Google+ Badge

sábado, 28 de maio de 2011

A TERRA SANTA ANTES DE TUDO É SEU CORAÇÃO...SUA MENTE E SUA ALMA....

O conceito de Terra Santa é Universal!

Desde príscas eras a humanidade idealiza, sonha e projeta um pedaço de chão como sendo um lugar sagrado e especial, onde pode-se contatar o Divino de forma mais fácil ou melhor dizendo... plena, que em outros lugares.

Desta forma com o correr dos tempos... lugares mitológicos, paradisíacos como: Éden,Hiperbórea,Tule,Lemúria,Atlântida,
Shamballa,Agartha,Ávalon, Hi Brazil,El Dourado além de lugares reconhecíveis no espaço/tempo Histórico mas não menos miticos como:O monte Sinai, Jerusalém,Belém,Nazaré,Olimpia,Delfos,Roma,
Meca,Medina,São Tomé das letras,
São Tiago de Compostela,Constantinopla,
Tebas no Egito,Machu Pichu, Tihauanaco,Teotiuhacan,Tenochtitlan,Fátima,
Aparecida,Lourdes,Tróia,Atenas,Alexandria,Cartago,Baalbeck,Pequim,Tókio,Glastonbury,Stonehenge,
Avebury,Chártres,NotreDame,Caxemira,Monte Meru,Lhassa,Findhorn etc...foram ganhando status de sagradas, terra santa,Lugares onde o humano contatava melhor o Divino que quaisquer outros lugares da Terra.

Para nós ocidentais ligados as tradições judaico/cristãs mas também com muita influência das culturas celtas,greco/romanas,africanas e ameríndias, vários são os lugares tidos e havidos como sagrados por nós e dependendo do ramo religioso  nosso ou de nossa familia estes lugares variam muito.

Por exemplo; para um católico romano não existe nada mais sagrado que Roma pois lá esta o trono de Pedro e de seu sucessor o Papa vindo logo a seguir lugares de manifestações Marianas como Lourdes,Fátima,Aparecida...além de centros devocionais à Mãe anteriores inclusive ao Cristianismo mas incorporados por este como NotreDame e Chártres dentre outros e por fim os lugares bíblicos onde se deram a paixão de Cristo.
Antes da queda de Jerusalém diante dos islâmicos contudo os lugares bíblicos tinham larga margem de preferência de veneração sobre qualquer outro lugar da Cristandade(inclusive a mãe de Constantino, Helena é tida e havida como a patrona e maior patrocinadora dos locais sagrados e das relíquias da Terra Santa) para o catolicismo mas com a perca de tais lugares e o impedimento por séculos de acesso cristão aos mesmos foi-se gradativamente elegendo lugares no ocidente onde existiam as mais antigas e importantes comunidades cristãs muitas inclusive com relíquias trazidas da Terra Santa e também os ditos lugares marianos(além de NotreDame e Chártres que tem sua ligação à Mãe desde a Era Neolítica) como centros de culto cada vez mais importantes, sendo Roma o mais capital deles.

Já para Judeus, protestantes e evangélicos não existe NADA que supere os lugares bíblicos como conceito de Terra Santa por mais que tenham em alta conta lugares no ocidente onde a comunidade judaica, ou as Igrejas da Reforma cristã tiveram marcos importantes.
Para judeus e cristãos reformistas entre todos estes lugares sacros Jerusalém é o umbigo do mundo, o trono de Deus na Terra... ali esperam os judeus o seu Messias e ali crêem os cristãos reformistas descerá Cristo Jesus- o qual também identificam como o Messias judeu- quando regressar à Terra para estabelecer o Reino de Deus.

Jerusalém aliás é tanto sagrada para judeus e cristãos como também para os muçulmanos.
Ali, crêem os últimos, foi quase sacrificado por Abraão à Deus, Ismael(na visão deles foi Ismael e não Isaque pai dos israelitas a oferta sacrificial)um dos ancestrais das nações árabes, no Monte Moriáh... que depois tornou-se o monte do Templo judeu e de onde teria Maomé sido assunto aos céus.

Assim sendo, se para Católicos cristãos Jerusalém perde para Roma em quesito de importância e para os muçulmanos ela vem logo atrás de Meca e Medina, para Judeus e Reformistas não existe lugar no mundo mais sagrado que a cidade santa.

Sim, Jerusalém desde príscas eras é conhecida por este epíteto!

Muitos estudiosos acreditam que esta santidade de Jerusalém transcende e muito a nação de Israel e até o patriarca Abraão perdendo-se nas brumas do tempo.

O Gênesis chama o misterioso rei/sacerdote de
 El-Elyon ...Melchizedeck como Rei de Salém o que para muitos é o antigo nome de Jerusalém ou uma corruptela do mesmo.
Lendas judaicas dizem que este Melchizedeck nada mais era que Sem o filho de Noé e que em Jerusalém, mais especificamente no que no Testamento cristão chama-se Monte da Caveira estariam enterrados os ossos de Adão e Eva pai e mãe da humanidade, por este Sem quando para lá se dirigiu após o Dilúvio.

Dificilmente crêio eu, existe um pedaço de chão mais considerado sagrado que Jerusalém no Mundo(afinal somando-se cristãos, judeus e mulçulmanos temos algo em torno de quase 4 bilhões de pessoas)!

Entretanto QUANTA DESGRAÇA EM NOME DISTO FOI COMETIDA!

Quantas vidas perdidas ao longo dos milênios, quanto sangue derramado, quantas lágrimas, quanta dor!

Parece que o quase sacrifício pedido a Abraão e depois a crucificação do Cristo trouxeram para a cidade ou fizeram aumentar tremendamente no caso, a quantidade de sangue nela derramado em nome de Deus!

 Contradição e(ou) Paradoxo? 

Ou um mistério a ser entendido?

Jerusalém mais especificamente... Salém significa...CIDADE DA INTEGRIDADE E DA PERFEIÇÃO!

Entretanto na primeira parte do nome... Jeru ou Yeru(heb.Yir'ra...vide este site judeu que enfoca isto, inclusive interpreta o contexto espiritual  do nome e sua relação com o adorador verdadeiro e o verdadeiro culto sagrado... http://www.chabad.org.br/datas/10_de_tevet/jerusalem/jesuralem.html) encontramos talvez o mistério embutido em tanto sangue derramado em pról desta dita cidade santa...o nome hebraico de onde deriva Yeru tem a ver com TEMOR A DEUS, com JUSTIÇA DIVINA e neste contexto parece que carmicamente isto explica tanto sangue derramado em nome de Deus e dentro da cidade sagrada!

Jerusalém tem em si o contexto Justiça retributiva ou cármica divina e evoca o estado perfeito, o humano íntegro, unificado, cristificado, sagrado, justo!

Desta forma ela funciona como verdadeiro aferidor da medida da Justiça Divina na Terra!

 Ao morrer ou matar por ela e por Deus os homens somente revelam que estão abissalmente distantes da integridade e da perfeição do homem que agrada a Deus!

Sendo assim Jerusalém é o grande polo de julgamento divino, do carma humano construido neste plâneta ao longo dos tempos!

E ao matarem-se por ela e por Deus os homens julgam-se a si mesmos como indignos e distantes do que seu nome evoca!

Assim o sacrifício de pão e vinho do sacerdócio de Melchizedeck executado anos a fio antes da conquista israelita e depois os sacrifícios sangrentos levíticos culminando por fim na crucificação de Cristo trabalham com o conteúdo cármico humano mais que qualquer outro polo espiritual do plâneta!

É irônico que hoje cristãos condenem seitas afros por sacrificarem animais quando sua religião tem alicerces fincados no mosaismo e no culto levítico onde se sacrificavam bem mais que cabras, bodes, galinhas , sacrificados pelas crenças xamânicas africanas e outras congêneres.

Aliás; o próprio sacrifício humano simbólico de Isaque prefigurando o futuro e para cristãos do mundo inteiro...VERDADEIRO SACRIFÍCIO... de Jesus Cristo , demonstra cabalmente  que o sangue nunca foi um elemento estranho para Jerusalém!

Assim sendo, acontecimentos da atualidade podem ser compreendidos se meditarmos no significado do nome desta cidade e se também estudarmos a historicidade dos fatos ali acontecidos.

Jerusalém é uma cidade de Julgamento!


Mas também...

Jerusalém é uma cidade de Integridade e de Perfeição(dai ser ela a hipostase, a teofania terrestre da Jerusalém celestial citada no Apocalipse que ao descer dos céus no fim dos tempos julga e depois engloba o mundo inteiro com sua Luz de Integridade e Perfeição pois nela não haverá Templo pois cada humano nela será Templo de Deus Vivo e a Presença Divina será sentida dentro e fora de si mesmo...enfim; em toda a parte)!

Jerusalém é uma cidade sagrada por seu conteúdo de absoluta justiça retributivo/cármica Divinas!

Assim Melchizedeck é compreendido como Rei da Integridade e da Justiça!

E Cristo é visto pelos cristãos como aquele que executou em si esta justiça cármica ou retributiva que a humanidade tinha acumulado contra si ao longo dos milênios executando desta forma o papel tanto de réu simbólico ou substituto-como foi o cordeiro em relação a Isaque- quanto de advogado que advoga em causa dos que lhe buscam ajuda, bem como também como o futuro Juiz retributivo do Plâneta quando regressar!

Mas não podemos nunca nos esquecer que o contexto de 'Salvador do mundo' não é uma realidade cristã somente mas encontra-se disseminada em várias nações e religiões antes e depois do Cristianismo.

Osíris,Hórus,Orfeu,Dioniso, Mitra,Kukulkan/Quetzalcoatl,Héracles,Krishna e tantos outros são tidos como divindades salvíficas pelos povos pelos quais eram venerados...inclusive o elemento sacrificial destes personagens através de suas mortes rituais pelas mãos de entidades das trevas como Seth,Arimam etc...tornam o paralelo com Cristo mais forte ainda.

Isto só mostra que o ser humano seja ele de que raça, povo ou era for tem sentido ao longo dos séculos uma necessidade premente de salvação, de libertação!

Deuses Salvadores tem sido elegidos ao longo dos milênios como canais divinos que possibilitam tal salvação ao fiel.

Mas será que isto é a consumação de todo o processo?

Acredito que não!

Por mais que aceite Cristo como salvador , sei que existe um percentual enorme de responsabilidade pessoal de cada um de nós para ser assumido neste processo.

Cristo por exemplo, pouco pode fazer de milagres em Nazaré porque encontrou pouquissima fé ali devido o preconceito que a ampla maioria dos nazarenos tinham em relação a sua pessoa.

Da mesma forma ele hoje pouco pode fazer se como ele diz... Aquele ao qual na porta do coração ele esta batendo não abrir a porta para ele entrar e cear com este e ali morada fazer.

E isto não tem nada a ver com limites de seu poder mas com LIVRE-ARBÍTRIO humano!

A Lei Divina limita à ACEITAÇÃO HUMANA o favor, a graça Divinos e ponto!

Deus, Cristo ou qualquer intercessor que atue em nome do Divino aqui ou acolá não faz o que eu ou voce tem que fazer e não é por faltar poder mas por existir LIVRE ESCOLHA NOSSA!

Assim enquanto os humanos se digladiam por espaços externos ditos santos(e acredito que de certa forma e em algum grau os tais realmente o sejam, já que desconhecemos em muito as leis naturais que regem nosso mundo e de repente a presença de lugares onde existam portais para o sagrado não seja mera ficção, mas uma realidade palpável para quem esteja na sintonia certa)o espaço que deveria ser o mais santo de todos O NOSSO INTERIOR esta repleto de ervas daninhas e jogado ao abandono.

Nosso coração,nossa mente e nossa alma são o território mais sacro que existe nesta Terra!

A presença do Divino em nós manifestando seu poder a partir de nós é o que permite que os locais externos considerados sagrados manifestem o poder neles lactentes não o contrário!

A maioria dos tais aliás sempre foram acessados por humanos de altíssimo calibre como... Melchizedeck,Abraão,Davi e Cristo em relação a Jerusalém; Viviane,Merlin, Morgana e Arthur em relação a Ávalon; Osíris,Isís, Hórus e Thoth em relação a Tebas; Sólon,Sócrates, Platão e Aristóteles em relação a Atenas e por ai se vai...

Vários templos e cidades ditas sagradas foram destruidas e aniquiladas ao longo dos tempos e suas supostas santidades e importância só são conhecidas por meio de mitos ou lendas...até Jerusalém teve o seu quinhão disto!

E porque foram destruidas?

Porque o povo que nelas viviam se deterioraram, se afastaram da integridade, da perfeição, da justiça e do amor!

Esta por exemplo é a justificativa platônica através dos relatos atribuídos a Sólon em sua obra...Timaeus e Crítias para a destruição de Atlântida!

Mesmo as cidades maias,aztecas e incas do novo mundo encontraram seu fim quando seu povo se afastou do caminho sagrado das eras antigas e passaram a fazer rituais exteriores cada vez mais sangrentos e inumanos tornando a separatividade entre os humanos cada vez maior!

Os sacrifícios humanos nestas civilizações não são um contexto presente desde sempre em sua religião mas um processo de afastamento da luz original assim como o que aconteceu no Egito quando as divindades antes abstratas, simbólicas da natureza se tornaram cada vez mais materiais na mente deles a ponto de animais serem adorados como deuses e deusas.

Esta deterioração se vê presente em vários cultos ao longo dos milênios incluso nosso querido cristianismo.

A perseguição pela ortodoxia cristã aos 'hereges' cristãos como o Gnosticismo a partir do século 4 quando Roma se tornou um Império cristão, as guerras fraticidas entre oriente e ocidente quando o império se dividiu e principalmente quando o do ocidente deixou de existir tornando-se uma miríade de reinos cristãos independentes mas ligados espiritualmente ao Papa em Roma(deve-se citar contudo o período carolíngio que foi uma tentativa de reviver o império ocidental - a qual foi bem sucedida com Carlos Magno e seus descendentes por um tempo- e se estendeu até a criação do Sacro império romano germânico) enquanto no Oriente reinavam o imperador e o patriarca de Constantinopla, a milenar perseguição aos judeus,o confronto bélico entre cristãos e muçulmanos na Terra Santa, a 'santa' inquisição,depois  as guerras religiosas entre católicos e reformistas, a caça as bruxas também entre os reformistas como em Salém na América até descambar neste momento delicado que vivemos hoje onde um Cristianismo de 'resultados' perceptíveis e visíveis principalmente no contexto afetivo/físico/material/financeiro é privilegiado em detrimento de uma evolução e crescimento baseados no homem interior etc...


Este quadro atual citado acima contudo  é um problema mais dos Reformistas sendo que o Católico é mais concernente a problemas de natureza sexual de alguns membros do clero que tem trazido feridas fétidas e graves à cúpula da Igreja e muita dor aos líderes sérios da mesma e os fiéis ídem... o que não deixa a meu ver de ser um sinal cada vez mais claro de um distanciamento absurdo da realidade espiritual genuína...também um certo anacronismo em manter certas visões ultrapassadas sobre a sociedade humana e sua relação com o social e o sagrado... sendo que aqui comungam com os Reformistas.
E não estou aqui a fazer apologia de nada nem de coisa nenhuma apenas constatando que os motivos alegados e elencados por algumas autoridades espirituais cristãs tanto católicas ,ortodoxas ou reformistas diante de fatos e situações complexas da atualidade beiram o ridículo, quando não o absurdo e o desumano sendo que o que mais se vê é uma falta sensível de amor pelo próximo e sua situação e um rigor restritivo da letra da Lei que em nada difere dos legalistas antigos como os fariseus dos tempos de Cristo e tão criticados por ele naqueles tempos.


Agora; não podemos também por outro lado cair no extremo oposto ou seja; o do relativismo moral e acharmos que não existam parâmetros de excelência e justeza de vida neste sentido porque senão daqui a pouco estaremos aceitando e achando certo chacinas em nome da liberdade de expressão ideológica(qualquer tipo terrorismo entra nesta receita), estupros em nome da liberdade sexual- já que muitos estupradores alegam que sentem um desejo irresistível pelas suas vitimas-, Sexo com infantes... porque muitos que praticam tais atrocidades dizem que não conseguem se conter e que o desejo sexual deles é tão 'legítimo' quanto o dos outros e por ai se vai...


São questões sérias que terão que ser tratadas sim, mas com misericórdia temperada com justiça, sempre focando no bem de todos, na liberdade de escolha de cada um desde que a mesma não fira a liberdade de outrém e não no interesse somente quer de maiorias ou minorias; sempre olhando o global da questão mas nunca esquecendo de cuidar também das particularidades.


Não é uma tarefa fácil com certeza mas....quem disse que viver é fácil!?


Assim sendo...

Cristo e a Hierarquia espiritual nos convidam a vermos mais além ...vermo-nos como esta Terra sagrada, o reino de sacerdotes, os ofertantes de uma vida acima do mediano, pois somos desafiados a sermos o nosso melhor pois é deste melhor que advirá o novo mundo.

Deus constrói a ERA FUTURA  juntamente conosco e não somente para nós!

E isto é apresentado de forma metáforica através das 7 cartas às 7 Igrejas e aos 7 Anjos das tais no Apocalipse.

Cada Igreja ali exemplificada simboliza um tipo de pessoa,de postura, de atitude, de grupo,de ramo cristão e de Era da Igreja culminando na Igreja Universal que independe de grupos, ideologias,líderes e doutrinas a não ser Cristo reinante nos corações.

Cada humano que entende ser ele a Terra sagrada, o Éden de Deus, o Paraiso na Terra se torna um canal de Vida Divina para o Plâneta e consequentemente trabalha em conjunto com Deus para a vinda de seu Reino, da Era futura na Terra.

Entender isto hoje em dia mais que nunca é vital para que compreendamos nosso lugar de DIREITO E DE DEVER no processo evolutivo universal!

Bençãos Infinitas....

Pax e Lux 

Valter Holístico





































7

Nenhum comentário:

Postar um comentário