Google+ Badge

sexta-feira, 13 de março de 2015

UM MOMENTO BRILHANTE NO INFINITO...O Ponto e a Onda um eterno mistério que não finda...


Que o céu despeje neste instante claridade, luz, sobre as situações mais difíceis pelas quais passa a humanidade.
Que do interior do Ser, aquilo que melhor nos conecta ao céu, este lugar/não lugar/estado...
Esta verdadeira manifestação do divino, do sagrado em nós, o qual algumas almas captam através do amor e da fé possa expressar este estado/céu e se espalhar por todo o mundo.
Aqui e agora somos responsáveis pelo mundo que criamos, e diante do divino responderemos no grau de conhecimento que temos disto.

"Àquele que muito tem...muito será cobrado!"

Valter Taliesin

O coração eleva a alma até alturas onde o olhar baço de lágrimas veem as coisas que Deus fez e ainda esta a fazer...
A inaudita e maravilhosa vida quando vivida de forma a olhar para o "alto", este "alto" não geográfico porque Deus não esta LÁ longe, acima, nas esferas além de esferas....mas o alto geográfico não deixa de nos trazer um vislumbre, uma pálida luz do "alto' onde o Todo Poderoso É e a partir de Si todas as coisas são...
O ser humano tem que paradoxalmente entrar dentro de si, rejeitar, ou melhor, TRANSFORMAR, pela humilde aceitação do Cristo Vivo em si, todas as situações que lhe limitam. Cristo Jesus neste ponto foi vital como humano/divino para que isto fosse definido como algo real para o contexto humano! Mas a partir de então, ao despertar este vivo Caminho ao Pai, a responsabilidade torna-se nossa, ao voltarmos nossos olhos para DENTRO, e ali deixar Deus libertar-nos completamente...através do Cristo Vivo atuante dentro de nosso ser...
Libertando, curando, saneando tudo e trazendo tudo para nova luz!
Aquele momento que Paulo diz...quando Cristo for FORMADO em vós!
Neste momento, percebemos que geograficamente podemos AQUI, JÁ, vivenciarmos o Céu na Terra pois o Céu esta em nós independente de onde esteja dimensionalmente num além absoluto!
O além absoluto ou transcendente é o divino além de qualquer conceituação...nesta esfera Deus é Deus simplesmente e nós só poderemos Ser a consciência desta Grande Presença por empatia, por Sintonia...o Céu portanto em realidade é um Infinito acima do conceitual que difere taxativamente de um lugar específico...
Deus não se limita, e portanto o Céu como espaço se assim acharmos de nomearmos é INFINITO!
Um Deus que se limita não é um transcendente mas um manifesto...isto é Cristo em nós...fora ou além disto esta o grande  mistério sem fim...o Céu!!!

Paz e Bem

Valter Taliesin

Portais...

Coração que canta...
Coração que fala...
Coração que revela o
imenso mundo de possibilidades
de lá e de cá.

No coração há um portal
gigante, imenso, que se abre
ao Infinito Oceano da Sabedoria.

Portais...

Mente que pergunta...
Mente que navega nas inquirições.
Mente que se abre ao grande Mistério
da Inteligência suprema que traz Conhecimento.

Na mente existe um portal,
Um brilhante e supremo portal
que se abre ao incomensurável poder
da Palavra Criativa.

Portais...

Mente e Coração então se tornam...
UM...
No sagrado amor alquímico do
dois que se torna um, os portais
se mesclam e revelam o interior da Glória.

E ali, naquele ponto sem tamanho ou
descrição...
Viveremos o eterno e infinito mergulhar
nas coisas que o olho não viu e o ouvido
não ouviu quando presos à matéria estávamos...

Portais...

Em amor e luz...

Valter Taliesin

Ela trás na alma as cores do arco iris...
Caminha discreta entre os vales deste
mundo e só se revela a quem tem olhos
para ver.

Tem no semblante sempre uma profunda
canção que somente sagrados ouvidos
escutam com acuramento e perfeição.

A profundidade de seu interior é um grande
e velado mistério, sua forma de agir não
flutua...simplesmente flui sem oscilação.

Quem poderá retirar-lhe o véu?
Quem tem em si as senhas secretas,
as chaves sagradas que abrem os portais
internos de tão augusta alma?

Seu trabalho já começa com sucesso
pois nada nem ninguém escapa do fascínio
de vê-la sorrir e se dirigir aos perdidos, aos
que se afastaram de SI mesmo, com o carinho
da iniciadora sagrada mas o rigor da mestra
cuidadora.

Àqueles que permitem e abrem suas almas
ela derrama do bálsamo de sua luz, curando
feridas tanto novas, quanto antigas.

Ela é a resposta mais profunda que Deus(a)
deu para estes tempos do que pode ser
uma alma a Ele(a) totalmente entregue.

Os que contemplam o seu caminhar sabem
que onde pisa rosas nascem, onde olha
ribeiros brotam, onde toca musica se evoca.

Raras almas são assim...

Raras almas abençoam assim...

O mundo atual se vê privado de olhos para
ver e assim não sabe que seres assim existem.

Que pena!

Seres assim são como a face divina olhando a vida
e seu bailar sagrado!

Tocam e recriam a vida com o selo da eternidade!

Valter Taliesin

O começo é um ponto indeterminado de PRESENTE dentro de ti....recomeço em verdade é só outro nome que se dá para ele.

Quando dizes; vou recomeçar, em verdade estais a voltar para o PRESENTE...estais a olhar o que sempre foi SEU...Nada mais...

DEUS TE QUER NO PRESENTE!

POIS É ONDE ELE ESTA!

Passado e futuro são conceitos temporais que inexistem para Ele e deixam de existir para quem NELE esta!

Estar no Presente é estar em Deus e estar em Deus é seu direito de NATUREZA!

Anti natural é viveres como presa do espaço/tempo!

Isto surgiu como uma anomalia da desvirtuação que fizemos do nosso livre arbítrio, das energias divinas!

Veja, NADA EXISTE FORA DE DEUS, nem nossos erros! Quando dizemos entretanto que em Deus não há Mal ou Erro, entendemos que Nele ou Dele não procedem escolhas equivocadas, erradas, mas A ENERGIA que suas manifestações de vida criadas usam DELE para interagirem entre si tomam a vibração da consciência e das escolhas destas entidades....portanto é algo divino que desvirtuas e aqui geras da causa o efeito que te destrói...assim a metafórica "IRA DE DEUS" nada mais é que o próprio processo de DESVIRTUAMENTO das energias divinas que provocamos e atraímos as consequências para nós mesmos...Os antigos tinham uma forma antropomórfica de ver a divindade, mas eles entendiam, ou seus sábios, que aquilo era metáfora, figura, símbolo, não  percebiam de fato Deus como tais....Desta forma hoje ao vermos termos como estes o bom em discernimento percebe que a "ira divina" nada mais é que a energia desvirtuada divina que nós mesmos manipulamos em nosso próprio prejuízo...é "divina" porque a energia desvirtuada é DELE...mas quem acionou o mecanismo fomos nós e nossas escolhas...NÃO ELE...

Em suma; VIVA NO PRESENTE....viva no começo....viva no princípio de tudo...viva em Deus!

Em amor e luz...

