Google+ Badge

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

A SIMPLICIDADE DO SER E A INSUSTENTÁVEL FALIBILIDADE DO FAZER SEM SER...

A vida trabalha para a nossa harmonia.Ninguém pode ter saúde física e mental sem limpar o coração, largar o passado e perdoar a ignorância alheia. 

Sofia de Melo Volante


Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. 

Sofia de Melo Volante

Há amigos que nos ensinam muito, nos fazem enxergar situações que às vezes não percebemos o seu real sentido, 
compartilham a sua experiência connosco, nos falam usando da verdade que buscamos encontrar.

São eles também que nos chamam a razão, chamando a nossa atenção quando agimos de modo contraditório, que nos dizem coisas que não queremos ouvir, aceitar, compreender.

Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela e nos deixam saudade, mas também deixam a recordação de tudo que foi vivido.

É na amizade verdadeira que encontramos sinceridade, lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade, fraternidade.

Amigos são irmãos que a vida nos deu para caminhar connosco ao longo da nossa jornada espiritual, extrapolando os limites do tempo, continuando quando e onde Deus assim o permitir.



Sofia de Melo Volante


Você já se encantou alguma vez com coisas simples?
Com a água que cai, límpida e transparente, tocando sua pele com carinho, deixando-a aveludada e perfumada.
Com a planta de mil folhas, onde se escondem os vasos condutores da seiva, nos traços mais perfeitos.
Com o mar, na sua imensidão, suas tonalidades esverdeadas e a luz beijando a superfície no vai e vem.
Com o inseto minúsculo, camuflando o seu mini-sistema de vida, com asas desenhadas pelo Pintor perfeito.
Com o sol longínquo, a abraçar seu corpo ofertando poderosa energia em toda a extensão.
Com a inocência da criança, que acredita que o mundo já é perfeito, distribuindo o sorriso sincero e a confiança permanente.
Com a fidelidade dos animais domésticos.

Com a diversidade de raças, rostos e cores que dão vida ao planeta.
Com as cores do arco-íris que se confundem e ao mesmo tempo são distintas.
Com a risada sincera e desembaraçada que limpa a alma e o coração.
Com os alimentos, na sua multiplicidade de cores e sabores que saciam a fome e mantêm as energias das células, sustentando a vida.
Com as montanhas, em múltiplas e sucessivas camadas, sumindo no horizonte.
Com a alegria que brota dos corações, entre amigos sinceros.
Com a inteligência dos homens, que a cada segundo é superada por novas e úteis descobertas.
Com o poder do pensamento, que transforma tudo em realidade.

Com as lições de amor que o meigo Rabi da Galiléia nos deixou.
Enfim, você já se encantou alguma vez com coisas simples como um gesto sincero, sem disfarce?
Com o olhar seguro, sem desvio?
Com o toque suave, com energia?
Com o pensamento puro, sem hipocrisia?
 Sofia de Melo Volante

Sofremos pelo que não temos, e muitas vezes,
pelo que acreditamos que era nosso, 
e na verdade, nunca foi.

Sofremos, pela incerteza do amanhã
que não nos pertence,
mas que tentamos controlar.

Sofremos pelas amizades e afinidades
que tentamos dominar, possuir sem medidas,
e que se afastam de nós.

Sofremos pela doença que podemos ter,
pela gripe que pode virar bronquite,
e nos abatemos.

Sofremos pelo medo do imponderável,
pelo que não podemos medir,
pelo que não vemos, mas as vezes, podemos ouvir,

e nos trancamos.

Sofremos pelas nossas faltas,
e nos abatemos com as dificuldades que criamos,
e estagnamos.


Por isso,
as notas que não tiramos, as provas que não passamos,
os amores que não vivemos, o abraço que perdemos,
os cadernos amarelados, os cheiros da infância,
a velha chupeta guardada ou perdida,
são doces lembranças, mas até nelas, sofremos.

Sofremos, porque não queremos nada simples,
nem simplesmente viver,
em simplesmente amar.

Temos medo de nos entregarmos
definitivamente ao amor,

medo de sofrer uma dor maior,
por isso, sofremos,
até pelo que não sabemos.

E, hoje, 

sabendo que o sofrer é uma antecipação da dor que nem sempre viveremos,
vou procurar conquistar aquilo que realmente me cabe,
e se a dor me visitar, vai me encontrar mais forte,
porque tenho a exata medida de tudo o que já passei,
e sou o fruto maduro dessa árvore chamada, vida.

Sofia de Melo Volante


Seja o qual for o sentimento que aborda teu coração nesse momento ele é passageiro como tudo que ocorre nesse mudo de dualidade.
A dor que perfura teu peito é um pequeno espinho criado pelo teu próprio orgulho.
Repousa tua mente em Deus.
E verás essas nuvens escuras se dissiparem quase instantaneamente.
E a Luz brilhar na tua alma.
Todos os remédios, para todos os males, encontram-se no amor Divino.
Ele é o lenitivo para todas as dores que nos atingem.
Não se desespere, não se entristeça frente ao que enfrentas na vida.
Nada há que não possa ser modificado pela vontade Divinal.

Sorria. Um novo dia está a começar.
Haverá outros atropelos, haverá outras alegrias.
A taça da vida humana é assim composta de felicidade e dor.
É natural que algumas vezes o coração se abale e se entristeça.
Mas, passa. Tudo passa.
E repentinamente verás o sorriso nos teus lábios, a esperança no teu coração, a promessa de nova vida.

Levanta teus olhos e eleva uma prece.
Serás atendido sempre.
Ele está presente determinando o melhor para cada uma de suas criaturas.
Que elas lhes compreendam ou não.

Sofia de Melo Volante

• Você vai receber um corpo. Pode amá-lo ou detestá-lo, mas é a única coisa que você com certeza possuirá até o fim de sua vida.
• Você vai aprender lições. Ao nascermos, somos imediatamente inscritos numa escola informal chamada “ VIDA NO PLANETA TERRA”. Todas as pessoas e acontecimentos são “PROFESSORES UNIVERSAIS” .
• Não existem erros, apenas lições. Crescimento é um processo de experimentação, no qual as “ falhas” são tão parte do processo quanto os “sucessos” .
• Uma lição é repetida até que seja aprendida. Será apresentada a você em várias formas, até que você enfim entenda. Poderá, então, passar para a próxima lição.
• Se não aprender as lições fáceis, elas se tornam difíceis. Problemas externos são o preciso reflexo do seu estado interior. Quando você limpa obstruções, seu mundo exterior muda. A dor é o jeito do universo chamar a sua atenção.

• Você saberá quando aprendeu uma lição quando suas ações mudarem. Sabedoria é prática.
• “ Lá” não é melhor do que “aqui”. Quando “lá” se torna “ aqui”. Você vai simplesmente arranjar outro “lá”. Que de novo parecerá melhor que “aqui”.
• Os outros são um espelho de você. Você não pode amar ou odiar alguma coisa sobre o outro a menos que reflita algo que você ama ou odeia em você mesmo.
• Sua vida, só você decide. A vida dá a tela, você faz a pintura. Escolha as cores e pegue os pincéis!
• Você sempre consegue o que quer. Seu subconsciente determina quais energias, experiências e pessoas você atrai. Assim, o único jeito certeiro de saber o que você quer é ver o que você tem. Não existem vitimas, apenas estudantes.
• Não existe certo ou errado, mas existem conseqüências. Dar moral não ajuda. Julgar também não. Apenas faça o melhor que puder.

• Suas respostas estão dentro de você. Crianças precisam de direção dos outros. Quando amadurecemos, confiamos em nossos corações, onde as leis universais estão escritas. Você sabe mais do que ouviu ou aprendeu.
Tudo que você precisa é olhar, prestar atenção, e confiar.

Sofia de Melo Volante



VÍDEOS SAGRADOS

EL BOSCO - VIRGINAL



MIKE OLDFIELD - TUBULAR BEATS


PAUL HORN - SOMETHING BLUE


PHIL THORNTON - TIBETAN MEDITATION



GANDALF - BEST COLLECTION

Nenhum comentário:

Postar um comentário