Google+ Badge

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

AFRODITE...A Deusa do Amor, Paixão e Beleza...

AFRODITE

VÉNUS

O mito mais famoso e aceito sobre a origem desta grande deusa é aquele que diz que nasceu das espumas do esperma de Urano quando esta caiu no mar ao ser castrado pelos filhos.

Afrodite seria então uma filha tanto do deus dos céus quanto da deusa do mar Tétis.

Outro mito a coloca como filha de Zeus mas o mais certo é que seu mito tenha vindo do oriente e que seja uma versão da grande Astartéia dos fenícios e cananeus, de Hathor dos egípcios, Ishtar dos babilônicos ou mais remotamente ainda de Inana dos sumérios.

Afrodite não é oficialmente a deusa do amor em sua versão mais profunda e espiritual mas do amor paixão, do desejo, da luxúria, da carne, do desejo mais profundo e insistente entre dois seres.

Mas será que poderíamos ver algo além do véu?

Seu conteúdo espiritual esta mais no sentido do sagrado que o amor humano no mais profundo do ser tem pois fala da união das almas gêmeas.

Afrodite torna-se no mito posterior mãe de Eros ou Cúpido o deus do amor, mas em mitos mais antigos Eros é um deus anterior a própria Afrodite.

Como mãe de Eros Afrodite usa e abusa do direito de enfeitiçar os humanos e seus corações.

Como Vénus a deusa se identifica ao planeta de seu nome, a estrela da alva ou vespertina.

Afrodite é retratada também como uma pomba, interessante isto, já que a pomba é um símbolo de paz em muitas culturas e também da mãe divina...o que só nos mostra que a mulher no usufruto de sua sexualidade e sensualidade plena não é dissociada da mãe devotada e sagrada.

O amor, mesmo o amor entre carnal pode sim ser uma fonte de paz e não somente de desejo, paixão e loucura se os humanos souberem enxergar a verdade profunda por trás ou oculta nele.

Um homem e uma mulher ou dois seres humanos quando se desejam, se apaixonam e se amam de verdade, conseguem ver em seus corpos, em suas personalidades, em suas vidas, em suas almas e mais profundo ainda; nas suas essências motivos e motivações para estarem juntos, motivos e motivações para gerarem uma nova vida, motivos e motivações para criarem e recriarem o universo.

O Universo é o grande desejo de Deus, da Fonte de querer expressar-se manifestar-se de tornar-se múltipla!

Afrodite portanto é a alma divina, a alma sagrada que manifesta este amor universal que travestido de carnal no fundo é a fonte de toda a vida existente!

AMAR É MANIFESTAR A PRÓPRIA ALMA DO MUNDO, A PRÓPRIA VIDA UNIVERSAL!

Quem ama é um sacerdote uma sacerdotisa da própria vida!

Neste sentido se olharmos bem, não existe amor profano mas todos são sagrados...

Amores proibidos?

Não existem!

Existem deturpações da energia do amor...isto é outra coisa!

Afrodite teve diversos amantes tanto humanos quanto divinos mas 3 deuses se destacam na história romântica da deusa....

HEFESTOS...O marido, deus do fogo e artífice dos deuses com o qual casou mas não o amava.

ARES...O deus da guerra com o qual teve um tórrido caso de amor.

ADÔNIS...O deus da beleza com quem finalmente parece ter vivenciado um amor de almas gêmeas.

Como podemos ver a analogia entre estes três mitos?

Com Hefestos Afrodite é a indomada, a mulher que não se submete as convenções, a casamentos por conveniências por mais talentoso ou poderoso que seja o seu marido ela anseia por escolher ela mesma o seu parceiro.

Com Ares ela é a paixão em forma de mulher, este contraste interessante entre deusa do amor amante do deus da guerra nos revela outra coisa muito importante. O amor não é ausente de conflitos, o amor se estabelece muitas vezes entre as guerras e agruras da vida. Foi um caso célebre que abalou o Olimpo.

Com Adônis Afrodite finalmente encontra a alma que tocaria profundamente as cordas de seu coração, tão quente e tórrido quanto o romance com Ares, mas mais profundo, mais espiritual, mais de alma e quando o deus é morto a deusa fica inconsolável.
Adônis finalmente 'doma' a deusa não porque a força como Hefestos ou desperta seus instintos mais primitivos como Ares mas porque toca no lugar mais sagrado e secreto que uma mulher pode ter...sua alma e sua essência.

O mundo precisa MUITO de amor, tanto de Eros, quanto de Filos quanto de Ágape...

Todas estas versões do amor não são impossíveis de serem encontradas dentro de cada um de nós pois no fundo a deusa do amor é um reflexo de cada alma vivente.

Amor e Luz 

Valter Taliesin


Vídeos sagrados

Musica tema de Romeu e Julieta de Franco Zefirelli

Música tema de E o vento levou

Música tema de Titanic

Musica tema de Doutor Jivago

Fonte Youtube





Fonte Youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário