Google+ Badge

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A CABALA DA VIDA: O grande código do Jardim Secreto...

CABALA...

Cabala ou Kabbalah, Qabbãlä significa RECEBER e receber o que?

A TRADIÇÃO!

No caso específico em que tratamos, a tradição dos antigos hebreus codificada no Gênesis.

A cabala é o grande código da vida impresso nas páginas da Torah, e no caso em questão veremos a mesma codificada, impressa, no primeiro capítulo do Gênesis.



Vejamos então:

No princípio criou Deus o céu e a terra.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
¶ E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.
E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
¶ E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas.
E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi.
E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
¶ E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.
E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.
E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.
E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
E foi a tarde e a manhã, o dia terceiro.
¶ E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos.
E sejam para luminares na expansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi.
E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas.
E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra,
E para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom.
E foi a tarde e a manhã, o dia quarto.
¶ E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus.
E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.
E foi a tarde e a manhã, o dia quinto.
¶ E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi.
E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
¶ E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
¶ E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.
E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.
¶ E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.

Gênesis 1:1-31

Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados.
E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.
E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera.

Gênesis 2:1-3


Analisemos o texto:

I. 6 foram os dias criativos como 6 é a quantidade da relação, da relatividade, dos relacionamentos.

II. 1 é o dia de descanso como um é Deus!

III. 6 são os Super universos de manifestação e 1 é o Super universo divino !



Estamos portanto diante de 7 Super universos, 7 céus cujo sétimo apesar de aparecer no texto como o último é em realidade o primeiro pois é 'o descanso de Deus' ou seja; o lugar onde esta a própria Presença!

Percebam que o homem surge no dia sexto, se acompanharmos a sequência literal do Gênesis teremos a impressão que o homem foi o último a ser criado mas se analisarmos o código cabalístico de Gênesis veremos que o homem é criado no sexto Super Universo, no sexto céu, o mais próximo do Super universo onde A  Presença se faz mais presente em plenitude!

Portanto no código cabalístico analisamos a criação de perspectiva inversa...cada dia criativo é um super universo, uma dimensão do ser e ela é vista de trás para frente ou melhor dizendo, de cima para baixo, ou mais hermeticamente ainda, do centro para fora. Assim o elemento último que surge é a luz ou seja; na densidade material da terra original vem à luz toda a vida presente nos dias criativos anteriores(posteriores na leitura literal). Elas se manifestam cada uma de suas dimensões do ser para a densidade na matéria mais densa.

Como conceito de expressão de Deus a luz é tanto a primeira como a última coisa que surge é o ALFA E O ÔMEGA, o primeiro e o último!



Visto por qualquer ângulo de leitura a Luz É o primeiro Ente universal! 

Ela esta tanto no primeiro dia criativo ou primeiro super universo ascendente quanto esta no descanso divino, o sétimo super universo ascendente e primeiro descendente.

A leitura sequencial de Gênesis nos fala portanto da perspectiva do humano encarnado em relação a Deus e o código cabalístico inverso nos fala da perspectiva de Deus sobre sua criação.

Ou seja; pela visão humana ela é a árvore do conhecimento do bem e do mal que tanto almejou e agora tem que trilhar entre escolhas e escolha. Da perspectiva divina a árvore da vida, de onde tudo procede desde Si mesmo. até o mais ínfimo dos seres.

O descanso de Deus é perene ou seja, o descanso de Deus fala-nos de sua imutabilidade, de sua infinidade, de sua eternidade, dai porque esta tanto no início quanto no fim da criação divina através do seu grande símbolo de manifestação: A LUZ, O Cristo cósmico, O Messias, O Alpha e Ômega...o Deus unigênito manifesto do seio do Pai/Mãe da vida e que contém em si e a partir de si todas as dimensões do ser e todas as formas que a vida toma, entre elas a principal: ADAM KADMON no sexto mistério, do sexto super universo ascendente e segundo descendente.

O ser humano nasce no sexto céu ou segundo super universo descendente. É criado como um Ser à imagem e semelhança de Deus a partir de seu trono, de sua grande Merkabah, seu super universo de pura luz...O DESCANSO...



A queda da-se para baixo no sentido do espiritual para o material. Não é uma queda consciencial somente, localizada num lugar no espaço/tempo, mas uma densificação progressiva na matéria, do mais sutil ao mais denso. O ser humano ao cair desce das esferas sagradas do segundo super universo descendente, do sexto ascendente para a densidade da matéria profunda no sétimo super universo descendente, na primeira dimensão ascendente.

Dizemos que vivemos em um universo de terceira dimensão...em verdade vivemos em um super universo que contém em si 3 dimensões...o universo mais denso, o nosso portanto, é um universo que coexiste em 3 dimensões do ser.

Sendo assim podemos falar de 7 Super universos ou céus mas concernentes as dimensões do ser já temos portanto 9 e não 7 somente...



Existe mais?

A luz ou Alpha e Ômega expressa tanto no primeiro super universo ascendente quanto no primeiro super universo descendente é em si uma dimensão do Ser...a Luz portanto é por si mesma a décima dimensão do Ser.

E no centro da Luz o que há?

Há o ponto de manifestação do ser divino...Há a décima primeira dimensão do Ser...misteriosa essência da própria luz soberana que inunda todo o sétimo super universo e é ela mesma um mistério à parte neste super universo. Portanto o sétimo super universo ascendente e primeiro descendente também contém em si 3 dimensões do ser...ele, a Luz que nele 'descansa' e o centro de manifestação da Luz(conhecida por ilha paraíso no livro de Urantia) ...

Neste ponto esta contido o mistério da trindade ou de AIN, AIN SOPH E AIN SOPH AUR...PAI, MÃE E FILHO...A FILHA SERIA TODAS AS 11 DIMENSÕES CONJUNTAS, A GRANDE ÁRVORE DA VIDA NOS 7 SUPER UNIVERSOS.



Estas 11 dimensões do Ser são as Sefirot ou seja; o esquema cabalístico conhecido como árvore da vida!

A primeira corresponde à Luz, Alpha e Ômega, é Kether a coroa, a segunda corresponde ao sétimo super universo em si e é Chokmah a Sabedoria, a terceira corresponde ao sexto super universo em si e corresponde a Binah o Entendimento, onde o ser humano original surge, se manifesta do útero da Mãe Suprema, a quarta é a misteriosa D'aath, a Sefirah oculta e representa o ponto central da luz, o grande mistério que nos leva até o grande Imanifesto: AIN, AIN SOPH E AIN SOPH AUR. Depois temos o quinto super universo em Chesed, o quarto em Geburath, o terceiro em Tiphareth(o centro da árvore, dai dizer-se que o paraíso terrestre esta no terceiro céu),o segundo em Netzah e o primeiro em Hod...mas como vimos, tanto o primeiro super universo descendente e sétimo ascendente, quanto o primeiro super universo ascendente e sétimo descendente contém 3 dimensões do ser...o primeiro 3 dimensões do espírito ou da luz, o segundo 3 dimensões da matéria ou trevas...Assim em Yesod esta uma outra dimensão deste sétimo super universo descendente e Malkth em uma outra dimensão.

7 Super universos, 11 dimensões do Ser nestes 7 super universos e 4  mundos(Olamot), ou planos, envolvendo todo este mistério...



1. ATZILUTH ou manifestação, emanação, que são os mundos divinos ou espirituais por excelência e envolvem as sefiroth Kether, Chokmah, Binah e Daath...o mistério de Deus, a Luz da manifestação e os dois primeiros super universos descendentes.

2. BERYAH ou criação, que são os mundos divinos onde o que é espiritual começa a criar usando a matéria, esta ainda em estado bem sutil, e corresponde as sefirot de Chesed ou quinto super universo descendente, Geburath ou quarto super universo descendente e Tiphareth ou terceiro super universo descendente. É o plano mental.

3. YETSYRÁ ou formação, que é onde o que é imaginado no mundo da criação toma forma e corresponde respectivamente a Netzah ou segundo super universo descendente, Hod ou primeiro super universo descendente e terceira dimensão do ser deste e Yesod ou segunda dimensão do ser deste primeiro super universo ascendente. É o plano emocional.

4. ASSYÁ ou mundo da ação, o mundo físico mais denso onde se dá todo o drama da encarnação presente e onde houve pela primeira vez o HAJA LUZ e a LUZ contida no sétimo mistério, no sétimo super universo ascendente se fez visível no sétimo mistério e super universo descendente antes de qualquer conceituação ou luminar visível.



4 portanto é o número que representa toda a criação desde o mundo espiritual até a matéria mais densa. Seu símbolo é a cruz dentro de um quadrado ou a manifestação, o sacrifício da Luz em prol da vida derivativa de si.

7 é o número da perfeição, da plenitude...7 super universos ou céus portanto nos falam da completitude em si mesma de toda a criação...da perfeição suprema de todo o criado, dai que o dia sétimo ou sétimo super universo é o descanso e símbolo supremo desta perfeição criativa cuja expressão mais densa esta no sétimo super universo descendente.

11 é o número da maestria, do grande arquiteto do universo ou seja; o número do criador, daquele que cria, que primeiro se manifesta no plano espiritual, imagina e cria no mundo da criação, da forma às coisas no mundo da formação e dá corpo a estas coisas no mundo da ação. 

É Deus conhecido como ELOHIM ou múltiplos de si mesmo...pode tal nome referir-se tanto ao Criador único e seus atributos, quanto referir-se a tais atributos ou faces divinas(os sete super universos, os sete anjos da Presença) como entidades em si, como manifestações do uno, ou ainda um grupo inumerável de seres que participam em nome do uno e de suas faces de todo o processo de criação universal.



Percebam que 9 vezes o texto diz: E DISSE DEUS, PARA CRIAR TODAS AS COISAS e mais duas: LHES DISSE, quando ordena aos humanos frutificarem e multiplicarem-se(ordem que também envolve todos os animais terrestres) dominando(sendo administradores da vida) a terra... e DIZENDO, quando se refere a frutificação e multiplicação entre os animais marinhos e as aves do céu...enfim, fazendo o que ele fez por elas, cada um por sua espécie....se reproduzindo, criando outras vidas.

O 11 é o grande número de ELOHIM, o grande número que o identifica como G.A.D.U. o criador supremo!!!

Podemos ver aqui inclusive uma manifestação dos 4 elementos originais. Humanos e animais surgem do fogo ou do sexto céu ascendente, ou da imagem, ADAM KADMON...Entretanto há um mistério presente aqui. O homem e os animais terrestres, aquáticos e aéreos surgidos da terra, água e ar simbolizam as 3 dimensões que formam o primeiro super universo ascendente.

O fogo portanto apesar de presente também no mundo tridimensional é um elemento original do sexto mistério, do sexto super universo ascendente e é ele que anima as fagulhas de vida criadas do ar, da água e da terra, é o que penetra nos seres, o fôlego de vida, a alma...seria em si uma espécie de quarta dimensão para nosso mundo, o tempo, e mais ainda; o veículo da ascensão deste. O que implica que TODA forma de vida tem potencial em si para ascender, para ir ao encontro do ALTÍSSIMO...

O ADAM KADMON, criado no sexto céu ou super universo é um Ser que contém em si o mistério de toda vida!

Na leitura literal o homem é o último ser criado, aparece como um coroamento de todo o processo, é uma forma de destacar a qualidade da expressão do Ser, coisa que o ser humano o é, para bem ou mau, em plena potência em relação aos outros seres. Mas como conceito de manifestação, na leitura do código impresso no texto, TODOS os seres vivos estavam contidos em ADAM KADMON quando de sua manifestação no segundo super universo descendente, um integrante do mundo espiritual tanto quanto o sétimo super universo, quanto o mistério da Luz e de seu ponto original de expressão.

Assim quando mais abaixo no capítulo 2 é dito que o homem nomeou todos os animais é uma forma velada do Gênesis dizer que em realidade toda a criação estava contida em potência no homem original, que ele como espelho, Imago Dei do criador continha em si a IDEIA de toda a criação!



Vejamos:

Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.

Gênesis 2:19

Portanto o nomear os animais é um código que revela que no ADAM KADMON original estava contida toda a criação universal e esta Imago Dei expressa no mundo toda esta criação nomeando-as ou seja; doando a todos os seres vivos o fogo primordial, as almas, o elemento evolutivo supremo para que TODA a corrente evolutiva tenha condições de evoluir rumo ao Criador.

Mas este Adam Kadmon contém em si um outro elemento que pertence à esfera do primeiro universo descendente...O ÉTER...um símbolo do Espírito divino...que é um mistério do sétimo céu ascendente no humano. Aquilo que chamamos de PRESENÇA DO EU SOU...O fogo portanto simbolizaria aqui a Alma ou Mônadas de almas, mas o Espírito...é de outra esfera, de pura LUZ...é o Logos em nós.



O Éter é o Logos e o Fogo as Mônadas de almas!

Percebam então o mistério; O ÉTER ou ESPÍRITO, A PRESENÇA EU SOU, é um elemento do sétimo céu ascendente presente no protótipo celeste de ADAM KADMON no sexto céu ascendente...

Como veríamos a evolução?

Todos os seres vivos teriam condições de, advindos de suas mônadas de almas particulares a partir do sexto mistério do Ser ascensionar rumo ao sagrado depois da queda. 

Neste processo o ser partiria do elemento mais elementar da natureza, passando por todos os reinos naturais e num crescente evolutivo atingiria por fim o mistério último da encarnação que seria o sexto céu ascendente onde então finalmente unir-se-ia definitivamente ao ser ascenso, ao elemento do sétimo céu ascendente ou seja: À PRESENÇA DO EU SOU...

Assim nesta leitura do código o ser humano e qualquer outro ser vivo universal possuem almas imortais mas não eternas...a eternidade só será ou não obtida se o ser atingir seu ponto de partida, o sexto céu ascendente, o reino das mônadas, as imagens contidas de toda criação em ADAM KADMON, onde então unir-se-a finalmente  à PRESENÇA DO EU SOU e ai sim, será uno com DEUS, será eterno, participante do imenso oceano infinito de Deus.

Portanto da forma como vejo, os seres vivos tem em si O LIVRE ARBÍTRIO de quererem ou não o dom supremo de Deus que é a vida eterna através da união com a Presença do Eu Sou potencialmente presente em tudo e todos. Deus a meu ver NÃO OBRIGA ninguém a querer evoluir. Se um ser preferir o caos, o elemento indiferenciado, simbolizado no primeiro versículo do texto através da terra sem forma e vazia num profundo e trevoso caos aquoso(como um grande útero) onde a única coisa que se houve é o som do Espírito de Deus(ou seja; uma prova de que o divino apesar de ser um mistério supremo do sétimo céu ascendente esta presente em todas as esferas do ser inclusive no caos original indiferenciado do primeiro céu ascendente, como um vento veemente pairando sobre tudo e todos como se incubasse este caos para fazer nele ou dele surgir a vida). 

Então se este ser preferir a involução à evolução, Deus respeitará sua vontade e este ser voltará sim para Deus mas através do caos indiferenciado, perdendo sua identidade de SER para um não ser elemental básico e como nada se perde na criação, ele será elemento construtor de futuros universos. 

Mas se tal ser opta por evoluir, ele se une a Deus através, não do caos, mas da ordem, e a ordem implica hierarquia, e a hierarquia implica seres que evoluem rumo a um objetivo definido. E este objetivo é a união com Deus finalmente no sexto mistério com o elemento do sétimo mistério(A presença do Eu Sou) e o derradeiro ascender supremo para o centro onde tudo é Deus, o sétimo céu!!! 



ALI TUDO É UM!!!

Quando a Luz através do elemento fogo, surge neste caos aquoso(através do movimento do vento incubador do Espírito divino neste grande útero), vemos que há separação entre trevas e luz, o fogo portanto é o quarto elemento que faltava onde havia terra(sem forma e vazia), água(caos aquoso) e ar(o som do Espírito criativo)...a Luz Suprema, o Alfa e Ômega espiritual do primeiro mistério surge neste sétimo mistério descendente como a Luz mais material do fogo...do fogo primordial que animou em todo o cenário deste grande útero a vida potencial ali presente.

O que temos depois é uma descrição ascendente da manifestação do mistério descendente da Luz ou Logos do Sétimo céu...a Luz surge no caos original e tudo começa ordenar e criar!

Cada dia passa a ser então uma descrição, uma materialização de todo o plano e projeto Adam Kadmon e assim olhando por esta perspectiva tudo começa a partir da luz, do fogo desta, mais material, pulsando dentro do caos original e progressivamente tudo formando, materializando, até que seres vivos e animados começam gradativamente a tomar conta do espaço culminando com o ser humano já então em estado decaído das esferas celestes mas nesta perspectiva de visão evoluindo novamente para o Centro.

Tudo depende da leitura que se faça, uma leitura literal só nos revela uma lenda, um mito que para muitos soa risível, mas embutido nestas letras tão simples podemos ver o mistério DO UM se tornando MÚLTIPLOS e do TODO se expressando como TUDO através de ADAM KADMON a IMAGO DEI, nascido do ÚTERO SAGRADO DE BINAH o sexto céu, do primeiro mundo espiritual...ATZILUTH...

Sendo assim o que encontramos por exemplo, naquele que é conhecido como segundo relato da criação e por muitos como o relato javista(o primeiro seria o eloísta)?

Yahveh Elohim, o Elohim original e múltiplo particulariza-se no Yahveh que contém em si o nome do homem - YaH e da mulher - eVeH. É esta uma descrição resumida da criação e principalmente aquilo que ficou conhecido como separação dos sexos ou a dualidade original se expressando no mundo.

No primeiro relato Deus cria ADAM KADMON como macho e fêmea, homem e mulher, no segundo relato Ele separa em dois o ser original.



Vejamos as diferenças:

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.


Gênesis 1:26-28

Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;
E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.
E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

Gênesis 2:21-24

Como já foi dito em outros textos escritos desta série, existem várias interpretações deste mito; um explica por exemplo, que houve uma criação original onde homem e mulher foram criados conjuntos...esta mulher seria a mulher original(Lilith) e depois nasce uma cisão entre ela e o homem e esta parte, abandonando-o. Dai é criada da costela de Adão uma outra mulher, feita da costela para simbolizar uma união e uma dependência um do outro mais plena e esta mulher(Eva) assume o lugar da outra que agora se torna um demônio. 
Outra visão simplesmente vê aqui a descrição do primeiro humano como hermafrodita e depois sendo separado em duas entidades sexuais distintas. Nesta visão, a cisão Adão e Lilith pode ter sido uma espécie de conflito interior deste humano original, entre suas duas partes constitutivas que de uma unidade original passa a conflituar levando finalmente a divisão dos sexos(mas um resíduo do feminino pulsa dentro do homem e um resíduo do masculino pulsa dentro da mulher conhecidos atualmente como feminino e masculino interior). Portanto Eva seria simplesmente Lilith separada de Adão... nada mais.

Por isto como entendemos quando o texto diz que Deus viu tudo o que havia feito e que seria muito bom? Como encaixar nisto a teoria do hermafrodita que se divide em dois ou de dois humanos originais que criados conjuntos conflituam entre si, neste contexto de BOM da criação?



SIMPLES!

A bondade não implica em perfeição mas na busca da mesma!

A bondade fala de um universo em busca da perfeição, em busca da evolução, em busca de Deus!

Por isto que tudo que Deus criou era bom!

Porque tudo continha em si o potencial de crescer, de evoluir ou não! De interagir ou não! De permanecer ou até retroceder para o caos original...de expandir-se, crescer na ordem universal, na hierarquia da vida rumo a unificação final com o divino, a luz do Eu Sou ou optar por simplesmente deixar de ser e unificar-se as trevas eternas que nada mais são que o canteiro de obras, o útero sagrado do Espírito divino ali também presente.

Por fim resta-nos dizer que o mistério numérico aqui ainda é mais profundo ainda!

Na realidade em cada um dos sete super universos existe uma árvore da vida ou seja, um mistério de 7 contido dentro de 1!

Assim o nosso sétimo céu ascendente seria o primeiro céu ascendente de uma realidade ainda maior sobre ele e assim sucessivamente até chegar-se ao ponto original de manifestação.

Portanto dentro de cada 7 haveria outros 7 contendo suas 11 dimensões e seus 4 mundos de expressão!!!



Ou seja:

No princípio criou ELOHIM os céus e a terra.

O que é este princípio?

O centro, o ponto central de manifestação de ELOHIM!

Mas Elohim é múltiplo ou seja, do ponto central flui a multiplicidade do todo ou o tudo!

O Todo é o potencial pleno de Ser, o Tudo é este Ser em constante expansão!



Assim numericamente temos:

1. O 1 ou um ponto que forma um círculo de manifestação!

2. Este círculo ou centro de manifestação contém em si o 4 da expressão dos mundos através da sagrada cruz branca desta manifestação!

3. Este 4 contém em si o mistério do 7 da perfeição e completitude divina criativa simbolizada nos sete céus ou super universos manifestos!

4. Nesta cadeia de 7 super universos há 11 dimensões do ser que representam em si o poder criativo do criador, o mestre supremo do universo!

Somando-se este percentuais o que temos?

5. O 1, o ponto de manifestação, emanação divina manifesta a vida como uma sequência de ondas de vida, ou círculos concêntricos.

6. Desde o primeiro circulo em diante contém-se os mesmos 4 mundos de expressão, 7 super universos repartidos em cada um destes mundos e 11 dimensões neles.

7. Teríamos assim 28 mundos de expressão, somando-se temos 2+8= 10 = 1 Ou seja; toda a expressão retorna ao UM ORIGINAL e a criação é este um com o 0 do ilimitado atrás de si ou 10! Deus é 1 o universal é 10!

8. Teríamos assim 49 super universos ou seja; o número de rondas evolutivas que diz o esoterismo, existe na criação...4+9 =13 = 4...Portanto o 49 torna-se no 13 ou seja; o centro ou ponto central manifesto através dos 12 signos zodiacais que simbolizam 12 raios de expressão dos mundos de expressão pois em seguida o que encontramos? 

O 4 dos mundos de expressão...

Os 7 super universos portanto somados nesta manifestação de árvore dentro de árvore traduz os 4 mundos de expressão de Deus, o símbolo de toda a criação!

9. Teríamos 77 dimensões do ser dentro deste mistério sagrado da expressão divina! 7+7 = 14 = 5 !!!

Estamos aqui diante do número da perfeição superlativada por 7 ou seja; por si mesmo!

Encontramos o 14, este é um número interessante pois expressa no tarô a Arte criativa enquanto o 7 expressa o carro evolutivo, o 4 o imperador do domínio universal e o 1 o mago ou o grande mestre criador.

14 também simboliza como vemos, a soma de dois 7 ou seja; do masculino e do feminino  plenos em si mesmos. Da dualidade que se torna uma unidade...esta unidade é expressa aqui não como Deus o ponto de origem, o 1, mas como 5...o número do Cristo Cósmico, de Adam Kadmon, da Imago Dei, do Unigênito de Deus...o próprio simbolo da evolução universal...do humano com os braços abertos como uma estrela de 5 pontas(a estrela de 6 pontas simboliza este mesmo humano sendo criado no sexto dia ou seja; no sexto super universo ascendente, bem como todos os seis super universos cujo ponto central é o sétimo).
E mais, existem 10 Sefiroth reveladas e 1 velada. Aquilo que é traduzido como 'caminho de retorno' da alma ao Ser é chamado de caminhos da sabedoria...e são em número de 22, ligando as sefiroth ou seja; um múltiplo do 11, das 11 Sefiroth, incluso a oculta...estes 22 caminhos somados as 10 sefirot reveladas dão 32...3+2=5...o número sagrado do homem universal, do Cristo Cósmico...se somarmos ai a sefirat oculta teremos 33 o número da iniciação suprema!!! E 3+3=6 o número do sexto mistério, do mundo original de ADAM KADMON, o mundo das mônadas sagradas!



Em suma; as árvores contidas dentro de árvores até completarem um esquema de 7 nos revelam que em verdade a partir do centro de manifestação a probabilidade de mundos de expressão, de Super universos e de dimensões são...INFINITAS...SEMPRE CRESCENTES...ou seja; não interessa quantos mundos de expressão existem no momento, quantos super universos, quantas dimensões...haverá sempre a possibilidade de expansão, de manifestação de novas árvores dentro de árvores! Pois estes número acima contém o poder em si de simbolizar mais que um estado estático, um estado dinâmico, sempre expansivo descendente para novas formas de criação surgirem, e sempre ascendente para as mesmas regressarem e por fim se unificarem com DEUS!!!

É realmente um mistério vasto, profundo, inimaginável para nossa mente e imaginar que este processo será sempre em duas mãos ou seja; descendente e ascendente nos mostra que aquele Ser que deseja deixar de ser poderá realmente ter seu desejo satisfeito pois não evoluirá rumo ao UM, à unificação com A Presença Eu Sou em si mas se tornará na matéria básica da criação de novos mundos de expressão, de novos super universos, de novas dimensões no infinito caos original ou útero trevoso onde paira eternamente o Espírito do Criador criando, destruindo e recriando os mundos, os super universos, as dimensões!

Deus, ELOHIM, se revela próximo, tão próximo de nós neste texto a ponto de dizer...EU ESTOU EM TI...e por outro lado demonstra uma vastidão, uma infinitude tão imensa que só podemos realmente estar NELE quando fizermos nós mesmos o caminho de retorno...ou seja; 



O ESTAR DE DEUS EM NÓS E EM TODAS AS COISAS É UMA REALIDADE, MAS O TORNAR-SE UNO COM DEUS É UM ATO DE VONTADE DA CRIAÇÃO EM BUSCA DESTA UNIDADE QUE ESTA SEMPRE PRESENTE!

Deus esta aqui e agora, em meio a esta crueza dolorosa que forjamos para nós através de nossas escolhas, mas Ele só se manifesta em e para quem realmente deseja ser UM com Ele!!! 

Tentamos aqui passar o máximo que pudemos apreender da Cabala da vida neste texto. Sabemos que só ARRANHAMOS a sola do mistério se tanto. Mais e melhores comentários poderão ser feitos. E novas coisas descobertas, até por nós mesmos em futuro próximo, pois no estágio em que estamos SEMPRE estaremos a descobrir um pouco mais do velado quando nos abrirmos mais e mais a isto!





OM SHANTI SHANTI SHANTI

Valter Taliesin 


VÍDEOS SAGRADOS

David Arkenstone - Celtic gardem - álbum



Arvo Part - Kanon Pokajanen - álbum


Áureo Corrá - Laize Om - álbum



Diane Arkenstone - Aquária - álbum



Marcus Viana - Sete vidas, amores e guerras - álbum



Fortuna - Shalom Aleichem - álbum



Fonte Youtube







FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário