Google+ Badge

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

MARIANA CIDADE DE MARIA(S)...O RIO E O MAR...POEMA LAMENTO EM PROSA E VERSO....


Esta lama que explode e que desce das Minas generalizadas
tudo engolfa, penetrando até no Santo estado através do
outrora doce rio indo putrefazer o Oceano...

Lama fétida e venenosa, como veio de ódio e insensatez,
que leva no rastro morte, desolação e crime.

Lama que não quer ceder mais espaço...

Lama que torna o doce mais amargo do que já estava...
por centenas de anos de agressão sem fim...

Lama que leva nossas lágrimas e almas!

De Mariana partiu o grito agudo,
Do coração da cidade da Mãe
filhos e filhas se tornaram numa fração órfãs e órfãos.

Mariana berço do Estado das Minas Gerais...

De Maria a Mãe...
De Madalena a Filha...
Da Mulher de Cléofas a Irmã...

Das 3 Marias veio a indignação;
de que sua cidade luz morresse morte tão vil...

Mariana não mais existe,
e o que existe é só tristeza...

Um dia cantaram que o "Sertão iria virar Mar,
e dava no coração, o medo que algum dia o mar
também virasse Sertão"...

Pois é pior....o Mar virou lama fétida,
Lama venenosa...
Lama da ganância de poucos...
Lama da insensatez humana!

O Mar de Maria...
A Maria do Mar...
O Mar das Marias...
As Marias de todos os Mares...

O Mar recebeu de forma cruel o pus das chagas
com que os humanos ferem a carne da Mãe em
busca de suas gemas mais formosas ou do poderoso
minério, ossos de seu esqueleto.

O rio que há muito tempo atrás doce muito amargo ficou;
A água que um dia foi clara, cristalina, com a mácula
humana tornou-se turva, quase como
sangue...um sangue morto...sem vida...

E então os profetas infelizmente acertam...

As águas vão ferruginosas e lamacentas
tornando-se num sangue pútrido e fétido
que carrega a morte, expressão da Morte.

Mas esta morte da Morte não alcançou ainda
os algozes maiores... somente peixes pequenos
morreram em Mariana ou ficaram sem sua Luz.

Os tubarões maiores,
Os vendilhões do Templo de Maria,
A Cidade Luz das Marias...
Continuam mais "vivos" do que nunca...
Agora arrumando escusas e desculpas para
aquilo que só tem silêncio de velório.

Mortal se revela o humano quando age como
se tudo pudesse e nada devesse...

Mortal se mostra aquele(a) que deveria ser o mordomo,
o cuidador(a) da Natureza, mas que entendeu completamente
errado os termos..."dominai" e "sujeitai"...

Dominar vem de domínio...domina...dominador...em sua raiz
mais que tomar violentamente conta de algo traduz glória e 
majestade; um controle natural sobre as coisas sem ferir ou
causar dano mas reger soberanamente tudo, para um fim supremo.

Sujeitar é a relação entre o indivíduo e a coisa...entre a consciência
e a inconsciência ou consciências menores, onde a consciência maior
atua para que o melhor venha à tona de todos, pois é ela aquela que 
melhor antevê tudo para todos.

Sujeitar e dominar portanto NÃO É agir arbitrariamente e gananciosamente
para advir apenas lucro para si mas o dom da transformação e criação que
os humanos receberam de Deus para em atuando sobre o meio ambiente
criarem a partir de si mais luz e mais relação entre suas individualidades com
o Todo que lhes cerca...

De Mariana das Minas Gerais, do Rio Doce veio de água outrora pura e que tudo 
enchia de vida e cor; do Mar do Espírito Santo outrora azul e de vida cheio, mas agora 
empesteado, veio a prova de que "domínio" e "sujeito" perdem  completamente o sentido 
quando quem atua através deles são crápulas em capa humana e não o que deveriam ser:
Filhos e Filhas do Pai/Mãe da Vida expressão a Imago Dei por onde chegam e tocam...

OM MARIANA...OM MARIA...OM MARIAS...OM MAR...

Valter Ludwig Taliesin



VÍDEOS SAGRADOS

SOBRADINHO - SÁ E GUARABIRA


PROCISSÃO - GILBERTO GIL

CÁLICE - CHICO BUARQUE & MILTON NASCIMENTO

ROMARIA - ELIS REGINA

ASA BRANCA - LUIZ GONZAGA

BRASIL - GAL COSTA DE CAZUZA

FONTE YOUTUBE







FONTE DE IMAGENS GOOGLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário