Google+ Badge

sábado, 31 de janeiro de 2015

ABSOLUTAMENTE...LIVRES...






Existe um constante buscar dentro das almas...
O que falta contudo a muitas é o senso de saber como usar a bussola chamada consciência.

Valter Taliesin


O amor explode a partir de dentro do coração e parte por todos os poros até vibrar poderosamente sobre a pessoa amada...

Nesta vibração TUDO fica para trás e o mundo se faz novo...


Valter Taliesin


"NO CENTRO DO CORAÇÃO, SOPHIA E O LOGOS SE ENCONTRARAM E SE ENLAÇARAM PARA SEMPRE...ALI, CORAÇÃO E MENTE SE TORNARAM EM UM SÓ E MISTERIOSAMENTE... NO CENTRO DA MENTE, NO MESMO INSTANTE O MESMO PROCESSO SE DEU, MENTE E CORAÇÃO UNIFICADOS...FOREVER!..." - OM SHANTI  SHANTI SHANTI

Valter Taliesin


 
Os grandes mistérios do mundo como o de cidades sagradas, rios de água de vida e do santo graal só podem ser entendidos e compartilhados a partir de um ponto dentro de Si mesmo onde as diferenças e divergências deixam de existir e o convergir é algo absolutamente natural.

Antes de serem locais realmente específicos no espaço e no tempo ou de outras dimensões do Ser que os transcenda eles são antes de tudo figuras de linguagem, imagens mitológicas, representações pictóricas de verdades internas de cada ser humano, de cada homem e mulher da Terra que se abre ao Infinito e quer Dele beber...

Como poderá o Infinito comunicar-se com o finito?

Criando pontes representativas cujas interpretações por aqueles que se acham presos a finitude possam ser em todo, ou ao menos em parte compreendidas...e quanto maior for o sucesso, o mergulho da alma nesta compreensão, mais fácil sera o assimilar da Vida que brota em nós vinda deste manancial Infinito.

Assim surgem nos mitos as imagens sagradas quer calcadas em realidades literais ou ficcionais  imagens que nos trazem ao momentum sublime de algo novo sendo gerado e criando a partir de nós.

A cidade sagrada assim é uma imagem do próprio Infinito sistematizado para nossa compreensão...o templo é o próprio senso de sagrado, de divino, de transcendente, que o Infinito contém em si... as sacerdotisas, o feminino sagrado que se expressa harmoniosamente em todas as partes procriativa, suas vestimentas em azul, da cor da água, denotam o ambiente sagrado, o receptáculo divino que recebendo em si o gerador produz uma nova vida... o hierofante, veste vermelho simbolizando o fogo, o fogo do espírito gerador que traz em suas mãos este elemento, o elemento sagrado que doado ao grande feminino que traz consigo, em suas mãos, o graal, que receberá este fogo, este elemento gerador, servirá para criar nova vida... e em meio a tudo corre o rio da Vida...o rio que simboliza o constante fluxo das idas e vindas das almas...por toda parte em cores e imagens podemos ver símbolos do eterno materializado em imagens...e assim a alma capta o sagrado e depois a transmite para suas irmãs menos afortunadas(que ainda não abriram de todo os olhos para ver) para que todos possam beber da mesma Fonte e um dia ninguém ensine ninguém mas tudo e todos sejam uma constante em plena...sintonia...e esta alimentando e sendo alimentada numa eterna e infinita troca de energia amorosa...


ASSIM É!!!

Valter Taliesin




 
Ela caminha firme e decidida por um caminho belo mas repleto de perigos, de armadilhas, de aparências e ilusões.

Por entre folhagens se escondem olhos mortais que a espreitam mas ela nada teme...

Ou melhor; vence seu medo com a confiança segura dos grandes conquistadores de si mesmo.

As brumas a envolvem anunciando que a noite chega cerrada mas nada neste mundo a fará desistir de conquistar aquilo que lhe cala fundo na alma...com as brumas chega um frio enregelante, mas ela segue firme...destemida...

No seu coração só a imagem de seu amado....daquele que ela por receio, por pudores, pavores instintivos , convenções sociais e familiares um dia voltou as costas...ou mesmo a segurança do conforto do conhecido.

Mas ela percebeu que morreu neste processo, algo dentro de si tornou-se mais duro que o diamante e não para melhor...

Agora ela parte só, abandona tudo e todos que um dia a feriram de morte na alma para um destino que somente o amor sagrado pode como bussola lhe dirigir...e ela não teme ser devorada pelos monstros do caminho pois o maior dos monstros ela já venceu...seus próprios medos e preconceitos.

Dentro dela ela sente, queima uma chama que dissolve o que parecia duro como diamante...

Cada passo que ela dá parece forrado e cercado deste fogo de decisão como um tapete ou um bolsão de ar caliente que a envolve e que faz com que o frio suma, as brumas se abram e a escuridão se torne em dia e mantenham ao longe os devoradores de almas.

Ela anda horas, dias a fio, seu belo traje agora não passa de um farrado, seu corpo cansado pelos perigos constantes e pela escassez de viveres é já não tão belo... suja pelas chuvas torrenciais que caíram e formaram lamas, irreconhecível, ela finalmente chega ao centro de uma bela cidade e senta-se cansada em um dos bancos de sua praça....ali acaba dormindo e acorda com um toque delicado e caloroso em seus ombros e uma voz que lhe diz:

-Vem, estava te esperando...

Levanta-se e vê diante de si o seu amado...

Sim, ele que quando foi ao seu encontro encontrou a mais, cruel desilusão, ele que esperara pacientemente por ela, ele que fora tão aparentemente friamente rechaçado por ela... ela tenta explicar as coisas, "os porques", mas ele sela-lhe os lábios com um beijo... porque o maior porque entre duas almas que realmente se amam....é o amor....o resto é resto...

E abraçados ele a leva para sua casa, o peso da caminhada não existe mais e na verdade depois daquele beijo ela se sente completamente revigorada...não vê a hora de tomar um bom banho, colocar a melhor roupa que puder, cear decentemente, beber uma fresca água e depois abraçar-se a seu homem e nunca mais o deixar por nada deste mundo.

O mundo é cheio de espinhos nos mais belos roseirais... às vezes temos que aceitar estes espinhos, mesmo ferindo com eles nossas mãos se quisermos colher as melhores rosas.

