Google+ Badge

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O CRISTO CÓSMICO: Uma Realidade Presente nos Universos e Dimensões do Ser...


Qual é mais importante para você?

O dia em que você encarnou ou seja; foi gerado no ventre de sua mãe ou o dia do seu nascimento, quando você foi expelido para fora do corpo dela?

Por milênios a fio, nós, principalmente das tradições ocidentais consideramos o nascimento como o mais importante...carmicamente falando, os mapas astrais são feitos calculando este preciso momento...MAS...

Existem tradições antigas que asseveram que apesar da real importância do nascimento, quem ou o que determina REALMENTE o cerne do ser que nasce é...

...O SEU MOMENTO DE ENCARNE.

Sendo assim, a partir desta perspectiva, gostaria de analisar o mais famoso nascimento de todos os tempos.

É dito, e é sabido DEFINITIVAMENTE que Jesus Cristo NÃO NASCEU no dia 25 de Dezembro!

Livros e mais livros foram escritos explicando o porque destas conclusões e mais ainda o porque que a Igreja de então associou-o a esta data.

Claro, para quem considera os demais cultos terrestres como 'obras do demônio' e não resultados DETERIORADOS de uma Verdade Original que foi transmitida no princípio das eras, ou de nossa jornada terrestre - como aliás até a própria tradição cristã vem agora a lidar com a deterioração crescente de seus veios mais antigos e para piorar uma 'renovação' nada promissora dos veios mais novos - a explicação é de apostasia, de heresia, por parte de quem na época fez tais associações.

NADA MAIS ERRADO!

O Dia 25 de Dezembro, dia do nascimento do SOL INVICTUS, do solstício de inverno e associado a maioria dos deuses, avatares solares das religiões, tem em si o poder de revelar em verdade algo mais profundo que o nascimento do ente conhecido como Jesus o Cristo. 

Tem a ver com a descida da essência que o animou na terra, O CRISTO CÓSMICO ...EXATAMENTE no dia em que a mais antiga tradição associa o nascimento do Sol invictus ou mais precisamente o retorno do sol.

O nascimento REAL do Cristo Cósmico na Terra é quando sua energia encarna ou seja; quando penetra a matéria...não quando um ente humano personalizado nele ou a partir dele, nasce de uma mulher!

Assim, temos várias datas alternativas do 'verdadeiro' nascimento de Jesus e uma delas coloca o mesmo entre 30 de Setembro e 03 de Outubro!

SIM! Nada a ver com a data mítica do nascimento do Sol invictus né? Com esta data sempre associada aos grandes avatares como Mitra, Krisnha, Hórus etc...além do próprio Jesus.

TODAVIA...

Retroceda no tempo a contagem de 9 meses!

Acrescente algo em torno de 5 até 10 dias além deste nove meses que é o que se calcula para que um espermatozoide vingue num útero.

Bem, se você marcar as datas de 30 de Setembro a 3 de Outubro verá que O ENCARNE da entidade nascida em Outubro se dará EXATAMENTE no dia 25 de Dezembro ou algo em torno do início do solstício de inverno no dia 21!

ISTO!

Peguemos por exemplo uma entidade nascida no dia 3 de Outubro que tenha nascido normalmente, não prematuramente e calculemos...

Retrocedendo 9 meses para trás onde iriamos dar?

Em torno do dia 3 de Janeiro!

Bem, ainda estamos longe do dia 25 de Dezembro ou do início do solstício no dia 21 não?

Mas acrescente entre 5 a 10 dias como foi dito a cima, que leva para realmente um espermatozoide vingar no útero.

Se pegarmos o mínimo tal entidade terá descido à terra em torno do dia 29 de Dezembro mas veja bem, pode ser algo entre 5 e 10 dias! Assim pegue o máximo!

10 dias antes e teremos o encarne se dando em...24 de Dezembro!

Como pode ser algo entre 5 e 10 dias tal entidade pode ter se encarnado entre 24 à 29 de Dezembro no útero materno!!!!

Se pegássemos a data de 30 de Setembro o que teríamos?

Retroagiríamos 9 meses até 30 de Dezembro somando mais 5 dias teríamos exatamente o encarne desta entidade no dia 25 de Dezembro, mais 10 dias e ficaria no dia 20 para 21 de Dezembro data do início do solstício de inverno!

Bem, o nascimento de Jesus Cristo em torno desta data NÃO SERIA impossível, muito pelo contrário, as condições climáticas de inverno rigoroso que inviabilizam seu nascimento no dia 25, com o cenário descrito, sugerindo um tempo relativamente bom, onde os pastores de noite estavam ao relento com seus rebanhos quando foram notificados pelos anjos de tal nascimento, seria PERFEITAMENTE possível nesta data, ainda distante quase 2 meses e 18 ou 21 dias do início do inverno.

Portanto a teoria que coloca o nascimento dele nesta data( inclusive do aparecimento da estrela de Belém associada a uma conjunção que teria acontecido em tal ocasião) é não só plausível como extremamente instigante, pois percebemos que O ENCARNE de tal entidade poderia tranquilamente ter se dado no mítico dia 25 de Dezembro 9 meses e 5 ou até 10 dias antes do seu natalício!

E isto 6 ou 7 anos antes do início da Era Comum devido a todo aquele problema de cálculo do tal abade, que já cansamos de ler e que faça com que Jesus tenha nascido entre 4 a 7 anos antes da data oficial!

Veríamos assim que o mito poderia ter sido de fato, uma realidade, veríamos que o mito encerrado nas tradições religiosas de AMPLA maioria dos povos da Terra não seriam superstições diabólicas mas sim resquícios de uma Verdade oculta de eras, que revelava com clareza a associação do ENCARNE das entidades avatáricas com o simbolismo do nascimento do sol.

E mais, os dias entre 30 de Setembro e 3 de Outubro daquele fatídico ano pode ter sido o dia do YOM KIPPUR da tradição judaica naqueles tempos... uma festa que é marcada por CONTRIÇÃO, ARREPENDIMENTO, JEJUNS etc... onde o destino de cada judeu é SELADO...Onde se pede perdão ao próximo ou a Deus...

SINCERAMENTE....EXISTE DATA MELHOR PARA QUE TENHA VINDO AO MUNDO AQUELE QUE SERIA CONHECIDO COMO 'SALVADOR DA HUMANIDADE'???!!!

PENSO QUE NÃO!

Esta festa costuma ocorrer no décimo mês judaico de Tishrei que abarca desde meados de Setembro de nosso calendário até o início de Novembro. É uma data móvel dentro do nosso calendário, nunca ocorrendo no mesmo dia.

Assim sendo vemos que nascendo, por exemplo, no dia 3 de Outubro e levando no processo 9 meses e 9 dias no útero de sua mãe para este processo se efetivar, Jesus Cristo teria cumprido em si mesmo 3 simbolismos míticos:

I.NASCER NO DIA DE YOM KIPPUR OU DO ARREPENDIMENTO E PERDÃO!

II. ENCARNAR EXATAMENTE NO DIA 25 DE DEZEMBRO, UNIVERSALMENTE O DIA DO RETORNO DO SOL INVICTUS AO MUNDO!

III. NASCER COM 9 MESES E 9 DIAS DE GESTAÇÃO OU SEJA; COM UMA ABERTURA E FECHAMENTO DE CICLOS ABSOLUTAMENTE...PERFEITOS!!!

3 de Outubro portanto para o encarne do Messias hebreu seria uma data absolutamente afinada com o simbolismo da manifestação na matéria do Ser previsto nas tradições hebraicas como O MESSIAS, e num nascimento natural após 9 meses acrescidos de 9 dias entre os 10 possíveis deixariam o mesmo acrescido, além de um simbolismo natal, racial e nacional  tremendos para um encarne, de um simbolismo simplesmente universal e cósmico... DA VINDA DO PRÓPRIO CRISTO CÓSMICO, O SOL DA JUSTIÇA, O SOL CENTRAL, O SOL INVICTUS DE TODAS AS GRANDES TRADIÇÕES!

Talvez seria deveras salutar os ramos cristãos que consideram errônea a associação de Jesus Cristo com 25 de Dezembro REPENSAREM sua postura em cima disto que falei aqui.

NESTE DIA O CRISTO CÓSMICO ENCARNA-SE, DESCE À TERRA E ENTRA NUM VENTRE HUMANO...
NO DIA 3 DE OUTUBRO UM HOMEM CHEIO DESTA PRESENÇA CRÍSTICA A PONTO DE SER CONFUNDIDA COM ELA PERSONALISTICAMENTE ESPECIFICAMENTE NASCE COM UM MISSÃO REDENTORA E SALVADORA ASSOCIADA EXCLUSIVAMENTE AO SIGNIFICADO DA FESTA COMEMORADA NESTA DIA!

E parece que foi ISTO MESMO que se deu naqueles tempos, segundo este artigo deste site abaixo, onde cito a frase que achei mais interessante e posto o endereço para quem quiser lê-lo na íntegra:

"Assim como eles podiam prever os futuros eclipses do Sol e da Lua, souberam prever com exatidão a data da “conjunção” seguinte: o 3 de outubro, data da festa judaica da propiciação."
http://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com.br/2011/01/dado-essencial-houve-o-fenomeno.html

Ver ainda:
http://www.multiajuda.com.br/livro.php?id=19023&n=E+a+B%C3%ADblia+Tinha+Raz%C3%A3o&p=124

Houve portanto 3 conjunções de JÚPITER E SATURNO em Peixes, uma em 29 de Maio, outra em 3 de  Outubro e outra ainda em 4 de Dezembro...porque imaginar que o nascimento deu-se na do meio? 

Por diversas razões:

1. Pelo simbolismo de ser a central, afinal se houve uma antes para que haver outra duas depois? Se o aparecimento fosse somente relativo ao nascimento, uma só bastaria, não haveria necessidade das duas posteriores, se houve duas posteriores cada uma delas teve um sentido, um significado diferente para o mito.

2. A primeira foi um sinal e levou Maria a receber de seu Eu Maior a inspiração para fazer a elegia do Magnificat... geralmente este é colocado em sequência ao reconhecimento de Isabel da gravidez de Maria... esta, assim que sabe pelo anjo que ficará grávida de Jesus também fica sabendo que Isabel esta em seu sexto mês de gravidez de João, dai o texto diz que Maria logo se predispõe ir ver a parenta...e é lá, que segundo o texto, há tanto o reconhecimento de Isabel e da criança em seu ventre da gravidez peculiar de Maria, quanto o recitar do Magnificat por Maria... pode ser que sim, mas a impressão que tenho é que isto da-se a posteriori, talvez quem sabe com Maria em estado avançado de gravidez e me parece mais algo íntimo, recitado de sua alma para o Deus que lhe envolvia do que um ato público na presença da prima e sua família...as cenas de Lucas me parecem teatrais demais, montadas de tal forma a simbolizar um grande ato dramático, supremo... provavelmente a reação de Maria pode ter sido mais comedida na ocasião(aliás, como ela sempre fazia segundo o próprios texto de Lucas, quando as pessoas falavam das grandezas de seu filho, ou guando ela mesma via estas grandezas; guardando-as no coração...Lucas 2.51...) e depois feito sua elegia, a qual foi convenientemente juntada ao cenário da visita para soar mais grandioso, até hoje, quando biografias são filmadas por exemplo, vemos cineastas recorrerem a estes artifícios. 
Na segunda deu-se o nascimento propriamente dito, os magos que já tinham ficado de sobre aviso com a primeira conjunção resolveram exatamente nesta empreender viagem pois sabiam que foi NELA que deu-se o nascimento. 
A terceira veio quando eles já estavam em Jerusalém e serviu-lhes de guia até a criança.

3. Pelo fato de que naquele ano a Festa da Propiciação ou Yon Kippur, dia do perdão, o Shabbat Supremo, deu-se exatamente no dia da conjunção...3 de Outubro...

4. Porque como vimos, esta data retroativamente vai dar...9 meses e 9 dias depois exatamente no dia do encarne desta augusta entidade em 25 de Dezembro do ano 8 AC...

Independente de COMO esta energia crística é formada neste ventre(se natural, se inseminação artificial, se obra do divino Espírito)o momento de sua descida traz em si o poder do mito de eras de todos os povos sobre o retorno do Sol Divino e depois.. o nascimento da criança estrela, da criança ungida, é no dia da abertura do portal do arrependimento e perdão cósmicos!

Retorno e Missão assim se completam plenamente na figura do encarne e do nascimento!

Um cumprimento perfeito da profecia de Miqueias cuja tradução do termo "SAÍDAS"...dá a entender que esta associação entre o Ente que viria e nasceria com o mito do Sol e seu retorno NÃO ERA casual...o termo "SAÍDAS" da o sentido de algo PERIÓDICO e tanto pode estar falando do mito do nascimento do Sol ou de seu retorno no solstício quanto de algo velado; que esta entidade teria vindo várias outras vezes, em várias outras encarnações avatáricas no remoto passado da Terra(E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.

Miquéias 5:2)

Como vimos no texto do site acima a conjunção deu-se 3 vezes sendo a última mais brilhante em Dezembro, portanto os pastores podem ter presenciado a cena do presépio por ocasião do nascimento em torno do dia 3 de Outubro mas os magos chegam EXATAMENTE na data próxima ao Natal...quem sabe ficou ali, estacionada até o dia 25 a dita conjunção! Enfim, no dia 25 posterior ao do encarne no ano anterior, pode ter se dado um outro fato interessante deste mito instigante...a chegada dos magos e nesta ocasião a criança já estava em uma casa não em um estábulo!

Vamos a mais um texto interessante, este especificamente sobre o Yom Kippur:

"A Torá refere-se a Yom Kipur como o Shabat dos Shabatot do ano. Com este nome, a Escritura investe Yom Kipur com uma singularidade que o destaca entre as Festas Judaicas.

Todo judeu, independentemente de seu grau de ligação ao Judaísmo no decorrer do ano, lembra-se neste dia de retornar à casa de seu Pai."


Trazemos para vocês uma história inspiradora do Midrash, ilustrando a grande importância que pode ser vinculada ao simples ato de um homem: 

Nos dias do Império Romano, havia na cidade de Tiberíades um homem simples, conhecido como Justus, o Alfaiate. Por diversos motivos este homem, tendo agradado aos líderes romanos, avançou rapidamente na hierarquia do Império, até tornar-se governador de toda a província de Tiberíades. 

Quando as notícias de seu progresso chegaram à cidade, as pessoas permaneceram cépticas. Muitas afirmaram que este não era realmente o mesmo Justus que conheciam. 
Seria impossível para um homem da plebe galgar posto tão elevado no Império. Então certo dia, uma parada seria oferecida em Tiberíades, em honra ao novo governador. As pessoas postavam-se na rua, discutindo se o governador era nativo dali ou não. 

Um sábio que passava apontou a solução para eliminar a dúvida: "Observem o instante em que o governador passará pela sua antiga residência. Se ele virar a cabeça naquela direção, é sinal de que ele é Justus, o Alfaiate, e se não virar a cabeça, não é."

Quando o governador finalmente passou pela sua casa, a verdade nas palavras do sábio tornou-se evidente. O governador realmente voltou a cabeça para seu antigo lar, e então todos souberam que ele não era um estrangeiro.

Esta história retrata o significado para o Rei, diante daqueles que procuram se aproximar Dele, no dia mais sagrado do ano: aquele que ao menos neste dia volta-se para sua "antiga sinagoga", não será um estranho na Casa de Israel. 

Ao voltar para seu legado, respirar a atmosfera do dia e sentir-se aceito como parte integrante da comunidade, é provável que retornará… muito antes do próximo ano!

http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/659980/jewish/O-Shabat-Supremo.htm

Aqui neste artigo encontramos ainda mais profundidade de análise sobre este dia tão importante:
http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/659934/jewish/Significado.htm

Diante disto, quanto mais lemos, pensamos, meditamos sobre a augusta personalidade encarnada como Jesus Cristo ou Yehoshua ben Yoseph(ou ben Elohim a crermos no mito supremo, independente de Jose ser ou não seu pai carnal) mais percebemos que só coçamos a soleira do mistério encarnado nele, na vinda dele a este mundo.

No mínimo, no mínimo, é um ser mítico simbolizado numa figura humana ímpar que de tão ímpar se tornou no próprio símbolo e no máximo estamos REALMENTE diante de um Fiat de Lux especial do Cristo Cósmico no mundo da matéria, um Ser absolutamente genuíno e diferenciado do fluxo normal de nossa humanidade decaída e que encarnou em si o mistério do que queria que cada um de nós tivéssemos através deste seu sacrifício(o encarne é o verdadeiro sacrifício e cruz do Cristo)...o despertar do elemento crístico dentro de todos nós.

Olhado pelo prisma que for, a figura de Jesus Cristo é absolutamente incomum e necessária para o contexto evolutivo social, cultural, racial, genético e espiritual humano... no mínimo tanto quanto foram os seus congêneres de mito: Osíris, Hórus, Mitra, Dioniso, Héracles, Quetzalcoatl, Rama, Krishna, Buda, etc...e no máximo como o ponto culminante de todo este processo avatárico que, como diz Miqueias..."
CUJAS SAÍDAS SÃO DESTE OS DIAS DA ETERNIDADE!!!"

MARANATA!!!

Valter Taliesin

VÍDEOS SAGRADOS

TRILHA SONORAS DE GRANDES MESTRES DA MUSICA DE 7 GRANDES FILMES DE GRANDES REALIZADORES DE CINEMA; 5 ENFOCANDO DIRETAMENTE A VIDA DE CRISTO, 1 EM QUE ELE APARECE COMO O FATOR MOTIVADOR DA MUDANÇA INTERNA DO PROTAGONISTA E OUTRO EM QUE ELE É O FATOR MOTIVADOR DIRETO DE MUDANÇA DE TODOS OS ENVOLVIDOS NA TRAMA...

TRILHA SONORA DO CLÁSSICO FILME: REIS DOS REIS

TRILHA SONORA DA OBRA PRIMA: BEN-HUR

TRILHA SONORA DO GRANDE E CLÁSSICO FILME: QUO VADIS? QUE SE NÃO FALA DIRETAMENTE DE JESUS FALA DO COMEÇO DA CRISTANDADE NO CENTRO DO PODER DO MUNDO E SEU SOFRIMENTO EM NOME DELE: ROMA...


TRILHA SORONA DO CLÁSSICO FILME: JESUS DE NAZARÉ...

TRILHA SONORA DA CONTROVERTIDA OBRA PRIMA: A ULTIMA TENTAÇÃO DE CRISTO

TRILHA SONORA DO TAMBÉM CONTROVERTIDO MEGA SUCESSO: PAIXÃO DE CRISTO

TRILHA SONORA DO MAIS CONTROVERTIDO AINDA E ENORME SUCESSO TEATRAL E CINEMATOGRÁFICO: JESUS CRISTO SUPER STAR




FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário