Google+ Badge

segunda-feira, 21 de julho de 2014

A PRESENTE CULTURA DO FIM DOS TEMPOS E DO MUNDO...


Corria o ano de 1987 a longínquos 27 anos atrás precisamente no mês de agosto daquele ano.
O jovem então com 23 anos caminhava pelas ruas de seu bairro sem ter noção do que acontecia ao seu redor. Durante os 14 anos anteriores, portanto desde tenra infância sempre se interessara por temas apocalíticos. Religioso, cristão evangélico fiel, sua busca entretanto não se resumia a isto. Gostava de temas como Hiperbórea, Lemúria, Mu, Atlântida, civilizações antigas em geral em especial a antiga Israel e a mítica Avalon; adorava temas envolvendo alienígenas, lia tudo que lhe caia à mão sobre o assunto, via tudo na TV ligado ao tema; o sobre natural e a ficção científica lhe fascinavam e um dos melhores veículos para isto eram os quadrinhos da dupla Marvel/DC com suas aventuras de super heróis repletas de magia, tecnologia, mundos, mistérios e a sedução do heroísmo. 

A mitologia em si era um atrativo à parte; Deus em suas nuances e expressões variadas lhe fascinava. Das mitologias a mais atraente era, à exceção da judaico/cristã de berço e de devoção era  a greco/romana seguida imediatamente pela egípcia. Sim, havia falado sobre Avalon antes mas naquele tempo o menino e depois rapaz se interessava mais pelas figuras humanas e mágicas do mito, pouco ou quase nada lhe interessava as deidades por trás dele. Arthur, Morgana, Merlin, Guinevere, Lancelot, Viviane, Mordred, Nim uê, Gawain, Ilgraine, Uther, Morga use, Tristan, Isolda, Percival, Elaine, Galahad, Mab, Kay, Bedovar, Gareth, Ambrósius, Loth, Vortigern, Urien, Pelinore, Cornwall dentre tantos outros personagens humanos, reis, bruxas, magos, cavaleiros, rainhas, princesas, damas eram o que no mito de Avalon lhe chamavam a atenção além do lugar mágico...AVALON, de uma localidade mítica...CAMELOT...uma ideologia sagrada...A TÁVOLA REDONDA...um símbolo supremo...O SANTO GRAAL e a síntese de tudo o mais num único objeto, uma arma mística...EXCALIBUR.

Na mitologia greco/romana contudo o mito das deidades como Ártemis, Poseidon, Hermes, Zeus, Atena, Afrodite, Perséfone, Deméter etc...se mesclavam com o de heróis como Héracles(Hércules), Teseu, Perseu, Orfeu, Jasão, Áquiles, Ulisses, Penélope...era assimilados com a mesma fome e interesse....todavia o segredo e mistério do enigma de Arcádia só seria buscado claramente ainda no futuro, não naqueles tempos.
Triângulo das Bermudas, do Dragão, ilha de Páscoa, linhas de Nazca, Baalbeck,etc...eram temas devorados por ele com voracidade, a primeira vez que leu Eram os deuses astronautas tinha 9 anos de idade, mas apesar de tudo nada disto atingia sua fé fundamentalista ainda viva e forte encarava aquele fascínio todo mais como hobbie não como viria a entender retroativamente no futuro, como um apelo de sua alma por coisas que realmente afinavam consigo e sua bilenária história de alma.

Assim dentre tudo isto o que mais focava era a escatologia bíblica.
Lia livros e livros de sua religião sobre o assunto. Temas como Arrebatamento, volta de Cristo, Anticristo, o mistério de 666, as duas bestas, o grande Dragão, a Mulher grávida  vestida de sol, coroada de estrelas e tendo a lua sobre os pés, as cartas às 7 igrejas, os animais da profecia de Daniel, as visões dele, de Ezequiel e Isaías e demais profetas sobre os dias supostamente finais da história humana aliados aos temas vaticinais atribuídos a Cristo nos evangelhos e Paulo em suas epístolas...mas nada se comparava ao misterioso livro do Apocalipse, suas frases enigmáticas, seus mistérios cifrados em simbologias e numerologia, suas cores tétricas mas fascinantes das horas finais desta civilização...estes eram  assuntos que despertos em tenra infância o encantou por anos a fio...

