Google+ Badge

sábado, 3 de setembro de 2011

CRIANDO SUA REALIDADE ATRAVÉS DE SUAS ESCOLHAS


Fonte: Google Imagens...



Recebi este texto por email de Carmen Balhestero da Fraternidade Pax Universal e achei devéras interessante.

Obviamente que a forma de viver que é apresentada pelo autor do texto não é algo fácil....mas será que existe coisa fácil na trilha espiritual?

Será que fomos chamados para executarmos tarefas fáceis?

A busca por Deus/Deusa, pelo sagrado ao longos das eras tem consagrado homens e mulheres que geralmente renegam uma série de 'liberdades' consigo mesmas e com o mundo que lhes rodeia para encetar o caminho rumo ao sagrado.

Orações, jejuns,retiros,limpezas, meditações e diversos outros tipos de artifícios tem sido utilizados ao longo dos anos pelos chamados shamans, sacerdotisas e sacerdotes, hierofantes, bruxos,bruxas, feitiçeiros,feitiçeiras,profetas,profetizas, videntes e líderes espirituais para que possam ser canais perfeitos da luz...

Mas e o DISCERNIMENTO?!

Este texto reflete para mim este tipo de busca e mostra que sem algum sacrifício poucos conseguirão ser canais perfeitos do Reino da Luz Eterna...

Vamos ao texto... na medida do qual se achar atinente comentarei...


[ PAXNEWS ] Criando sua realidade através de suas escolhas

 


Criando sua realidade através de suas escolhas
Extraído do  Living Spirit eLetter, February 2004 – Tradução Carlos Bittencourtearthquest@yahoogroups.com

 1. É sempre um paradoxo do caminho espiritual, se estamos nas mãos de Deus e se nossas experiências são o resultado da Vontade Divina e/ou Carma ou se estamos realmente criando nossa própria realidade. A resposta é ambos. Tudo se resume em escolhas. As escolhas que fizemos no passado criaram o Carma que estamos experimentando no presente. Isso inclui os dois extremos; as escolhas que fizemos nas vidas passadas influenciando as escolhas que fazemos na presente e tambem as que fazemos a cada momento influenciando as experiências do próximo momento.

Por termos livre arbítrio (o mais inalienável direito da alma), temos total liberdade para experimentar os resultados de nossas escolhas. Ao aprendermos através de experiências repetidas e purificação da nossa natureza inferior, quais escolhas nos trazem mais próximos de Deus e quais perpetuam as experiências de separação, então descobrimos que não há diferença entre nossa vontade e a Vontade Divina. (esse é o sentido da frase "seja feita (a minha igual) a Sua Vontade" Nota do Tradutor.)
Essa descoberta, entretanto, não pode ser feita enquanto a natureza inferior não for purificada, por causa do véu da separação, que é perpetuado pelo ego.




Comentário: Esta parte do texto reflete algumas das indagações mais frequentes que fazemos na jornada.


A.Porque há tanto sofrimento no mundo?


B.Se posso escolher porque minhas escolhas nem sempre me trazem coisas boas?


C.O que significa livre arbítrio e carma?


D.A Vontade de Deus é algo impositivo ou empático com a minha vontade?


Segundo o autor do texto o sofrimento do mundo advém do Carma negativo humano.


Não existe conflito entre o que Deus quer e este carma com o livre arbítrio o que existe é a pessoa escolher vivenciar esta Vontade de Deus ou não. O que geralmente muitos fazem(não vivenciar) para dano próprio já que você escolhe ir contra a Lei de Causa e Efeito pois este carma supostamente é resultado de escolhas feitas em outros momentos de sua vida ou de outras vidas.


Obviamente que para se apreender plenamente o texto em questão há que se aceitar a reencarnação ou no mínimo a memória genética transmitida que reza que desde o primeiro homem temos implantado em nós geneticamente todas as vivências de todos os humanos que foram antes de nós(a epístola aos Romanos trata bem disto) que nada mais é que uma palavra elegante para se descrever o velho pecado de Eva e Adão transmitido de pai para filhos.


Somente através desse submeter-se à Vontade Divina ou em palavras digamos mais modernas; sintonizarmos nossa vontade com a Divina Vontade o ser humano descobre a chave que abre a porta para um mundo de verdadeiras realizações espirituais e afins que consequentemente não só lhe trarão carma positivo mas influenciará positivamente o mundo que lhe rodeia.





2.Duas energias, duas escolhas :
 Há duas energias no planeta. Uma puxa "para cima" e outra puxa "para baixo". Dê-lhes o nome que quiser, mas basicamente tudo que puxa para cima cria Unidade, promove harmonia, e traz equilíbrio. Essa energia reafirma a vida, dá poder ao amor, é auto sacrificante (do ego N.do T.), benevolente e nos   traz mais próximo da nossa Natureza Divina por sobrepujarmos a nossa natureza inferior e a ilusão da separação. Tudo que puxa para baixo enfoca medo e dúvida, rouba poder, é auto servil, e malevolente. Perpetua a natureza inferior do homem por focalizar a insegurança, ganância, luxúria, julgamento, e mal uso do poder. Se auto promove por meio da exploração e degradação dos outros. Tudo, na verdade se resume em uma escolha entre essas duas energias. A cada estágio da nossa evolução somos convidados a ser mais discernentes e refinados a respeito do que constitui uma "boa escolha" e uma "má escolha".
As escolhas óbvias e as inconscientes




Comentário: Jesus já tinha falado destas duas escolhas, destes dois caminhos.


O chamado caminho de cima do autor do texto ele chama de Caminho estreito, o chamado caminho de baixo ele chama de Caminho largo, o caminho de cima é a Porta estreita o caminho de baixo é a Porta larga.
Também o caminho de cima pode ser o que entendemos como Deus e o caminho de baixo o Diabo.


Ao escolher uma destas duas energias o ser humano na verdade escolhe um mestre , um senhor a quem servir....


A Luz e tudo aquilo que significa evolução ou As Trevas e a involução ...


Dai porque a Luz eleva e as Trevas rebaixa ...


Cada momento de nossas vidas são guiados por uma destas duas escolhas....NÃO EXISTE MEIO TERMO!



3.As escolhas conscientes na experiência humana são óbvias. Mentir, roubar, cometer atos violentos, etc. não puxam para cima. Para os que caminham pela senda espiritual, essas escolhas já foram feitas e pode-se sentir a energia "para baixo" inerente a essas escolhas. Entretanto para evoluir como espécie humana, precisamos compreender as conseqüências das menores escolhas que fazemos todo dia na sociedade. São essas decisões sutis que precisam de mais discernimento. As escolhas nos níveis mais altos e sutis não são menos importantes do que as mais óbvias. Na verdade são mais importantes porque por serem sutis, as pessoas se tornam apáticas e acabam por aceitar essas energias "para baixo" como se fossem "normais", e assim causam a estagnação do crescimento individual e coletivo da humanidade.




Comentário: Os chamados 'pecados grandes ou capitais' são facilmente conhecidos e reconhecidos pelos caminhantes da SENDA o problema esta justamente naquelas coisitas pequenas, que de tão ínfimas parecem não ter importância nenhuma.


Você olha e diz: é só um hábito, ou então; imagina é só brincadeira, ou então; é só meu gênio difícil mas no fundo eu sou diferente ou por fim; é só um inocente prazer isto em nada prejudica meu discernimento.


Geralmente estas coisas pequenas e 'justificadas' nós usamos muito no trato com os outros, sempre conseguimos nos enxergar mais favoráveis do que realmente estamos sendo e nos auto iludimos dizendo que isto é....auto estima...bem, se estamos desculpando grosserias,preconceitos, pré-julgamentos,intolerâncias e rigidez de nossa parte no trato com o outro esta na hora de mudarmos o disco pois estamos REDONDAMENTE ENGANADOS!!!


Assim o texto deixa claro que o que leva para baixo não são só os 'grandes pecados' mas toda a forma sútil de boicotar-se e boicotar os outros rumo ao caminho para cima.


Inclusive nossa energia sexual...sexo sem responsabilidade é brincar com o demo na coxia....



4.Um exemplo vale mais que mil palavras
 A maioria das pessoas podem entender que os exemplos que se segue são inofensivos. São de uma parte aceitável da vida e a maioria, inclusive espiritualistas participam deles todo dia. Entretanto são energias "para baixo", e se não decidirmos a seu respeito eles vão continuar a perpetuar no corpo (energético e físico N. do T.) individual e coletivo da humanidade. A forma mais óbvia dessa energia "para baixo" que as pessoas aceitam e participam vem através da televisão, cinema e vídeo games que refletem violência, vulgaridade, linguagem obscena, sexo e humor degradantes, etc. Constituem a maioria dos filmes e programas de TV e também o entretenimento de que nossos jovens participam. Um filme proibido para 14 anos pode parecer benigno, talvez trazendo uma "lição de vida" realista mas a realidade energética é que toda vez que nos submetemos  a uma linguagem vulgar, ou assistimos violência nas suas mais diversas formas, (os jornais das cidades nas tv, n. do. t.) estamos tomando a decisão de permitir aquela energia "para baixo" na nossa consciência. Podemos pensar que não nos afeta, ou podemos achar que podemos agüentar isso, ou ainda que não tem problema porque tudo vem de Deus, mas isso é um erro. A todo e qualquer momento você está criando aquilo que será sua experiência no momento seguinte. Se você assiste um filme ou programa de T.V. que puxa para baixo você está literalmente trazendo aquela energia "para baixo" para si por causa de sua participação. Sua escolha de focar sua atenção ao assistir é sua participação. Você não vai perceber na hora, mas trazendo essa energia para baixo na sua consciência, você vai atrair mais da mesma espécie para si. É muito sutil, porque isso acontece no plano etérico primeiro e depois precipita nos planos (emocionais e ) físico da experiência. Depressão, tristeza, sentimentos de raiva ou revolta, insegurança, preocupação pela sobrevivência, sentimentos de baixa auto-estima, tudo são resultados dessa energia para baixo. Pode se materializar como doença física, ser a vítima de um crime, acidente, cisão na família, perda do emprego, etc. Você pode se perguntar o que fez de "errado" para que essas coisas acontecessem com você, sem perceber que foram aquelas decisões sutis que você fez, a energia que puxou para si, que criou a sua realidade. Você pode ver então que uma vida de "ir na onda" e tentar viver de acordo com as expectativas do mundo te deixa vulnerável a essas energias para baixo. O momentum (a quantidade de movimento) do Carma acumulado pela perpetuação do movimento "para baixo" é difícil de superar a não ser que a pessoa seja muito consciente das suas escolhas a cada momento e esteja desejando experimentar a negação da sua natureza inferior (morte do ego) que sempre quer sobreviver na existência separatista.



Comentário:O autor pode estar parecendo muito legalista mas paremos um pouco e analizemos suas palavras.

E. Ele não diz que quem faz estas coisas irá para o Inferno.

F. Ele não afirma que coisas ruins realmente acontecerão com quem se dá a este tipo de liberdades e hábitos.

O que ele diz é que uma pessoa que participa de todas estas coisas tem muito mais propensão à influências destas coisas porque inconscientemente VIBRA na sintonia das mesmas.

É o velho... DIGA-ME COM QUEM TÚ ANDAS E TE DIREI QUEM ÉS... de antigamente...agora é... diga-me o que escutas, assistes, jogas ou lês e te direi o que vai dentro de teu coração.

Nossos hábitos são resultados de nossas escolhas e se nossas escolhas estão calcadas em coisas , objetos e acontecimentos focados no lado trevoso da vida como poderemos ser ou ter Luz?!

IMPOSSÍVEL!!!



5.Tenha a coragem de confiar em si mesmo.
Se alguma coisa lhe traz desconforto, mesmo que seja pouco, PERCEBA COMO SE SENTE.
Quantos de nós ao vermos um filme, viramos a cara ou nos assustamos com a linguagem vulgar? Essas coisas causam reações viscerais pela pureza de sua alma. Por exposição repetida a essas energias "para baixo", as pessoas se tornam insensíveis, resultado do distanciamento da pureza original da alma. É um ciclo perpétuo do movimento para baixo, chamado inferno (um nível de consciência, não um lugar físico). As formas mais gritantes do mal e da obscuridade começaram como formas muito sutis dessa energia. Pelas escolhas contínuas no sentido "para baixo" elas continuaram a descer, o inferno foi criado, o mal veio a existir como a completa ausência da energia "para cima".






Comentário: Eu posso dizer que isto realmente é verás pois já me senti assim.
Desconforto em ver uma cena de filme que frontalmente agredia meu bom senso,programas 'jornalísticos' que me traziam desconforto e mau estar,conversas com pessoas que quando via estava lá eu destilando fél de amargura como elas faziam etc...


Como ele diz... DEVEMOS PERCEBER COMO NOS SENTIMOS.


Se aquilo nos suga energia, nos mantém para baixo, trás para fora coisas de dentro de nós que deveriam ser tratadas não externalizadas então com certeza são praticas do mundo de baixo...o continuo praticar de tais coisas fatalmente nos levará mais e mais buraco a dentro.





6.Ascensão
Para ascender a consciência se requer uma percepção consciente dessas duas energias e a repetição das escolhas conscientes no sentido da reafirmação da vida, a energia para cima. Cada alma precisa aprender o que essas escolhas trazem como conseqüências em termos de sua existência. Em cada momento individual, a escolha parece insignificante, como assistir um filme não adeqüado com a esposa. No princípio pode parecer uma escolha benigna. Pode parecer que seria um momento de estarem juntos, o filme se tornando secundário. Mas ao se examinar mais cuidadosamente, como nos sentimos ao fim do filme, se torna claro que a escolha para cima requer a negação da opção mundana. É a contínua redenção do para baixo na reafirmação do para cima, de um pequeno auto sacrifício para uma experiência pessoal "para cima’. Só por intermédio de repetidas escolhas nossa natureza inferior se purifica e as energias para baixo deixam de ter influência para nós. Preste atenção no que você permite vir  até a sua consciência. Em todo e qualquer momento há uma escolha, e essa escolha é sua, assim como a responsabilidade por ela. Coletivamente, o mundo reflete o total de nossas escolhas. Você precisa assumir a responsabilidade do que penetra em sua consciência, perceba onde foca a sua atenção. Palavras baixas, piadas que denigrem, observações defensivas ou sarcásticas, escolhas que refletem uma falta de integridade são alguns exemplos que se apresentam a você cada dia. Como uma pessoa espiritualmente consciente, você tem que se levantar e não se acomodar no caminho do mínimo esforço. Não é bom ir na "onda" da multidão, você deve ser verdadeiro(a) consigo mesmo(a) se quer que o espírito penetre o físico e que o momentum da energia do planeta mude. O caminho é estreito (o fio da navalha) e poucos adentram porque poucos estão dispostos a se negar ao mundo continuamente e se virar contra essas energias "para baixo" sutis. Mas quanto mais alto for, mais sutil as energias se tornam, até que pela purificação contínua da natureza inferior se torne incapaz de permitir que a mais discreta forma de energia "para baixo" penetre em sua consciência. Nesse ponto, você vai estar "criando em Unidade com o Divino". Todo pensamento vai ser direcionado para à unificação e à harmonia, puxando "para cima" e se expandindo, você se tornará criador da luz e uma fonte de amor através do cosmos.



Comentário: A vida é o que fazemos com que ela seja.

O autor aqui realmente é arrojado ele nos convida a sermos o DIFERENCIAL no meio da massa... A EXCEÇÃO em meio a regra...

Ascensão para ele não é meramente o sujeito manifestar poderes mediúnicos e paranormais, é você ser um diferencial em pensamentos, palavras e ações num mundo onde tudo é lícito e permitido mesmo que isto fira e denigra sua vida ou a vida dos outros.

Perdemos de há muito o sentido de liberdade e o trocamos pelo da libertinagem...o livre-arbítrio pela escravidão consentida....escolhemos senhores e senhoras segundo nossas paixões e vícios e nos submetemos a eles sem dó nem piedade.

E pior; muitos querem exercer a função espiritual ao mesmo instante em que é escravo de algúm destes senhores e senhoras...

Eu já me vi nesta situação e creio, cada servidor da Luz honesto consigo mesmo também já se viu ....alguns de nós foram e são mais felizes que outros em perceber as sutilezas do caminho , as armadilhas nele escondidas e agir conforme a Lei Maior mas muitos de nós afundamos num mar de miserabilidade espiritual que quando damos conta já não servimos para mais nada além de chacota pública e notória...vide grandes líderes espirituais que se viram afundar na lama porque não zelaram pelas coisitas que pareciam insignificantes até que estas se transformaram num monstro caótico que os engoliu e a obra que faziam...não é que eram falsos líderes(alguns de fato o são) mas 'SE ACHARAM' demais e esqueceram que tinham os pés de barro que precisavam ser fortalecidos e endurecidos pelo fogo sagrado!

Quantos servidores(as) da luz cairam nesta armadilha?

SÓ DEUS/DEUSA SABEM!

 O autor não nos convida a sermos legalistas ou seja; pregarmos uma moral absurda que nem  nós mesmos conseguimos seguir mas OBSERVARMOS se as coisas que fazemos estão nos fazendo bem ou mau nos libertando ou escravizando....enfim; ele nos convida ao raciocínio e a lógica sagrada que deve nortear a vida de quem realmente se predispõe em ser luz do mundo e sal da Terra.

Queira Deus que consigamos deixar de cuidar da vida alheia e cuidarmos cada um mais e mais de nossas próprias vidas para construirmos aqui um mundo melhor....


Um vídeo para ajudar no processo de cada um


Fonte Youtube



From: UfoAndromeda@aol.com
Reply-To: EarthQuest@yahoogroups.com
To: TerranCouncil@yahoogroups.com,
From: Living Spirit eLetter, February 2004 
Creating Your Reality Through Your Choices


Fonte do texto(fora os meus comentários , imagem e vídeo):Paxnews


Abraços

Pax e Lux


VALTER TALIESIN



__._,_.___

Nenhum comentário:

Postar um comentário