Google+ Badge

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

A DANÇA, A RODA, E A FESTA DE NENHUM LUGAR...DE LUGAR NENHUM





Voltando de momentos sagrados de meditação onde recebi insights maravilhosos sobre estas frase da musica dos Titãs e também da musica dos Seco e Molhados que postei... uma em protesto a um certo fascismo que vejo tomar conta de alguns que por conta de erros dos atuais mandatários sonham com uma volta à 'lei e a ordem' da ditadura... mostrando que NADA é descartado quando a alma clama por luz.

EU NÃO SOU BRASILEIRO, EU NÃO SOU ESTRANGEIRO...
EU NÃO SOU BRASILEIRO , EU NÃO SOU ESTRANGEIRO...
NÃO SOU DE NENHUM LUGAR, SOU DE LUGAR NENHUM!!!!
EU NÃO ESTOU NEM AQUI, EU NÃO ESTOU NEM AI!!!
NENHUMA PÁTRIA ME PARIU!!!"
Titãs comigo assinando embaixo

Não sei se quando os Titãs criaram esta musica pensaram no que vou falar agora mas conhecendo a espiritualidade de alguns membros da Banda(Nando Reis) ou o profundo conhecimento de filosofia e poesia (Arnaldo Antunes) de outros e um grande cabedal cultural de todos entendo que sim, que sabiam o que escreviam...

Estas letras são altamente iniciáticas...um punk/rock literalmente do bem....

Apresentam um cidadão que é um cidadão mais que universal...sagrado, multi dimensional...que não esta NEM AQUI E NEM ALI...que não é de LUGAR NENHUM E DE NENHUM LUGAR....não é brasileiro(nem de São Paulo, carioca, português ou japonês)nem estrangeiro, e isto não é uma afronta ao país em que nasceram mesmo quando dizem...NENHUM PÁTRIA ME PARIU, afinal foi os conceitos de raça, povo, nação, pátria o mais amado pelas piores ideologias que dominaram os séculos passados e nos ameaçam até hoje basta lembrarmos 5 nomes diferentes mas de aplicações totalitaristas de conceitos ditatoriais quer raciais ou sociais que destruíram milhões de vidas e quase o mundo todo...HITLER, STÁLIN, MUSSOLINI, HIROITO E MAO...

Os Titãs propõem no mínimo uma cidadania terrestre, mas acenam muito mais longe...acenam para o universalismo, e mais; o multidimensionalismo, e mais longe ainda; para a divindade una e indivisível no cerne de cada ser...que não é brasileiro, nem estrangeiro, de pátria nenhuma, de lugar nenhum, de nenhum lugar e que não esta nem aqui e nem ali mas em todos os lugares ao mesmo tempo e em lugar nenhum especificamente.,,é uno com toda a expressão de vida, a riqueza de ser-se UM NO AUM!!!

Amor e Luz

Valter Taliesin





Mais uma musica que aparentemente não tem muito a dizer mas que nas entre linhas, nas entre palavras diz MUITA coisa.

Este VIRA em ritmo português da banda Secos e Molhados que Ney Matogrosso era vocalista nos 70 cantam simplesmente um louvor à Mãe e a Cernunnos...vejam...

'Bailam corujas e pirilampos entre os sacis e as fadas e lá no fundo azul da noite da floresta a lua iluminou a dança, a roda e a festa...
VIRA VIRA VIRA
VIRIA VIRA VIRA HOMEM VIRA VIRA
VIRA VIRA LOBISOMEM VIRA VIRA!!!
Secos e molhados(ou Ney 'Matofino' antes da fama de Matogrosso rs)

Bailam corujas e Pirilampos,,,coruja é um símbolo da Mãe tanto vista como Lilith quanto como Palas Atena e de própria SOFIA a sabedoria divina. Os pirilampos são os vagalumes, aqueles pequenos insetos que tem o bum bum luminoso, quer imagem maior do brilho simbólico do sagrado na criação do que um pirilampo? Enquanto as corujas simbolizam Sofia os pirilampos, a luz, O Logos, a Palavra...assim em linguagem comum, numa musica popular vemos veladamente o louvor ao Deus e a Deusa...

Os sacis e as fadas, os seres da natureza que encarnam a terra(saci) e os vegetais(as fadas)... enquanto corujas e pirilampos acenam para o imanente sagrado em todas as coisas, sacis e fadas para o emanente em toda criação...

E lá no fundo azul na noite da floresta a lua iluminou a dança a roda e a festa...é o puro Beltane de luz, o puro Beltane onde espírito e matéria se unem por meio DO EROS DIVINO o hieros gamos da Deusa e do Deus...a lua símbolo desta sagrada união, a deusa tríplice com seu brilho sem igual inunda toda o cenário afloresta o reino de Cernnunos, o Deus, com a energia do encontro tântrico supremo...

E neste cenário vira vira vira homem e vira vira lobisomem...ou seja; humano e animal, se tornam um, uma plena unificação entre totem e humano...lobo e homem, homem e lobo um só na plenitude da dança de ISIS NATURA...entre nosso lado divino e nosso lado matéria animal...

Uma festa completa e sensacional de toda vida...

Maravilhoso....

OBS...SÓ ESQUECI DO GATO PRETO QUE CRUZOU A ESTRADA E PASSOU POR DEBAIXO DA ESCADA DESAFIANDO TODAS AS CONCEPÇÕES DE AZAR DOS HUMANOS...GATO PRETO NUNCA FOI SIMBOLO DE AZAR MAS ERAM OS TOTENS DAS SACERDOTISAS DA GRANDE MÃE NATURA , AS BRUXAS, POR ISTO FORAM ESTIGMATIZADOS...

Valter Talieisin





Quantas lambanças você fez já neste novo ano?

Se não lembrou de nenhuma PARABÉNS estais no caminho certo!

Não devemos ser cegos para nossas falhas...NUNCA...mas viver em função de acertos e erros, de produtividade, de aparentes é a pior praga que a humanidade inventou depois do tal do 'pecado original'....

Não basta errar tem que se martirizar!

Não basta pisar na bola tem que luxar a perna e pior, NÃO TEM GELOL(lembram quem tem mais de 30?)

Não basta cometer desatinos tem que vivenciá-los noite e dia sem cessar...

Errou?

Reconheça, perdoe-se e siga!

Erraram contigo?

Perceba isto, perdoe e siga!

A questão nunca foi errar mas estagnar, parar na lamúria, no choro, na auto martirização, e ficar ali marcando touca(perdendo tempo)...

Os erros são para serem percebidos e reconhecidos quando cometidos, perdoados e depois esquecidos!!!

Os acertos seguem pelo mesmo caminho!

Contar também os pontos 'average' sem cessar é caminho traçado para a derrocada suprema!

Todo excesso e polarização é fruto de uma consciência não desperta ou no mínimo enferma!

Precisamos nos libertar destes extremos e dos apegos aos mesmos.

PRECISAMOS DE LIBERDADE!

Plena, pura, genuína!

Precisamos tanto do Sol quanto da chuva...

Somos humanidade vivendo em meio a dualidades e polaridades e se não acharmos o meio termo, o caminho do meio vamos nos estrepar!!!

O caminho do meio é o que caminho do equilíbrio, não é o morno que não é nem frio nem quente mas o bem temperado, o bem ajambrado, o bem ajeitado!

Precisamos de leveza para caminharmos...

Precisamos de coração e mente absolutamente calmos e serenos para enfrentarmos a euforia das vitórias e o baque das derrotas...e porque? para transformar uma e outra em experiências de vida nada mais!

Cada dia , cada instante em que nos encontramos frente aos espelhos da sala dos espelhos do Akâsha ou mundo do Livro da Vida, temos que ter absolutamente os pratos da balança em equilíbrio para não nos sentirmos reprovados...no mundo de Duat a alma chegava ante Osíris acompanhada de Anúbis e Thot pesava na balança(Mâat) seu coração num prato e no outro uma pena de avestruz , simbolo da lei divina, da verdade e da justiça... se houvesse no mínimo equilíbrio(o ideal era o coração ser mais leve) a alma entrava no mundo sagrado se não era devorada pelos monstros abissais que nada mais são que os próprios demônios criados pela culpa ou pela soberba de cada um!

Esta é uma história cujo símbolo é bem claro...

É O NOSSO PRÓPRIO GRAU DE CONSCIÊNCIA simbolizados pelo coração sede da Sabedoria, de Sofia em nós e o grande campo quântico de interatividade tanto do ego quanto da alma quem determina nosso destino na roda evolutiva da vida...Ser devorado pelos monstros não é aniquilação total mas um símbolo de que a pessoa foi devorada pelo próprio carma que criou...precisará renascer de novo, sem lembranças das experiências que lhe determinaram a volta mas com a responsabilidade de tornar-se mais leve que uma pluma para que da próxima vez seja aceito permanentemente no mundo das deidades.

Enfim, vamos viver a vida com a cabeça voltada para o alto(centro do Ser) onde nenhuma culpa ou orgulho, nenhum extremo nos atinge!

Amor e Luz

Valter Taliesin

MAIS VÍDEOS

DE TITÃS E SECOS & MOLHADOS











FONTE YOUTUBE








Fonte Google Imagens



Nenhum comentário:

Postar um comentário