Era este jovem que caminhava de noite pela rua voltando para casa advindo do templo onde cultuara. Era um delicioso dia de domingo de Agosto. Não estava frio como deveria estar mas agradável, deixou a namorada em casa e subiu a grande avenida. Chegando em casa janta e depois senta-se na poltrona para ver o Fantástico, então vício normal de 9  entre 10 brasileiros de então; terminar o domingo assistindo o fantástico. Havia até um ditado corrente que dizia que a segunda feira era percebida como tal quando as pessoas escutavam em torno das 23 horas a musiquinha tema do programa de variedades da rede Globo se despedindo do ar. Neste momento baixava deprê geral pois a segunda oficialmente começara. Era mais ou menos 22 horas quando uma reportagem lhe chamou  atenção; milhares e milhares de pessoas no mundo inteiro haviam se reunido naquele dia para comemorarem um evento global chamado CONVERGÊNCIA HARMÔNICA, na reportagem diversos correspondentes em diversas capitais do mundo ou cidades importantes falavam do grande número de pessoas de todas as religiões ou sem as mesmas que se reuniram  em locais específicos para celebrarem este evento que era considerado síntese para a evolução terrestre uma abertura de portais. O Brasil claro, não ficou de fora e aqui em diversos lugares houve tais reuniões.

Naqueles dias o jovem apesar de suas leituras e curiosidades citadas acima ainda tinha sua mente concreta enraizada nos dogmas, tradições e doutrinas de sua religião e achou aquilo tudo muito estranho para dizer o mínimo. Entretanto passados alguns dias começou a perceber algo estranho acontecendo consigo. Percebeu que algo como uma saudade muito grande de algo que não conseguia nomear ou explicar parecia nortear-lhe o coração, a mente e a alma. As emoções pareciam estar a flor da pele, pouco a pouco percebeu-se questionando com o passar dos meses e anos postulados que antes eram sagrados para si. As leituras e buscas dos temas citados anteriormente se tornaram mais acentuados e novas histórias também foram acessadas, mas percebia ele, com uma compreensão nova, diferente, como se véus estivessem sendo retirados diante de si para enxergar tudo por uma nova perspetiva. Títulos tidos então como anátemas por si como HPB, sua doutrina secreta, sua Ísis sem véu, seu glossário teosófico e sua voz do silêncio, Paulo Coelho e seus escritos mágicos como Diário de um Mago, O Alquimista, Brida, As Walkírias dentre outros, Joseph Campbell e sua visão profunda, interpretativa,questionadora e reveladora dos mitos religiosos através de obras fantásticas como, O poder do Mito, As máscaras de Deus, A imagem mítica e O herói de mil faces e outros mais, Rudolf Steiner e sua fina teologia esotérica em obras como Teosofia, De Jesus a Cristo e suas brilhantes conferência sobre os 4 evangelhos, Fritjof Capra  e o livro síntese O Tao da física seguido por Ponto de mutação e outras grande obras, Mario Zimmer Bradley e a nova visão de Avalon e do paganismo através da saga bruma de Avalon e Incêndio de Troia etc... e mais; Annie Besant, Alice Bailey, Marilyn Ferguson, Charles LeadBeater, Krishnamurti, Paramahansa Yoganada, Eubiose, Luis Antonio Gasparetto, Stanislav Groff, Dion fortune, Eliphas Levi, Allan Kardec,William Blake, Emanuel Swendeborg, e  a figura controversa de Aleister Crowley, isto sem falar em um mergulho ainda mais profundo na filosofia de Nietzsche, Spinosa, Kant, Kierkgaard, Schopenhauer, Platão, na poesia de Baudelaire e Pessoa, na profundeza de Dante e releituras novas das sagas de Homero e Virgílio e dos romances de Thoman Mann com seu doutor Fausto e sua Montanha Mágica, Herman Hésse e livros fantásticos e poderosamente iniciáticos como Demian, O lobo da estepe, Sidarta  e Jogos das contas de vidro só para ficar em alguns, D. H. Lawrence e suas mulheres apaixonadas e sua Lady Chaterley, Frank Herbert e sua incrível saga Duna misto de ficção científica, filosofia, espiritualidade e culturalismo etc...E fiquemos por aqui para não perdermos o fio da meada do que realmente quero dizer neste texto.

Assim nestes 27 anos de transformação pessoal de si mesmo este outrora menino, depois jovem vem acompanhando um fenômeno interessante; após o evento da Convergência Harmônica progressivamente vários eventos foram tendo lugar(como o 11:11 em 1991), várias coisas foram acontecendo cujo ponto culminante parecia ser o ano de 2012. Entretanto passado este ano supostamente fatídico e nada de espetacular acontecendo(contudo no mundo interior, no plano sútil o abalo pode ter sido tremendo dai porque o que virá a seguir tenha significado) percebe o antigo jovem que algo se passa no mundo e isto cada vez mais acentuado. Nos últimos 2 anos aumentaram de forma incrível programas populares de televisão e filmes de cinema fora os livros que já vinham de mais tempo cujo temática central é  final do mundo ou o fim dos tempos.

Antes, até à Convergência Harmônica este parecia ser um tema tipicamente fundamentalista cristão, o fim dos tempos, raramente alguém fora deste meio citava isto, mesmo o catolicismo e ramos mais tradicionais mais conservadores e não dados ao que ficou conhecido como glossolalia(falar em línguas estranhas) raramente ou nunca tocavam nestes assuntos. Dai veio a Convergência e tudo mudou. Esta certo que a forma como os grupos ligados à Convergência bem como outros surgidos antes ou depois mas de uma linha muito próxima veem este tema é bem diferente dos fundamentalistas a qual passa muito longe da figura de Cristo Jesus como protagonista central do grande drama e mais ainda de apenas um grupo ligado a ele sendo beneficiário do mesmo, fora o contexto de céu e inferno subsequentes que definitivamente são execrados por eles. 

Portanto a partir de então( não digo que isto não tenha sido falado antes, claro que foi, Alice Bailey, Rudolf Steiner por exemplo tocaram nisto) com grande força o fim dos tempos, das eras, a mudança das mesmas tomou contas progressivamente de outros grupos que não só os evangélicos e o mundo não foi mais o mesmo.

Hoje fora destas searas religiosas e espiritualistas  a temática continua crescendo...
Tentarei embaixo listar a maioria deles, alguns surgidos antes de 2012 mas a ampla maioria depois.
Me pergunto; será que particularmente os criadores de filmes, livros e séries de TV que abordam atualmente em profusão este tema não são ligados a tais grupos? Ou serão meros espertalhões buscando carona na onda que sentem ser extremamente rentável? Eis uma boa questão para se pensar.
Vamos então...

ARQUIVO X

Esta talvez seja a mãe das demais; Chris Carter em 1994,7 anos após o evento da Convergência Harmônica e 3 depois do evento do Portal 11:11 cria uma série fabulosa que se torna coqueluche universal ao trabalhar com dois temas centrais intrigantes; alienígenas e fim dos tempos. Mulder(David Duchovny) e Scully(Gillian Anderson)depois  ajudados por Dodget(Robert Patrick), Reyes(Anabeth Gish) e Skinner(Mitch Pileggi) dominaram por quase 10 anos a TV mundial com estas temática mais os monstros da semana e com figuras coadjuvantes marcantes como o canceroso(William B. Davis) e o agente Kryceck(Nicholas Lea)como seus rivais.

MILENIUM

Esta série de Carter, filha direta de Arquivo X vai ainda mais fundo no tema de fim de mundo, criando em 3 temporadas um ambiente asfixiante que une não só a teoria de conspiração da série mãe mas também cultos milenaristas que pregam e preparam o mundo para o evento do fim dos tempos. O agente Frank Black(Lance Henriksen) era o protagonista da trama assessorado pelo dúbio agente Peter Watts(Terry O'Quinn) uma figura no meio fio entre heroísmo e vilania. 

LOST

Durante muito tempo as teorias que envolviam aquele avião, aquela ilha e o que de fato tinha  acontecido com os desaparecidos foi um virose universal. A decepção coletiva com o fim advém do fato de que algumas teorias com relação a série não terem sido satisfeitas, algumas até que tocavam no evento...fim dos tempos. 
Terry O'Quinn de Milenium aqui aparece em papel mais marcante ainda, o inesquecível John Locke, talvez o mais bem acabado dos personagens misteriosos da série que tinha ainda Josh Holloway(Sawyer Ford), Mattew Fox(Jack Shepperd), Angeline Lilly(Kate Austen), Naveen Andrews(Sayid Jarrah), Jorge Garcia(Hugo Reyes), Henry Ian Cusick(Desmond David Hume)), Elizabeth Mitchell(Juliet Burke), Daniel Dae Kim(Jin-Soo Kwon), Yujim Kim(Sun-Hwa Kwon), Ian Somerhalder(Boone Carlyle), Maggie Grace(Shannon Rutheford), Dominic Monahan(Charlie Pace), Emile de Ravin(Claire Littleton) e o excelente Michael Emerson(Benjamin Linus) este quase roubando o posto de grande destaque da série de Quinn, dentre outros.

BATTLESTAR GALÁCTICA

O fim das 12 colonias de Cobol, sua emigração pelo espaço em busca da perdida décima terceira comandados por Adama e Laura(Edward James Olmos e Mary Mcdowell)respectivamente comandante e presidente... perseguidos por seus algozes, os cilônios(que inclusive criaram corpos semelhantes aos humanos pois são máquinas e estão infiltrados entre eles na fuga) são uma metáfora perfeita para o 'nosso' próprio final dos tempos. As questões sobre o que é ser humano e racional, o que de fato é a vida e estar vivo e principalmente sobre Deus além do conteúdo fatalista de fim de mundo e esperança de um novo porvir  dominam a a série de ponta a ponta. Interessante notarmos que os cílons são monoteístas e os humanos politeístas. O personagem dúbio de Baltar(James Callins), vilão escrachado na série original dos anos 80 e aqui no remake primando pela dubiedade é um dos grandes trunfos da série, sua relação com a bela cilônia numero seis( Tricia Helfer) é um ponto decisivo na trama. Fazem parte ainda do elenco principal, Apolo(Jamie Bamber), Starbuck(Katee Sackhoff) e Boomer/Atena(Grace Park), com um elenco de apoio excelente onde brilham as figuras do coronel Tigh(Michael Hogan)braço direito de Adama, Tyrol(Aaron Douglas) mecânico chefe da Galáctica, Samuel(Michael Trucco) famoso jogador do principal esporte das colônias e outras coisitas mais sobre eles só descobertas na última temporada da série e  por fim Agathon(Tahmoh Penikett)piloto da galáctica inicialmente perdido e deixado com Atena em Cáprica a principal das colônias.

SUPERNATURAL...

A saga dos irmão Winchester Dean(Jesen Ackles) e Sam(Jared Padaleck) aliados ao arcanjo Castiel(Misha Collins) e as vezes também ao arqui demônio Crowley(Mark Shepperd) já os apresentaram várias vezes para o temido fim do mundo ou final dos tempos. Num mundo onde Deus tornou-se ausente a guerra entre anjos, demônios, nefilins, deuses pagão etc pelo espólio coloca em perigo a própria existência humana.

FRINGE...

A agente federal, Olivia Dunham(Anna Torv) une-se a um homem de passado misterioso, Peter Bishop(Joshua Jackson) e um cientista meio louco mas genial, Walter Bishop(John Noble) para evitar um evento apocalíptico de grande envergadura o qual ameaça dimensões distintas da terra...a participação do lendário LEONARD NIMOY(para quem ainda não associou o nome à fama, o mítico SPOCK de STAR TREK) em alguns episódios da série foi um dos grandes trunfos da mesma.

Passadas estas 5(Supernatural ainda continua ativa) o que houve então foi uma verdadeira explosão de séries apocalípticas, livros e filmes idem... desbragados(as) ou seja; em muitos o apocalipse já ocorreu, deixou de ser mera possibilidade ou de haver salvação de última hora para que não haja! Se,  nas séries anteriores o mesmo era antevisto agora ele era um fato, um acontecimento na ordem do dia...

THE WALKING DEAD, o apocalipse zumbi e a mais célebre de todas e depois; RESURRECTION, LES REVENANTS, DOMINION, DEFIANCE, EXTANT, UNDER THE DOME, THE LAST SHIP, THE LEFTOVERS, CONTINUUM, THE 100, REVOLUTION, HELIX, THE AFTER(do mesmo Chris Carter), TERRA NOVA(já extinta), SLEEPY HOLLOW, ZERO HOUR, ALCATRAZ(já extinta), FALLING SKIES, STAR CROSSED, FLASHFORWARD(extinta, passou um pouco antes de 2012), THE EVENT(já extinta), HEROES(havia um conteúdo apocalíptico muito forte nesta série, também um pouco anterior a 2012 e já extinta), CRÔNICAS DE SARAH CONNOR da franquia Terminator só que na TV(extinta) e a aparentemente extinta também THE CULT que apresenta um mundo estranho onde uma seita de internet bota o mundo de pontas cabeça...bem, estas as que me lembro e entendo mais célebres.
Podiamos talvez citar aqui também a franquia STARGATE ; STARGATE, STARGATE ATLANTIS E STARGATE UNIVERSO pois os deuses ghoauls e demais entidades que ali aparecem estão sempre a um passo de praticarem nossa extinção e o mero fato de veladamente já as grandes potências saberem da existência dos aliêns e até terem acesso as suas tecnologias mantendo a humanidade em geral na ignorância disto e no oculto participando até de batalhas intergalácticas me parece sintomático disto.

No cinema recentemente vimos o sucesso de filmes como GUERRA MUNDIAL Z, NO LIMITE DO AMANHÃ, OBLIVION, TRANSCENDENCE, NOAH(apesar de enfocar um apocalipse antigo mira exatamente na onda apocalíptica atual), X MEN DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO, A SÉRIE JOGOS VORAZES, ROBOCOP, 2019 O ANO DA EXTINÇÃO, AS NOVAS ADAPTAÇÕES DE PLANETA DOS MACACOS, A ESTRADA, e a um pouco mais tempo; STARGATE O FILME original, FIM DOS DIAS, ARMAGEDON, IMPACTO PROFUNDO, EU SOU A LENDA, FILHOS DA ESPERANÇA, GUERRA DOS MUNDOS, O DIA EM QUE A TERRA PAROU, O DIA DEPOIS DE AMANHÃ, INDEPENDENCE DAY , 12 MACACOS, SOUTHLAND TALES, ANTES DO FIM DO MUNDO, CRÔNICAS DO FIM DO MUNDO, 11:11:11, FIM DOS TEMPOS, CONTAGION, A SÁTIRA THE END de Seth Rogen e cia, PROCURA-SE UM AMIGO PARA O FIM DO MUNDO, O LIVRO DE ELI,  SUNSHINE ALERTA SOLAR,  PRESSÁGIO, EXTERMÍNIO, LEGION, 3 DIAS, A ULTIMA NOITE, 4:44 ULTIMO DIADA TERRA,O PADRE, JUIZ DREDD, STONE HENGE APOCALYPSE,O MENSAGEIRO, WATHERWORLD,
A, WALL-E, SENTIMENTOS DE AMOR, AS FRANQUIAS MATRIXM, ANJOS REBELDES, E TERMINARTOR(esta última apesar de seus mais antigos e famosos exemplares estarem  um a mais de 23 e outro a mais de 30 no tempo o último entra naquilo que me propus falar de onda crescente sobre fim de tempos etc pois acontece 4 anos após a Convergência e por fim seus dois exemplares mais recentes são de 10 anos para cá)...E CLARO, 2012!

Sim, tem outros mas estes me parecem os mais recentes ou os mais representativos de tudo isto que esta acontecendo.
Muitos destes filmes e séries são adaptações de livros de sucesso sobre o tema, portanto a literatura chegou primeiro ao filão explorando-o através dos livros investigativos, de debates ou explicativos, primeiro dos "escatologistas" evangélicos depois do pessoal ligado ao movimento new age sobre a ascensão da nova era, em seguida vieram os romances e as consequentes adaptações televisivas ou cinematográficas.
A cultura do fim do mundo, do fim dos tempos longe de arrefecer após 2012 tomou mais corpo ainda, ficou até mais forte. Isto porque apesar de tudo começa a surgir nas pessoas o senso de que longe de ser o fim do mundo 2012 foi um marco sinalizador do final de nossa civilização.

Olhando para o mundo da forma em que esta e os rumos que toma as pessoas percebem que isto NÃO TEM como seguir do jeito em que esta muito tempo mais.

Cada vez mais nossa sociedade parece perder completamente o rumo e levar de roldão o ambiente em que vive.

O relativismo, a ausência de compromisso com verdades interiores de bem ,bom, inclusivo, equilibrado, lúcido, íntegro, curativo, libertário, fraterno, evolutivo, espírito, real etc...é a espada de Dâmocles nas nossas cabeças.

Este sentimento de fragilidade, de fracasso associado a incapacidade de livrar-se dos parasitas sociais de todos os tipos em especial governantes, políticos, líderes espirituais e sociais, que ao invés de governar e liderar pelo bem comum o fazem para si, quando muito para um grupo específico, fez surgir nas pessoas a certeza  de que por trás de todas estas desgraças do mundo há uma elite global nefasta de humanos que são na verdade encarnações de entidades extra terrestres nefastas ou suas crias e que são os etês nefastos que estão por trás de nossas desgraças. Esta visão em nada difere da cristã fundamentalista a não ser que nela os etês são demônios e os humanos da elite seus serviçais. Mudou-se só os nomes, origem e extrutura física dos vilões mas em essência é a mesma coisa.

Num cenário assim não admira que estejamos aqui falando em cultura do fim do mundo, do fim dos tempos.
Esta combinação; alienação de si mesmo, das verdades interiores em si e do divino morante em si e além de si e o subjugar-se a uma minoria que inacreditavelmente domina a maioria ao seu bel prazer  me parece a meu ver uma verdadeira matriz incubadora de apocalipses.

O humano assim só vê uma saída para tudo...O FIM...quer desta civilização, quer do próprio mundo.
Somente destruindo o que esta podre é que podemos construir algo novo!

Realmente isto é uma verdade, mas se cada um de nós não nos conscientizarmos que esta podridão esta sobretudo dentro de nós, de nossa alienação com relação ao Eu maior e às verdade interiores  e que é exatamente esta podridão interna que polui o que esta fora criando através de relações doentes escravidão e dominação etc...se não nos conscientizarmos disto destruiremos o que esta fora para só mais lá à frente nos descobrirmos escravos de novo dos mesmos de sempre.

Sem reforma íntima, sem mudança interna, sem mudança de rumo a partir de dentro NÃO HÁ libertação, não há nova era!

Tenho dito!

MARANATA!

Valter Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

TEMA DE ARQUIVO X

TEMA DE  NOAH

TEMA DE BATTLESTAR GALÁCTICA

TEMA DE NO LIMITE DO AMANHÃ

TEMA DE LOST

TEMA DE GUERRA MUNDIAL Z
FONTE YOUTUBE







FONTE YOUTUBE



Nenhum comentário:

Postar um comentário