Google+ Badge

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

MULTIDIMENSÕES DE LUZ...

Iremos seguir a caminhada não importando quão dura seja a estrada pois estrada somos nós que forjamos. Abrimos a picada no mato, procuramos pedras ou asfalto, guias, usamos todos os tipos de materiais para construí-las e torná-las o mais seguras e confortáveis possível mas ainda assim, nem sempre caminhar por elas é uma tarefa fácil.
Todavia o Caminho é um só independente das estradas que construímos!
O Caminho para SI mesmo, para Deus em Si sempre foi e sempre será um só e agora ou depois, não importa protelar, um dia terás que trilhar se realmente quiseres dentro de ti a plena satisfação!
Não existe satisfação fora do Caminho, não existe satisfação plena na forma como fazemos nossas estradas nele mas sim em trilhá-lo, ainda que seja de terra, ainda que seja mata, onde o que nos norteia seja somente a luz interior em meio ao imenso matagal em noite densa.
Não importa, quem esta no Caminho trilhando-o com a alma, com o ser interior totalmente focado em Deus... chegará a bom termo

Valter Taliesin



Do mais profundo recesso da alma dos guerreiros e guerreiras da luz, dos magos e magas, viajantes dimensionais existem lembranças potentes e sagradas de lugares onde a magia e as cores da vida são um espetáculo supremo, sem igual.
Nestes momentos são estas imagens, são estas lembranças que nos seguram firmes na trilha e na jornada do Caminho quando tudo o mais dizem não.
É esta percepção que podemos, SE QUISERMOS, irmos nos momentos de meditação, de sonhos para estes lugares e lá recarregarmos nossas baterias, lá restabelecermos o equilíbrio interior entre o querer e o fazer.
Nestes momentos nossas almas finalmente se veem naquilo que definem como lar, pois lar é onde você definitivamente se sente plenificado.
Quando estamos em contato com a Fonte nós somos levados aos lugares mais espetaculares que nossa imaginação concebe.
Lugares onde nos sentimos absolutamente nós mesmos, lugares onde temos afinidade com tudo e com todos os seres ali viventes.
Mas claro, por isto que o mestre nos disse que devemos ser como crianças pois esta capacidade de imaginação e de tele transporte sem a naturalidade de uma criança é difícil de acessar.

Valter Taliesin

A Vontade divina e o Amor divino atuam através de Sua Presença em nós transmutando todas as situações de limites, todas as situações de conflito em ambientes favoráveis à nossa evolução pessoal quando permitimos este tipo de compreensão dentro de nossas almas.
A alma em si anela pelo sagrado, antevê que algo diferente do que percebe existe e que esteja em algum ponto da esfera do Ser mas nem sempre consegue mesurar o que seja,nem muito menos onde possa ser.
Quando permitimos que progressivamente através das experiências diárias este senso de entrega ao sagrado nos envolva e nos interpenetre vamos percebendo progressivamente que todo este anelo da alma, todo este desejo de nosso coração por mais luz, mais vida, mais realidade vai sendo progressivamente sanado.
Fecham-se as portas de medos e egoísmos e abre-se a porta onde  o nosso querer torna-se progressivamente o querer de Deus, onde nossa vontade se torna absolutamente alicerçada, centralizada em sua Vontade e um Amor incomensurável preenche nossas almas e corações com reflexos poderosos e positivos em nossas personalidades na forma como encaramos nossos relacionamentos com as demais pessoas e com todas as formas de vida.
O meio ambiente se torna não só o lugar em que moramos ou trabalhamos, enfim atuamos mas o próprio terreno sagrado onde manifestamos em todas as coisas a luz presente em tudo e em todos.
Sim, conscientemente manifestamos a luz embrionária em toda a matéria circundante tanto as visíveis quanto as invisíveis aos olhos!
Transmutamos a matéria escura, plena de potencial de vida em luz brilhante e diversificada na multi forme graça e expressão divina em nós, através de nós e presente potencialmente em todas as coisas.
Amor e Vontade, Vontade e Amor divinos nos fazem uma só Presença no Presente e dai a cura se espalha como que por osmose por tudo e todos.
E um novo dia, um novo mundo começam...

Valter Taliesin


Encante-se...

