Google+ Badge

quinta-feira, 9 de julho de 2015

AS 7 COLUNAS DA TERRA...OS 7 PINÁCULOS DO TEMPLO: AS 7 RAÇAS-RAIZ...Texto 5


Raças-raiz, segundo a Teosofia, são as Raças que evoluem em uma ronda de um globo (veja também cadeia planetária). Para a Teosofia, em cada ronda evoluem sete raças-raiz, e cada raça-raiz produz sete sub-raças, que são ramos derivados da raça-raiz. Na atual ronda terrestre já se desenvolveram as seguintes cinco raças-raiz em nosso globo:
  1. "Nascidos por Si Mesmos" ou "Sem Mente" - Esta raça teria aparecido há 300 milhões de anos e vivido em um continente que Blavatsky chamou de "A Ilha Sagrada e Imperecível". Os homens desta raça (se é que podem ser chamados de "homens") eram imensos e não possuiam nem corpo físico (eram seres etéreos), nem mente. A reprodução ocorria por cissiparidade (algo semelhante ao que ocorre com as amebas). Como esta raça não era mortal, ela não desapareceu, apenas converteu-se na próxima, os "Nascidos do Suor";
  2. "Nascidos do Suor" ou "Sem Ossos" - Eles teriam vivido em um continente chamado "Hiperbóreo". Nesta raça apareceu um rudimento de mente, no entanto, ainda não havia uma ponte entre espírito e matéria para a mentalidade. Ao final do seu período de evolução esta raça converteu-se na seguinte, a "Nascidos do Ovo". As duas primeiras raças são chamadas de raças semidivinas;
  3. "Nascidos do Ovo" ou "lemuriana" - Teriam vivido em um continente chamado "Lemúria". Esta raça era inicialmente hermafrodita, reproduziam-se por meio de um ovo que se desprendia do corpo. Esta raça passou por grandes transformações durante o seu período evolutivo. Ao final do seu período, o homem tornou-se mortal, consolidando-se o corpo físico e a reprodução sexuada como se conhece hoje. Esta raça desapareceu, convertendo-se na raça atlante;
  4. "Atlante" - Estes teriam sido os gigantes que viveram há 18 milhões de anos atrás, em um continente chamado "Atlântida". Seriam os primeiros que podemos chamar de "homens". A raça atlante representaria o ponto mediano da evolução nesta atual ronda. A Atlântida, assim como os seus habitantes, teria sido destruída por um cataclismo. Os sobreviventes desse desastre fundaram a nova raça-raiz, a ariana;
  5. "Ariana" - A atual raça-raiz, que, segundo Blavatsky, existiria há cerca de 1 milhão de anos.
Para Blavatsky, nesta Ronda ainda surgirão mais duas raças-raiz, quando então a atual ronda chegará ao seu fim:
  1. "Sexta raça-raiz" - mais desenvolvida que a quinta.
  2. "Sétima raça-raiz" - mais desenvolvida que a sexta.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  1. O Homem, de Onde e Como Veio, e Para Onde Vai. Charles Webster Leadbeater

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ra%C3%A7as-raiz



A busca por nossas origens é algo que move os corações humanos desde que o mundo é mundo!

Todas as tradições espirituais tem uma história de como tudo começou, sendo no ocidente a mais conhecida a bíblica. Mas excetuando os fundamentalistas raros são os estudiosos, mesmos os mais devotos que entendem tais passagens literalmente.
Para boa parte dos estudiosos, os textos iniciais da Bíblia devem ser lidos metaforicamente, analogicamente, simbolicamente, figuradamente, espiritualmente e que em verdade toda a Torah é cifrada e requer conhecer-se a chave secreta para poder entendê-la sem cometer o erro de levar-se ao pé da letra tudo que ali esta.

Voltando nosso olhos contudo para o que a Teosofia de Helena Petrovna Blavatsky revelou ao mundo, e que estaria guardado em fontes antigas de registros cujo acesso ela teria conseguido através de alguns personagens enigmáticos descritos como mestres de sabedoria, percebemos que o período de existência humana na Terra é não só passível de questionamento quanto foge ao meramente carnal.



Vemos aqui que 7 raças-raiz em cada ronda evolutiva seria o processo do Logos planetário e sistêmico de desenvolver a vida nos planetas do sistema solar etc...pois focamos somente o ambiente do nosso Sol não por crermos só aqui a vida possível, mas para setorizarmos um pouco a questão até porque supostamente em outras paragens deu-se o mesmo processo... Supostamente, bem dito, porque talvez a vida se manifeste de formas nem de longe suspeitas para nós.

Cada uma destas 7 raças-raiz contém 7 sub-raças perfazendo um total de 49 destas sub-raças, das quais é feito o desenvolvimento e a manifestação da vida.

Vimos no texto acima que as primeiras raças eram não só etéreas mas basicamente não tinham ego, personalidade e muito menos consciência.

Isto se assemelha muito com o termo: "idade da inocência" que a Bíblia diz, gozava os humanos antes da queda.

Assim podemos entender que as duas primeiras raças raízes equivalem a este estado dito de "inocência" na Bíblia.



1. PRIMEIRA RAÇA-RAIZ - ADÂMICA - "OS NASCIDOS POR SI MESMOS" - "OS SEM MENTE"...

Geração espontânea versus criação?

Mas a pergunta realmente é...há que se ver aqui conflito?

Tanto não há que depois os estudiosos que acompanharam e aceitaram a teoria teosófica teceram diversos comentários sobre como deu-se a criação dos humanos na Terra através do atuar das hierarquias criadoras.

No caso aqui em questão penso que o termo "nascidos de si mesmo" enfoca o centro mais profundo dos humanos, o Eu Sou, são considerados sem mente não porque não pensam, ou não sabem o que são, mas porque não percebem diferenciação entre tudo e um si particular. É uma comunhão plena e pura, um Ser pleno em Deus, o Tudo. E mais: eles não tem um órgão que possamos definir como cérebro, dai talvez também o porque de designarem-nos "sem mentes".

São nascidos de si mesmo porque são emanações da divindade ! 

Geraram-se ou seja; emanaram do grande útero da Mãe cósmica como centelhas divinas!

A ilha sagrada e imperecível pode ser um mundo localizado em outra dimensão do ser, não este mundo material que conhecemos. Assim procurar aqui algo que se assemelhe com isto é perca de tempo. Talvez o mais próximo que poderíamos enxergar aqui contudo seria a massa de terra única, antes das separações continentais ou Pangéia da ciência, que talvez neste tempo existisse e estivesse ao norte do globo estando o sul totalmente coberto pelo imenso oceano.

O humano aqui é mais um projeto por "vir a ser" que uma realidade, é um espírito sem forma, sem carcaça, que comunga de plena comunhão com tudo o que lhe circunda sem necessidade de definir-se isto ou aquilo.



2. SEGUNDA RAÇA-RAIZ - HIPERBÓREA - "NASCIDOS DO SUOR" - "OS SEM OSSOS" -

Praticamente a diferença entre a primeira raça raiz da segunda é muito pequena... o processo de cada uma das sub-raças das mesmas foge a qualquer definição que hoje possamos ter do que significa vida ou evolução. Entretanto pouco a pouco algo mudava naquele ser "inocente" tão unitivo a Tudo, tão centrado no Todo.

Penso que analogicamente com a Bíblia esta primeira raça-raiz é basicamente luz ou éter, e abarca os primeiros dias criativos quando é dito: 

"HAJA LUZ...E HOUVE LUZ!"

Ali não há descrição de nada humano mas podemos imaginar naquela luz original que nasce como de si mesmo em meio a total escuridão que lhe rodeia, miríades de pontinhos de luz, inumeráveis que faziam parte daquela luz, daquela mônada gigantesca! 

Estes seriam os futuros humanos!

Então esta luz se faz mais incandescente, quase chega a ser palpável, e as centelhas se revestem de fogo, de um corpo incandescente!

Este a meu ver é o mundo que reflete o contexto da segunda raça-raiz cujos símbolos maiores são os termos: Hiperbórea que define o povo do Sol, ou filhos do Sol, e nascidos do suor ou seja; do calor, enquanto adâmica define o povo da luz pura! 

Aqui estamos nos dias criativos bíblicos que incluem os grandes luzeiros, ou uma condensação da luz original em fogo e objetos incandescentes...sem ossos, ou corpos físicos, pura energia!

Na primeira raça tudo era UM, na segunda raça há uma percepção de dois bem tênue...de LILITH E ADÃO, mas algo bem íntimo ainda, num ser que não se define por separação sexual...




3. TERCEIRA RAÇA-RAIZ - LEMURIANA - "NASCIDOS DO OVO" -

Aqui penetramos na analogia do Jardim do Éden propriamente dito, já que finalmente o futuro humano se encontra ainda etéreo em relação ao que somos hoje mas infinitamente mais denso ao que havia sido...o elemento é o ar...o Éden bem pode ser descrito como é em muitos apócrifos; como estando lá em cima, bem no alto de uma montanha pois o elemento ar é o que define esta raça.

Aqui toda a mítica de conflito entre as duas partes que constituem os humanos; Lilith e Adão, com a posterior separação dos sexos e o surgimento de Adão e Eva, a serpente que é uma analogia da Lilith reprimida dentro de Adão e do Lúcifer reprimido dentro de Eva...os opostos sexuais em ambos  que é visto como tentadores(não em relação a fazer sexo em si mas de controle de um sobre o outro)... a queda advém porque não há conciliação interna tanto na mulher quanto no homem diante do novo quadro de ser que testemunham surgir a partir de si e aquilo que viríamos a definir como consciência surge! Mas surge fragmentada pelo evento serpente, pelo não assimilado internamente de sua nova situação tanto de homem quanto de mulher. Esta é correlação entre o que nos diz a Teosofia e uma leitura nada literal mas simbolista do Gênesis.

Os Lemurianos finalmente são expulsos do paraíso, descem dos ares, para o mar sem fim, pois agora já há continentes na Terra, massas enormes rodeadas de água por todo lado... ali uma nova epopeia se inicia progressivamente.




4. QUARTA RAÇA-RAIZ - ATLANTES - 

Hoje se fala muito de cataclismos envolvendo os lemurianos mas se acompanharmos a descrição acima o que se tem é uma lenta e progressiva transformação dos seres menos densos em mais densos. O elemento que agora define os humanos é a água...água a origem e o fim dos atlantes...água que mostra uma raça ainda profundamente ligada ao mundo espiritual apesar de já estar totalmente materializada.

No contexto bíblico estamos na era fora do Éden, apenas "à beira do jardim", de Caim e de Abel, dos gêmeos que se amam e depois se detestam, de dois conceitos de humanidade que surge na Terra e cresce formando nações por todos os lados naquilo que é definido como a primeira cidade construída por Caim...ENOCH...

Com o conhecimento que temos do que significa este nome podemos dizer que Caim tenta construir em terra as poderosas imagens dos mundos celestes que o futuro Enoch(tanto Caim quanto Seth tem descendentes com este nome dai surge a questão: seria o mesmo personagem nascido das duas proles? Ou um efeito comparativo entre dois tipos de visão espiritual?)viria receber e que talvez os próprios Caim, Abel, Seth também conhecessem, pois não nos esqueçamos...

VIVIAM..."À BEIRA DO JARDIM"!

Em suma; como dito acima, o humano ainda era MUITO ligado ao mundo espiritual, astral, etérico, apesar de estar plenamente encarnado!

Caim mata Abel, mostrando que um tipo de civilização parece optar pelo poder enquanto o outro pelo mundo espiritual.
No lugar de Abel(que não se diz se teve prole ou não) temos um outro filho de Adão e Eva, Seth, e é deste que virá o conflito de humanidades com a geração de seu irmão Caim.

Neste período tão remoto, parece que os deuses e deusas do espaço exterior, os bene elohim, começam a se fazer notar no mundo. Talvez aqui estivessem desde o princípio mas aqui são notados pelos humanos pela primeira vez, mais especificamente, eles notam suas filhas e estas os notam.

E TUDO MUDA!

Nada que se diga hoje em dia chega perto de uma grama da verdade, penso eu, do que deve ter acontecido; até porque o tema é tão confuso que desperta inúmeras teorias até hoje mas o conceito de que foram entidade arcangélicas espirituais que coabitaram com humanas, ou de que este termo se refere aos tementes filhos de Seth me parece pura força de expressão para designar ao mais simples:

SERES DE CARNE E OSSO DE OUTROS ORBES QUE VEM ATRÁS DE OUTRA CARNE OU SEJA; A HUMANA!

Os descendentes desta mistura são tidos por criaturas gigantescas(pode ser uma metáfora para um poder interior ou mental tremendos) que devoram(outra analogia neste canibalismo quem sabe, para domínio, escravidão espiritual e mental) os humanos normais. A Teosofia explica que todos os atlanteanos seriam gigantes, mas diante de tantos mitos sobre gigantes imagino que houvessem NÃO GIGANTES para escrever e falar com tanto temor sobre eles!

O Dilúvio, seja lá o que ele foi encerra definitivamente a experiência da quarta raça raiz.



5. QUINTA RAÇA-RAIZ - ARIANA - 

Estamos aqui, segundo a Teosofia a apenas 1 milhão de anos!

SOMOS TODOS ARIANOS!

Diferente do que certas seitas racistas pregavam e os nazis seguiram!

Atualmente para sermos mais exatos, somos a quinta sub-raça ariana, e em cada uma delas tivemos um tipo humano que predominou sobre os demais liderando o impulso evolutivo...atualmente estamos ainda sob os efeitos da raça branca europeia, mas já despontam no horizonte as sexta e sétima sub-raças que segundo muitas teorias, nascerão; uma no norte da América e outra no sul, com o caldeamento nestas, ou síntese, de TODAS as raças atuais do mundo. 

A miscigenação assim não seria condenável como creem os racistas, ao contrário; para que venha as novas duas sub-raças há que haver caldeamento entre as raças existentes...branca, negra, amarela, vermelha, azul(surgida imediatamente anterior ao grande dilúvio e que só chegou a nós através de lendas do tal "sangue azul" dos reis e que bem pode se referir a descendentes diretos de seres de fora da Terra com terrestres)...deste caldeamento surgirá a raça prateada(sexta sub-raça ariana) e a dourada(sétima sub-raça)...neste período teremos a ascensão da Terra para a quinta dimensão do ser!

Para fecharmos: aqui atingimos a plena densificação, o elemento terra, o mundo pós dilúvio, ou seja; pós o elemento água, e agora o caminho que nos resta é novamente...

PARA CIMA!

A diferença é que antes eramos um indiferenciado lutando para diferenciar-se...agora seremos consciências evolutivas se tornando unificadas não mais pela indiferenciação mas pelo...AMOR!!! 

O conhecimento do Ser em Amor é o único e verdadeiro motivo ou objetivo das rondas evolutivas daqui, de outrora e que virão!!!

E será neste contexto de quinta dimensão em diante, que futuramente as duas raças-raiz finais e suas sub-raças encetarão sua aventura evolutiva e se de início tivemos um decrescer, agora desde a quinta raça raiz, ou mais especificamente do final da sua quinta sub-raça, estaremos a ver o oposto, sendo que a atlante foi um meio termo disto tudo!



6. SEXTA RAÇA-RAIZ ...



7. SÉTIMA RAÇA-RAIZ...



Como falar de algo deste teor?

Penso que seria completamente impossível, quiça inconcebível para nossa mente atual imaginar o que realmente serão estas duas novas raças!

Só podemos supor o seguinte: Se o ambiente evolutivo das sextas e sétimas sub-raças arianas já se darão em um ambiente de quinta dimensão e ascendendo...o que será o ambiente das duas demais raças???

Finda esta ronda evolutiva, como diz o livro sacro: "O Filho entregará o reino ao Pai" ou seja; o universo se recolhe para dentro do SI e tudo o que ali foi, permanecerá sendo em Deus, a próxima ronda evolutiva nada terá a ver com quem VENCER nesta ronda, estes na próxima ronda evolutiva serão semelhantes ao que definimos agora como...deuses e deusas criadores(as) e dela participarão naquilo que Paulo nos diz:

AQUILO QUE OLHO NÃO VIU, NEM OUVIDO ALGUM OUVIU É O QUE DEUS TEM PREPARADO PARA AQUELES(AS) QUE O AMAM(OS QUE ASCENDEM)!!!



EM AMOR E LUZ

VALTER LUDWIG TALIESIN

PAZ E BEM


VÍDEOS SAGRADOS

ADÂMICOS O MAIS ANCESTRAL...

FAUN - GAIA


DONNA - HIPERBÓREA


THERION - LEMÚRIA


DONOVAN - ATLANTIS

DEVA PREMAL - MANTRA PARA RAMA O PATRIARCA DOS ÁRIAS

O QUE VIRÁ!!!

MUSICA NEW AGE

QUINTA SINFONIA DE BEETHOVEN

FONTE YOUTUBE






FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário