Google+ Badge

terça-feira, 6 de junho de 2017

- DO IRREAL AO REAL - DAS TREVAS À LUZ - DA MORTE À IMORTALIDADE -



O QUE É REAL?

O QUE É IRREAL?

"TUDO PARECE IRREAL... COMO 
SE EU FOSSE OUTRO QUE ME OBSERVA."
Umberto Eco em O Cemitério de Praga 


Umberto Eco honrou seu sobrenome; foi a Voz que produziu um Eco duradouro nos últimos 30 anos em todo o mundo desde que o semiólogo e ensaísta filosófico se tornou num dos melhores, maiores e mais populares romancistas de nosso tempo. Ele ao lado de José Saramago, Gabriel Garcia Marques, Mario Vargas Llosa e Milan Kundera atingiram um patamar de excelência e de quase unanimidade(tanto entre a crítica quanto com o público) que bem poucos atingiram, e se equiparam a gigantes como D. H. Lawrence, James Joyce, Thomas Mann, Hermann Hesse e T. S. Elliot dentre outros. Digo quase pois em verdade unanimidade requer perfeição e isto não há, pelo menos da forma como a ampla maioria interpretam-na. Exemplo: Nesta mesma geração Paulo Coelho é quase unanimidade entre o público mas extremamente controverso ante a crítica literária reinante(e já adianto que divirjo de quem o critica negativamente como escritor - e não obra separada em si pois nem sempre todos os livros são tão bons quanto outros que um escritor escreve - divirjo peremptoriamente de quem diz isto). Ele faz parte desta geração que com seus livros nos últimos 30 anos, revolucionaram o mundo e sua maneira de pensar. Salman Rushdie também se encaixaria nesta categoria(revolucionária) e Marion Zimmer Bradley também. Enquanto Coelho tentava resgatar o sagrado pessoal em cada um de nós, Rushdie denunciava o "sagrado" coletivo que engessa, que sufoca, que denigre. Já Marion, outrora uma excelente escritora de ficção científica, com seus livros sobre Avalon simplesmente reabriu as páginas mofadas por milhares de anos de obscuridade do sagrado feminino para o mundo todo. Não colocarei Dan Brown aqui porque ele é mais consequência destes escritores, apesar de suas duas obras: O Código da Vinci e Anjos e Demônios terem popularizado de vez assuntos extremamente controversos que um trio de escritores: Michael Baigent, Henry Lincoln e Richard Leigh trouxeram à tona a 35 anos atrás!
Vale citar também figuras mais recentes como: Christopher Knight, Robert Lomas e Wagner Venezianni Costa  que com seus livros trouxeram à luz os símbolos e ritos maçons como nunca até hoje tinha sido feito. Laurence Gardner, Margareth Starbird e Andrew Sinclair que foram mais além de onde o trio Baigent, Lincoln e Leigh adentraram e no qual Brown teve grande exito...
E BOA PARTE DO PÚBLICO E A AMPLA MAIORIA DA CRÍTICA ENTENDE KUNDERA, MARQUES, LlOSA, SARAMAGO E ECO COMO ALGO À PARTE...COMO GIGANTES LITERATAS MAIS QUE MEROS ROMANCISTAS E REALMENTE; UM LIVRO DELES É UM MERGULHO NA ERUDIÇÃO MISTURADA COM UM CHEIRO POP INEGÁVEL QUE FAZ COM QUE SEUS LIVROS SEJAM INCENSADOS PELOS CRÍTICOS E LOUVADOS PELO GRANDE PÚBLICO.



Esta frase lá acima tirei do que entendo ser, se não o último o penúltimo romance de Eco, lançado aqui no Brasil alguns meses antes de sua morte. Reparem bem nela....vamos repeti-la:


"TUDO PARECE IRREAL... COMO 
SE EU FOSSE OUTRO QUE ME OBSERVA.

É como se Eco desse voz aos que advogam que estamos em uma Matrix...


Neste romance que estou ainda a ler ele fala de um cara, provavelmente(ainda não cheguei lá) um espião, que se perde entre os papeis, as máscaras que representa, esquecendo no dia seguinte quem foi, porque foi e porque fez tal e qual coisas. O cineasta M. Night Shyamalan foi extremamente feliz ao fazer isto em seu novo sucesso de público e crítica, FRAGMENTADO, onde James McAvoy enfrente este dilema!


A Mente humana tem se tornado ao longo dos tempos um dos maiores mistérios da humanidade, se não o maior. Muitas vezes compreendemos mais o que sentimos no coração do que o que borbulha ininterruptamente em nossa mente. Agora imagine uma criatura com a mente fraccionada, fragmentada...que perde a noção do que é real ou imaginário, do que é personagem e ator, do que é isto ou aquilo!?



MAS PODEM PASMAR COM O QUE VOU DIZER AGORA:

TAIS PESSOAS ESTÃO MAIS PRÓXIMAS DE DESCOBRIR O ENGODO DESTE MUNDO, DESTE SISTEMA, DESTA MATRIX, DO QUE OS DITOS "CERTINHOS'; AQUELES QUE FUNCIONAM COMO SE HOUVESSE ESTA REALIDADE SOMENTE NUA E CRUA, DESTE JEITO QUE AI ESTA, PORQUE SIMPLESMENTE TUDO É ASSIM PORQUE É "NORMAL" SER ASSIM NA EVOLUÇÃO DA VIDA TERRESTRE, ENQUANTO ALGUNS NO MÁXIMO ACREDITAM NUM PÓS-MORTE; EM UM CÉU, UM INFERNO, UM PURGATÓRIO, UM UMBRAL ETC...


O fragmentado está a princípio dominado pelos egos variados que lhe atormentam... MAS ...se encontra o tratamento médico necessário ou melhor ainda; o caminho correto de iniciação, vai perceber com mais clareza que estamos a viver em um mundo holográfico cuja holografia atual esta bichada,viciada por algo ou alguém com interesses outros que não o bem comum!

Porque tudo parece irreal para o personagem de Eco, capitão Simonini nesta obra, quando ele se descobre em meio a um ambiente que soa cada vez mais distante dele, Simonini e próximo a outras pessoas que ao mesmo tempo que parecem ser outras parecem ser na verdade ....ele.

Uso aqui a frase do romance novamente para nos introduzir numa pergunta mais vasta do que a psiquê aturdida do personagem...



"TUDO PARECE IRREAL... COMO  
SE EU FOSSE OUTRO QUE ME OBSERVA."

O QUE É REAL NESTE MUNDO?

O QUE É IRREAL? 





Vivemos em um mundo de párias, de injustiças homéricas, de violência gratuita, de vícios destruidores, da passividade de bilhões ante a ganância de milhar...um mundo doente e que adoece quem nele se aprofunda demais...um mundo assim NÃO PODE SER REAL....É uma charada! É um câncer, uma doença! Notem bem; aqui estou a falar do conjunto da obra pois mesmo o mundo natural também, por mais beleza que tenha parece estar sob escravidão deste "outro" mundo, o mundo humano, este sistema que vigora a milhares de anos na Terra, um sistema de pura Ilusão. 



Como diz Paulo com extrema felicidade na epístola aos Romanos: 

Romanos 03...


Não há justo algum, nem um sequer.
11 Não há quem seja sensato,
não há quem procure a Deus.
12 Todos se extraviaram, todos se corromperam.
Não há quem faça o bem,
não há um sequer.
13 Sepulcro aberto é a sua garganta,
com a sua língua espalhavam enganos;
há nos seus lábios veneno de serpente.
14 A sua boca está cheia de maldição e azedume.
15 Velozes são os seus pés para derramar sangue;
16 há devastação e miséria pelos seus caminhos,
17 e o caminho da paz, não o conheceram.
18 Não há temor de Deus diante dos seus olhos
.


E ainda em Romanos 08...


18 Estou convencido de que os sofrimentos do tempo presente não têm comparação com a glória que há-de revelar-se em nós. 19 Pois até a criação se encontra em expectativa ansiosa, aguardando a revelação dos filhos de Deus. 20 De facto, a criação foi sujeita à destruição - não voluntariamente, mas por disposição daquele que a sujeitou - na esperança 21 de que também ela será libertada da escravidão da corrupção, para alcançar a liberdade na glória dos filhos de Deus. 22 Bem sabemos como toda a criação geme e sofre as dores de parto até ao presente.
23 Não só ela. Também nós, que possuímos as primícias do Espírito, nós próprios gememos no nosso íntimo, aguardando a adopção filial, a libertação do nosso corpo. 24 De facto, foi na esperança que fomos salvos. Ora uma esperança naquilo que se vê não é esperança. Quem é que vai esperar aquilo que já está a ver? 25 Mas, se é o que não vemos que esperamos, então é com paciência que o temos de aguardar.
26 É assim que também o Espírito vem em auxílio da nossa fraqueza, pois não sabemos o que havemos de pedir, para rezarmos como deve ser; mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis. 27 E aquele que examina os corações conhece as intenções do Espírito, porque é de acordo com Deus que o Espírito intercede pelos santos. 28 Sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados, de acordo com o seu desígnio. 29 Porque àqueles que Ele de antemão conheceu, também os predestinou para serem uma imagem idêntica à do seu Filho, de tal modo que Ele é o primogénito de muitos irmãos. 30 E àqueles que predestinou, também os chamou; e àqueles que chamou, também os justificou; e àqueles que justificou, também os glorificou.


Este mundo é uma charada; é um enigma para ser decifrado mas com conotações extremamente absurdas! Não é atoa que a Efígie e seus enigmas são uma metáfora egípcia/grega de nosso mundo e da vida humana.

Assim é o nosso mundo...

E isto nos mostra o que?


O REAL neste mundo é acordarmos o quanto antes para esta verdade: 

O REAL É QUE VIVEMOS EM UM MUNDO IRREAL, UM ARREMEDO DE MUNDO, NÃO QUE FOSSE ASSIM ORIGINALMENTE; MAS QUE VEIO A TORNAR-SE ASSIM A ERAS PASSADAS E AGORA PRECISA DE TRANSMUTAÇÃO. ESTE MUNDO(Sistema) PRECISA DE MUDANÇA RADICAL PARA QUE O MUNDO NATURAL POSSA SE VER LIVRE DESTE ENGODO QUE O DOMINA ATRAVÉS DESTE SISTEMA TENEBROSO QUE VIGORA POR TODA PARTE. 



O QUE PAULO NOS RELATA É CUSPIDO E ESCARRADO O QUE FALA ECO AQUI, SHYAMALAN NO SEU FILME E SOBRETUDO O QUE TRATA O FILME MATRIX DOS WACHOWSKI. E ESTES E PAULO NEM DIFERENÇA EXISTE JÁ QUE SE PAULO APRESENTA CRISTO COMO O MESSIAS(Iluminado) LIBERTADOR - O "NOVO ADÃO" - DA HUMANIDADE DESTE SISTEMA(mas se lermos com cuidado o trabalho de Cristo é um, mas cada humano por outro lado tem SUA função para que O Grande Plano aconteça...) 

Predestinação para Paulo é meramente Cristo criar um Plano...o resto é escolha de cada um conforme este plano. Bem, assim como é o Cristo para Paulo no filme dos Wachowski este Messias chama-se NEO - um acrônimo, um título como CRISTO, BUDA, KRISHNA, RAMA etc... -  (Keanu Reeves), seu João Batista é Morpheus - o Deus do sono na mitologia - (Laurence Fishburne), sua Maria Madalena é Trinity - a Deusa de 3 faces? -(Carrie Anne Moss) e o Agente Smith - um nome que de tão usado no mundo inglês torna-se o genérico do vulgo, da massa, do inconsciente humano, enfim seu Satan - (Hugo Weaving)...NEO tem que lutar não só com grupo de humanos que aceitam o jogo da Matrix quanto com este agente, que é como uma espécie de Avatar da própria Matrix...A missão básica de NEO é fazer aquilo que poucos ou neste caso só ele pode, seja lá por quais motivos são: acordar no "mundo real" e destruir a Matrix a partir de lá! Morpheus, Trinity e cia são despertos DENTRO da Matrix, NEO também MAS deve atuar FORA dela sobretudo para que haja êxito real. Assim fez o Cristo; o lugar "fora" da Matrix em que Ele teve que atuar acontece nos 3 dias em que esteve no mundo dos mortos...ao ressuscitar Ele, como diz o texto sacro "levou cativo o cativeiro e deu 'dons' aos humanos" ...como NEO ele deu condições de despertar para toda a humanidade ! 

Mas entendam:



ELE VENCEU A MATRIX MAS NÃO PODE VENCER POR VOCÊ A NÃO SER QUE VOCÊ QUEIRA SUA AJUDA! E ESTA AJUDA VEM NAQUILO QUE A TI É MAIS DIFICULTOSO FAZER...NAQUILO QUE TU PODES FAZER ELE NÃO MOVE UMA PALHA SEQUER; É SUA ESCOLHA! E NÃO SÓ ELE, TODA A AJUDA ESPIRITUAL DA HIERARQUIA OBEDECE ESTES DITAMES...AJUDA NO QUE FOR MAIS DIFICULTOSO AOS HUMANOS E CHAMADA DE RESPONSABILIDADE SOBRE AQUILO QUE É DEVER DELES FAZER!

Aqui penso, vale a pena citar um texto indiano: 



“Do irreal, conduz-me ao real. Das trevas, conduz-me à luz. Da morte, conduz-me à imortalidade”. (Brihadaranyaka Upanishad 1.3.28)

DO IRREAL, CONDUZ-ME AO REAL...

É uma oração profunda de libertação...A oração é o canal espiritual mais poderoso entre as almas conscientes encarnadas e outras esferas do Ser. A alma que acorda para a prisão em que esta quer ser liberta...se ver livre da mentira, da falsidade que lhe rodeia.... Assim clama aflita mas cheia de Esperança e Fé ao EU MAIOR, AO DIVINO EM SI: DO IRREAL, CONDUZ-ME AO REAL! - Libertar-me quero da Matrix, naquilo que me esta sendo dificultoso ouça minha voz e ajuda-me Oh! Divino Morante!

DAS TREVAS, CONDUZ-ME À LUZ...

As Trevas ancestrais são uma metáfora do Inefável caótico, onde a Divindade é puramente impessoal. Já aqui as trevas expressas são a ignorância da Realidade..é a alma presa a conceitos, a coisas que afastam-na do 'Centro no Caos Inefável' onde A LUZ, O AMOR, A CONSCIÊNCIA SUPREMA, A PESSOALIDADE REAL espera o humano para "conhecer-se conhecer como é conhecido" como sinaliza o texto sacro. Ali não há engodo ou mentira. Ali há só a Verdade...

A PESSOALIDADE DIVINA, MÃE/PAI DE TODAS AS PESSOALIDADES REINA EM ORDEM SUPREMA NO CENTRO DO CAOS QUE É O GRANDE DESCONHECIDO DE SUA IMPESSOALIDADE!

DA MORTE, CONDUZ-ME À IMORTALIDADE...   

A Morte aqui vai muito além da morte física...envolve principalmente a alma continuar distante, em exílio do seu lugar de origem...A FONTE...A verdadeira imortalidade pode começar agora, DENTRO de nós, quando nos percebemos plenamente vivos diante DELA(E). A imortalidade é PRESENÇA neste sentido e A Morte...ESQUECIMENTO.

Vamos agora ver mais umas frases interessantes do que li até aqui no livro de Eco...



"DESMEMORIAMENTO .... Essa palavra, que significa a não lembrança, abriu-me uma espécie de brecha na névoa do tempo que esqueci. Eu falava deles com Bourru e Burot, com Du Marier e com o doutor austríaco(Freud)."
Umberto Eco

Em outra parte antes desta inclusive, o personagem diz:

"Continuo sentindo uma espécie de nuvem, na mente, que me impede de olhar para trás."


Então...esta nuvem NÃO É definitivamente SHEKINAH...a Nuvem Trevosa que no Centro radiava Luz, símbolo da Presença Divina e do CENTRO...e que também representa o sagrado feminino(trevas luminosas é a melhor metáfora para se descrever os mistérios do sagrado feminino)...esta nuvem do texto de Eco é aquilo que tolda a mente dos que estão perdidos na Matrix. O personagem é em si uma metáfora, uma figura, um símbolo de cada ser humano que apesar de grandes dotes pessoais por outro lado esta completamente enevoado...envolto por dúvidas e incertezas e pior; por um esquecimento de quem...É...e isto é terrível! Não lembrar o que se fez para estar onde se está e mais; não lembrar como voltar a SER! Olhar para trás aqui não tem conotação negativa mas sim define o ato de acordar, de voltar ao ponto em que se caiu e levantar-se...e agora caminhar seguro de Si sabendo quem se é, o que está aqui para fazer e COMO fazer! Quando ao conversar com os personagens citados o nosso "herói" lembra da palavra DESMEMORIAMENTO ele percebe o seu real problema...percebe que é nesta palavra que esta seu nó Górdio e também sua ajuda. É como um ponto de Luz na nuvem que sente em torno de si...de esquecimento...é um fiapo de lembrança!

O ser humano atual esta precisamente neste estado!

Rodeado por uma nuvem de esquecimento que o impede de lembrar quem é, o que veio aqui fazer e como fazer! Usar o dia a dia, os acontecimentos que enfrenta para relembrar é vital! Assim como uma palavra foi o gatilho para o personagem de Eco lembrar qual seria o seu problema e lhe atiçou na busca da solução assim somos nós. As coisas e acontecimentos quer bons ou ruins que nos acontecem podem, quando estamos atentos, antenados e buscando com afinco, ser os catalizadores de nossa retomada...lembrando o que somos, o que estamos aqui a fazer e COMO fazer! Quando isto acontece a libertação já é um facto, mesmo estando ainda aqui encarnados pois passamos a ser proativos e não reativos neste mundo!

Para terminarmos um outro trecho do livro...uma frase de outro escritor que Eco colocou na página de abertura de seu romance...


" COMO OS EPISÓDIOS SÃO AFINAL NECESSÁRIOS OU MELHOR, CONSTITUEM A  PARTE PRINCIPAL DE UMA NARRATIVA HISTÓRICA, INTRODUZIMOS AQUI A EXECUÇÃO DE CEM CIDADÃOS ENFORCADOS EM PRAÇA PÚBLICA, A DE DOIS FRADES QUEIMADOS VIVOS, O APARECIMENTO DE UM COMETA, DESCRIÇÕES QUE VALEM PELAS CEM DE TORNEIOS E QUE TEM O MÉRITO DE, MAIS DO QUE NUNCA, DESVIAR DO FATO PRINCIPAL A MENTE DO LEITOR."
Carlos Tenca


Aqui obviamente o escritor fala dos subterfúgios que a grande imprensa usa para engodar, para mascarar, o que realmente é relevante e que esta a ocorrer no mundo sabe-se Deus(a) por quais interesses; usando de fatos espalhafatosos e sensacionalistas para prender o leitor, o espectador onde se quer ou seja; longe do que realmente importa.

Estamos vendo isto hoje no Brasil, nos EUA, na Europa e em toda parte...nem sempre o que se lê e se vê na mídia corresponde aos factos e muitos factos relatados com estardalhaço são nuvens, máscaras para encobrir o que de facto ajudaria quem lê ou vê as noticias discriminar com idoneidade o que de facto esta a acontecer consigo e com o mundo.

Vivemos em um mundo onde as aparências são mais relevantes que o real. A realidade não pode ser percebida se estamos entupidos por distrações quer "boas" ou "ruins" ...não só em noticiários mas em casa, no trabalho, nas igrejas/templos/sinagogas/mesquitas , nos esportes, nos shows, na TV , no cinema, no teatro etc... "FAZER A CABEÇA" não é um termo de uma religião específica que o usa mas cabe aqui como uma luva para descrevermos o que esta a acontecer no mundo inteiro. Na verdade quando estivermos vendo notícias sobre crimes, corrupção, terrorismo, etc...mais do que nunca devemos desviar um pouco os nossos olhos destas coisas e vermos quais são os movimentos que os poderosos deste mundo estão a fazer nos bastidores, por trás de tais factos, e como os estão a usar. 


A MELHOR FORMA DE TU VERES(se tiveres estômago)OS NOTICIÁRIOS DO DIA É COM CONSCIENTE INTENÇÃO DE MANDAR LUZ SOBRE ELES E PERCEBER AS NUANCES NAS ENTRELINHAS DO QUE ESTA SENDO LIDO OU MOSTRADO. SEM ISTO A PROBABILIDADE É QUE SERÁS UMA OVELHA DOUTRINADA POR LOBOS!



Bem, acho que falei demais, mas se isto faço é porque entendo que cada dia que passa mais e mais as pessoas vivem do aparente e esquecem o essencial. E é isto o que "elas/eles" querem...aquelas(es) que movem os pauzinhos dos bonecos fantoches por trás dos bastidores...

Até mais ver...

AH! E SE NÃO LERAM ESTE MARAVILHOSO TRABALHO DE UMBERTO ECO, ESTE MESTRE GENIAL DA COMUNICAÇÃO, ADQUIRAM E LEIAM..."O CEMITÉRIO DE PRAGA"...ESTOU "BEBENDO E COMENDO" CADA LETRA, FRASE E CAPÍTULO!



Paz...Consciência e Luz...

Valter Luís


Música Sagrada

Obras Primas

Angelo Badalamenti


Bernard Herrmann


Miklos Rozsa


Max Steiner


John Williams


James Horner


Clint Mansell


Ravi Shankar & Philip Glass





Nenhum comentário:

Postar um comentário