Paz e Bem

Valter Taliesin

Anjo caído...
De asas partidas...
Sentimentos que assaltam
uma alma que se acha perdida.
Dores de um Dia especial que
nunca chega.
Medo irrefletido de coisas
sem nenhum absoluto sentido.
Cá comigo, tenho para mim,
que nada que realmente valha
um vintém sequer é fácil, mas
também não há que se tornar pior
o já complicado.
Assim coração e mente precisam
em absoluta unidade estarem
para vencerem os grande desafios
de um tempo sem vergonha das desfaçatez,
da luxúria, da corruptiva, do vazio das palavras
e das juras mentirosas.
Mente e coração precisam pulsar em tal e qual
sintonia que feche todas as brechas para
este podre cheiro de morte que chega por
todos os lados, de todas as formas.
Anjo caído...
Brasa adormecida...
Brasa de um poder que dormita, que queda-se
de olhos fechados, como se assim pudesse
reerguer o prumo e dar novo sentido ao rumo.
Onde iremos parar pergunta-se?
Nenhuma resposta chega...
Nenhum divindade fala,
Nenhum bater de asas amigas se houve.
Apenas um silencio morno e cálido.
Mas assim tem que ser...
Assim deve ser para que se perceba
como se fantasia demais e viola-se
a verdadeira chama da Fé. Fé não
pode viver de fantasias mas de IMAGINAÇÃO...
A diferença entre uma e outra é a mesma
entre lenda e mito.
Na lenda temos a fantasia criada em
torno do desejo, no mito temos a realidade
simbolizada na metáfora; seja esta real
ou apenas fantasiosa. A imagem é portanto
filha de Imaginação...Deus é imaginação,
nós somos imagem enquanto seres manifestos.
O mundo gira, o anjo caído grita;
sofrido, dorido, alma contudo resoluta,
e o caído sabe que levantara, alçara, soerguerá...
acima das dificuldades, dos medos e das vaidades,
dos dias que passam céleres, sem freio e sem dó.
E será de novo,
Um dia...
Novamente...
Como uma imensa Águia Real voando livre,
soberana dos ares....
Valter Taliesin





Esta santa loucura!
Ah! Que loucura!
Amar a Deus,
quando nada no
horizonte faz que o
veja, pelo menos
não um semblante,
uma forma que diga:
EU SOU DEUS!
Amar a Deus sem
planos ou projetos,
simplesmente por
amar, por sentir em si
vibrar a luz do amor...
Amar a Deus sem
medo do inferno,
sem o sentido de que
deva-se ter medo do
que em verdade deva
ser amado.
Tem um monte de gente
que afirma amar a Deus.
Mas no fundo só querem
fugir do inferno.
Falam do inferno o tempo
todo!
Dizem que é para alertar
os que vão para lá...mas
sinceramente...para mim,
ESTAS pessoas que tanto
dele falam é que lá estão
e não se deram conta disto.
Quem esta em Deus fala
de Deus, fala do amor,
fala de vida e esta com
abundância...este falar
de Deus, por si só muda
a vida de quem  ouve,
vê e escuta...
Se o amor não mudar uma
pessoa nada mudará!
O amor é a maior energia
que procede de Deus, ao
ponto de dizermos ser Deus.
Sem amor nada somos, nada
realmente percebemos de real,
de sagrado.
Sem amor não passamos de cascas,
cascas pregando salvação e no
fundo vivendo em puro fel de condenação
achando que somos salvos.
Não é salvo quem fala constantemente
no inferno, é a mais triste das criaturas
pois independente do inferno existir
ou não o que existe de fato é Deus...
Falando Dele tudo muda...
Almas são transformadas e o
mundo se faz novo.
Esqueça o inferno...
FALE DE DEUS...
Deixe o inferno onde ele deva
estar...com quem vibra com ele.
você não vibra?
ESQUEÇA-O!
FOQUE EM DEUS!

Paz e Bem

Valter Taliesin

Eu voei até Júpiter e voltei...
Eu penetrei no mais profundo
lugar de Saturno e regressei.

Me fiz Fenix de fogo e singrei
os céus mais profundos,
naveguei pelas alturas mais
inauditas...mas sempre regressei.

Minha história aqui ainda não
terminou...
Minha aventura urdida neste
chão terrestre ainda não acabou.