Encantar-se não é criar em torno de si uma ilusão sem sentidos, uma mirarem de mundos fantasiosos mas permitir que a alegria genuína, que brota do senso de Presença, estar viva e ativa dentro de si.
Existem garis encantados vivendo suas vidas em plena tecitura de um mundo novo em si e além de si e bilionários presos a uma solidão lacônica dos sentidos que os fazem simplesmente desistir da vida.
É a pobreza ou ausência de bens que faz isto?
Não!
Mas a ausência de apego!
Se uma pessoa possuir todos os bens deste mundo mas for totalmente livre dentro de si para que se em perdendo tudo ter forças dentro de si para recomeçar a viver do zero e se sentir plenamente satisfeita com suas realizações neste novo começo então estamos diante de alguém rico de bens por consequência de sua riqueza interior e isto sim é inesgotável.
Por outro lado uma pessoa pobre de bens materiais mas apegada, até a um simples retalho preso ao seu corpo será motivo de apego.
Existem pessoas que enriquecem financeiramente  e depois enriquecem outras vidas ao permitir bons empregos em seus negócios para os demais, oportunidade honesta de ascensão social para os que se esforçam, ajuda caritativa a ongs verdadeiramente comprometidas com o bem comum, alguns inclusive criam as suas, enfim, tornam suas riquezas um veio de luz no mundo.
Já outros saem do zero, ficam ricos, se encastelam entre seu ouro e morrem podres, rodeados de dinheiro mas completamente putrefatos por dentro, na alma, no ser interior que perdeu o contato com o divino em si e caiu nas malhas de seu ego descontrolado.
Assim não é ilícito ser rico mas completamente equivocado e errôneo depositar todo o seu amor e apego às riquezas deste mundo.
Ser livre de apegos é o que faz realmente nossa riqueza genuína!

Valter Taliesin



Doce deleite...

Doce de leite...

Leite e Deleite...

Deleitar-se é comparável ao líquido sagrado que sai das mães humanas e animais para nutrirem seus filhos, suas crias.

Deleitar-se tem a mesma raiz deste líquido sagrado.

O doce de leite portanto se torna uma imagem simbólica do doce deleite.

Naquele pequeno doce feito de leite puro e a doçura mais profunda do açúcar temos um símbolo do deleite, do pleno prazer de ser e fazer feliz, do puro doce deleite.

Deleitar-se é vivenciar plenamente o profundo senso de plenitude divina dentro de si e espargir isto em todos os lugares e com todos os contatos que tivermos.

Deleitar-se é portanto viver o presente na Presença!

Deleitar-se é viver segura e plenamente no hoje como se vivêssemos no Eterno agora.

Deleitar-se é abraçar a vida com todo o vigor, com todas as forças de nossas almas sem medo de sermos e fazermos felizes.

Deleitar-se é fazer sentir ao nosso redor a vibração íntima de nosso contato com a luz divina constante e atuante em e a partir de nós.

Cada minuto que ganhamos orando, meditando, estudando livros sacros, estudando o maior de todos os livros sacros a natureza ao nosso redor, ao vivenciarmos boas rodas de conversas interativas, mesmo que seja a dita 'conversa jogada fora' , claro, desde que não envolva meter o pau na vida do outros, então, cada um destes minutos se tornam um puro deleite, um puro prazer em viver.

Deleitar-se é portanto cumprir com sua missão de vida!

Deleitar-se é entregar-se ao sagrado em si e além de si sem medo de ser integralmente o seu melhor neste mundo.

Deleite-se, vivencie a vida com todas as suas forças, seja pleno em todos os momentos, quer bons(se alegrar com os que se alegram) ou maus(chorar com os que choram) e perceberás que o deleite esta naquelas pequenas coisas de nossas vidas, algumas até que achamos inúteis ou tão simples que nem parecem determinantes nas nossas vidas. Mas que contem nelas o germe da eternidade.

Valter Taliesin

As grandes maravilhas de Deus são ocultas aos olhos daqueles que se fecham para o Amor em sua plenitude.
Somente àqueles que estão no centro da Rosa do Amor, da Sagrada Flor de Lótus no centro do Ser pode se manifestar e estes perceberem e abarcarem sem medo e sem constrangimentos as maravilhas que Deus tem para os que primam pelas luz do amor em suas vidas.
As grandes descobertas evolutivas da vida que não contemplam o Amor dentro dos humanos estão fadadas a se tornarem ditaduras de ego e trazerem dor e sofrimento a muitos que se submetem à elas.
Avanços tecnológicos, expressões artísticas, manifestações religiosas, ideologias políticas, tudo isto por mais avanços que tenham estarão fadados a serem veneno na vida dos humanos se retirar-se o Amor do centro deles.
O Amor é o único e real fundamento de vidas verdadeiramente evolutivas e sagradas, o mais é pura miragem de evolução.
No Amor estão os poderes que realmente constroem vidas significativas, abençoadas e abençoadoras no mundo.
Enquanto os humanos não perceberem isto, sentirem isto, manifestarem isto, perceberão falta de sentido em tudo o que fazem esperando que brote água límpida de poços envenenados.
Amar a Deus sobre tudo e todas as coisas e ao próximo como a si mesmo foi a ordem do Cristo ao resumir os mandamentos.
E até hoje ninguém entendeu porque Deus esta acima de tudo.
Pensam numa hierarquia acima de si verticalmente quando esta sobretudo está DENTRO DE SI. Por isto quando amamos Deus sobre tudo e todas as coisas amaremos fatalmente à nós mesmos e aos demais humanos e mais além a toda a forma e expressão de vida, pois o Amor em e por Deus em nós abarca tudo e todos automaticamente.
Quem diz amar a Deus, por mais 'fogo' espiritual que sinta dentro de si, se isto não envolve amar-se a si mesmo ou seja; respeitar seus limites mas entregar sua vida Àquele que esta além dos limites para que Este possa fazer em si a Grande Obra e enxergar o mesmo e da mesma forma em seu irmão e irmã esta enganando a si mesmo pois um amor por Deus que não envolva misericórdia consigo, com suas falhas e reconhecimento de suas virtudes e da mesma forma com os demais humanos não passará de pura miragem e sentimentalismo vazio e frouxo.
Amor portanto é a base de toda vida.
Mas amar não significa aceitar tudo o que o outro faz mas sim colocar em primeiro lugar a verdade interior de cada um em primeiro plano.
E nem sempre isto alegra a tudo e todos.
Tem muita gente que se apega ao pieguismo e não à verdade poderosa, divina, dentro de cada um de nós e que se revela através do genuíno Amor divino em nós.
À estes que ficam presos a este tipo de 'ilusão de amor' as atitudes daqueles que verdadeiramente amam seus semelhantes nem sempre parecerão amor pois confundem sentimentalismo e pieguismo barato, e pior, APEGO com Amor genuíno. E quem realmente ama pode muito bem ensinar lições de desapego para quem quer fazer SEMPRE de muleta sentimental o costado de quem é mais livre que o mais livre dos pássaros.
Assim é...
Valter Taliesin



MÃE...

A imagem da Mãe Divina é uma se não a mais ancestral das imagens que tem os humanos sobre o sagrado.

Atualmente no ocidente pós mais de 1700 anos de predomínio cristão, em particular a visão católica e ortodoxa a figura de Maria a Virgem mãe de Jesus Cristo tem bem ou mau exercido este papel do sagrado feminino para nós.

Porque digo bem ou mau?

Vejamos:

1.Apesar de seu filho ser visto como Deus pelos fiéis Maria não o é, ainda que tenham atribuído a ela o epíteto de Mãe de Deus.

2. Apesar de conter em si todos os designativos de honra e glória que as antigas deusas, manifestações divinas femininas tinham Maria é reverenciada somente, não adorada e jamais foi chamada de Deusa ou ao menos face desta.

3. Uma boa parte, considerável diria, do cristianismo que envolvem espíritas kardecistas, protestantes, evangélicos de diversas correntes, mórmons, testemunhas de Jeová etc...tem Maria como um dos maiores vultos espirituais de todos os tempos. A mais bem aventurada das mulheres mas JAMAIS atribuíram a ela nem a virgindade perpétua do catolicismo e da ortodoxia(alguns nem a virgindade de forma alguma enquanto concepção) nem muito menos epítetos como rainha dos anjos, rainha do céu, consoladora, intercessora etc...

4. Por fim, as correntes ditas heréticas tem além de Maria uma outra figura de proa nesta questão de Mãe de Deus ou divina; a figura de outra Maria, a Madalena, tida por estes por consorte do Cristo ou no mínimo sua discípula dileta e que exerceria figuradamente como a Virgem o manto de mãe do mundo.

Porque estou a falar sobre tudo isto?

Porque penso que a figura de Maria DEVE SIM ser encarada como uma extensão, uma faceta da Mãe Divina. Deve ser encarada sem medo como uma expressão do sagrado feminino manifesto à humanidade.

Não só ela mas a Madalena inclusive.

Porque?

Porque penso que assim como certos homens encarnaram em si de forma plena e completa como o próprio Jesus a figura mítica do Filho divino, Maria encarnou em si a figura da Grande Mãe e Madalena da grande Consorte independente se o fosse de fato ou não.

Maria seria a grande hipóstase da Mãe e Madalena a da Noiva!

E estas figuras míticas quer elas o fossem literalmente ou figuradamente expressões das mesmas encarnaram-se nelas de forma benéfica para a benção do mundo.

Resumo:

Penso que Maria merece todos os epítetos atribuídos a ela tanto pelo catolicismo como pela ortodoxia e vou mais além; merece ser vista hoje como a imagem mais atual da velha imagem da Grande Mãe Divina a Deusa, ela e sua e quem sabe nora; Maria Madalena.

Valter Taliesin

DEUS...

D...
Doador...
Deus é único doador do universo.
A missão de suas consciências manifestas é permitir que este doador presente nelas em potência através da Centelha divina se expresse no mundo da mesma forma que Deus atua, doando.
Doando amor, poder, fé, alegria, felicidade, paz, sabedoria, criatividade, liberdade, expansividade, unicidade, diversidade, etc...
Ao doar nos tornamos semelhantes a Deus e quanto mais liberal nos tornamos neste doar isentos de preferências e escolhas deste teor mais divinos somos.
Como diz o Cristo: - " Deus faz nascer o sol sobre justos e injustos."
Isto mostra o quanto ele é doador mas não exime o injusto de depois ter que lidar com sua injustiça diante da própria Lei da Vida em si presente. Uma coisa não exclui a outra, ao contrário são complementares; amor e justiça, bondade e rigor, doação e restrição,quando finda a aventura terrestre e os humanos tem de confrontar seus feitos no recesso do templo interior diante da Centelha divina em si.

E...
Energia...
Para muitos Deus é energia. Energia sem consciência de ser. Entretanto digo que Deus é a Fonte da energia de vida. E EXISTE VIDA CONSCIENTE DE SI...portanto imaginar Deus como inconsciente nega a própria evidência de que nós que dele viemos e para ele tornaremos somos criaturas conscientes ou cientes de que SÃO.
Deus é o centro de onde emana a energia original de vida que se distribui em diversos e incontáveis raios, diversos espectros desta luz original que se expande por todo o espaço através do tempo criando novas formas de expressão da vida original.
Portanto aquilo que entendemos como consciência humana nada mais é que um pálido reflexo da verdadeira Consciência que é Deus.

U...
Uno...
Deus é o uno sem igual. Deus é o único sem antes e sem depois. Deus é o único além Dele não existe nenhum outro ou seja; Não existe duas ou mais Fontes de energia criativa. Não existem duas ou outras divindades. TODAS as múltiplas divindades universais do paganismo nada mais são do que diversas faces do mesmo e único Deus.
Por isto NUNCA existiram falsos deuses e deusas mas sim falsas religiões que usavam e abusavam das energias divinas manifestadas através das facetas divinas criando rivalidade entre elas. E este fenômeno até em nome de um único de Deus se faz como podemos perceber no confronto entre as religiões monoteístas e até seitas de uma mesma religião.
Portanto mesmo que sejam personalidades divinas diversas em ESSÊNCIA todas estas facetas de Deus vieram da mesma Fonte, do mesmo mistério último que anima cada uma delas...todas elas SÃO UM no mesmo senso e sentido divino de Ser.

S...
Soberano...
Deus é comparado nos mitos dos povos a um grande monarca que reina sobre tudo e todos. Evidentemente isto é uma antropomorfização do conceito de Deus como Fonte única de todas as coisas e seres.
A melhor forma que os humanos para explicar este mistério é através de seus reis, de seus soberanos, daqueles que governam povos.
Assim surgiu o conceito de Deus como o rei do universo e da criação.
Surgiu o trono divino, o cetro, a coroa etc...
Mas tudo isto são símbolos da verdade de que A Fonte é Soberana por ser a única de onde tudo provém.

Assim percebemos que, DEUS É O GRANDE DOADOR DA ENERGIA DA VIDA, EM REALIDADE O ÚNICO DOADOR, A ÚNICA FONTE DE VIDA E POR ISTO É SOBERANO OU SEJA, SEM IGUAL, SEM PARÂMETROS COMPARATIVOS.

Independente que se personalize ou não o conceito Deus o que temos é:

EXISTE UMA FONTE DE VIDA ÚNICA DA ENERGIA VITAL SOBERANA E INIGUALÁVEL QUE CHAMAMOS DE MUITAS COISAS MAS CONVENCIONALMENTE DE...DEUS...


Valter Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

PATRICK BERNHARDT - RISING SOUL

OLIVER SHANTI - SACRAL NIRVANA

KRISHNA DAS - ON NAMAH SHIVAYA

JAI UTTAL - NATARAJ

ANUGAMA - MYSTICAL TRANCE

DAVID ARKENSTONE - MAGIC FLOREST

FONTE YOUTUBE





FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário