Google+ Badge

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

BATALHA INTERIOR...A necessidade da síntese interna para que o mundo mude.



Há uma certa pressa uma certa urgência dentro de minha alma em receber completamente as dádivas da vida.

Minha alma sabe o que é prioritário, minha alma sente o que é necessário e por isto seu clamor merece ser ouvido, merece ser prestado atenção.

E quem geralmente gosta de não ouvir a alma?

Nosso próprio ego!

SIM!!!

Todos os confrontos externos dos humanos começam com este velho confronto interno, entre alma e ego pelo domínio de reinar sobre as decisões e escolhas da pessoa humana.

Obviamente que isto não deveria ser assim. Obviamente tem algo errado acontecendo conosco. E todos os grandes emissários da luz trabalharam em cima disto: Há algo errado DENTRO do humano, uma cisão interna que cria progressivamente TODOS os conflitos externos. Uma rivalidade entre quereres e quereres que nos torna refém de nós mesmos.

Esta parte considerada ruim, negativa dentro de nós foi chamada de muitos nomes, o mais forte dele MALIGNO por Jesus e atualmente podemos identificá-lo como nosso ego velho de guerra.

A parte considerada boa, é não só a alma(que nem sempre é vista como intrinsecamente boa em todas as vertentes espirituais) positiva é chamada também de muitos nomes. Espírito é o mais convencional deles mas ultimamente SANTO CRISTO PESSOAL E PRESENÇA DO EU SOU ganhou mais destaque entre os esotéricos.

Geralmente os dois, tanto o Santo Cristo pessoal quanto a Presença do Eu Sou são vistos como distintos dentro do ser humano.

A Presença do Eu Sou em realidade é vista como a fagulha, a centelha divina em nós e positivo seria um termo que não lhe faz justiça plena. Na verdade seria acima dos conceitos duais, do bem e do mal, da luz e das trevas, do positivo e do negativo.

Esta função dita positiva e de luz seria eminentemente do Santo Cristo pessoal em verdade. Este quando esperto atua progressivamente para submeter o ego ao controle da luz.

Nesta visão portanto o ego não é algo realmente maligno, ruim mas algo descontrolado, algo que esta fora de sintonia, fora de foco e que precisa se submeter para que a paz reine dentro de nós.

A alma portanto torna-se o veículo sagrado, o símbolo da psiquê em nós que necessita ser resgatada da tirania do ego para a luz do Amor(Eros) do Santo Cristo pessoal.

Nossa vontade e desejo de sermos melhores, atribuídos à alma implica em ser esta o ser que reencarna era a era ...o ser ciente real do humano enquanto entidade que se manifesta e que contem dentro de si a chama do Cristo e a luz divina e que desenvolve nos encarnes sucessivos o veículo de contato com o exterior chamado ego  que tem contato com o que esta fora de si. Perder o controle do ego é cair, perder o controle do ego é pecar, perder o controle do ego é ser dominado pela carne, perder o domínio do ego é ser dominado pela ilusão, ainda mais que de vida em vida ele toma diversas facetas e máscaras pelas quais a alma se exprime!

Ao perder o controle do ego a alma se torna refém dele e de suas interações com o mundo externo. O ego contém em si basicamente a  energia de primeiro raio, da vontade, do querer e do poder e isto quando desvirtuado e desregulado cria o egoísmo que é a raiz de todos, absolutamente todos os males deste mundo.

Como um deus de mil faces(uma imagem interessante dele é a besta apocalíptica de dez cabeças que surge do mar representando a humanidade e nossa civilização desvirtuada) o ego reina tirano vida após vida levando a alma de experiências em experiências de controle e de domínio dos sentidos sobre si a afundar cada vez mais no denso e no  material. Em cada vida é uma personalidade diferente que se manifesta mas o átomo responsável pela manifestação personalística é sempre o mesmo e os vícios vem conjunto a ele e dominada em outras vidas a alma terá que lidar novamente com eles se quiser se libertar.

A libertação final advém quando há em verdade a grande síntese dentro do ser humano.

Primeiro acontece o casamento entre LOGOS e SOFIA, a divindade morante em nós.

Logos identificado com a mente e Sofia com o coração.  Logos com os pensamentos e Sofia com os sentimentos.

Ambos são expressões da Centelha divina em nós, ambos representam o sagrado em nós.

O Logos com Cristo e Sofia com a alma.

SIM!

Basicamente a busca do noivo pela noiva que se encontra perdida. A Sabedoria perdida, a sabedoria que se tornou refém do gigante e que o rei sagrado tem que libertar.

A alma mesmo vilipendiada, encarnação após encarnação, mesmo conspurcada pelo domínio do egoismo tem dentro de si a semente da noiva, a fagulha da Sabedoria, a energia do coração e o Cristo estende suas mãos anelando resgatá-la, libertá-la do domínio das trevas que o ego implementa através do egoísmo.

Este mistério é visto externamente através de mitos como Jesus Cristo e Maria Madalena, Rama e Sita, Hórus e Hathor, Dioniso e Coré, Eros e Psiquê, Arthur e Guinevere dentre tantos outros.

A sabedoria perdida, a Sofia exilada, deve ser resgatada para voltar a brilhar em toda a sua intensidade de ser.

Sofia é um ente divino, portanto a alma é um ente divino, do mundo de cima que se torna cativo das energias materiais e através dos laços que surgem de sua interação com a matéria(o ego). Portanto a salvação não é a destruição do ego, destes laços como alguns grupos apregoavam e apregoam até hoje mas um recriar dos mesmos, um transmutar dos mesmos pois até na mais densa matéria existe uma fagulha de divindade impressa e foi exatamente por isto que encarnamos, para despertar este divino em tudo presente, para fazer com que a verdadeira vida transborde em tudo e todos, mas neste processo de desbravar e de despertar acabamos nos perdendo de nós mesmos.

Sofia assim é mais que uma vítima esta desbravadora, uma aventureira que lança-se no grande abismo ao encontro do divino em tudo presente e neste processo acaba se densificando e esquecendo quem é.

O Logos não é maior que Sofia e nem vice e versa. O Logos é o pensamento divino presente que estende a mão quando percebe que o sentimento(Sofia) de SER divino no humano se perde em meio as ilusões do mundo.

É o pensamento que diz Eu Sou dentro do humano enquanto tudo e todos nega-lhe isto ao redor.

O GRANDE CASAMENTO ALQUÍMICO PORTANTO É QUANDO SOFIA RESGATADA CASA-SE NO RECESSO DO TEMPLO SAGRADO COM O LOGOS QUE LHE RESGATOU, QUANDO ENTÃO ALMA E ESPÍRITO TORNAM-SE UM SÓ, CRISTO E SOFIA, PENSAMENTO E SENTIMENTO, E DESTE CASAMENTO NASCEM FILHOS E FILHAS SAGRADOS QUE PASSAM A CONTROLAR TODA A ESFERA DO SER DA VIDA DESTE NOVO HUMANO.

O ego é então conquistado, rende-se de joelhos, o monstro de mil faces, o maligno, é então vencido, todas as suas facetas em cada vida, em cada era rendem-se e são transmutadas e transformadas pela luz do grande casamento alquímico e SIM, são esta facetas, estas mil faces então a serviço do mal em nós que se tornam os filhos e filhas do casamento alquímico. 

SIM! 

É nosso ego transmutado que em suas diversas facetas personalísticas  serão os filhos e filhas da grande união.

Agora transmutado, renovado, o ego se tornam um canal de luz de seus pais, o Logos e Sofia e estes um canal daquele ponto de luz, daquela Centelha divina em nós que esta acima de qualquer oposto e que então será tudo em todos. Reinará plenamente no humano e na humanidade.

Na árvore da vida a Centelha divina é Kether a coroa, o Logos Chokmah o Pensamento ou a Sabedoria superior e Sofia Binah o Entendimento ou Sabedoria inferior(não em importância mas em relação com o mundo debaixo pois ambos tem caminhos que os ligam não só entre si mas com a Centelha divina diretamente ).

O ego seria o restante das sephiroths e este curado e restaurado mais especificamente Tiphareth a central sendo as demais suas expressões personalísticas.

Nas colunas Sofia seria a da esquerda, o Logos a da direita e Centelha divina a do centro estando o ego neste caso também localizado ali no centro em Tiphareth quando do humano original ou em Malkuth quando do decaído. A missão dos grandes avatares portanto é colocar ordem na casa. Fazer com que Binah(um dos grande símbolos de Sofia é a mulher vestida de sol, coroada de estrelas, sobre a Lua e grávida do Apocalipse), retorne ao lar das 3 superiores em casamento alquímico com o Logos Chokmah e dai as energias sagradas represadas na oculta D'aath se manifestam sobre as demais sephiroths . O ego restaurado se torna o centro sagrado no humano, em Tiphareth, subindo de Malkhth o mais inferior dos mundos(o ego voltado totalmente para os prazeres hedônicos) atuando sobre as demais sephiroth inclusive Malkuth como expressão da mais pura luz divina.

O mundo então se transformará naquele paraíso anelado e ansiado, restaurado a sua glória original e esta potencializada até ao infinito pois a restauração trará em si o despertar de mais luz ainda!

Será definitivamente um novo mundo pois aqui haverá uma nova humanidade!

MARANATA MARANATA MARANATA

Valter Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

ARVO PART- Alina

PHILLIP GLASS - Glassworks

LAURA ALLEN - Reflexões com PAUL HORN na flauta...

ROBERT HAIG COXON - The silent Path


MIKE OLDFIELD - Voyager

THOMAS BERGESEN - A god epic music

FONTE YOUTUBE






FONTE DE IMAGENS GOOGLE


Nenhum comentário:

Postar um comentário