Mesmo sabendo que as belezas
daqui não me encantam quanto as
de MEU LAR ainda aqui fico e vez ou
outra ponho-me a navegar
em visitas rápidas a outros lugares,
a outros rincões.

Mas interessante... em MEU LAR desde
que aqui cheguei não voltei.
Acho que é uma prevenção, pois
meu Eu Maior sabe que lá chegando,
seria difícil para mim retornar.

Assim cá estou eu novamente...
Cada dia um desafio, uma coisa
estranhamente diferente num
cenário que parece o mesmo.

Estranho isto...
O sentido de que nada  muda
mesclado ao poder do imprevisto
que tudo muda.

Quando saber o que é o que?

Quando a dor fere mais a alma
que o corpo, ou a alegria a domina
em tal e qual medida!

Esta é a mudança verdadeira e
real que chega e transforma nossa
rotina radicalmente e este senso
de perenidade do mesmo passa
a ser um novo hiato de algo novo que
durará o tempo e o tanto que assimilarmos
aquilo em nossas vidas ou não.

A sabedoria esta em vivenciar a rotina
da melhor forma que pudermos e
assimilarmos as mudanças que chegam
com a mesma desenvoltura que trocarmos
de roupa. Se conseguirmos fazer isto
perceberemos que nossos dias aqui
terão captado um pouco do mistério
que anima nosso Ser mais profundo.

Em amor  e luz

Valter Taliesin

Ainda que o tempo se escorra como o mel despejado sobra a compota de frutas, ainda que as melhores lembranças persistam em nos mostrar que o tempo é simplesmente incontornável...ainda assim faremos do presente o momento mais importante de nossas vidas.

Pois é no presente que descobriremos o cheiro deste mel e o poder de criar nossos momentos que quando lembrados trarão não saudosismo mas desafios para vivenciarmos mais e melhor cada oportunidade que a vida nos dá.

O mel das boas lembranças dos tempos idos só é importante, só é relevante, quando não nos fixamos no inevitável escorrer dele pela compota da vida mas pelo cheiro, pela fragrância maravilhosa que ele deixar no ar e nos incentiva a co criarmos com o divino em nós momentos ainda mais sublimes e sagrados.

Nada é para sempre mas tudo pode perenizar-se na percepção de que o que foi bom é bom ainda agora quando eu vibro espiritualmente para que as coisas sejam abençoadas.

As lembranças tanto boas(mel) quanto más(fel) tem sua razão de ser e importância no momento presente de nossas vidas...não viver no tempo delas consciencialmente, mas aprender com as lições que as segundas ensinam e deleitar-se no prazer que as primeiras despertam é de grande sabedoria...mas porque entendemos e identificamos o tempo em si com o mel? Porque entendemos que sejam mel ou fel as lembranças devem exercer um efeito benéfico sobre nossas vidas, devem ser vir de alicerce, de argamassa, para construirmos em nós e a partir de nós um mundo melhor. Sem este senso e percepção de que as lembranças, quer boas ou más devam servir de material de construção de nossas vidas com certeza o predomínio do fel sobre o contexto tempo será sensorial e perceptivamente o que a alma sentirá correr em torno de si.

Mudar a forma como se vê o passar do tempo para uma alma aprisionada no fel da amargura é essencial se quiser que mudanças eficazes e abençoadas ocorram em sua vida.

Nós só podemos ser de utilidade para o sagrado em nós quando deixamos que a percepção, que nossa consciência assimile o presente como o momento da ação, o passado como as lembranças que constroem este presente e o futuro como uma construção que se dá a partir deste presente. Sem este senso de ser, de estar, e de perceber é impossível realmente construir um mundo novo! Para si e para outrem.

O tempo escoa mas a eternidade revela-se nas ondas do seu escoar...cada brilho deste mel que se escoa traz em suas gotas como que um portal para a Realidade Verdadeira.

AGORA é o momento que deves focar!

AGORA é a hora do co criar!

AGORA é a grande aventura do Ser!

É no Agora que finalmente o eterno se traduzirá em Ser e então perceberemos que finalmente o que nos prendia as correntes que pareciam inexoráveis do tempo era somente nossa consciência alijada do sagrado, do divino morante em nós.

E então tudo se fará novo!

Em Amor  e Luz

Paz e Bem...

Valter Taliesin

As estrelas poderão se fragmentar e cair dos céus...
O sol pode virar agora uma super nova e tudo desintegrar.
A Lua pode simplesmente sair de órbita e deixar de enfeitar
o céu noturno.
Ishtar/Vésper pode perder todo o seu encanto e brilho...
Mas NADA fará um coração sagrado esquecer sua raiz...
NADA fará um coração sagrado deixar de pulsar em sintonia
com o Amor mais profundo e real.
NADA me afastará do que realmente importa!
NADA me fará virar as costas para o que realmente tem
significado e sentido!
Olhando os céus que revolucionam sobre nossas cabeças
percebemos o quão vasta é a criação e o quanto de mistérios
ainda temos diante dos olhos.
Percebemos que fisicamente, nós mesmos somos uma fração
tão ínfima de tudo isto que se pararmos para pensar sufocamos
de medo e pavor.
Entretanto quando direcionamos nosso olhar de forma sagrada
para tudo isto...
Quando percebemos com o coração todas estas coisas, percebemos
que nosso medo é pura neurose e pura cegueira espiritual.
Percebemos que em verdade nosso olhar esta completamente nublado
por um tipo de visão que assombra os humanos desde que sentiram
o que é dor, o que é o Mal.
E então...reverentemente voltamos nosso olhar para dentro de nosso
Ser, para dentro de nossa alma e percebemos que ainda que estas coisas
deixassem de ser, fenecessem, todavia existe algo nelas e em nós que
permanece...que fica...perene...insondável diante das terríveis catástrofes
que assolam o mundo dos sentidos.
Liberamos assim um tipo de energia nova sobre a situação, sobre as
relações, sobre nosso olhar ao mundo natural, sobre nossa forma de
pensarmos, falarmos, sentirmos e vivermos nossas vidas.
Percebemos que o "mundo e sua concupiscência" que passa não é o
poder que anima os universos, as energias divinas que tudo criam e
controlam mas nossos sentidos equivocados sobre as coisas,
os acontecimentos...enfim, nossa forma de atuarmos na vida.
Diante de nós então vemos o mundo natural, não o mundo sistêmico
bem dito - esta coisa controlada pelo poder férreo das trevas dos
equívocos, ignorância e erros humanos - ser o que ele é e que o salmista
declama com tanta inspiração:
" OS CÉUS DECLARAM A GLÓRIA DE DEUS E O FIRMAMENTO
ANUNCIA AS OBRAS DE SUAS MÃOS.
UM DIA FAZ DECLARAÇÃO A OUTRA DIA...
UMA NOITE MOSTRA SABEDORIA A OUTRA NOITE.
NÃO HÁ LINGUAGEM NEM FALA ONDE NÃO SE OUÇA A SUA VOZ."
Salmo 19. 01-03
E neste observar sagrado vamos percebendo o divino em nós e em
todas as coisas completamente evidente e no controle e o medo
"assassino da mente" deixa espaço para a confiança tranquila de que
NEM A DOR, NEM A MORTE podem nos separar de Deus pois ELE
em nós é a ÚNICA realidade...
Valter Taliesin

VÍDEOS

Procol Harum - A whiter shade of pale

The animals - The House of the rising sun

The Turtles - Happy together

The Byrds - Mr. Tambourine man

Herman's Hermits - No milk today

The Shirelles - Will you love me tomorrow

The Drifters - Under the boardwalk

The Yardbirds - For your love

Fonte de Imagens Google
Fonte de vídeos Youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário