Google+ Badge

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

O ANJO ATRAPALHADO QUE PERDEU O CORO DE NATAL




"Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho.
E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.
E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo:
Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura.
E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.
E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber."

Lucas 2:8-15


Harmiel era um dos anjos menos evidentes e notáveis de toda a corte celeste.

Na verdade seu jeito bonachão, meio desleixado despertava certas ironias e brincadeiras entre os demais anjos de seu coro o das almas virtuosas.

Sim Harmiel fazia parte da mais baixa e próxima classe de anjos aos humanos que eram exatamente formada por almas humanas que ascendiam à corrente evolutiva angélica pois as almas dos humanos quando morrem em estado de virtude tem a opção de seguirem como almas humanas rumo a mestria e ascensão, entrarem na corrente dévica da vida ou na angélica. São escolas diferentes do SER, os devas e anjos naturais raramente optam por entrarem na corrente evolutiva humana e depois do acontecimento no dilúvio isto se tornou mais raro ainda, mas vez ou outra isto pode acontecer...e assim Harmiel que em sua última vida terrestre foi conhecido como Akibar, um árabe que viveu num dos conventos de Quaram como discípulo e serviçal direto do Mestre da Justiça alcançou esta graça enquanto o meste por sua envergadura extrema assumiu a função de logos planetário tal sua evolução.

Bem, o fato é que o céu estava em rebuliço. Anjos dos maiores aos menores corais se preparavam para o nascimento da própria manifestação especial avatárica daquele que os hindus chamam Vishnu, os celtas Bel, os ameríndios Kukulkan, os negros da africa Oxalá, os egípcios Hórus ou Rá Harakthi, os gregos, Dioniso, os persas Mitra, os orientais Maitreya e os judeus Messias.

Uma entidade antiguíssima, alguns acreditam que fosse o próprio Adão o primeiro ente universal pensante de todas as dimensões e universos, outros uma alma pura e nunca encarnada antes, outras alguns dos grandes emissários de luz do passado, outros mais uma entre tantas outras manifestações avatáricas especiais do eterno.

O certo é que é Miquéias o profeta  numa das frases mais controversas e enigmáticas  nas versões mais fiéis ao original da a entender que esta entidade não veio só como Jesus de Nazaré mas suas saídas(ou encarnações, são desde tempos antigos, desde a origem da vida... o texto diz: 'E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.' Miquéias 5:2....)percebam  portanto que 'AS SÁIDAS' ou emanações, manifestações avatáricas do centro do coração de Deus são desde os dias da mais profunda eternidade desta entidade.

E nosso Harmiel estava muito entusiasmado com tudo aquilo, ele pessoalmente nunca tinha visto a entidade sublime e suprema, governante dos céus que chamavam de AVATAR DE SÍNTESE, de MITRADEVA mas ele intuía que deveria se alguém, algo grandioso como o mais gloroso dos serafins não o seria.

Chegou o grande dia, todos colocaram suas vestes mais festivas e gloriosas para saudarem o nascimento do ENVIADO na terra dos mortais, e um a um os coros foram se dirigindo em círculos concêntricos de luz para maior densificação no material, quanto maior e mais glorioso era seu corpo de luz mais tempo demorava o processo.

Harmiel sabia que não teria muito trabalho e assim se incomodou com algo para ele mais urgente. Das esferas de onde ele se encontrava ele via uma mãe perdida num deserto caminhando com seu filho nos braços tentando encontrar um refúgio entre os sábios do deserto mas como estes se escondiam em túneis muito bem arquitetadose secretos ela pouco conseguia fazer e estava perto tanto ela quanto o menino de morrerem de inanição. 

Harmiel tomou uma decisão crucial....iria ajudar aquela mulher e seu filho e depois conseguiria alcançar os corais no grande ato de louvor ao supremo encarnado.


Desceu, tomou a forma de um homem mas baratinado do jeito que era ficou o dia inteirinho procurando no deserto tal mãe e o tal filho que virá das alturas celestes, percebeu que encarnado seus poderes já não tão espetaculares assim se tornavam mais turvos e limitados ainda, e percebeu também naquele deserto hordas e hordas de seres decaídos que pareciam ter um interesse direto na destruição daqueles dois.


Quem seriam eles pergunta o desligado anjo?

Já a noitinha encontrou duas formas deitadas sob um rochedo aparentemente inertes, viu em torno delas várias entidades nefastas enviando vibrações de morte sobre as mesmas, chegou furtivo e usando de todas as lições de magia divina e poder angélico que havia aprendido lançou o raio mais potente e poderoso que jamais lançara na vida contra aquelas entidades, percebeu que abalou-as mas não se fez de rogado e lançou mais um e mais outro até cair exausto no chão pois estando no corpo de carne e não glorioso a coisa pegou. Refeito parcialmente  pensou que seria estraçalhado pelas hordas mas percebeu que estava só, ele, a mulher e o menino que pareciam mortos. Usou os poderes que ainda  tinha e localizou uma pequena fonte subterrânea e dali tirou agua e deu de beber aos dois reanimando-os, depois descobriu algumas ervas comestíveis e serviu-os revigorando-lhes os corpos.


Ficaram algum tempo assim, um olhando o outro ele a mãe e o filho e eles a ele sem se falarem mas sentiam uma energia poderosa envolvê-los em especial a criança que o olhava estranhamente como se já o conhecesse.

E foi então que ouviu nitidamente em sua mente a voz do infante, ainda de seis meses e pouco dizer-lhe.


- Obrigado Harmiel, você não me conhece pois sou de esferas MUITO acima da sua, das mesmas esferas de onde vem O ENVIADO, sou primo carnal dele nesta encarnação e um amigo mais chegado que um irmão em eras e eras de missão conjunta. O que fizeste aqui foi de vital importância para a consecução do plano do Enviado pois EU SOU A Voz que irá abrir os caminhos onde não há caminhos para que ele venha e passe com mais facilidade.

- Vamos agora meu amigo, estamos perto do mosteiro segreto dos grandes sábios que cuidarão de mim e de minha mãe e me prepararão para minha missão...

- Quem és tu perguntou Harmiel pois no grau em que estou já foi uma glória saber da descida do ENVIADO quanto mais de seu companheiro de lu!


- SOU JOÃO nesta encarnação meu amigo, mas já fui conhecido por tanto nomes e já executei tantas missões conjuntas com MITRADEVA que nem dá para mencionar agora. Vamos que os demônios estão a refazerem-se do baque que sofreram em suas mãos e eu ainda me encontro muito fraco e tenro em poder para enfrentá-los só e a contento...

E foi assim que Harmiel conheceu Isabel e o futuro batista e depois de tê-los entregues no mosteiro sagrado, assumiu forma angélica e voou célere ao encontro dos coros feliz da vida porque agora poderia louvar o senhor do universo tendo simplesmente ajudado seu maior ajudante de ordem, seu grande vizir a escapar com vida.


Ao chegar ao lugar de reunião percebeu que estava tudo muito quieto, não ouviu cânticos, não viu corais, não viu luzes...somente um amigo de coral que já se preparava para subir para as esferas superiores, correu até ele e nem abriu a boca e veio a brincadeira...

- Harmiel o furão...perdeste o louvor supremo ao senhor do universo só voce rei das trapalhadas, só voce e saiu voando e gargalhando céu acima.

Harmiel ficou triste e pesaroso, horas e passaram e lágrimas quentes desceram de seus olhos de anjo pela face adotada de humano que sem perceber assumira de novo tal o desencanto em que se achava quando ouviu vozes que se aproximavam... era uma caravana gigantesca e fausta onde se destacavam 3 figurais com portes reais, majestosos, um mais velho, branco e de barbas longas e brancas parecendo o veneravel Abraão da s histórias, outro moreno de pele de bronze cabelos longos e um bigode fino sobre os lábios lembrando um oriental, talvez mogol e o outro negro como o céu com barba bem aparada e turbante de um vermelho berrante belo.

Viram Harmiel ali e solícitos perguntaram porque chorava...contou a verdade, que era um anjo e que perderá o momento supremo de louvor ao senhor do universo renascido...


Os 3 reis(pois eram o que eram, soberanos de uma confraria de iniciados da luz) que se chamavam Melquior, Baltazar e Gaspar se entreolharam entre divertidos e condoídos pelo 'louco' bondoso que tinham diante de si e resolveram levá-lo consigo pois disseram-lhe vamos exatamente ver o grande rei pois estamos seguindo sua estrela desde os mais distantes horizontes...

E assim Harmiel  se pôs a caminho para ver o grande rei com aqueles sábios e se não pode cantar a ele pelo menos o veria e lhe renderia homenagens...na volta ao céu provavelmente seria rebaixado para alguma função  mais servil do que já tinha mas estava feliz, radiante, pois desde que ascenderá ao coro de anjos das almas virtuosas NUNCA virá o senhor dos senhores.

Chegaram em uma humilde caverna em forma de casa e o brilho, a luz que dali emanava era algo espetacular!

Percebeu que a tal estrela que guiará os magos não era outra coisa que a luz que saia da própria criança e que parecia adquirir vida própria enquanto penetrava devagar no corpo do infante mas por enquanto pairava sobre ele na forma da mais bela entidade de luz que jamais virá.

Assim que entrou no lugar sentiu os olhos da entidade sobre si e percebeu que os outros sentiam também a energia, viam a estrela mas não viam o que ele via, o Ser sentado em forma de Lótus logo acima do chacra supremo da criança...

A entidade lhe sorriu e lhe disse mentalmente...

- Vieste glorificar o divino em mim, em ti e em todas as coisas Harmiel....

- Sim meu senhor, mas perdi a hora ao ajudar um casal de mãe e filho a escaparem dos poderes de demônios e encontrarem o refúgio dos sábios no deserto.

- Harmiel, Harmiel, não temas!!! Bem o fizeste, de nada adiantaria louvares o meu Nome e deixares aquele Nome perecer pois na dispensação avatárica presente Eu e Ele somos UM e nossas missões estão ligadas ainda que não haja tanta pompa angélica em torno dele, mas ele é vital para o GRANDE PLANO da evolução humana que viemos manifestar.

- Compreenda seus irmãos filho, eles estão tão inebriados de luz que não percebem as pequenas luzes caminhando neste mundo como tu.

- Tu sois especial Harmiel e queres saber mais do que? 
Quero que cantes para mim agora...

- Mas aqui senhor? Sozinho?

- Sim Harmiel só você...

- O anjo pigarreou, olhou para os lados, pensou que todos iriam lhe considerar no minimo pancada e começou devagar mas pouco a pouco a aumentar o tom e o timbre na mais bela canção que o mundo jamais tinha ouvido...o tempo parou...Maria embevecida não despregava os olhos dele, José sentou-se ao chão boquiaberto, os magos e seus acompanhantes quedaram-se sem compreender de onde vinha tão bela voz, os pastores comentaram entre si que nem todos os corais de anjos unidos cantaram tão bem como aquele homem e pouco a pouco, na medida em que cantava luzes saiam do mestre dos mestres de pura alegria,e a criança se agitava feliz e o ente supremo acima dela sorria e diante de todos a figura de Harmiel se transfigurou e se tornou no mais belo anjo que todos os demais tinham visto...

Quando olhou para si, para sua mente e coração percebeu que algo havia mudado, olhou ao seu lado e viu dois mestres regentes dos serafins, a mais sagrada entre as sagradas coortes de anjos e ouviu do ente supremo a seguinte ordem...

- De hoje em diante Harmiel deverá ser o principal vocalista de vosso coral e quando eu e João regressarmos de nossa jornada neste mundo que será a mais importante e vital de todas gostaríamos de ouvir um solo dele diante de TODAS as coortes de anjos e diante do trono do Pai Universal...este é meu desejo e minha ordem.

E assim o atrapalhado anjo Harmiel começou seu caminho rumo ao posto de regente supremo do louvor entre os Serafins e todas as demais coortes de anjos existentes e no inferno o anjo caído urrou de ódio pois esta era a posição que ostentará por milhares de anos e agora um bobo da corte estava no seu lugar...um bobo da corte contudo que o vencera como um primario, um iniciante e castigou severamente seus demônios que falharam na destruição de João.

E assim tudo se fez luz, Harmiel partiu entre seu novos congêneres e todos aqueles que presenciaram o ato de louvor do anjo atrasado e atrapalhado perceberam o quanto daquela alma virtuosa ficou impregnada em cada um deles pois o que movia o coração e a alma de anjo de Harmiel era a melhor das melodias; o amor, a bondade e a devoção.

E ASSIM UM NOVO GIGANTE SURGIU ENTRE TODOS OS CÉUS!!!

Amor e Luz

Valter Taliesin

VÍDEO SAGRADOS

CELTIC WOMAN





Fonte Youtube






Fonte de imagens Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário