Google+ Badge

terça-feira, 29 de abril de 2014

LORD KRISHNA...E as 7 energias do Amor divino...



KRISHNA...

Dentre as figuras divinas indianas a de Krishna é a mais popular no ocidente, principalmente a partir dos anos 60 quando diversos ocidentais adotaram filosofias indianas ou orientais como a do movimento Hare Krishna e passaram a divulgar por aqui seus ensinamentos, fora o crescente número de gurus indianos desta e de outras vertentes que aqui aportaram.


Krishna como manifestação do sagrado hoje em dia só perde em popularidade universal para a figura de Jesus Cristo(Buda nem sempre é visto assim).


Entretanto certas similaridades em ambas as mitologias tem trazido ao debate a hipótese de se não estamos diante de uma mesma entidade mítica que com o passar do tempo foi sendo divulgada e assimilada em diversos lugares do mundo já que as similaridades extrapolam aos dois e envolvem entidades como Osíris, Hórus, Mitra, Dioniso, Hércules, Buda dentre outros.


O grande legado da figura avatárica de Krishna fora sua vida é o Bhagavad Gita, um texto dentro de um outro texto, um imenso interregno, um capítulo dentro da obra maior do Mahabharata que traz o diálogo dele com Arjuna seu discípulo e guerreiro que diante da grande obra que é a guerra de libertação que esta por enfrentar reluta em lutar contra muitos irmãos, amigos e mestres que cerram fileira no exército opositor.
Krishna que aqui conduz o carro de guerra de Arjuna faz com que este veja então a importância de cada humano cumprir o seu carma pessoal através da observância do dharma divino e que exatamente porque infringiram este último e criaram carma negativo seus parentes do exército rival devem ser enfrentados e vencidos.
É um texto tão poderoso que como a Bíblia exige-se que seja lido em camadas, analisado através de vários tipos de leituras desde a mais literal até as mais herméticas e profundamente espirituais.
O certo é que aqui, neste texto, em certo momento, Krishna identifica-se plenamente à divindade e revela-se a Arjuna de forma que não reste nenhuma dúvida para este que não só sua missão é divina quanto tem Deus de seu lado. E detalhe; como entidade neutra no combate Krishna dá aos contendores o direito de escolherem o que querem dele para si, os rivais liderados por Duryodhana preferem o imenso exército de Krishna, o mais poderoso de então enquanto Arjurna prefere a pessoa dele.
Esta escolha, profundamente espiritual e amorosa, de forma absolutamente entregue(lembre-se que apesar de tudo Krishna ainda não se revelou em toda sua glória) mostra a profunda diferença de visão de Arjurna para seus rivais. E o resultado não poderia ser outro, com Krishna de seu lado ele e seus irmãos vencem a guerra.


Krishna é puro amor divino contudo!


Sua missão avatárica neste mundo é revelar-se o amor divino, a encarnação deste amor. Aliás, os avatares são exatamente figuras advindas de Vishnu(o que não invalida que existam figuras divinas advindas de Shiva ou Brahma mas mostra a preponderância destas figuras advindas de Vishnu na mitologia hindu) um conceito semelhante ao Filho da trindade cristã e portanto a centralidade do amor aqui é essencial. 
Brahma é a grande Sabedoria criativa enquanto Shiva é a grande Vontade destruidora e recriadora. Vishnu é o grande Amor que mantém as coisas coesas e unidas em Deus.


Num mundo onde o amor tem sido tão vilipendiado e mau entendido reler figuras como Krishna para os dias atuais me parece deveras salutar e essencial. Sobretudo para demonstrar o fio de ouro que une esta revelação divina(o amor) em praticamente todas as grandes tradições religiosas só mudando o nome, lugares e tempos.
Não podemos contudo nos esquecer do Krishna mais jovem, voluntarioso que como Rama tem que combater um terrível rival e como Jesus é rodeado por seguidoras, por mulheres(as Gopis, em especial Radha) que lhe devotam a vida, conhecidas como 'pastoras'; e depois 8 mulheres se sobressaem e assim como com Jesus e Madalena uma mais que as outras: Rukmini mais outras 7 esposas, com destaque também para Satyabhama e Jambavati, compõem  seu harém....obviamente que as leituras mais piedosas do grande Deus apresentam-nas, assim como às mulheres que seguiram o Cristo, como 'devotas' e o termo esposa é meramente metafórico desta relação espiritual entre ele e elas.


Seja como for percebemos em Krishna um grande amante da energia feminina representada nestas 8 figuras femininas. Assim como ele é o oitavo avatar de Vishnu elas representam sua shakti ou energia divina(Rukmini) manifesta por 7 formas, ou raios diferentes, sendo dois deles tão destacados quanto Rukmini: Satyabhama e Jambavati.

Krishna e suas esposas ou devotas em um nível superior são o grande Sol central e seus raios iluminando a partir do centro de cada ser vivo o processo evolutivo de todos os universos.
Krishna o grande Sol central manifestando-se como a encarnação do segundo raio do Amor e face divina ..Vishnu(o atributo divino para esta ronda evolutiva preponderante é o AMOR sendo que os demais se manifestam através dele)  entretanto contém em si as demais pessoas da grande trimurti, expressando o raio da Poder/Vontade divinos em Amor(A própria Rukmini que é tanto a origem das outras sete energias quanto a primeira delas), da Sabedoria/Iluminação divinos em Amor(Satyabhama) e da Inteligência/Bondade divinos em Amor(Jambavati)...eis aqui portanto a grande trindade expressa no próprio avatar:
 Em Rukmini podemos ver metaforicamente a face de Shiva e sua Shakti, Parvati... a Vontade eo Poder que destrói e recria o mundo; em Satyabhama a de Vishnu e sua Shakti, Lakshmi a Sabedoria e Iluminação que tudo mantém e eleva e em Jambavati a de Brahma e sua Shakti, Sarasvati  a Inteligência Bondosa e criativa que emana de si liberalmente toda a vida...depois temos a energia da Paz/Harmonia através do conflito divinos na quarta esposa similar a face divina Varuna o grande Oceano original; a do Conhecimento/Justiça divinos similar a face divina Indra o céu infinito na quinta; a da Devoção/compaixão divinas similar a face divina Agni, o fogo interior que anima todos os seres vivos na sexta  e a da Liberdade/Transformação divinas, similar a Surya o grande Sol, fonte de vida e das rondas evolutivas na sétima.


Portanto na próxima vez que você ver a figura de krishna esqueça seus preconceitos religiosos, esqueça os maus gurus que ousaram falar em nome dele, as seitas esdrúxulas que pregam idiotices como se fossem sua verdade pois como todo grande enviado do sagrado ele teve sua palavra deturpada e pisoteada por indignos.
Leia e releia com o coração aberto suas histórias e seus ensinos e perceberá que NADA difere a grandeza e profundeza de seus ditos de seu correlacionados, inclusive da magistral das magistrais figuras salvadoras...JESUS CRISTO.

Amor e Luz

Valter




VÍDEOS SAGRADOS







FONTE YOUTUBE





FONTE DE IMAGENS GOOGLE




Nenhum comentário:

Postar um comentário