Valter Taliesin




 
Estradas percorridas...
Caminhos no Caminho...
Os humanos entram em saem de cena todos os dias neste cenário luxuriante e natural brotado do seio de Mãe Natureza.
Dia e Noite novos personagens, novas personalidades, são acrescidas a histórias que estão rolando e em lugar de histórias que se findam.
Um constante ir e vir de consciências...
Uma busca intermitente de e em Ser...
Nada parece saciar esta sede, esta fome...
Sede de viver...
Fome em viver...
Cada pessoa encarnada um dia foi desencarnada. Mesmo nos fechando para a reencarnação como muitos fazem, não é raro até estes se pegarem se perguntando e tentando entender: - quando este fato se deu eu não estava aqui...aonde eu estava?
Por mais fundamentados que possamos ser ou estar melhor dizendo, em nossas mais caras teologias, ideologias e filosofias... quando paramos de perguntar, num cenário onde SABER ainda é uma necessidade da alma...morremos de fato e de direito...ou seria sem direito?
Sim...
Pois o direito implica em aceitarmos o que somos naturalmente e naturalmente como disse Chardin, somos espíritos vivendo uma aventura humana e não humanos buscando uma aventura espiritual.
Somos Deus em evolução...o Deus interno atua em nós e a partir de nós e quem lhe der ouvidos terá finalmente direito a unir sua personalidade ou conjunto de personalidades vivenciais à sua alma e esta a este divino em si, a esta Presença sagrada...e ai sim teremos o Nirvana, pois "conheceremos como diz Paulo, como somos conhecidos", e para ele falar isto obviamente que isto implicava em um grau de evolução e consequente ascensão, onde "o mortal se revestirá de imortalidade e o corruptível se revestirá de incorruptibilidade" como ele também diz em outro lugar dos textos sacros.
O que ele falava aqui que não na divinização do humano?
Como conheceremos como somos conhecidos sem nos tornarmos de fato e de direito...Deus em ação???
IMPOSSÍVEL!
Por isto, para conhecermos como somos conhecidos, temos que nos tornar imortais, incorruptíveis e ligados à Fonte de toda ciência e saber, como se dela sempre tivéssemos feito parte, e em verdade sempre fizemos, só nos esquecemos disto neste hiato de tempo narrado por nossas personalidades no espaço...as vezes bem, as vezes mau, mas SEMPRE, mesmo nos piores momentos, aprendendo alguma coisa, agregando algo, por mais insignificante que seja...entretanto um dia isto nos servirá como aprendizado em outro lugar.
Basta entendermos nossos erros não com condescendência mas com tolerância, conscientes de que erramos sim, mas temos condições de mudarmos, que NADA nos torna perdidos...nem a morte...nem o inferno... mas que na mais abissal fossa ou fosso infernal DEUS ESTA e quando a alma levanta seus olhos e diz...EIS-ME AQUI...ELE OUVE E ESTENDE SUAS MÃOS MISERICORDIOSAS...
Ah! Mas não existe inferno, certo, que seja purgatório, umbral, ilusões de Mara ou o nome que se dê ao sofrimento atroz da alma distante de Si mesma, do divino em si...é DESTE sofrimento que falo, este causado pelos piores percalços das personalidades...ATÉ ALI esta o(a) Senhor(a) da Vida e até ali HÁ salvação para quem dela se apropria.
Sem isto teremos uma tirania cósmico/divina que condena almas que pecaram temporalmente, por mais longo que seja este tempo, a um inferno eterno, e se isto não depor contra a lógica, a razão e contra o amor divino sinceramente não sei o que mais deporia...isto não é justiça...justiça seria alguém pagar o que deve ou seja; O TEMPO que pecou, que falhou, não ficar eternamente pagando por coisas temporais.
Enfim...
NUNCA é tarde para se começar uma nova aventura do Ser...
Basta querer...
E o problema da humanidade atual é só este...QUERER...
NESTE sentido, e só neste...querer é poder, pois sem o desejo de, sem a vontade de, não tem como se iniciar as mudanças necessárias para retornar-se ao rumo, ao prumo, ao Caminho.

Em amor e luz

Valter Taliesin


 
Disse o grande Mestre dos Mestres...
" AQUELE(A) QUE NÃO SE TORNAR COMO UMA CRIANÇA NÃO PODE VER O REINO DOS CÉUS"
Obviamente que a leitura desta frase é completamente iniciática e não literal.
E com certeza, é uma das frases bíblicas melhor compreendidas neste sentido até pelos mais literalistas.
Ninguém que lê isto acha em sã consciência que Cristo nos convida a eternamente vivermos como infantes, sem responsabilidades, sem consciência do que é mais ou menos importante, sem senso de direção.
Mesmo as mais cruas leituras sugerem que estamos diante de uma alegoria, de uma figura de linguagem, de uma exemplificação.
E o mais comum é entender-se que aqui ele fala da total fé, e absoluta confiança que uma criança(pelo menos as que tiveram o mínimo de infância sadia, sem grandes atropelos) tem no processo do viver, e como se entregam a ele sem medo de serem felizes.
Este sentido de que o amanhã sempre estará ali, ainda que o imponderável esteja à espreita é a grande dádiva desta mente infante, desta mente sempre jovem, rejuvenescida e não entorpecida pelos sentidos em vícios de diversas ordens.
Ela é pura, a criança é pura, porque sua mente não esta condicionada, é leve para caçar o rumo que melhor lhe convier.
Quando crescemos geralmente confundimos responsabilidade com aquiescência e dai engolimos tudo o que nos colocam diante dos olhos com medo de perdermos nosso status quo, conquistado à duras penas, sim, e que duras, pois o preço foi nossa alegria de viver.
E viver sem alegria de viver é vida de fato ou um arremedo dela?
Falar do conceito 'alegria de viver' em um mundo onde grande parte das pessoas NÃO TEM nem o mínimo para viver parece piada de mau gosto MAS...é EXATAMENTE porque no passado nossos ancestrais abriram mão disto, desta alegria de viver, de pertencer ao meio, de sentir o meio que lhe circunda como vivo, de beber na fonte do maná, de regalar-se com a vida em todas as suas nuances e facetas, que estamos nas condições em que estamos hoje, de total desastre climático e ambiental, de total desigualdade social, de absoluta falta de rumo e de prumo para a grande, imensa, maioria dos 7 bilhões de humanos que aqui estão...aliás; se tivéssemos de fato alegria de viver, responsabilidade sem luto, não existiria nem METADE disto vivendo no mundo pois entenderíamos o processo de encarne sob uma perspectiva completamente holística...mas espera lá...se existem 7 bilhões de pessoas no mundo é porque Deus quer, Deus permite que assim seja, pois estas almas TINHAM que estar aqui e agora no centro do cenário...
SIM E NÃO!
Olhando pela perspectiva do humano decaído, distante da graça divina em si esta visão tem toda lógica e consequentemente nossas escolhas erradas passadas nos trouxeram à necessidade de estarmos aqui, hoje, com mais de 7 bilhões de humanos, um em cima do outro, um sangrando o outro e pior; o meio ambiente, para sugar um tanto de ar, beber uma gota de água e comer um pedaço de pão, isto para citar só o mais elementar.
Mas como disse, se as escolhas dos antepassados tivessem sido outras, e se nós AGORA começarmos a gradativamente mudarmos nossas escolhas, a Terra um dia terá o número exato de vidas que comportaria uma sociedade realmente sustentável e holística!
Enfim, não adianta culparmos o todo poderoso...estamos aqui NECESSARIAMENTE com uma carga de 7 bilhões e tantos de almas encarnadas e necessitadas porque criamos este cenário não é de hoje.
Ele realmente é necessário porque assim estamos escrevendo este script a milênios não porque Deus SEMPRE assim o quis.
Mudamos progressivamente, internamente depois externamente, gradativamente este script e muda-se o cenário!
Não acredito que a destruição ambiental e de espécimes é querer divino mas consequência do nosso querer humano desvirtuando a energia divina da vida.
O livre arbítrio tem consequências sobre nós e o que nos rodeia!
Paulo diz que a criação GEME esperando a ascensão ou manifestação dos filhos da luz ou de Deus...
Isto implica em que o grande apóstolo reconhece o holismo intrínseco entre criação e criador e mais...entre a imagem do criador ou sua manifestação em forma de carne...os humanos...e esta como RESPONSÁVEL por todo o dano causado a si mesma e aos demais seres vivos...
A criação geme e sofre, isto é um fato, é injusto? Sim, por isto que por sermos conscientes disto de nós ISTO será cobrado...
Toda a injustiça feita contra o meio ambiente, contra os demais seres vivos e contra outros seres conscientes entrará no computo final e do destino de quem ficará na Terra Radiosa e glorificada da quinta dimensão adiante, daqueles que por estarem aqui em missão voltarão ou não, para seus mundos ainda mais radiosos que esta radiosa e futura(mas já gestante) Terra, e os que empreenderão jornada para mundos similares a sua sintonia destrutiva e involutiva.
Ali o drama continuará!
Assim é!
Portanto tornar-se uma criança é imperativo enquanto abrir-se neste momento crucial para a beleza da vida em si e em torno de si...
De deixar-se curar da dor da existência através da percepção do Ser...
Deixar de ser existencial e passar a ser consciencial...
De ser absolutamente presente no momento...no agora...
Aliar a alegria de viver da criança com a consciência de um adulto evoluído é trazer o céu para a Terra!
Eis o grande Caminho da Felicidade...

Paz e Bem!

Valter Taliesin



VÍDEOS SAGRADOS

ELBOSCO - NIRVANA


LIMAHL -  THE NEVER EDING STORY

LIGHTHOUSE FAMILY  - FREE

MAGIC - RUDE

COLDPLAY - MAGIC

GREEN DAY - HOLIDAY

DUST IN THE WIND - KANSAS
FONTE YOUTUBE





FONTE DE IMAGENS GOOGLE



Nenhum comentário:

Postar um comentário