Google+ Badge

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

ESTADO DE GRAÇA




As vezes nos deparamos na vida com obstáculos que consideramos intransponíveis.
Parece que tudo o que fazemos nada resolve e pior, torna a situação mais complicada ainda.
Começamos então a construir uma personalidade medrosa, um caráter arredio e um sentimento de que não temos sorte na vida, seja lá o que esta palavra 'sorte' signifique.
Você já reparou como isto atualmente esta mais comum que em tempos anteriores?
Como tem aumentado a quantidade de pessoas carentes e necessitadas de ajuda em todos os sentidos da vida?
Isto demonstra não só que nossa sociedade e forma de viver tem se tornado mais complexa mas que também as energias em torno de nós estão mais difíceis de serem manipuladas pela luz.
É aquilo que Jesus falou a 2 mil anos atrás....
"-Certas castas de demônios só saem com jejum e oração"...
O que o mestre quis dizer com isto?
Que certas situações da vida, certas doenças, certas obsessões espirituais só são confrotadas por quem tem um compromisso sério com a espiritualidade e com a vida, por quem se abre de forma absoluta para o divino em si...jejum e oração aqui são metáforas para uma total entrega ao sagrado pois são as formas mais usuais de preparação espiritual entre os judeus de então.
As vezes a pessoa em si, em questão, não consegue fazer esta preparação espiritual para lidar com seus problemas dai que entra a ajuda externa de familiares, de amigos, de mestres espirituais que se tornam INTERCESSORES por estas pessoas e quanto maior a preparação, a dedicação destes no caminho maior a probabilidade de influenciarem positivamente a pessoa em dificuldades quer seu subconsciente se o problema só for de confusão interna quer afastando os obsessores dela se o problema for de ataque espiritual.
Se há 2 mil anos atrás certas castas de 'demônios' só saiam com jejuns e orações imagine nos dias atuais onde o carma coletivo humano negativo atingiu parâmetros nunca dantes visto!?
E neste cenário os mercenários da fé se aproveitam e se tornam a maior arma dos trevosos para enganarem incautos.
Não basta os problemas espirituais e gerais que as pessoas estão enfrentando e ainda por cima os pilantras estão por ai em cada esquina, em cada site, em cada frequência de rádio, canal de TV, falando maravilhas de seus 'dotes psíquicos e espirituais' e da importãncia das pessoas pertencerem a suas organizações e ofertarem nelas para serem livres e felizes.
Realmente uma situação difícil mas que para um(a) buscador(a) sincero da luz é só mais um desafio...só mais uma pedra no caminho.
A humanidade tem encontrado tanta dificuldade com esta situação atual porque a grande maioria delegou sua autoridade pessoal e espiritual intransferível para outrém e nesta dependência perdeu o contato com o divino em si dai o que já era difícil tornou-se praticamente instrasponível.
Esta na hora de você virar este jogo!
Esta na hora de nós dizermos um basta a isto!
Olhe dentro de si, veja naquele centro sagrado o espírito divino que esta apenas esperando o seu SIM para operar, e encare com fé e convicção seu direito inalienável de ser feliz e fazer a felicidade no mundo.
Hoje é um dia propício para você RECOMEÇAR sua caminhada com mais amor, alegria, fé, esperança na vida, em si mesmo e em Deus.
Vá em frente fazendo o seu melhor e confiando que pouco a pouco ou quem sabe, dependendo de sua fé, num fiat de lux as coisas se tornarão novas e você vera com grande clareza o caminho sagrado diante de si.
DEPENDE SÓ DE SI!!!
Paz profunda
Valter Taliesin

 Por entre as folhagens contemplei o mundo diante de mim...

O mistério da vida...Ah! O doce mistério da vida...

O que nos faz sonhar, o que nos faz desejar, o que nos faz caminhar...

Mas espera...será que se afastar estas folhas não me permitirei ver melhor, com mais clareza?

As folhagens são metáfora dos véus que devemos afastar para vermos
mais além, com mais clareza o horizonte que se descortina ante nossos
olhos.

Olhei o mundo com nova visão quando afastei certas folhas que obstruiam minha visão.

Assim, pouco a pouco cada detalhe do que estava diante de mim pode ser visto em sua inteireza, nenhum detalhe escapando.

Quais são as folhagens, os véus que estão obstruindo sua visão?

Sobre uma questão?

Uma situação da vida?

Uma relação?

São tantas e as vezes tão pequenas as coisas que nos afastam do verdadeiro contemplar, do verdadeiro enxergar as coisas que muitas vezes não nos damos conta que não estamos vendo com a clareza que deviamos.

Olhar com o coração uma situação é bom, é indicado, mas e se as folhagens de mágoa, da dor, da dúvida estão obstruindo a visão deste?

Olhar com a alma é indicado, salutar, verdadeiro mas será que sua alma não esta enferma?

Olhar com a ego/personalidade pura e simples é um descalábrio nem entro em detalhes.

Mas existe um olhar que NUNCA erra, nunca tem folhagens obstruindo a visão, nunca precisa de correção mas pelo contrário é o verdadeiro olhar, que alma, coração e ego/personalidade deveriam ter...

O OLHAR DE DEUS EM VOCÊ...

DE SUA SAGRADA PRESENÇA...

E este olhar só é possível quando permitimos humildemente que esta Sagrada Presença afaste todas as folhas, todos os véus de ilusão que empanam nossa visão interior e possibilitam ver as coisas, as relações, o mundo com olhar de um ente sagrado.

São tantas as situações e momentos que nos desafiam a olharmos com mais agudeza a vida que muitas vezes nos sentimos atordoados por tanta coisa.

Mas basta nos centrarmos com calma e oração silenciosamente ao divino em nós que pouco a pouco percebemos que as folhagens, as ramagens, os véus vão se dissolvendo e nossa visão sobre o que realmente importa é focalizada.

Agora se você não acredita no sagrado em si não tenho como lhe falar pois para mim ésta é a única e real perspectiva que pode curar o mundo, os humanos e todas as feridas da vida.

Om Shanti Shanti Shanti

Valter Taliesin


Jesus te ama...quantas vezes você já ouviu esta frase por bocas espúrias?

Bocas que dizem amar e pregar a Jesus mas estão cheias de fél de amargura no primeiro sinal de contrariedade que a vida lhes coloca ante si?

Bocas que se você disser crer um pouquinho diferente deles farão cara feia para ti e te deixarão sem jeito e sem noção?

E ainda interpretam o seu 'sem jeito e sem noção' como uma 'prova' de que o 'espírito de deus'(assim mesmo tudo minusculuzinho) os usou para tapar sua boca incréu?

Bocas que em nenhum momento conseguem interpretar um silêncio pelo que ele é, um sinal de misericórdia sua a doença que lhes corrói a alma!

Sim...

Pois a questão nunca foi se Jesus me ama ou não, mas se eu amo-me, amo a vida, amo as pessoas, amo Jesus, amo Deus a ponto de perceber este amor envolvendo tudo e todas as coisas!

Este 'Jesus te ama' dos religiosos soa mais como uma bofetada na nossa cara de 'incrédulos' do que uma prova, um desejo de que você realmente se dê bem na vida e se sinta amada(o) por Jesus...pois ali embutido esta a ameaça...'se converta se não você vai para o inferno seu ingrato'!

E você percebe isto se meramente seus olhos, o jeito que você os olhar os contrariar...

Ai haja Bíblia para ser pregada!...Literalmente se brincar rs....em ti....

Jesus ama tudo e todos isto é um FATO pois Jesus é uma expressão do divino mais claras e absurdamente poderosas(se não a mais) que já tivemos no mundo...mas ele não esta atrelado a doutrina nenhuma, igreja alguma, grupo algum, filosofia alguma mas simplesmente esta de braços abertos figuradamente ajudando quem quer ser ajudado, ajudando principalmente que cada um 'CRISTOCENTRIZE' sua vida pois somos Cristo em ação dentro de nós, o que nos falta muitas vezes é verdadeiros e sagrados exemplos de 'servos de Deus', de Jesus que valham a pena serem ouvidos.

ESTE É O ÚNICO É GRANDE PROBLEMA DA FRASE...'JESUS LHE AMA'...QUEM DIZ...COMO DIZ...PORQUE DIZ...COM QUE INTENÇÃO A DIZ...

Paz profunda

Valter Taliesin
 



Claro como o sol

Nem um pouco distante

Nem um pouco ausente

Mas sempre e cada dia presente

Ele fala sem realmente falar

Ele te toca sem realmente te tocar

Ele te escuta sem realmente ter ouvidos para ouvir

Ele realmente te abençoa mesmo que não o vejas paramentado como sacerdote

Ele move-se em ti e você sentes seu mover em cada mudança para melhor

Ele abre-te portas que outrora estavam fechadas sem mexer na maçaneta

Ele te ama mesmo que você não o escute dizer isto ao teu ouvido

Ele esta sempre um passo a tua frente abrindo-te os caminhos

Nada é demais para Ele, nada é maior ou menor, tudo tem função

Ele poderia ser Ela tanto faz, não falamos aqui de gênero mas de SER

Deste Ser que te alimenta sem que você muitas vezes perceba

Deste Ser que te dirige mesmo que não sintas suas mãos em torno de si

No final de sua vida você verá que muitas decisões acertadas você mesmo alma/coração/ego/personalidade tomou, assim como muitas erradas também mas veras que as decisões cruciais, que transmutaram tua vida vieram daquele lugar onde você é secreto para si mesmo...onde você mesmo só entra quando se dispõe...ouvir...ver...deixar-se dirigir...por ELE...OU ELA...ou O MISTÉRIO EM SI...

OM NAMAH SHIVAYAH!

Valter Taliesin
 


Eu paro, e observo ao meu redor...o que vejo? 

Apenas o reflexo de egos desorientados e doentes...

Como vejo?

Eis a questão...

Como ver!

Se olhar com os olhos do meu ego provavelmente vou fixar-me somente na maya, na ilusão que é o resultado de todos estes egos enfermos interagindo(talvez mais correto seria dizer; competindo entre si)mas se observar com os olhos da alma verei no meio da dor no mundo um ponto de luz, se olhar com os olhos do Espírito, o olho divino morante em nós verei a plenitude e a perfeição de Deus...
O olho que tudo vê em nós consagra os olhos da alma, que consagra os olhos do ego, que consagra nossos olhos físicos e o nosso olhar se torna real e sagrado.
É um mundo novo que surge em meio ao caos que nos rodeia...
É ver o real em meio a toda ilusão que criamos...
Ilusão sim, mas nem um pouco menos dolorosa por causa disto, pelo contrário; 

A dor é dor porque é ilusão, porque é fixar-se no que perece e fenece, no que se esvai...
A dor nasce da desilusão que a ilusão provoca...
Cada pessoa que morre no mundo morre porque fixamos individualmente e coletivamente a vida como algo palpável e físico somente. O conhecimento de que estamos vivos fisicamente tornou-se uma faca de dois gumes pois ao nos percebermos vivos fisicamente, conscientes disto, não acompanhamos este conhecimento com a vivência de que a vida física era meramente um invólucro da verdadeira vida que é o divino em nós.
Entendemos 'as roupas de pele' como o centro da vida e não como o que são...'roupas de pele'...
O despertar surge quando percebemos que como tudo o que é 'físico' a morte é a maior e mais dolorosa de todas as ilusões.
E como a ilusão máter ela gera a ilusão da separatividade, da distância, da ausência.
Porque falei 'física' ?
Porque esta é a impressão ilusória que a morte traz aos humanos, que é algo meramente físico, uma separação corporal somente, mesmo muitos espiritualistas focam na dor da separação física quando o assunto é morte, não só céticos agem assim.
Existem todavia outros conceitos de morte...
morte cerebral...morte espiritual...morte eterna...
A primeira refere-se ao momento quando o cérebro para de funcionar mas o corpo físico ainda dá sinais vitais...sem o cérebro a mente não age e sem o agir da mente o humano não age...o corpo apenas espera o momento de partir.
A morte espiritual é um termo usado pelas religiões para demonstrar a separação do humano do divino quer seja em nós ou além de nos...tanto aqueles que acreditam só no Deus externo, quanto no Deus interno entendem que esta separação do ego... da alma e do divino em si é como uma morte...
A morte eterna é entendida pelas religiões fundamentalistas como o destino final dos incorrigíveis...uns interpretam(e estes não são fundamentalistas mas liberais entre eles ) como extinção da consciência, da entidade individual nestes e um amalgamar-se aos elementos constitutivos originais do universo. A grande maioria contudo entende como o estar eternamente separado de Deus, consciente disto, num suposto inferno eterno....para sempre...
Por serem temas subjetivos em relação à morte física, estes outros tipos de morte dependem da interpretação de clinicamente quando o cérebro para ou não de funcionar e morre, do que cada religião entende por espiritualidade e consequentemente morte espiritual e do que implica o destino final dos supostos incorrigíveis.
Assim a única morte realmente factual que temos, que sentimos de fato é a física porque quando o corpo apodrece e se decompõe não existe mais subjetivismo no termo mas uma objetividade dolorosamente visível e sentida.
Só que paradoxalmente por incrível que pareça ela é de todas a maior das ilusões pois implica em somente desencarnar-se, desvestir-se da pele mas os humanos por terem-na como factual e objetiva sentem infinitamente mais este conceito que lhes é visível que os demais, e assim a ilusão se torna tremendamente incalculável.
Os demais conceitos descansam nas probabilidades da esfera subjetiva.
Só que subjetivo não é sinônimo de falso ou inverídico mas apenas de algo que não pode ser explicado empiricamente como o é a morte física.
Assim para o exercício filosófico os contextos cerebral(este inclusive clínico também), espiritual e eterno são válidos enquanto meditação, reflexão, debate, discussão, interpretação, conceituação.
Mas necessariamente nem sua factualidade nem a factualidade destas conceituações são prováveis(ainda pelo menos) empiricamente, objetivamente...
Como você vê a si mesmo, a vida, o mundo?
Qual o seu olhar sobre a vida?
A resposta para isto pode ser vital nos dias que virão!
Cada vez mais o mundo se tornará mais e mais agonizante pois esta tomando um verdadeiro CHOQUE de realidade em meio a toda esta ilusão egóica que temos atualmente.
A Verdade de que somos muito mais que este corpo e este ego que cria estas interações no mundo vai cada vez mais trazer ao colapso esta civilização que temos atualmente, este sistema, este conceito de mundo.
Aquele que priorizar em si o olho que tudo vê, o olho do espírito em humilde e calorosa entrega ao divino em si, verá e mais...MANIFESTARÁ este novo mundo que chega colapsando o velho...mas quem permanecer na velha visão terá que arcar com as consequências de atormentar-se com o que existe ou não por trás do véu esperando 'os incorrigíveis' e seja o que for...não será a libertação!
Se NADA houver, beleza!!!...A vida foi somente uma ópera bufa e nem bem nem mal teve consequência nenhuma, mas se estivermos certos e a vida seguir, então todas as probabilidades aqui elencadas para 'os incorrigíveis ' poderão ser ou não duras factualidades objetivas e não mais meras subjetividades no tal 'outro lado'...
Alguém quer pagar para ver???
EU NÃO!!!

OM MANI PADME HUM

Valter Taliesin

Nada que realmente vale a pena é geralmente fácil...
E quando é com certeza outras coisas não serão.

Muita coisa importante nós conseguimos sem esforços extremos mas algumas coisas determinantes , decisivas nós conseguimos com nossa mente, nosso coração, nosso ego, nossa alma...nosso ser inteiro, consciente e integrado rumo ao grande objetivo.

A mais importante de todas é a nossa ascensão!

Ascender significa literalmente sobrepor-se acima, passar a um outro patamar, mudar de grau geralmente com o significado de subir, num sentido vertical...

Mas a ascensão na verdade só na superfície significa subir, pois o conceito é mais amplo e profundo e envolve um aprofundar-se na divindade que sobrepõem-se ao mero conceito espacial de acima e embaixo.

Este aprofundar-se na divindade portanto sugere a alguns um mergulho, um descer, enquanto vê-se a divindade como um infinito oceano de luz.

