Google+ Badge

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

TÉTIS...A Senhora das Águas

TÉTIS

A Senhora da águas

A Mãe divina sempre teve diversas faces.

No mito grego a face feminina ligada as águas era Tétis!

Houveram duas Tétis uma a filha de Gaia e Urano titânica super poderosa e numa segunda encarnação sua neta filha de Nereu o deus dos rios e antigo deus do mar...

Esta última mais conhecida por ser a mãe de um dos maiores mitos de todos os tempos, Aquiles do que por seu próprios feitos e atributos, Tétis contudo era figura de proa do mito grego.

Vejamos um pouco do mito de Tétis a original...

Tétis, na mitologia grega, é uma deusa filha de Urano e de Gaia.1 Da sua união com o seu irmão Oceano,1nasceram as oceânides.2
As oceânides são três mil, e eles também tiveram três mil rios como filhos. Personifica a fecundidade da água, que alimenta os corpos e forma a seiva da vegetação.
Tétis cuidou de Hera,3 entregue a ela por Reia, durante a luta entre titãs e os deuses olímpicos. Em reconhecimento, a rainha do Olimpo reconciliou-a com Oceano, quando o casal se desentendeu. Tétis é representada como uma mulher jovem, de aspecto sábio. Passeia pelo mundo numa concha de marfim, puxada por cavalos brancos.
O nome Tétis é o mesmo, em português, que sua neta, a nereida Tétis, filha de Dóris (uma das oceânides) e mãe de Aquiles; porém em grego os nomes são diferentes: a titânide se escreve Τηθύς (tethys) e a nereida Θέτις (thetis)

Referências



As grandes deusas das águas tanto doces quanto salgadas são algumas das entidades divinas mais populares dos mitos antigos.

Entre as faces da grande mãe atualmente uma das mais famosas é exatamente a famosa rainha do mar Iemanjá a versão afro da grande deusa Tétis.

O mar, o Oceano traz seus imensos e grandiosos mistérios. Oceano o grande deus titã dos mares e marido de tétis era seu marido e foram os senhores das águas antes do reinado de Poseidon.

Já a nereida Tétis filha de Nereu(outro deus do mar anterior a Poseidon como Oceano) e integrante do círculo olimpiano é em relação a Poseidon uma deidade complementar e não pareada como era a Tétis original e Oceano.

Acho relevante mesmo sabendo tratar-se de duas divindades diferentes tratar das duas conjuntas aqui porque algo me diz que a versão posterior é mera adaptação patriarcal do mito matriarcal da tétis original.

É uma Tétis mais conforme a visão olimpiana que a versão antiga onde a grande mãe era a senhora absoluta e soberana em todas as suas nuances e faces!

Tétis como mãe de Aquiles tentou fazer do filho um imortal...uns dizem que foi mergulhando-o no rio estige outros que foi no fogo...seja como for, só a região onde ela segurou o filho pelo calcanhar era mortal e foi ali que apolo guiou a seta lançada por Paris depois de Aquiles matar seu irmão Heitor quando da queda de Tróia.

Vejamos um pouco do mito das Nereidas

Na mitologia grega, as Nereidas ou Nereides (em grego antigo, Νηρείδες ou Νηρηίδες ; no singular, Νηρείς, translit. Nêrêís, ‘filha de Nereu’, de νέειν , translit. néein, "nadar") eram as cinquenta filhas (ou cem, segundo outros relatos) de Nereu e de Dóris. Nereu compartilhava com elas as águas do Mar Egeu.1
Nereu, um deus marinho mais antigo que Neptuno, era filho de Pontos, era descrito como um velho pacato, justo, benévolo e sábio que representava a calma e serenidade do mar. Já Dóris era filha de Oceano e de Tétis, sendo uma das três mil Oceânides. As Nereidas eram veneradas como ninfas do mar, gentis e generosas, sempre prontas a ajudar os marinheiros em perigo. Por sua beleza, as Nereidas também costumavam dominar os corações dos homens.
São representadas com longos cabelos, entrelaçados com pérolas. Caminham sobre golfinhosou cavalos-marinhos. Trazem à mão ora um tridente, ora uma coroa, ora um galho de coral. Algumas vezes representam-nas metade mulheres, metade peixes.
O único relato onde elas prejudicam os mortais consta do mito de Andrômeda. Segundo o mito, elas exigiram o sacrifício de Andrômeda como punição pelo fato de Cassiopeia, mãe da jovem, ter alegado ser mais bela que as Nereidas.


E agora o mito específico da Nereida Tétis

Tétis do pé prateado (do Grego antigo Θέτις), é uma ninfa do mar, uma das cinqüentaNereidas filhas do antigo deus marinho nos vestígios históricos da maior parte damitologia grega. Quando descrita como uma Nereida, Tétis era a filha de Nereus eDoris1 , e neta de Tétis, a titânide. Teve vários filhos, entre eles, Aquiles.
Em português, é frequentemente confundida com sua avó Tétis, mas esta confusão não existe em línguas onde existe diferença entre th e t ou entre i e y, pois a nereida se escreve como Θέτις (thetis) e a titânide como Τηθύς (tethys)[carece de fontes].

A lenda[editar | editar código-fonte]

Foi criada por Hera, a quem dedicava grande amizade. Recolheu Hefesto quando o deus foi precipitado do Olimpo por Zeus. Amada pelo soberano dos deuses, resistiu-lhe, temendo magoar Hera. De acordo com outra versão, foi o próprio Zeus que a repudiou. O senhor olímpico temia a realização de um oráculo segundo o qual Tétis conceberia dele um filho que o destronaria. Numa variante da lenda, tal oráculo referia-se a Zeus e a Poseidon, ambos enamorados da nereida.
Para que a profecia não se cumprisse, o rei dos deuses apressou-se em casar a amada com o mortal Peleu, rei da Fítia (Tessália), filho de Éaco e neto de Zeus, por parte de pai, e grande amigo de Héracles. Tétis, entretanto, fugia à corte do noivo, transformando-se em diversos elementos. Aconselhado pelo centauro Quíron, Peleu segurou-a violentamente, até que a nereida voltou à forma natural. O casamento foi celebrado na presença dos deuses e das Musas. Da união nasceram sete filhos. Para purificar as crianças dos elementos mortais herdados do pai, Tétis expunha-as ao fogo, acarretando sua morte. Segundo uma tradição, quando tentava purificar seu sétimo filho, Aquiles, Peleu interferiu, salvando a criança. Irritada, Tétis abandonou o marido e retornou ao fundo do mar. Protegeu o filho durante toda a vida do herói, tentando afastá-lo dos perigos e consolando-o nas tristezas. Não pôde, entretanto, evitar que ele morresse na guerra de Troia, pois assim havia decretado o Destino. Depois da morte do herói, tomou sob sua proteção Neoptólemo.

Referências


Seja a grande deusa original ou sua versão mais branda da era patriarcal, Tétis é uma personagem misteriosa e fascinante do mito grego.

Uma figura que evoca a liberdade da mulher(lembre-se Tétis a grande deusa vai contra as vontades de oceanos eu marido e Tétis a nereida vai contra as vontades de Peleu seu marido humano) e mostram que elas tem uma visão, e uma intuição mais profunda e acurada sobre o destino das coisas que seus respectivos parceiros.

Figuras realmente fascinantes que faziam absolutamente tudo pela prole sem com isto deixar de serem soberanas e supremas senhoras da vida.

Amor e Luz 

Valter Taliesin


Vídeos sagrados

Canções do mar - Dulce Pontes

Oceano - Djavan

 O Mar - Dorival Caimmi

O mestre sala dos marés - Elis Regina

Fonte Youtube









Fonte de imagens Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário