Google+ Badge

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

AS "CRIANÇAS" DO REINO DE DEUS...






Jesus viu algumas criancinhas. Disse ele a seus seguidores: "Essas crianças são como aqueles que entram no Reino."
Eles lhe disseram: "Então devemos entrar no Reino como criancinhas?"
Jesus lhes disse: "Quando de dois fizerem um, e o de dentro como o de fora, e o de fora como de dentro, e o de cima como o de baixo; e quando de homem e mulher fizerem um só, então o homem não será homem nem a mulher será mulher; quando puserem um olho em lugar de um olho, uma mão em lugar de uma mão, um pé em lugar de um pé, uma imagem em lugar de uma imagem, então vocês entrarão no Reino."

(O Evangelho de Tomé)


-"Tornar-se uma criança para entrar no reino de Deus"...

Nesta frase do Cristo esta oculta toda a verdadeira alquimia da alma, toda a verdadeira transmutação dos elementos constitutivos da personalidade, todos os segredos dos grandes mestres e mestras de todas as eras que penetraram além do véu do meramente aparente que é os conceitos relacionais humanos.

- "Essas crianças são como aqueles que entram no Reino."



As crianças estavam por ali, despreocupadas, brincando, se divertindo, alheias ao grau de 'seriedade' com que os adultos encaravam as tarefas daquele dia. Jesus talvez sentando, ensinando aos discípulos vê nelas o perfeito exemplo do cidadão, da cidadã dos céus, daqueles que adentram aos portais do reino divino.

Diante da perplexidade daqueles que o ouviam ele passa a exemplificar o que só ele vê naquelas crianças que as habilita como cidadãs do reino:

- "Quando de dois fizerem um"


Tudo começa com o conflito interior.

Quando 'crescemos' na medida que nos tornamos adultos parece que cada vez mais o abismo entre o verdadeiro querer e o que se faz se torna cada vez mais profundo e distante um do outro.
Alma e Personalidade portanto se tornam efetivamente e ativamente dois dentro de nós.
Há portanto necessidade ao retorno original quando alma e personalidade vibravam uníssonas como dois em um...

O meu querer era o meu realizar!

Sem esta junção de dois em um não há como entrar no reino de Deus.

Personalidade dividida em relação à alma não tem como dele fazer parte.

-  "e o de dentro como o de fora, e o de fora como de dentro,"


Não só alma e personalidade devem voltar a ser um só, vibrando em sintonia com o que vai dentro do humano. Seu mundo interior tem que vibrar em perfeita sintonia com o mundo que lhe rodeia.
Assim como a criança faz do mundo entorno de si um verdadeiro playground onde se diverte a valer, onde aventura-se sem medo e receios assim deve ser conosco. Devemos perder o medo da vida, o medo das experiências com o outro, com os seres vivos, com o meio ambiente ...deixar de demonizar o planeta e tudo o que aqui vive e aceitar tudo isto como uma grande aventura.

- " e o de cima como o de baixo"


Mais além vamos nesta aventura...

Para as crianças no mundo encontram-se diversos portais para outras realidades do ser.
Por estes elas adentram esta realidades e portanto ligam o 'em cima', estas realidades e dimensões além da nossa com esta, o 'embaixo' em que vivem.

Assim deve ser conosco...

Enquanto não discernirmos esta verdade, de que temos que ser 'assim em cima como embaixo'...que devemos sonhar, fantasiar, imaginar e a partir dai criar nosso mundo e as coisas que queremos para nós sempre interagindo uns com os outros na 'brincadeira' para isto, continuaremos esta palhaçada idiota de ego exacerbado, separatividade, medo, violência, ódios, guerras etc...

Ah! Mas você vai dizer...nem todas as crianças são assim 'santinhas' e bem resolvidas, verdade e principalmente neste mundo moderno cada vez encontramos infantes mais e mais descaracterizados do que deveríamos encontrar, tem até um nome para isto...'INFÂNCIA ROUBADA' é isto é um crime lesa humanidade DOS ADULTOS em relação as crianças, INDEPENDENTE de que uma ou outra delas por si só faça vez ou outra de sua vida um inferno o verdadeiro inferno para elas quem fazemos somos nós...

Por outro lado Jesus não diz que quem adentra o reino deve ser 'santinho' e nem diz que todas as crianças sabem brincar tão bem como as outras, o que ele diz é que o ESPÍRITO INFANTIL NATURAL na e das crianças deve ser o Espírito Natural dos cidadãos do reino, ele não mira nas exceções mas na essência do que faz uma criança ser uma criança!

"então o homem não será homem nem a mulher será mulher; "


Será que Cristo falava aqui de transformismo de hermafroditismo?

Não!

Quando as crianças se reúnem há a liberdade de ser, há o desejo de ser puramente feliz, de brincar, de correr, de pular, de interagir...

Nisto pouco se dá se é menino ou menina, são crianças somente, são seres que querem viver, interagir com o mundo sem perderem tempo nem conceituações e discriminações com isto.

Não interessa o sexo interessa a energia!

Assim são os que adentram ao reino...

Homem, mulher, isto aquilo, deixam de existir e passam a ser apenas e tão somente UNOS, ligados na essência do viver, do aventurar-se. Libertos completamente dos conceitos e discriminações podem assim se enxergar não como diferentes mas como iguais ainda que diferentes o sejam...

A verdadeira igualdade é esta, não limar tudo e todos, passando uma régua e deixando tudo e todos conformes uns aos outros mas simplesmente sendo o que se é sem medo de ser e fazer feliz e nem se tocando que se é diferente de ninguém.

Mesmo sendo diferente!

A verdadeira igualdade, a igualdade do reino de Deus não cria robôs, nem linha de fabricação, cria UNIDADE NA DIVERSIDADE...
Percepção de unicidade mesmo cada um sendo uma singularidade.

- "quando puserem um olho em lugar de um olho, uma mão em lugar de uma mão, um pé em lugar de um pé, uma imagem em lugar de uma imagem, então vocês entrarão no Reino."


Quando tivermos a lucidez de percebermos o jogo, quando tivermos a lucidez da criança em saber jogar, saber brincar com os opostos, saber montar o quebra cabeças sem perder a cabeça...

Percebam que cada coisa é associada a seu semelhante...

Olho com olho...mão com mão...pé com pé...imagem com imagem...

Este olhar que no meio da diversidade percebe a similaridade, este olhar que percebe que no fundo esta diversidade, estas divergências não passam de ilusões, este é o olhar de quem adentra o reino de Deus...

No fundo tudo é imagem, é aparente, é construção mental e como tal deve ser colocado em seu devido lugar com o que lhe é sintônico.

Quando assim fizermos atingiremos o ponto do não ponto...o reino...a porta onde tudo é UM e definitivamente nada será igual como era antes pois não haverá mais nem antes, nem depois...só agora!

SOHAM SOHAM SOHAM !!!

Valter Taliesin


VÍDEOS SAGRADOS

MUSICA CELESTIAL















FONTE YOUTUBE








FONTE DE IMAGENS GOOGLE






Nenhum comentário:

Postar um comentário