Google+ Badge

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

O CENTRO...O Umbigo do mundo, o mistério divino em cada um de nós...

Deus no centro de minha vida NÃO É que todas as coisas da vida darão absolutamente certas segundo minha percepção humana mas TODAS as coisas da vida funcionarão para que eu evolua,cresça e me encaminhe para o mesmo centro onde Ele esta e reina absoluto...dai SIM absolutamente tudo estará certo segundo minha percepção pois agora seu olhar é o meu olhar e este olhar se expandirá por todo o meu viver.
Valter Taliesin

No centro da vida estamos...
Somos cada um como um umbigo
do mundo.
Como uma montanha ancestral.
Em torno de nós acontecem as in-
terações da vida o ir e vir das nossas
escolhas o encarnar de nossa alma
em diversos mundos e diversas eras.
No centro de tudo estamos...
A partir deste centro agimos e perce-
bemos enfim a grande verdade.
Que neste centro tudo é UM.

Valter Taliesin

O Centro é o ponto de Origem de todas as coisas.
A partir do Centro Deus manifesta seu Amor, sua Graça expansiva
na forma de Centelha divinas que dão vida ao grande negror
do útero infinito da Grande Mãe.
A partir deste centro de manifestação divina no seio do Grande Infinito
tudo pode ser possível e realizável.
A vida torna-se expansão criativa e a morte mera passagem de plano.
Valter Taliesin

A Montanha Primordial no mito hindu tem
uma sonoridade linguística que remete à primeira
civilização oficial reconhecida pela ciência:
A SUMÉRIA...
O monte SUMERU do mito hindu, como a
grande montanha primordial, o Centro do
mundo onde reinam os deuses será um reflexo
da grande civilização que dominou entre 5000 AC
e 2000 AC o mundo conhecido?
A partir deste centro teria a civilização se expandido
mundo afora e segundo outros estudiosos dos mitos
os sumérios nada mais são que o reflexo tardio de uma
grande civilização ante diluviana que teria sido estabelecida
aqui na terra pelos annunakis em torno de 400.000 AC da qual
Lemúria e Atlantis são as primeiras e mais famosas herdeiras
míticas vindo a seguir a suméria e a egípcia.
O centro de poder dos tais anunnakis seria na mesma região
onde depois nasceria a Suméria expandindo-se por todo o
globo de então.
Os restos de uma provável civilização perdida na Antártida
com o que se parecem nitidamente com pirâmides aparecendo
após o atual degelo pode de repente corroborar que antes do
fim da última era glacial havia MUITO mais que trogloditas
andando e zanzando pelo mundo.
As míticas terras da rainha Maud(nada mítica por sinal)
parecem ter MUITO a nos revelar sobre o nosso distante
e tudo indica movimentado passado.

Valter Taliesin

O Centro é o CENTRUM, o estado de ser permanente de luz.
O ponto de luz original de onde procedem as saídas das almas
para o mundo da experimentação.
Imaginamos a vida como uma linha horizontal ou vertical mas em
realidade o que temos é um centro que se expande sem espaço e
sem tempo definidos de forma espiral ou em ondas concêntricas.
Ele esta em todo lugar e em lugar nenhum pois é principalmente
um conceito de origem...
A questão sobre Deus perde sentido deste existir ou não existir se pensarmos
simplesmente que toda a vida tem um ponto de origem ainda que indeterminado.
Deus passa assim a ser visto como este ponto indeterminado, este conceito de expansão de si mesmo para um além sem fronteiras.
Um ponto que esta ou se manifesta principalmente naquilo que entendemos por consciência.
Ali, naquele momento o Centro se revela o que é...
FONTE DE TODA A VIDA.
Valter Taliesin

O Centro é não só origem mas o ponto de mutação...
Dali procedem as grandes mudanças tanto pessoais
quanto coletivas.
No centro esta o foco...
No centro esta o começo, o meio e o fim.
É no meio que acontecem as mutações pois o meio
nos fala de presente, enquanto começo e fim traduzem
mais passado e futuro.
Portanto é no presente que as mutações acontecem.
Por ser começo, meio e fim o centro é um ponto eterno,
insondável e infinito enquanto profundidade.
Por não ser espacialmente localizável é onipresente.
Por não ser mesurado é mistério sobe mistério.
Por não ser definível é Tudo e Nada e conceitualmente
só pode ser definido como Fonte...nada mais.

Valter Taliesin

O Mundo é a manifestação do Ser.
Mundo traduz mais o cenário, digamos,
montado pelas almas encarnadas que o meio
ambiente propriamente em si.
Sistema poderia ser uma outra palavra para
mundo.
Criamos mundos todos os dias, todos os momentos
perpetuamos mundos indefinidamente e os destruímos
com uma aceno, um olhar e recriamos outras coisas.
O Ser é portanto o centro de seu mundo, de suas criações.
O Brasil, Portugal, outra nações são mundos criados pelos
respectivos povos que os formam.
A Terra é um mundo criado por todos os povos da terra.
Cada nação teria assim o seu, digamos, protetor que seria
para alguns o espírito deste povo, uma projeção de egrégora,
do coletivo deles que se torna mais ou menos forte conforme
a evolução, o ápice ou decadência destes.
NESTE sentido somos criadores de divindades mas enquanto
manifestações somos resultados da Grande Manifestação
original, somos criações Dela.
É um interessante ir e vir de criações...
A Fonte nos cria, nos projeta e nós projetamos nossos
conceitos de protetores, de deuses e deusas.
Uma coisa não anula a outra só mostra uma constante
relação criativa do Ser que tenta compreender o mundo em que
vive e interage e como tudo um dia se tornou o que é.

Valter Taliesin


O Centro é a Fonte...
A nascente de onde tudo existe.
Nascer é aflorar para fora, é vir ao mundo.
O que nasce é como o que brota.
Ele surge de dentro do mistério do Ser para
a expansão ilimitada do mesmo em relação
ao espaço ilimitado.
Da nascente vem o fluxo, do fluxo vem a
correnteza e da correnteza vem o movimento.
O Rio da Vida portanto nasce da Fonte pega
impulso e fluxo expansivo, pega corpo e cria
correnteza, largueza e por fim uma série de
movimentos que revolucionam tudo o que
toca.
A grande diferença de um rio comum para o
Rio da vida é que aquele corre horizontalmente
até desaguar no oceano.
O Rio da vida se expande em espiral a partir
do Oceano.
Pois a Fonte é uma Nascente infinita e das
coisas que temos finitas o que melhor simboliza
o infinito que um oceano?
Valter Taliesin

O embrionário é uma metáfora do Centro.
O embrionário é onde se forma o corpo,
onde se manifesta e se expressa a vida.
O embrionário vem de um mistério dentro
do grande mistério que é o Centro.
Só podemos dizer que vem do mistério
que é o Centro O QUE é este VEM é
passível de interpretações, contestações,
imaginações e constantes exposições.
Negações inclusive...
SIM!
Há aqueles que negam a Fonte, negam o vir
a Ser, negam inclusive o processo.
Como se imaginam os tais?
Uma grande mentira dirão os mais afoitos!
Um grande paradoxo os mais humildes!
Um grande acaso dirão os que simplificam as coisas.
Ou pensam simplificar pois simplificar mesmo é pura
e simplesmente você reconhecer que neste momento
nada mais sabemos e que Fonte é tudo o que temos.
Assim, neste mundo embrionário original nasceu o
o primeiro EU SOU que a partir de si deu origem aos
demais como uma onda evolutiva e revolucionária.
Assim os embriões se multiplicaram, e por todo
o espaço infinito úteros se formaram para dar vida a
mundos e mundos, seres e seres de uma beleza e
paradoxa simplicidade/complexidade terrificantes.
Deus portanto é o mundo embrionário original de onde
provieram todos os demais...quem quiser complicar
que complique eu prefiro esta perfeita simplicidade/
complexidade...

Valter Taliesin

O Centro é Amor...
Por isto todo Avatar Dele procede.
Não importa que seja um Avatar de
Poder, Força, Justiça, Verdade, Vontade
Liberdade, Sabedoria em tudo há Amor
como Essência pois nesta Ronda
evolutiva a tônica do Centro é puro
Amor e Amor  é luz.
Este Amor é a base de todos os Universos
Filhos/Filhas do Pai/Mãe da Vida, a Fonte
de Tudo e Todos.
Somos imensamente vastos em nosso
interior pois a fagulha de Vida em nós é
da mesma Natureza que a Fonte.
Em realidade como Centro originador de
toda vida o termo 'fagulha de vida' não
traduz perfeitamente o mistério da Fonte.
O que temos é UMA FONTE que É em todos
nós a Vida verdadeira e que a personalidade
humana tem por missão evolutiva
IDENTIFICAR-SE de tal forma com Ela que
Fonte e Manifestação sejam UM...
Algo realmente extraordinário!

Valter Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

ÁLBUNS

CELTIC WOMAN


JOHN DENVER


SARAH BRIGHTMAN 


LOREENA MCKENNITT


ENYA


AVALONIA


KOSMOS


DAVID HELPLING & JON JENKIS


FONTE YOUTUBE








FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário