Google+ Badge

domingo, 26 de agosto de 2012

O MEDO DA EXTINÇÃO

'A GENTE SEMPRE ESTA POR UM FIO DA PRÓPRIA MORTE...

NÓS SEMPRE ESTIVEMOS E SEMPRE ESTAREMOS...

NÓS SÓ NÃO PODEMOS PERDER A ESPERANÇA...'

Personagem da série televisiva FALLING SKIES



A humanidade sempre conviveu em seu coração com a ameaça de extinção!

Se não coletiva... pessoal!

A morte é a grande certeza num mar de incertezas cujas grandes religiões e as melhores filosofias tentaram destrinchar, entender e criar mecanismos de consolo E NEM SEMPRE foram felizes nisto...

Vivemos cada dia como se houvesse sempre um amanhã mas no fundo sabemos que este amanhã pode nunca chegar enquanto seres encarnados.

Mesmo sabendo e sentindo A OUTRA VIDA raras são as pessoas que se entregam a um senso de DEIXA VIR ilimitado e tranquilo diante de uma ameaça real de morrer.

E para aqueles que não sentem este senso de perenidade de eternidade da vida que sobrepuja o encarne físico esta ameaça se torna mais evidente e para alguns verdadeiramente angustiante!

Alguns se consolam que a extinção seja um fim definitivo e que com isto toda dor terminará mas muitos, talvez a grande maioria, entende isto como um grande desperdício e que morrer seja a coisa mais idiota do mundo. Não só temem o momento final mas e principalmente aquilo que entendem como 'a certeza' da extinção!

O que é de fato extinção?

Depende muito do ângulo que olhamos...

Se pensarmos em uma civilização, sociedade, raça, espécie estaremos falando do fim definitivo dos mesmos no mundo da matéria, no mundo tridimensional espaço/temporal.

Contudo se pensarmos num contexto mais lato estaremos falando do conceito que entende e explica a vida em SI como finita e que a morte é a EXTINÇÃO do existir sem chance de um porvir...

Duas visões diferentes...

A primeira pode muito bem ser esposada por espiritualistas pois são coisas que ocorreram e ocorrem ao longo das eras terrestres.... o fim irreversível de vidas, de civilizações e espécies....mas o segundo é abraçado somente por céticos e em particular por ateus...

Mas estamos falando do MEDO da extinção não dos conceitos sobre ela...

Seja imaginando ou não um céu , um lugar de delícias a certeza de que na verdade estamos por um fio, que caminhamos pelo 'fio da navalha' nos traz um senso de URGÊNCIA para nossas vidas, um senso de fazer o que tem que ser feito que quando não praticado  parece fazer com que sintamos que estamos de fato perdendo precioso tempo...

Claro, existem pessoas que sabem administrar e bem, o tempo que tem mas mesmo elas não sabem o que lhes espera na esquina a seguir...

É disto que se trata a frase capitular em questão...

diante da reação de seu amado e protagonista da série o personagem de sua amante lhe consola com a frase que expus acima...

Em suma o que ela quer dizer para ele seria...

'NÃO DEVEMOS DEIXAR DE FAZER O QUE TEM QUE SER FEITO POR MEDO...

SE ALGO PULSA DENTRO DE SI, DE SUA ALMA QUE TE IMPELE A FAZER...VÁ E FAÇA...

A VIDA REALMENTE É BREVE E ESTAMOS POR UM FIO A TODO O TEMPO...

TEMER MORRER POR SE FAZER O QUE É CERTO É O MESMO QUE DESISTIR DE VIVER...'

E foi o que com palavras mais rebuscadas disse-nos o Cristo....

'AQUELE QUE AMAR A SUA VIDA PERDERÁ A MESMA AQUELE QUE PERDER SUA VIDA POR AMOR AO CRISTO A ACHARÁ...'

Ele estava sendo egoísta e narcisista por centrar-se deste jeito na vida das pessoas?

NÃO!

Porque ele de fato apontava a VERDADE de que O CRISTO é a Vida Universal, o Logos eterno e infinito que anima todas as formas de vida...

Quem o aceita e vivencia tem VIDA ainda que o sistema decaído que rege este mundo lhe tire a vida humana, encarnada...pois a VERDADEIRA VIDA É O CRISTO...O LOGOS UNIVERSAL!

Cristo Jesus o grande avatar revelador do CRISTO CÓSMICO se coloca na posição do HOMEM CRÍSTICO e nos convida a todos sermos um igual com ele...

HOMENS E MULHERES CRÍSTICOS...

O medo da extinção deixa de existir quando o senso da verdadeira vida domina o coração dos humanos!

É isto que em palavras simples quis dizer a personagem de Falling Skies!

Se você teme fazer as coisas por medo de morrer, VOCÊ JÁ MORREU e a pior das mortes que é a INANIÇÃO....a falta da ESPERANÇA!

O medo da extinção nos convida a refletirmos o que somos... 

E a espiritualidade nos convida a refletirmos que somos mais que carne e sangue!

SOMOS VIDA UNIVERSAL CIENTE ENCARNADA NO MUNDO TRI DIMENSIONAL!

Este senso de 'vida além da vida' nos mostra que a morte é como um fio aferidor de valores!

Por isso o termo' UMA BOA MORTE' era usado nos tempos antigos para as pessoas que viviam suas vidas sem medo de fazerem o que era o certo independe de isto lhes trazer ou não morte física!

Boa morte não era só morrer velho e farto de dias rodeado dos familiares e queridos mas morrer fazendo o que sabia dentro de SI ser o certo, o correto...SEMPRE!

Neste sentido são dignos de louvor tanto Abraão que  morreu velho e farto de dias quanto Estevão que entregou sua vida pelo que acreditava ser o  justo e o correto!

COMO VIVEMOS A VIDA É O IMPORTANTE!

E neste viver estamos constantemente no FIO DA NAVALHA!

Não sabendo o que virá no virar da esquina!

E por incrível que pareça, neste nível atual de evolução em que estamos é AQUI que mora também o 'barato' o gostoso da coisa já que também surpresas boas e maravilhosas podem estar nos esperando logo ali.

Este senso de impermanência tanto tem seu lado trevas quanto seu lado luz...

Aliás; como tudo nesta vida!

ASSIM VIVA O DIA DE HOJE COMO SE FOSSE O SEU ÚLTIMO MAS NÃO COM SENSO DE NEUROSE MAS DE AVENTURA, EVOLUÇÃO...DE ETERNIDADE POIS PARA NÓS QUE VIVENCIAMOS E SENTIMOS O SAGRADO EM E ALÉM DE NÓS A URGÊNCIA NÃO ESTA NO SENSO DA EXTINÇÃO MAS NA FINITUDE DO ENCARNE E NAS OPORTUNIDADES QUE TEMOS SEMPRE EM CRESCER E EVOLUIR....SEMPRE!!!


Abraços

Paz e Luz

VALTER TALIESIN


OM TAT SAT


Vídeo interessante sobre o tema....


Este vídeo caseiro demonstra bem o medo de extinção que domina o coração e a mente dos humanos diante da finitude da vida física e espaço/temporal e para alguns a incerteza do porvir....


Fonte Youtube



















                    FONTE GOOGLE IMAGENS











Nenhum comentário:

Postar um comentário