A dificuldade se resolve quando você observa em que perspectiva você contempla o mistério.

Se estais acostumado a vê-lo somente como algo que lhe transcendente nem subir nem mergulhar terá muito significado para ti pois Deus continuará sendo algo distante de sua perspectiva sempre.

Se pensar em termos externos somente verás uma divindade lá em cima, acima do céu objetivo num céu subjetivo e alcançável por meio de um intercessor, de um salvador de lá advindo.

Se pensares em termos internos será um mergulho dentro de si mesmo.

Mas ascensão é tudo isto e não só isto!

É tanto um mergulhar no divino em si quanto num oceano infinito e transcendente de luz num último estágio de compreensão quando na falta de termo melhor usamos união ou nirvana para descrevê-lo e absorver qualquer sinal de separatividade....é tanto comungar com o emanente presente no céu objetivo e anelar por um subjetivo lugar de luz além do horizonte quanto SIM ser ajudado quando se precisa por avatares de luz que de lá se manifestam em ajuda ao mundo.

É portanto um trabalho NOSSO, com ajuda de irmãos e irmãs de luz quando precisamos e uma dádiva divina pois o sagrado se abre completamente permitindo um mergulhar, um ascender cada vez mais profundo e verdadeiro no grande mistério.

Melhor que procurar compreender os termos é VIVENCIÁ-LOS, sentí-los em si e a partir de si.

É libertar-se de todas as suas dúvidas nas experiências diárias de comunhão com Ele.

E tudo se abrirá e se descortinará como se fosse magia!

E as dificuldades dos termos cederão lugar a pura comunhão!

Paz e Luz!

Valter Taliesin

Prometemos tantas coisas quando estamos contentes( felizes não porque feliz é um estado que não compete este tipo de arrependimento) mas quando o caldo entorna lá vem o arrependimento, a amargura.

O que nos faz sermos assim?

A falta de certeza, real, genuína, verdadeira de comunhão com o sagrado em nós.

Quem não esta centrado no Deus interno tem dificuldades tremendas para manter suas promessas dos momentos bons nos momentos ruins exatamente porque suas promessas foram calcadas em emoções que na maioria das vezes são passageiras...

Quantas vezes prometemos a quem amamos que vamos agir diferente quando estamos bem e zen e quando o mundo cai estamos nós lá de volta às mesmas atitudes reativas de sempre?

Ao invés de sermos criativos, recriando nossas vidas a partir daquele momento em algo novo, voltamos as mesmas atitudes que nos diminuem, nos tornam menores do que realmente somos...

Quando estamos centrados em Deus faça sol ou chuva nossa atitude é constante, firme, decidida!

Falamos do bem quer com o céu moldurado de estrelas sobre nós ou o céu trevoso, repleto de nuvens, raios, relâmpagos e trovões e vendavais por todo lado!

POR ISTO...

Claro, que é difícil, nada que vale realmente a pena é fácil...mas se quando chegam as procelas desdizemos tudo o que dizemos na bonança então algo esta errado A PARTIR DE NÓS, EM NÓS, não nas situações que podem ser pura e simplesmente reações à nossa postura dúbia diante da vida ou acontecimentos que vem e vão por causa da interatividade humana que exercemos e exercem no mundo...a CONSTÂNCIA em ouvir o centro, e partir do centro, de Deus em nós, com uma postura definida diante da vida e do que vier é que faz vencedores ou não!

Quando bater o desânimo e vier aquela vontade de recolher-sen a negatividade que tanto tem lhe prejudicado a vida pense com carinho nisto...DE ONDE TENHO EU TOMADO MINHAS DECISÕES? DE ONDE VEM AS PROMESSAS QUE FAÇO DE FAZER O MEU MELHOR ?

De Deus em mim ou das minhas oscilações egóticas de humor???

Paz e Luz

Valter Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

FAUN

EGIL SAGA

KARUNA


ÉDEN- ALBÚM COMPLETO


ARCADIA

TINTA

YNIS AVALACH

VON DEL ELBEN - ALBÚM COMPLETO

Fonte Youtube







Fonte de imagens Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário