Google+ Badge

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

TRÊS VISÕES INTERIORES



Contar as bençãos é um costume antigo da espiritualidade...
A divindade instruiu Abraham a contar as estrelas do céu - obviamente que foi um eufemismo, Deus não quis usar os termos chocantes que talvez fizessem o velho Abraham morrer do coração, não quis mostrar a guerra racial e espiritual que adviria de suas linhagens tanto carnais quanto espirituais, sim pois os cristãos apesar de diferentemente dos islâmicos(só os descendentes de Ismael e os filhos de Quetura mais de seu neto Esaú) e israelitas (filhos de seu neto Israel)não serem majoritariamente descendentes físicos dele(apesar de existirem muitos cristãos de origem árabe e até judaica) o são espiritualmente, por outro lado se ele lembrasse que estrelas do céu é mais que os astros brilhantes mas um símbolo dos grandes hierarcas divinos lembraria das velhas guerras nos céus entre os tais e veria que nem tudo seria cor de rosa na sua descendência - mas naquele momento era para ele focar estes astros brilhantes e sonhar, sonhar e sonhar para saber o quanto seria abençoado e quanto sua descendência alcançaria de poder e influência no mundo futuro. 
Este recurso de 'contar as bençãos' é uma arma eficaz contra a mania de contarmos as derrotas, as perdas, os danos.
A oração do Pai Nosso por exemplo, é uma fórmula cabalística de contar as bençãos e atrair mais bençãos ainda...a benção de Israel também(Ouça Oh! Israel ...o Senhor é UM só - Unidade Manifesta...OM...em 3 raios de expressão divina AUM, AMÉM - )...
Contar as bençãos é abrir-se a um universo de possibilidades criativas!
Contar as bençãos, é ter fé, é confiar, é descansar no divino em nós, é movimentar a roda dos acontecimentos e é sobretudo ser humilde e grato por ser um canal de luz neste mundo tão tenebrosamente dissociativo pelas ações humanas destituídas de gratidão e amor.
Falar de humildade é ofender certas pessoas, certas 'espiritualidades' que entendem que por sermos DEUS EM AÇÃO não devemos nada a ninguém muito menos a uma divindade externa. Esquecem os mesmos que somos SIM a divindade em ação mas esta está nublada pela personalidade, pelo ego menor e limitado com o qual interagimos no mundo e percebemos primeiramente as coisas e pessoas...é daqui que deve vir a humildade em reconhecer Deus em SI e ALÉM de si...de ver Deus como a Fonte de todas as boas coisas da vida...do EGO...Afirmar noite e dia sem cessar que você é Deus não te torna Deus te torna um ególatra insano do qual os outros fogem mas VIVER este Deus que você SABE Ser em essência submetendo seu ego humildemente as diretrizes que Dele vem para viveres no mundo é um progressivo mergulhar no mar da divindade e então um dia quando olharem para você os demais humanos verão somente Deus nada mais...sem precisar você ficar se esgoelando TODA VEZ que você é Deus, que Deus esta dentro e não esta fora etc como se isto fosse a ultima das novidades e pior, alguns pensam que é algo particular deles...pois as pessoas vivenciarão em ti, ao teu redor, através de ti, onde você chegar e até onde você só se projetar através de seus escritos, da lembrança que as pessoas tem de você... que Deus e você são UM e que elas e Deus são UM também...e o Grande Mistério finalmente será revelado em sua inteireza e integralidade de Ser.
Assim, contar as bençãos é no fundo você contar as contas do rosário sagrado e invisível, num mantra espiritual que te eleva até as mais altas esferas do Ser.

OM MANI PADME HUM

Amor e Luz 

Valter Taliesin




Porque somos em manifestação o que criamos noite e dia sem cessar, ainda que este ser não seja o Ser de fato mas um fazer ser de conta, um fazer de acertos e erros, de limitações por nossas próprias mentes e corações nublados de ego...

Sim, pois num coração onde a Sabedoria não apita e numa mente onde a Palavra não ecoa, o ego pinta e borda, a personalidade escraviza a alma, numa bizarrice sem freios e sem tamanhos invertendo a ordem natural das coisas e da manifestação.

Nascemos para caminhar neste mundo com os olhos, os ouvidos, o sentir da alma, nascemos para que nossa personalidade fosse o canal de ligação entre nossa alma encarnante e o corpo que sensorialmente tudo externamente vê, toca e interage. Se porventura estamos agora dominados pelo egoísmo medonho é porque em algum momento deixamos de permitir que a alma seja ama e senhora e permitimos que nossa personalidade usurpa-se o trono da Sabedoria em nosso coração e da Palavra(Verbo Divino)em nossa mente.

Sim, eles são divinos e sagrados, são as manifestações, Yin/Yang de nossa Presença do Eu Sou; a Alma Divina(Sofia) e nosso Santo Cristo Pessoal(Logos), o casal alquímico e sagrado que num enlace de pura luz divina realiza as bodas alquímicas no humano limitado, na personalidade em nós e transmuta nosso corpos e abençoa tudo ao redor.

Entretanto ao permitirmos que as ordens dos fatores sejam alteradas(e aqui elas tem sim importância) o caos se instala dentro de nós e a partir de nós criando o que estamos vendo noite e dia em jornais, revistas, TV e portais de internet no que se refere à desgraça, dor, corrupção, violência, maldade, ilusão e maia.

A personalidade NÃO É diabólica, ela é a criança rebelde e curiosa que precisa do aio para caminhar corretamente rumo a sua evolução e ascensão...e este aio é o Espírito Divino, o grande ajudador, o grande consolador, que desce do coração do Cristo e de Sofia em nós e quando permitimos(pois ele é educador, aio e portanto educado)ele faz em nós muito mais do que pensamos e pedimos a Deus.

Apesar da Presença do Eu sou ser Deus em nós e de manifestar-se através da Palavra e da Sabedoria e estes através do Espírito Santo o grande ajudador...e portanto serem TODO PODER...TODO AMOR...TODA LUZ...eles jamais farão algo se a consciência, a pessoa em si não permitir que se faça...afinal...Liberdade é você até escolher se ferrar na vida se for o caso...mas quando você se cansa de ser trouxa...as mãos divinas em ti estão estendidas para receber-te, curar-te , renovar-te e recriar-te conforme sois em essência.

Assim é...

Amor e Luz...

Valter Taliesin


Buscar...Refletir...Aplicar...

Desta forma estarás construindo o verdadeiro Templo de Deus na terra que sois vós.

O Templo de Deus é cada lágrima sagrada derramada pelas dores e sofrimentos que não tem um veio egoísta e maniqueísta, mas um profundo sentido de Justiça Divina em ação.

O Templo de Deus é cada cântico entoado por teus lábios quer nos bons ou nos maus momentos no qual tua alma reflete a luz que mora em ti e no qual refulges no mundo esta mesma luz em tonalidades diversas de toques onde chegas e te encontras.

O Templo de Deus é teu profundo momento de meditação e tua oração mais sincera, e o momento mais profundo ainda onde ouves Deus falar em ti, naquele lugar onde pode um único Ser estar, morar, e ser...Deus em ti...

O Templo de Deus é cada obra de amor que fazes a teu próximo mesmo quando ele 'não mereça' mas você simplesmente vai e faz, quando você releva as ignorâncias, as pisadas de bola... concordo que as vezes a melhor forma de demonstrar amor é ser 'duro', e usar de sinceridade não fazendo papel de panaca pois tem MUITA gente que aprende com um olhar de carinho e MUITOS outros que só aprendem com o olhar severo e repreensor, o Espírito Divino na verdade estará em si em cada situação se deres lugar operando a melhor forma de tratar cada caso, cada situação cada pessoa para o BEM MAIOR... seu, de seu próximo e da manifestação da vida em geral.

O Templo de Deus é com certeza cada tijolo da paz que 'excede todo o entendimento e compreensão', desta paz que se manifesta em ti e a partir de ti, nos momentos mais inusitados, quando tudo parece sossobrar ao teu redor e te leva a agir de forma com que a bondade divina seja glorificada em tua vida e no mundo em torno de ti.

O Templo de Deus se revela quando você espera em Deus, e deixa que tua alma encontre aquela alma sagrada que vai juntamente consigo empreender a jornada terrestre, marido e mulher, amante e amada(o) unidos, preenchidos de desejo, de paixão, de sintonia, de cumplicidade, de companheirismo, de afetuosidade e sobretudo de amor, muito amor, além de todas as diferenças que possam ter as quais pelo contrário, trabalham em conjunto pelo bem do todo da relação.

O Templo de Deus se revela nas verdadeiras amizades que forjas na vida, no amor fraternal, na companhia com almas amigas, irmãs e afins em prol do trabalho que dentro de vós diz... JÁ.

O Templo de Deus é minuciosamente arquitetado e depois construído dentro de um coração sereno, uma mente criativa, um ego obediente aos ditames internos, uma consciência plenamente desenvolvida e liberta da ilusão, de uma alma realmente livre e consagrada ao eu maior para dele tudo receber e fazer.

O Templo de Deus é construído quando você enfim se percebe UM com cada irmão e irmã e entende que eles são tudo e todos não só os humanos...

A pedra sob a qual caminhas, a grama verdejante e as frondosas árvores, as belas flores e os doces frutos, a terra fofa que os manifesta, a água que preenche tudo de vida, o fogo que revitaliza e energiza todas as coisas, o vento que leva de um para outro lado o prana sagrado, bem como os elementais que neles atuam...é cada animal, cada ser vivo...cada hierarca da luz...

E quando você percebe você e tudo se tornou um imenso trono divino, um templo sagrado onde só existe amor e luz.

EIS O TEMPLO DE DEUS...A MORADA DE DEUS COM OS HUMANOS...

Nossa ação divina e criativa todos os dias forjando um humano novo e um mundo novo!

Amor e Luz

Valter Taliesin



VÍDEOS SAGRADOS

RIUICHI SAKAMOTO














FONTE YOUTUBE








FONTE DE IMAGENS GOOGLE






Nenhum comentário:

Postar um comentário