Google+ Badge

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

HADES...O Senhor da Morte

HADES

PLUTÃO

'A ÚNICA CERTEZA DA VIDA É QUE VAMOS MORRER UM DIA!'

A morte segundo o mito bíblico entrou no mundo com a queda dos humanos (No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.
Gênesis 3:19) não sabemos se antes disto o mito entendia que ela já existia ou não!

O judaísmo parece encará-la como algo natural não como uma pena pelo pecado original ainda que na frase... ao pó tornarás... estivesse implícita a morte(Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece.
Eclesiastes 1:4...O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol.
Eclesiastes 1:9...Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós.
Eclesiastes 1:10....Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Eclesiastes 3:1-2...Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais, e lhes sucede a mesma coisa; como morre um, assim morre o outro; e todos têm o mesmo fôlego, e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade.
Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó.
Quem sabe que o fôlego do homem vai para cima, e que o fôlego dos animais vai para baixo da terra?
Eclesiastes 3:19-21...Como saiu do ventre de sua mãe, assim nu tornará, indo-se como veio; e nada tomará do seu trabalho, que possa levar na sua mão.
Eclesiastes 5:15...Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço,
E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.
Vaidade de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade.
Eclesiastes 12:6-8)percebemos que neste texto o sábio judeu mostrasse extremamente cético. Eclesiastes é o texto mais cético da Bíblia a tal ponto que muitos escritores fundamentalistas aceitam seu registro como inspirado por Deus e não suas palavras, pois se levadas ao pé da letra as palavras do livro, em especial estas citadas aqui, podem dar razão a céticos, a 'reencarnacionistas' e também aos que acreditam numa vida só e um destino eterno pós mortem)...para ele portanto a morte nada tem a ver com o pecado mas tem a ver com os ciclos da vida. 

Deus disse o que disse a Adão não porque este pecou mas apenas disse que ATÉ QUE MORRESSE, que chegasse a hora inevitável de sua partida, teria que sofrer na terra para ganhar seu pão e sua vida não seria calma e branda e sua passagem idem como originalmente seria. 

A questão portanto esta no sofrimento não na morte!



Mas para o contexto bíblico cristão ela tem relação estreita com a queda dos humanos(Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.
Romanos 6:23...Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.
Romanos 8:2) e é um inimigo a ser vencido pelo Cristo em seu processo de restauração universal(Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte.
1 Coríntios 15:26) e a conclusão disto vemos no livro das revelações...primeiro a morte aparece como um dos cavaleiros do Apocalipse e o mais terrível deles, o derradeiro(E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê.
E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.
Apocalipse 6:7-8)e depois ela aparece finalmente sendo retirada para sempre de cena da criação universal; primeiro participando ativamente do juízo final(E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
Apocalipse 20:12-13)mas depois ela e o inferno - Perséfone e Hades - serão lançados no 'Lago de Fogo' onde já foram lançadas as entidades que simbolizam o Mal cósmico...Satan, Besta e Falso Profeta ou em outras palavras; a índole má dos humanos e criação, a civilização mundana e hedonista criada por estes e a falsa espiritualidade que afasta o humano do verdadeiro sagrado(E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
Apocalipse 20:14) e com eles todos os que não foram achados inscritos no livro da vida ou seja; todos os que foram reprovados na atual ronda evolutiva, que amaram mais o caos, a involução do que a ordem e a evolução(E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.
Apocalipse 20:15)...

SEGUNDA MORTE...A morte que mata até a morte...

Este é o significado de LAGO DE FOGO....os fundamentalistas crêem que ele é apenas mais um 'inferno' superlativo ou seja; um lugar ainda mais tenebroso que o tal inferno de Satan pois até este sofrerá lá. 

Mas outros entendem que aqui estamos diante de duas possibilidades...

1. O LAGO DE FOGO É A SEGUNDA MORTE QUE MATA ATÉ A MORTE PORQUE PURIFICARA A CRIAÇÃO DE DEUS DE TODO O MAL E TORNARÁ TUDO UM NO SAGRADO.

2. O LAGO DE FOGO É A SEGUNDA MORTE PORQUE SIGNIFICA PURA E SIMPLESMENTE A EXTINÇÃO DE TUDO AQUILO QUE NÃO ESTIVER EM SINTONIA COM O NOVO MUNDO QUE VIRÁ, TUDO DEIXARÁ DE SER, CONSCIENTE E SE UNIFICARÁ A MATÉRIA ORIGINAL.

Hades o deus da morte e dos infernos greco/romano aparece citado 10 vezes no novo testamento o que demonstra que pelo menos no contexto de compreensão das verdade sagradas não somente Hermes e sua hermenêutica emprestou significado as interpretações cristãs mas o grande e tenebroso senhor dos infernos e da morte também.

No mito grego tanto bons quanto maus iam para o reino de Hades e segundo o mito mais antigo eram meras sombras neste reino. 

Com o tempo a compreensão de que neste reino haveria uma ilha de abençoados para onde iam os grandes heróis, ilha esta governada por um Cronos restaurado e reconciliado com seus filhos, e que tais mortos diferenciavam-se completamente das meras sombras das demais repartições sombrias do reino de Hades lembra muito o mito cristão da parábola do rico e de Lázaro e os lugares diferentes que ambos ocupavam no Hades(Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele;
E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.
E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado.
E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.
E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado.
E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá.
E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai,
Pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.
Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.
E disse ele: Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.
Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.
Lucas 16:20-31)portanto a compreensão sobre o que era a morte, o lugar dos mortos, e o deus dos mortos parece que sofreu com o tempo grande evolução e a situação dos mortos SEMPRE foram motivos de debates em praticamente todas as religiões.

Hades como vimos em outros textos, quando da vitória de Zeus sobre o pai, este dividiu com os irmãos Hades e Poseidon o domínio do universo. Zeus como senhor do céu ou primeiro mundo, Poseidon como senhor da terra ou segundo mundo e Hades como senhor dos infernos ou terceiro mundo.

Mundos aqui são dimensões...Poseidon por exemplo era o grande deus dos mares e não o deus da terra em si função esta exercida pela irmãs dos 3 deuses, Deméter mas o era enquanto dimensão ou seja; havia 3 mundos, 3 dimensões e Poseidon governava a intermediaria entre o céu dos deuses glorificados e os infernos dos humanos desencarnados....
governava o plano da matéria e da encarnação.

Hades ao lado da esposa Perséfone me parecem simbolizar a Morte e o Inferno que refere-se o Apocalipse. Perséfone é a Morte, O Inferno é Hades mas como um casal tenebroso seus poderes são inter cambiáveis!

Vivemos até hoje em um mundo onde a morte é senhora absoluta mais até do que a própria vida!

Morrer é nossa grande certeza mais que viver, saímos de casa hoje vivos mas não sabemos se voltamos da mesma forma.

Todavia haverá espaço para esta num universo onde os humanos tenham alcançado a maestria e a ascensão?

Mesmo segundo o mito grego parece que não, como vimos no texto sobre Perséfone e Coré!

Quando iniciar-se a nova idade do ouro Morte e Inferno deixarão de existir e se tornarão nas entidades luminosas e sagradas que no fundo são...Hades como Plutão o senhor das riquezas e Perséfone como Coré a rainha da eterna primavera!

E dai talvez realmente o tal lago de fogo nos fale mais de TRANSMUTAÇÃO do que de extinção.

E neste ponto os mitos encontrem um ponto único e comum!


Amor e Luz

Valter Taliesin


Vídeos sagrados

FAUN

Arcadia
Rhiannon


Satyros

Unda

Fonte Youtube






Fonte Google imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário