Google+ Badge

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Os Tiranos da Consciência

Desejo e Culpa....

Duas palavras,duas manifestações do humano em nós que podem transformar nossas vidas em verdadeiro inferno....

O desejo em si nada tem de ruim, negativo enquanto a culpa pelo contrário carrega na própria palavra o sentido do ruim.

Mas obviamente em um mundo dual as coisas NUNCA são ou serão o que parece...

Existem desejos destrutivos assim como existe a contrição positiva que é a culpa usada em benefício próprio quando ao sabermos ter pisado na bola damos meia volta e ajeitamos as coisas da melhor forma possível....

O desejo como entidade espiritual encontra arquétipos em alguns deuses e deusas das mitologias antigas...Afrodite grega e a romana Vênus deusas do amor, os greco-romanos Eros,Cúpido deuses do desejo,o indiano Mara o senhor da morte e das ilusões,o grego Dioniso o senhor das festas e das libações,o grego Pan o deus campestre do prazer e do deleite,a sumero-hebraica Lilith a senhora de íncubos e súcubos que assediam homens e mulheres em seus sonhos com todo o tipo de desejo e imagens eróticas,Dalila o simbolo máximo de mulher sedutora e independente na Bíblia,Helena o simbolo máximo da beleza e do desejo na mitologia grega,Ishtar a senhora do prazer e amor babilônicos e sua contraparte cananita Astarte,Adônis o belo deus amante cananita- babilônico,enquanto no Egito Hathor exemplifica melhor o desejo no panteão...

Mas nenhum simbolo mitológico é mais presente que a Serpente do Éden e o fruto da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal...

A própria dualidade contida no tipo da árvore mitológica ou em seu fruto, a dubiedade contida na Serpente e no duplo sentido de suas palavras trazem um conteúdo mitológico poderoso do quanto o Desejo pode ser encarado como as duas faces de uma mesma moeda e a Culpa como algo intrínseco a ele quando ao invés de dominarmos o mesmo somos por ele dominados...

Desejo implica no agente ativo atuando no agente(ou objeto) passivo...na verdade é a teoria quântica trazida à compreensão da filosofia e da psicologia...Deve haver o agente que deseja e o agente(ou objeto) que é desejado...O que observa e o que é observado, O que influi e o que é influenciado.

Entretanto existe um paradoxo ai....será que enquanto desejo e observo não sou também desejado e observado pelo ser  ou objeto que desejo e observo?

Seria o OUTRO tão passivo assim?

Sabemos que nas relações humanas isto nem sempre é veraz!

E crêio, nem no contexto espiritual já que O Divino quando cria, cria de SI  mesmo, A SUA IMAGEM ou seja; assim como ele deseja a Criação , a observa...é desejado por esta, observado por ela...
Ainda que ELE ou ELA seja a Origem de todas as coisas estas coisas tem EM SI a mesmíssima capacidade de desejo e observação DELE(A) porque de lá vieram ,se é que podemos falar em ir ou vir quando se trata destas questões metafísicas.....

Entre agentes conscientes, ou sencientes não existe agente e objeto mas AGENTES INTERATIVOS!

E quando então o Desejo se torna em tirano da consciência?

Quando ele se associa a Culpa mitologicamente simbolizada como Pecado, descrita como um monstro pronto a abocanhar...por YHVH a Caim quando este começava a desejar matar Abel seu irmão,  na teologia judaico-cristã ou como uma sedutora Mulher como Circe da mitologia grega que atrai suas vitimas para depois transformá-las em seres inumanos ao seu bel-prazer e mais que tudo Satan ou o Acusador na mitologia judaica(transferida por simbiose para a cristã e a islâmica),ou as tais 30 moedas de prata que custaram a vida do Cristo para Judas...

Desejo e Culpa quando associados transformam a vida da pessoa em um verdadeiro caos....

Nem sempre a Culpa é lógica, racional, verdadeira....nem sempre realmente erramos ao fazer tal e tal coisa....

O ser humano tem 'razões' que a própria Razão desconhece...

Existem desejos nocivos sim e a culpa advinda deles se bem administrada é um remédio não um veneno para o humano....

Geralmente tais desejos ditos nocivos prejudicam a vida de quem deseja e de quem esta ao redor....é um câncro social, que emperra a evolução do agente da ação e detona com a vida de quem ele atinge...

Mas toda culpa advinda de dogmas, tradições,normas,ensinos,imposições,frustrações alheias quanto a idealizações destes em relação ao agente e vice e versa, que ferem a liberdade de ir e vir, de ser e de existir do agente e que não tem origem em nada egotíco e apenas foca no livre-arbítrio...se torna tirânica e nociva quer o desejo seja ou não nocivo em si....

A benção humana é neste caso o discernimento....a capacidade de sentir em si quando uma coisa pode ou não ser prejudicial a si e a outrém....quando algo por mais desejado que seja trás mais dor, separação, inimizade,destruição que o oposto...mas mesmo nestes casos nem toda destruição poderia ser entendida como nociva...a queda de regime ditatorias, de religiões fundamentalistas e exclusivistas,de sociedade racistas e preconceituosas(vide aqui o que aconteceu entre o Sul e o Norte americanos...naquela guerra o conceito de sociedade ideal do Sul barrava NO DIREITO de liberdade dos escravos assim por mais utópica e idealizada que poderia ser a vida para os brancos de lá com certeza os negros não deveriam partilhar desta visão) ou de visões estagnadas que um dia funcionaram mas hoje são anacrônicas.... não podem ser encaradas NUNCA como nocivas....

A dinâmica da vida se encarrega de trazer situações e desafios onde somos dia a dia testados se agimos egoticamente ou holisticamente...

Assim Desejo e Culpa deixam de ser os tiranos da Consciência quando esta transmuta seu egoismo natural em humanismo evolucional....

Quando EU E TU se tornam UM SÓ a consciência se vê livre para saber escolher O QUE DESEJA e COMO DESEJA, livre dos entraves que cerceiam os moralistas incorrigíveis mas sensata o suficiente para perceber quando um limite entre o que se quer e o que se poder ter é traçado pelo bom senso e pela liberdade que existe entre todos os humanos envolvidos na questão....

Sejamos livres; o DESEJO pode ser um Deus do Bem ou do Mal neste mundo dual....pode ter a bela face de Afrodite ou a carranca de Medusa....e a Culpa que pode ou não se seguir a ele é mera consequência de nossas escolhas ou seja; ESCOLHEMOS NOITE E DIA SE QUEREMOS SER TIRANIZADOS POR ELES!!!

Vídeo para meditação....
CÂNTICO DE DEUS EM NOSSO INTERIOR ABIUZZI.wmv 




http://www.youtube.com/watch?v=AZO0DssfzHo

Pax e Lux


Valter






Nenhum comentário:

Postar um comentário