Google+ Badge

domingo, 13 de setembro de 2015

O CURSO DAS ESTRELAS...

Se você não pode ser o sol, seja um planeta, mas nunca deixe de irradiar a luz que mora no seu coração.

Sofia de Melo Volante

Não sei se a vida é curta ou longa demais, mas sei que nada do que vivemos tem sentido se não tocamos o coração das pessoas.

Sofia de Melo Volante

A vida trabalha para a nossa harmonia.Ninguém pode ter saúde física e mental sem limpar o coração, largar o passado e perdoar a ignorância alheia.

Sofia de Melo Volante

Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um sim ou um não pode mudar toda a nossa existência.

Sofia de Melo Volante

Amar é exercício diário de compreensão.Doar e receber,assim como em uma via de mão dupla,onde podemos ir e vir...Altos e baixos fazem parte da vida.Se hoje estou forte sou capaz de segurar em suas mãos e te levar.Amanhã,quem sabe,serei eu a precisar de sua força .

Sofia de Melo Volante

O dia mais feliz é hoje... Como isso é verdade! Se vivermos o agora plenamente, se sentirmos cada instante de nossa existência, estaremos abertos para construirmos um futuro feliz, pois só evoluímos quando vivemos realmente cada minuto dessa linda oportunidade que Deus nos deu de estudar nessa escola maravilhosa!

Sofia de Melo Volante

Tenho a ideia que são poucos os seres humanos que se dão ao trabalho de ler a mensagem de um "amigo" ou mesmo estando uma pessoa em baixo de forma um pouco talvez, tentar aprender sempre mais mais quer seja no youtube ou na literatura, com grupos e amigos. Não me interessa a quantidade de amigos mas sim a sua simplicidade coerência e mente limpa.

Sofia de Melo Volante

AMOR... Que palavra bonita não é? Que sentimento forte, não é mesmo? Mas, quem realmente sabe amar? Amar é desapego. Amar é desinteresse por futilidades. Amar é anular-se em benefício do próximo. Amar é sentir-se feliz com a felicidade alheia. Amar não é acreditar em Deus, mas sim, ter certeza Dele, dentro de você. Portanto, meus amigos, mantenham a chama do amor em vocês e ele os fará criaturas felizes e bastante fortes para enfrentar os problemas do dia-a-dia.

Sofia de Melo Volante

O silêncio é um momento em que a criatura se cala, mas o espírito fala. 
Calar sobre sua própria pessoa, é humildade.
Calar sobre os defeitos dos outros, é caridade. 
Calar quando a gente está sofrendo, é heroísmo. 
Calar diante do sofrimento alheio, é covardia. 
Calar diante da injustiça, é fraqueza.
Calar quando o outro está falando, é delicadeza.
Calar quando o outro espera um palavra, é omissão.
Calar e não falar palavras inúteis, é penitência.
Calar quando não há necessidade de falar, é prudência.
Calar quando Deus nos fala no coração, é silêncio.
Calar, diante do mistério que não entendemos, é sabedoria.


Sofia de Melo Volante

O caminho que Eu Escolhi é o do Amor, não importam as Dores, nem as Angústias. 
Nem as Decepções que vou ter que encarar, escolhi ser Verdadeira. 
No meu Caminho,o Abraço é Apertado, apertado mesmo. 
O Aperto de Mão é Sincero, 
Não estranhe a minha maneira de Sorrir. 
De Te Desejar o Bem!
Não estranhe se Eu me emocionar
com a sua História!
Se Eu chorar junto com Você!
Afinal de contas,Sou um ser Humano!
É assim que Eu vejo a Vida!
É só assim que Eu acredito,
que vale a Pena Viver.
Viver com Emoção!
Com Verdade!
Viver com AMOR!
Viver com o coração!


Sofia de Melo Volante

Quando focalizamos nossa atenção em quem nos feriu, ficamos sem condições de perceber quem nos ama . 
Saiba exactamente como você se sente sobre o que aconteceu. Aprenda a articular sobre o que não está bem na situação. Então, conte para duas pessoas confiáveis a sua experiência. 
Comprometa-se consigo mesmo a fazer o que for possível para se sentir melhor. Perdão é para você e ninguém mais. 
Perdão não significa reconciliação com a pessoa que o aborreceu ou uma compensação. O que você busca é a paz. O perdão pode ser definido como a "paz e a compreensão que vem de culpar menos aquilo que o machucou, tomar a experiência de vida de forma menos pessoal e mudar seu histórico de sofrimento, desgosto e injustiça. "
Escolha a melhor perspectiva sobre o que lhe acontece. Reconheça que sua principal agonia vem de sentimentos, pensamentos e preocupações que o afligem agora, e não daquilo que o ofendeu ou feriu há dois minutos ou dez anos.
No momento em que se sentir preocupado pratique uma técnica simples de gerenciamento de stress para acalmar o vôo do pensamento ou a resposta do corpo.
Desista de esperar atitudes das outras pessoas, se eles não escolheram realizá-las. Reconheça quando você impõe as regras de como você e outras pessoas devem se comportar, mesmo que esses procedimentos não correspondam à realidade imaginada pelos outros. Lembre-se que você pode esperar de si mesmo saúde, amor, amizade e prosperidade e trabalhar duro para consegui-las.
Gaste sua energia em procurar outra forma de chegar a seus objectivos, que vá além da experiência que o feriu. Em vez de repisar mentalmente suas feridas, procure outras maneiras de chegar onde você quer.
Lembre-se que uma vida bem vivida é a melhor vingança. Em vez de focar em seus sentimentos machucados e atribuir um grande poder à pessoa que causou essa dor, aprenda a olhar para o amor, a beleza, a gentileza ao seu redor.
Mude o mote da sua história de rancor para heroísmo ao se lembrar da sua escolha por perdoar
e seguir adiante com uma vida plena.


Sofia de Melo Volante

Sofremos pelo que não temos, e muitas vezes,
pelo que acreditamos que era nosso,
e na verdade, nunca foi.
Sofremos, pela incerteza do amanhã
que não nos pertence,
mas que tentamos controlar.

Sofremos pelas amizades e afinidades
que tentamos dominar, possuir sem medidas,
e que se afastam de nós.
Sofremos pela doença que podemos ter,
pela gripe que pode virar bronquite,
e nos abatemos.
Sofremos pelo medo do imponderável,
pelo que não podemos medir,
pelo que não vemos, mas as vezes, podemos ouvir,
e nos trancamos.
Sofremos pelas nossas faltas,
e nos abatemos com as dificuldades que criamos,
e estagnamos.
Por isso,
as notas que não tiramos, as provas que não passamos,
os amores que não vivemos, o abraço que perdemos,
os cadernos amarelados, os cheiros da infância,
a velha chupeta guardada ou perdida,
são doces lembranças, mas até nelas, sofremos.
Sofremos, porque não queremos nada simples,
nem simplesmente viver,
em simplesmente amar.
Temos medo de nos entregarmos
definitivamente ao amor,
medo de sofrer uma dor maior,
por isso, sofremos,
até pelo que não sabemos.
E, hoje,
sabendo que o sofrer é uma antecipação da dor que nem sempre viveremos,
vou procurar conquistar aquilo que realmente me cabe,
e se a dor me visitar, vai me encontrar mais forte,
porque tenho a exata medida de tudo o que já passei,
e sou o fruto maduro dessa árvore chamada, vida.
Sofia de Melo Volante

VÍDEOS SAGRADOS
DAVID ARKENSTONE

SECRET WEDDING

MISTY MOUNTAINS

SEDUCTION

MAGIC FOREST

BELLOW THE OCEAN

INAMORATA - COM CHARLIE BROOKS

EYES BEHIND THE VEIL - COM BENISE

O TEMPLO DE ISIS - COM DIANE ARKENSTONE

FONTE YOUTUBE




FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário