Google+ Badge

sábado, 1 de outubro de 2011

OS 4 CAVALEIROS DO APOCALIPSE

OS QUATRO CAVALEIROS









FONTE: GOOGLE IMAGENS.







O Clássico Livro Homônimo de Blasco Ibañez: Os quatro cavaleiros do Apocalipse escrito pelo autor focando a primeira guerra mundial.


Fonte: Google Imagens.







O filme: Os quatro cavaleiros do Apocalipse baseado na obra de Basco Ibañez mas adaptado para o contexto da segunda grande guerra... estrelado por; Glenn Ford, Ingrid Tullin,Charles Boyer, Yvette Mimieux e Paul Henreid dentre outros.


Fonte: Google imagens.






'VI QUANDO O CORDEIRO ABRIU O PRIMEIRO DOS SETE SELOS, E OUVI O PRIMEIRO DOS QUATRO SERES VIVOS DIZER COMO O ESTRONDO DUM TROVÃO: "VEM" VI ENTÃO APARECER UM CAVALO BRANCO , CUJO MONTADOR TINHA UM ARCO. DERAM-LHE UMA COROA E ELE PARTIU, VENCEDOR E PARA VENCER AINDA.


QUANDO ABRIU O SEGUNDO SELO OUVI O SEGUNDO SER VIVO DIZER: "VEM" APARECEU ENTÃO OUTRO CAVALO, VERMELHO, E AO SEU MONTADOR FOI CONCEDIDO O PODER DE TIRAR A PAZ DA TERRA, PARA QUE OS HOMENS SE MATASSEM ENTRE SI. ENTREGARAM-LHE TAMBÉM UMA GRANDE ESPADA.


QUANDO ABRIU O TERCEIRO SELO OUVI O TERCEIRO SER VIVO DIZER: "VEM" EIS QUE APARECEU UM CAVALO NEGRO, CUJO MONTADOR TINHA NA MÃO UMA BALANÇA. OUVI ENTÃO UMA VOZ, VINDA DO MEIO DOS QUATRO SERES VIVOS, QUE DIZIA: " UM LITRO(hj um kg) DE TRIGO POR UM DENÁRIO E TRÊS LITROS DE CEVADA POR UM DENÁRIO! QUANTO AO ÓLEO E AO VINHO , NÃO CAUSES PREJUÍZO."


QUANDO ABRIU O QUARTO SELO , OUVI A VOZ DO QUARTO SER VIVO QUE DIZIA:
"VEM" VI APARECER UM CAVALO ESVERDEADO(em algumas versões aparece AMARELO). SEU MONTADOR CHAMAVA-SE...A MORTE...E O HADES O ACOMPANHAVA. FOI-LHE DADO O PODER SOBRE A QUARTA PARTE DA TERRA, PARA QUE EXTERMINASSE PELA ESPADA, PELA FOME, PELA PESTE E PELAS FERAS.'


Apocalipse 6. 1-8.








Por duas vezes nos últimos 100 anos a humanidade se viu à frente de conflitos mundiais que que ganharam tal proporção e envolveram tantos povos e nações que foram chamadas de... DUAS GRANDES GUERRAS MUNDIAIS.


Entretanto se analisarmos os fatos anteriores e posteriores ao primeiro conflito veremos que na verdade tivemos DE FATO um ÚNICO grande conflito divido em duas terríveis e tétricas sequência de confrontos.


Guardando-se as devidas e visíveis proporções entre o Kaiser e o Fuhrer veremos que a segunda foi uma consequência direta do resultado da primeira, do contexto que se formou após a capitulação alemã na primeira grande guerra.


A forma predatória com que os aliados caíram de 'boca' na Alemanha derrotada foi um campo promissor para que Hitler disseminasse sua mensagem xenófoba, racista, ufanista e exclusivista.


Claro, isto não DESCULPA quem deu ouvidos ao seu canto de sereia diabólico e sedutor mas EXPLICA o porque encontrou terreno fértil para disseminar seu fél de amargura.


Blasco Ibañez romancista espanhol foi extremamente feliz em sua obra literária clássica ao adaptar os 4 nefastos ginetes bíblicos em suas páginas e ver naquele conflito monstruoso que se desencadeou no início do século 20(a primeira grande guerra) o início do fim da cultura e sociedade de seu tempo.


A primeira guerra mundial encerrou todo um contexto de mundo que vigorava, um status quo secular que existia desde 100 anos antes com a derrota de Napoleão em Waterloo e o senhorio inglês e alemão na política européia e mundial durante o século 19.


Foi o fim das escaramuças políticas dos dois grandes impérios; o confronto declarado de duas formas de ver a Europa e com ele o arrastar das  demais potências européias como a França,a Itália,a Rússia e a Austria/Hungria(apesar do início da guerra ter se dado devido ao assassinato do herdeiro do trono austro/húngaro em Sarajevo  na verdade isto foi um pretexto para um quadro que já se desenhava no horizonte havia muito tempo entre Inglaterra e Alemanha a aliada dos austríacos) e de certa forma mundial já que estes impérios detinham vastas colônias  no mundo....com a entrada dos EUA no ultimo ano do conflito o contexto mundial se efetivou definitivamente.


Ao término da guerra a Alemanha estava quebrada(e sua casa real caiu), a Inglaterra começava sua longa agonia derrocada abaixo como maior potência global o que se efetivaria com todas as letras no final da segunda grande guerra, o império austro/húngaro como 'prêmio' por ter sido o pretexto e 'motivador' da guerra deixou de existir encerrando-se assim o governo de uma das mais notórias e longevas casa reais européias....a dos Habsburgos e com ela arrastou também a casa dos Romanóv da Rússia  destruída pela revolução russa que só encontrou o alimento e o rastilho de pólvora com a entrada da Rússia naquela guerra, para estourar 3 anos depois .


Por fim os EUA e a URSS surgiam no cenário global coadjuvados pelo Japão para nos próximos anos dominarem o poderio militar e econômico do mundo.



A obra prima de Hermann Hesse... Demian em sua parte final aborda com tal profundidade a primeira guerra mundial e suas consequências sobre o mundo de então que eu não poderia me furtar de citá-lo também aqui.





Fonte: Google imagens.


Era com certeza um mundo novo e que possibilitou a Hitler tornar-se o que se tornou; primeiro com a 'esperteza predatória dos vitoriosos' depois com a leniência dos poderes ocidentais.


Hitler e sua Alemanha Nazista foram até hoje o que de mais espúrio e infamante o mundo já viu em termos de política governamental de um partido e um líder sobre um povo.


A segunda guerra não só matou mais que a primeira como teve premissas mais irracionais ainda!


A Era dos Extremos(o breve século 20: 1914/1991) de Eric J. Hobsbawm é um dos grandes ensaios sobre este assunto e todo o contexto que veio pós as duas grandes guerras.


Capa


Fonte:http://books.google.com.br/books/about/ERA_DOS_EXTREMOS_A.html?id=laEmyNEyq6MC


Podemos dizer portanto, que naquele fatídico dia  28 de Julho de 1914 um mundo chegava ao fim e outro se iniciava e que também os quatro cavaleiros do Apocalipse começaram sua jornada neste mundo!


Vejamos agora uma a análise sobre tais entidades...


Ao longo dos últimos 2 mil anos várias tem sido as teorias do que significam tais entidades... desde espiritos diabólicos à anjos de Deus passando por vários outros significados entremeados .


Uma das melhores visões são a dos escritores Trevor Ravenscroft e Tim Wallace Murphy em sua instigante obra : A marca da besta...





Eles apresentam o conceito dos quatro cavaleiros como de ERAS GLOBAIS, uma sucedendo a outra sendo que agora estariamos entrando na quarta e ultima delas... a do cavaleiro esverdeado.


 Mas tentemos ver por outros ângulos...


CAVALO BRANCO...O branco geralmente é associado à paz, a iluminação, à luz, mas aqui qual será o contexto?


Se analisarmos estes cavaleiros como juízos carmáticos sobre a humanidade esta idéia cai por Terra!


Não significaria então a paz em si mas um anelo dela, não significaria a iluminação em si mas o desejo desta projetado no cavaleiro pelas pessoas.


O cavaleiro tem um arco como arma o que o caracteriza como um guerreiro antes de alguém aliado a paz, é um mensageiro falso portanto...suas palavras falam uma coisa mas suas intenções são completamente diferentes destas.


Seu desejo na verdade é GOVERNAR...


É se assenhorar do comando das coisas e exercer poder!


Hoje em dia a maioria dos estudiosos veem nesta figura uma imagem do Anticristo que virá falando de paz e prosperidade mas trará consigo  mais morte ainda.


Na mitologia grega (como vemos nas designações do cavaleiro esverdeado o Apocalipse usa termos que definiam entidades divinas gregas para designar algumas destas entidades) este cavaleiro poderia ser associado a APOLO o deus sol(o branco pode significar o brilho da luz solar em seu ápice) que com suas atitudes mitologicamente dúbias entre bem e mal poderia ter inspirado o autor cristão a forjá-lo como imagem deste cavaleiro(Apolo era um exímio arqueiro inclusive)e ele seria o herdeiro natural do trono de Zeus seu pai...portanto saiu para vencer e para governar.


O Apocalipse inclusive foca muito o sol em suas mensagens quer no bom ou mau sentido e hoje em dia temos visto os estudos de cientistas sobre as manchas e explosões solares, as preocupações de alguns inclusive com o que isto pode significar para a Terra.


As citações maias neste contexto são trazidas à tona pelos estudiosos das suas profecias onde o Sol é um protagonista das mudanças globais e livros e livros estão sendo escritos sobre o assunto e filmes sendo feitos em cima dos tais.


Se o Sol começar todo este processo de juízo sobre a Terra veremos que afetará a vida de milhões de humanos mundo afora.


Reparem que o texto diz que ele saiu como vencedor e vencerá ou seja; O sol poderá ser o principal agente de todo o processo que culminará no fim de nossa civilização como a conhecemos e o alvorecer de uma nova!


Assim sendo este cavaleiro pode muito bem ser não a figura do Anticristo mas uma referência explícita a este contexto nefasto e de juízo carmático que o sol poderá ter nos dias que estariam para chegar.


Desta forma um elemento natural da Natureza poderia ser o agente sobrenatural das retribuições carmáticas da Vida Universal em relação a uma humanidade distante do FOCO MAIOR DO SER!




CAVALO VERMELHO... é o deus ARES(Marte) o deus da guerra de gregos e romanos.


O vermelho é a cor do sangue, da guerra,do poder régio e também sacerdotal....tragicamente algumas das maiores mortandades do mundo foram cometidas em nome dos reis e de Deus.


Tanto na visão em que o Anticristo seja o primeiro cavaleiro quanto na visão em que este seja uma representação do Sol o contexto da guerra vindo logo a seguir... aliás; o contexto de todos os demais cavaleiros vindos em seguida é muito sugestivo.


O Anticristo obviamente por sua sede de poder. Depois de prometer mundos e fundos e fracassar levará o mundo a um confronto de ideologias nunca antes visto.


Já o sol se começar a influir negativamente sobre a vida na Terra pode nos levar a  uma escassez sem paralelos na História.
Crises energéticas,doenças inimagináveis e com certeza os povos do mundo se confrontarão pelos parcos recursos que sobrarem no mundo.


Um pico de ondas magnéticas solares poderia de repente destruir  todo nosso sistema de comunicação, econômico, de saúde, de suprimento etc...e isto para uma guerra é meio caminho andado.


Assim a guerra ,Ares e sua matança indiscriminada seria uma consequência natural seja lá como interpretemos a figura do cavaleiro que lhe antecede.


CAVALEIRO NEGRO...A fome vem logo em seguida.


Quem poderia ser ela?


No contexto do Anticristo seria as consequências naturais de uma guerra indiscriminada advindas da carestia dos produtos.


No contexto do Sol seria a consequência natural da influência deste no clima da Terra, nas colheitas, na produção da Terra.


Assim o cavaleiro negro aqui pode ser associado a DEMÉTER a deusa da terra produtiva que quando do rapto de Coré sua filha por Hades ficou tão deprimida que as colheitas minguaram, a terra parou de produzir e a fome dominou o mundo só parando quando o desejo da deusa em ter sua filha de volta(ainda que só dois terços do ano) foi saciado.


A terra mais produtiva, que melhor produz é negra, é preta....a Deusa Mãe em suas maiores e míticas representações é chamada de Mãe Negra.


A cor preta também é associada ao luto em muitas sociedades....luto de Deméter por Coré...luto dos humanos pelos seus entes que morrem....luto do mundo pelo que lhe advirá!


O negro também é a cor do mistério, do oculto, dos segredos arcanos do Universo e de Deus/Deusa dai que muito associado também a magia e religião( a batina dos padres e o manto de muitos magos é preta)


Assim  o cavaleiro negro pode ser visto como a própria Terra(senhora das riquezas , do oculto e dos mistérios) que passará a não produzir alimento suficientes para alimentar tantas bocas de filhos e filhas vorazes saídos de seu ventre.


Uma humanidade que destrói o meio ambiente, que usa e abusa dos recursos naturais, que cresce indiscriminadamente... se for pega de calças curtas quer por uma guerra causada pelos instintos despóticos de um líder mundial ou(e) uma elite nefasta, quer por atividades irregulares do sol, fatalmente beirará à extinção se não atingir a própria!


A diferença entre a quantidade do trigo(superior) e da cevada(inferior) pelo mesmo preço na balança mostra que haverá uma perca qualitativa dos alimentos muito grande aliada a uma carestia sem igual.


Metaforicamente também esta perca de qualidade temos visto nos alimentos cada vez mais industrializados, transgênicos e cia...consumidos em escala de altíssima produção para atender a grande demanda e  em detrimento de produtos mais naturais e saudáveis que se produzidos nas escalas anteriores não supririam as bocas que querem comer.


O preço embutido nestas 'melhorias' tecnológicas de nossos alimentos vemos não só em nosso bolsos quanto em nosso corpos...os que não podem comprar morrendo de fome e os que podem e comem morrendo de obesidade e outras coisitas mais. 


O óleo e o vinho que não seriam tocados, não sofreriam escassez ou carestia é um mistério...


Talvez porque já sejam artigos de luxo em muitos lugares!


Talvez porque serão os tipos de alimentos que conseguirão de alguma forma produzir-se mais que os outros...ou podem ser como exemplifiquei acima sobre a quantidade e qualidade, uma metáfora...


Quem sabe sobre algum grupo de humanos que em meio a todo este caos não serão abalados, continuarão de alguma forma sendo supridos.


A terra não lhes fechará o ventre, e por meios que não sabemos obterão o seu sustento.


Óleo e vinho assim como o trigo sempre forma associados a conceitos espirituais...


O porque de um faltar e se tornar caríssimo e os outros dois permanecerem estáveis é de fato inexplicável por esta ótica.


Talvez o significado pleno seja que enquanto os demais humanos terão que sofrer para obter qualquer tipo de alimento inclusive os mais básicos que são o trigo e a cevada com que se faz o pão nosso de cada dia, outros terão fartura a tal ponto que NADA lhes faltará e aqui exemplificasse isto por meio do óleo ou azeite e vinho.


Obviamente que estes outros só poderão ser vistos sendo supridos se imaginarmos que por trás de tudo o que advirá estará todo um contexto de carma coletivo, de escolhas pregressas e de colheita espiritual muito grande funcionando.


Talvez ao vermos uns países como o Brasil se tornando o celeiro do mundo e outros cada vez mais se afundando na fome e destruição ambiental e degradação social(ainda que o Brasil esteja longe de ser um paraíso ) seja um indicativo da separação futura entre supridos  e desprovidos que veriamos por este tempo!


É esperarmos para ver?


Ou lutarmos para mudar este contexto para torná-lo benéfico para todo o mundo?


Com a palavra....


A HUMANIDADE!!!


CAVALO ESVERDEADO...Aqui o escritor perde o pudor e da nome aos bois...o quarto cavaleiro é a senhora do inferno e filha de Deméter Persérfone caracterizada como Morte e seu marido Hades o senhor da escuridão da morte lhe acompanha imenso e voraz logo atrás!


Morte como entidade e Hades como um lugar geográfico espacial de escuridão e destino final dos mortos são a consequência natural dos 3 cavaleiros anteriores e suas ações.


A cor esverdeada neste caso é a cor do cadáver...a cor da putrefação....a cor daquilo que finda!


Depois de ser raptada por Hades  e casar a força com este Coré come de um fruto do Inferno e dai que não pode ficar fora de lá todo o tempo....tem que ficar pelo menos um terço do ano com seu marido o rei da escuridão.


Assim a bela e primaveril Coré deusa da luz e da estação das flores torna-se também Perséfone a deusa da morte e da escuridão, esposa de Hades e senhora dos Infernos. 


Seja lá como vejamos a sequência e significado destes cavaleiros o resultado final é o mesmo....MORTE!


Olhando o mundo com olhos críticos podemos pensar em destino diferente para a grande maioria da humanidade?


Ou poderemos almejar algo novo?


Será que a maioria de nós humanos pelo que temos feito com a Terra, com o clima, com nossos irmãos seres vivos, conosco mesmo merecemos um juízo diferente?


Ou poderemos aqui e agora INVERTER ESTE JOGO?


Teremos a vontade e forças para fazermos como dizia Spike Lee em seu célebre filme...'A COISA CERTA'?


Ou continuaremos protelando medidas urgentes tanto sociais, quanto espirituais,ambientais e políticas de âmbito mundial que PRECISAM ser tomadas...


Questões essenciais e determinantes para nossa sobrevivência como civilização?


 Ou será que o bom mesmo é que tudo isto imploda para dai advir algo novo?


Será que a missão do 'óleo e do vinho' da humanidade....os humanos de boa vontade do mundo será vibrar este novo em meio a um mundo antigo que se esfacela?


COMO VOCÊ,EU,NÓS... RESPONDEMOS A ISTO?


COM A PALAVRA...






Vídeo... meditando e vibrando um NOVO MUNDO!




Fonte: Youtube.






Abraços


Pax e Lux




VALTER TALIESIN


  







Nenhum comentário:

Postar um comentário