esquecemos a INTENSIDADE...A Paixão de Cristo foi única naquele momento dele e para ela ele se preparou a vida toda mas quando chegou o momento e ele sentiu o poder e a intensidade dele, teve que orar, se recolher a noite toda no monte e só quando seu sofrimento tornou-se gotas de sangue ele sentiu-se na intensidade da paixão , do fogo abrasador que lhe queimava por dentro e lhe fazia ofertar sua vida livremente por aquilo que pregara.

SE nos fixássemos sempre na intensidade das coisas talvez compreenderíamos melhor o ir e vir das emoções em nós e quando um sentimento realmente vale a pena ser vivenciado e quando devemos fazer o que temos de fazer no momento certo. Passou o momento perdemos o bonde e dai o que virá pode soar completamente artificial.

Assim a paixão é intensa no momento que a sentimos e neste momento tudo que é feito através dela torna-se inesquecível...a compaixão é portanto o ato de sentirmos intensamente dentro de nós num momento específico tal ligação, tal amor por uma pessoa ou pessoas que nos leve a atos extremos de entrega e doação pelas mesmas muitas vezes até sem conhecê-las. É PURA IDENTIFICAÇÃO NUMA INTENSIDADE QUE SÓ A COMPAIXÃO EXPLICA...E é COM porque é com o outro, pelo outro em favor do outro sem nenhum interesse particular meu a não ser favorecê-lo!

Neste sentido a compaixão difere completamente da paixão carnal pois esta tem muito de MEU envolvido nela enquanto a compaixão só vê o outro, a outra pessoa.

Me lembro da minha reação no dia 11/09/2001 esta foi a primeira grande tragédia de amplitude mundial que vivenciei na até então minhas 37 primaveras(e como para sinalizar que o refresco definitivamente tinha chegado ao fim 3 anos depois vivenciei a segunda o Tsunami do pacífico e não nos esqueçamos dos subsequentes ataques terroristas em Madrid e Londres), a guerra do Vietnã e a guerra fria que corroeram boa parte de minha infância e adolescência eu não computei aqui porque apesar de seus efeitos mundiais não tiveram o fator perplexidade e total desorientação universal que estes fatos tiveram e sendo o último que me lembre o terremoto e tsunami que arrasou o Japão recentemente...

Assim excetuando estes dois poderosos fatores de ordem histórica...Guerra do Vietnã, mais guerra fria e outros de alto teor de tensão como a guerra dos sete dias, guerra do Yom Kippur, estes 5 outros acontecimentos pelo alto grau de dramaticidade, aliado ao alto poder de destruição, ao surpreendente e a total perplexidade geradas fizeram surgir em todo mundo um tal estado de comoção global que os demais ficaram longe de alcançar, fora que o efeito INTERNET que vivenciamos a mais de 15 anos fizeram com que globalmente tais dramas criassem automaticamente uma corrente universal de identificação, de compaixão entre toda a humanidade com raríssimas exceções..e antes que me esqueça não poderia deixar de citar o terremoto do Haiti que completa a lista tenebrosa de fatos que levaram a compaixão humana a se revelar em muitos corações insuspeitos.

O que ainda virá pela frente?

O que nos aguarda logo ali na esquina do tempo e das tranças das Moiras?

Não sabemos, mas enquanto houver nos humanos a capacidade de identificação uns com os outros teremos diante das hierarquias...SALVAÇÃO...enquanto pudermos nos identificar como um outro você...enquanto pudermos perceber a unicidade na multiplicidade e que o estado natural dos humanos é chegar a estatura de VARÃO PERFEITO e quando da entrega do reino ao Pai pelo Filho..DEUS SER TUDO EM TODOS...ou seja; a plenitude da vida futura é a UNICIDADE DE TUDO E TODOS EM DEUS!!!

Assim que a compaixão se revele a regra áurea nos contatos humanos cada vez mais!

Que cada humano da terra permita que o sagrado em si nos momentos de dor e angústias do outro e coletivas se expresse através de cada um de nós permitindo que a fraternidade , a solidariedade expressões literais do amor se manifestem através da compaixão, este amor em seu ponto mais culminante em nós.

AMOR E LUZ

TAT TVAM ASI

VALTER TALIESIN





 VÍDEOS SAGRADOS

Sinfonias de BACH










FONTE YOUTUBE







FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário