Google+ Badge

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

NUMEROLOGIA ESOTÉRICA: 2 ...YIN/YANG: DA DUALIDADE NA UNIDADE ORIGINAL A MULTIPLICIDADE...


Ceres - Fonte NASA

No texto sobre o número 1 escrevi que no Princípio Original esta contido todas as coisas e assim é.

Duas coisas entretanto, duas energias, são detectadas neste Princípio...duas energias que definidas serão como FEMININO(DEUS) E MASCULINO(DEUS)...YIN E YANG...CAOS E ORDEM...MULHER E HOMEM...

A Dualidade Original longe de ser entendida como duas oposições é vista como duas energias que se relacionam entre si...absolutamente necessárias uma à outra, tanto no desejo e sentimento que as atraem, antropomorfizando um pouco o relato, quanto absolutamente vitais para que a multiplicidade nasça. Mesmo seres ditos femininos ou masculinos que procriem de si mesmos como é dito pela Ciência, sem coabitar com um membro oposto, se analisados forem conterão EM SI as duas energias; portanto não é o ser individual que enfocamos na manifestação dos seres vivos mas, quer como um casal, quer como ser individual, quando do nascimento de um outro ser há que existir, quer através deste casal ou do ser individual, a união das duas energias para que uma nova vida venha à tona.

Portanto nestes casos; externamente, organicamente a aparência quer feminina ou masculina prevalece mas no mais profundo e interno, tais seres tem a capacidade de, ao engendrar uma vida, manifestar a mesma a partir de si usando as duas energias EM si.


FEMININO(DEUSA)/MASCULINO(DEUS)...

Mulher e Homem são o casal emblemático quando definimos o que é o que das duas energias.

Em verdade ADAM KADMON, A Eva(Deusa) e o Adão(Deus) originais são a Imago Dei, o grande arquétipo do Masculino e Feminino cósmicos.

Um Homem e uma Mulher  Divinos(e não o conceito humano literal dos mesmos como temos numa interpretação primária destes termos) são o fundamento cósmico neste grande Adam Kadmon do vir a ser.

Interessante que no relato de Gênesis homem e mulher enquanto casal humanos aparecem somente no sexto dia criativos, como que coroando toda a Obra...mas esotericamente, nos círculos iniciáticos o que é dito é que o primeiro vir a ser em verdade é de ADAM KADMON e Nele ou Dele procede toda vida.

Como contemporizar isto com o relato de Gênesis e mesmo com a Ciência oficial que advoga sermos uma consequência de seres anteriores?

Simples...A CONSCIÊNCIA ADAM KADMON, o Macho e Fêmea originais presentes no grande andrógino cósmico são a entidade pensante manifesta a partir de DEUS O TRANSCENDENTE e são Deus em manifestação(EMANENTE E IMANENTE) como DEUSA E DEUS... e dentro Dele e a partir Dele vem à tona; primeiro formas simples consciencialmente deste engendrar cósmico das duas energias, e no final o ser mais, diríamos, consciente e acabado deste manifestação; a entidade humana; ou melhor dizendo: HUMANIDADES, um termo ainda muito acima da interpretação literal pura e simples ortodoxa de um casal humano original carnal, pois entendemos que tanto na Terra quanto em todas as esferas do ser este elemento mais consciente NÃO É uma só e mesma espécie antropológica, mas um estado de ser interno que se projeta através de TODA e qualquer antropologia ou fisicalidade.

Assim tanto é humano o protótipo que temos na Terra atualmente como Homo Sapiens(o Adão e Eva da interpretação ortodoxa) , como os Neanderthais e os Denisovanos etc... também terrestres, que apesar de serem de alguma forma diversos do Sapiens contudo traziam em si(tanto é que se acasalaram com este Sapiens) algo que os definia como humanos; quanto qualquer entidade universal, que mesmo com uma fisicalidade um pouco diversa e que contenha em si esta consciência mais elevada, mais o potencial de procriar com outras humanidades.

Nesta sentido podemos ter duas teorias:

1. Toda a vida universal nasce e procede deste protótipo original, como por exemplo; no coração e mente de um criador brotam as idéias que este utiliza para criar coisas em nosso mundo. Mas entretanto um filho, uma filha é algo diferencial pois nasce dele como um todo...assim as demais formas de vida não humanas se inserem no primeiro exemplo e as humanidades no segundo...o Grande Adam Kadmon imaginaria e externalizaria as demais vidas mas com seu selo pessoal, apenas os humanos se inseririam, e a questão seria só se estes humanos nascem com o mesmo ou se recebem o mesmo futuramente, quando atingiram um certo grau evolutivo...em suma; o que nos define como humanos seria recebido exatamente por estes seres imaginados e criados por Kadmon à certa altura de suas evoluções e a partir de então seriam entendidos como...HUMANIDADES...iguais em tudo a partir de então ao Kadmon...

2. Ou então que toda a vida universal procede deste Ente Original Andrógino, Pai/Mãe de toda a vida e todos contém em si todo o potencial Dele. Desta forma não existiria de facto diferença entre nenhum dos seres dos reinos;  mineral, vegetal, animal, hominal e dévico/angélico a não ser suas formas de expressar em cada um destes reinos sua consciência; quer com menos consciência evidente quer com mais evidente consciência do divino em si; sendo os mais conscientes definidos  então como humanidades ou anjos e devas mas no fundo TODOS...desde o mais bruto mineral ao ser espiritual mais complexo seriam em si...humanos, e conteriam isto em si em consciência em diversas gradações...ou seja; são Adam Kadmon...



YIN/YANG...

Na mitologia chinesa, especificamente na taoista, a dualidade é conhecida como YIN/YANG.

Tudo no mundo então é observado sob a perspectiva destas duas energias e da interação delas entre si. Todo um sistema filosófico de vida é erigido em cima disto...por exemplo, o FENG SHUI; ele apresenta um estilo de vida, onde absolutamente tudo, inclusive o meio ambiente humanamente criado, soe primeiro harmônico entre si, depois com o ambiente natural e principalmente com as energias internas das pessoas que o criam e vão se utilizar dele.

Esta correlação é absolutamente vital acredita-se, para que naquele lugar reine harmonia e possibilite à vida fluir de forma o mais natural possível. Assim há que haver completa e perfeita interpenetração das energias internas dos moradores e das energias circundantes e de tudo o que for colocado ali a titulo de decoração ou utilidade para que a vida seja o mais plena possível.

Não é definitivamente a compreensão ocidental esta. O ocidental entendeu literalmente o "sujeitar e dominar a  Terra" do Gênesis...não entendeu que tais termos implicam a responsabilidade do que sujeita e domina em velar pelo pleno funcionamento do que é controlado. Como Sujeito maior e Dominador das demais formas de vida e do meio ambiente o humano em verdade deveria se definir como um mordomo, um zelador de tudo. Não nos esqueçamos que o mesmo texto bíblico que ordena que os humanos sujeitem e dominem a Terra diz peremptoriamente como isto deveria ser feito...CUIDANDO!!!... O humano deveria zelar e cuidar do mítico Jardim e de todas as vidas ali presentes; e do tal jardim podemos nos estender para TODA a Terra! Assim, um Cuidador não age arbitrariamente, não destrói o meio ambiente, não abusa dos demais seres...como Cuidador ele age para que o melhor seja alcançado por tudo e todos. Ou seja; indo profundamente na interpretação desta missão humana podemos dizer que o humano estava responsável pela EVOLUÇÃO das demais formas de vida terrestres...desde o mineral ao animal... deveria sujeitar ou seja; imprimir sua marca pessoal de criador como Deus o fez, para que este meio ambiente e todos os seres fossem aperfeiçoados ao limite máximo de suas potencialidades... SEM SOFRIMENTO!

Esta falsa compreensão de "domínio como carta branca para fazer o que quiserem" foi a gota d'água para que estivéssemos na situação em que estamos hoje porque infelizmente exportamos ao oriente nossa forma falida de viver. E hoje a Terra grita, e ameaça retaliar, tamanha ousadia e burrice.

RESPONSABILIDADE E AMOR... duas coisas que faltaram ao humano até agora no tal domínio e sujeição do meio ambiente será a tônica do humano da Nova Era que esta por vir.

E então veremos com clareza o que realmente tais termos significam!


CAOS E ORDEM...

O Caos é o elemento original e a Ordem o elemento em evolução...

O Caos é as trevas abissais e a Ordem a Luz que brilha nascente em meio à mesma...

O Caos é o Todo e a Ordem o Tudo...

O Caos é Potência e a Ordem Criação...

Uma não pode prescindir da outra...

O Caos depende da Ordem para produzir vida e a Ordem depende do Caos para manifestar esta vida.

São dois estados absolutamente necessários para que estejamos aqui hoje!

No Caos encontramos a matéria prima e na Ordem as mãos que criam...portanto Deus enquanto conceito Criador é puramente Ordem e Deus enquanto Fonte de Criação é puramente Caos ...

O Caos assim quando relacionado com Yin ou o Feminino é a Matéria Prima básica , o útero pronto a receber, sem a qual não haveria absolutamente nada, enquanto a Ordem pode ser vista como o embrião que a fecunda, o masculino ativo sobre o feminino passivo, Yang...claro, isto a título de compreensão pois em Deus e em sua imagem, o Adam Kadmon, estes processos são absolutamente presentes tanto no masculino quanto no feminino...por isto é dito que "a mulher contém um homem dentro de si e o homem uma mulher" isto não se refere à opção sexual, nem propensão a isto ou aquilo, mas a prova cabal de que sem masculino e sem feminino... NÃO HÁ VIDA!

As Trevas são absolutamente necessárias para que a Luz se manifeste. O Bem é entendermos isto e fazermos das Trevas cada vez mais Luz e o Mal é fazer-se exatamente o oposto; pegar-se a Luz que se tem e disseminar no mundo Trevas...destruir a Ordem evolutiva em prol deste Caos original...

PORQUE A VONTADE DIVINA É, EM AMOR DIVINO E ATRAVÉS DA SABEDORIA DIVINA QUE MANIFESTEMOS VIDA E MAIS VIDA!


MULHER E HOMEM...

O casal humano como entendemos pode se captado como o ápice de todo este processo. São como que uma encarnação física do Deus e da Deusa cósmicos manifestantes originais; do Eterno Masculino e  Feminino...

No protótipo deste se revelaria o Plano em toda a sua grandeza:

O AMOR UNIFICA UM CASAL ATRAVÉS DAS DUAS ENERGIAS PRESENTES EM AMBOS, QUER INTERNAMENTE, QUANTO EXTERNAMENTE OU SEJA; UM SER EXTERNAMENTE MASCULINO OU FEMININO E QUE CONTÉM EM POTÊNCIA SEU OPOSTO UNIFICA ESTE OPOSTO EM AMOR ATRAVÉS DO QUE DEFINIMOS COMO: UM CASAL.

As escolhas humanas para seus parceiros deveriam ser absolutamente focadas na intuição e na razão...ambas trabalhando a emoção e o sentimento para o bem maior dele, casal, e dos demais que lhes circundam e depois nascem dele. Mas nos tornamos escravos pelas más escolhas passadas de duas coisas:

1. Das conveniências raciais e familiares...

2. Do desejo sexual e da paixão exacerbados...

Quando não um, o outro destes dois "feitores": Conveniência e Desejo, atuam sobre nossas escolhas conjugais mais que o Amor, mais que a Intuição, mais que a Razão. Não é de admirar que a crise conjugal, familiar e social atual seja cada vez mais crescente no mundo.
De um lado, vemos a sociedade humana escrava ainda das conveniências familiares, raciais e sociais para se juntarem e de outro um hedonismo atroz, uma sexualização tamanha da vida e das relações que cega completamente as pessoas quanto a outros fatores numa união.
A missão do novo homem e da nova mulher então é manifestar em si esta Obra Original, este Casamento Sagrado, que faz com que dois seres se tornem no potencial UM original, e isto só é feito quanto MENTE E CORAÇÃO atuam conjuntos na identificação e consecução das uniões humanas sem a interferência de nada interno(desejo carnal exacerbado) ou externo(conveniências de outrem)...dai SIM, somente assim...
"O QUE DEUS UNIU NENHUM SER HUMANO TERÁ PODER DE SEPARAR"...
Pois estes Dois se tornaram Um sobretudo no Espírito, na Alma, na Consciência, na Mente e no Coração antes da Personalidade e do Corpo.


Em se tratando de manifestações do dois...penso que a melhor forma disto ser feito é analisarmos os efeitos de quem nasce com este número o qual de qualquer forma esta evidente em algum lugar de seu mapa.

Exemplo; um 2 que é resultado de uma vibração 11/2 tem sua análise de mapa completamente diversa de um com vibração 20/2...

A primeira é considerada uma vibração mestra no que primeiro há que se analisar se tal entidade não tem bagagem encarnativa suficiente para já estar em missão aqui ao invés de remissão. Isto se faz ajudando a própria alma a perceber em si as energias...como as mesmas se procedem pois um 11/2 original contém em si mais a energia do 1 unificando-se no 2 do que a própria energia do 2 pura.

Assim estamos diante de uma alma plenamente líder, plenamente avant-garde, plenamente consciente de sua encarnação e disposta a estar à frente dos demais, ajudando-os; quer como grandes lideranças reconhecidas universalmente ou eficientes lideranças, primeiro de suas vidas depois dos pequenos círculos ou células familiares e grupos sociais.

Veja bem, não é que todo 11/2 seja um ser em missão e todo 20/2 seja um ser em remissão...longe disto; há que se ver a posição destas vibrações no mapa!

Uma alma 11/2, um ser que contenha tal vibração em sua alma, na soma das vogais de seu nome, tem enorme probabilidade de ser um ser em missão mais do que se aparecesse como número de missão, personalidade ou destino, porque a primeira implica em que já tenha incorporado tal energia em si e as demais em que deva manifestar a mesma. O mesmo podemos dizer do 20/2! Um ser em missão poderia muito bem ter esta vibração em si, e ainda assim esta em missão e não em remissão, bastando ver no seu mapa onde vibra este 20/2 e onde estariam outras energias que podem demonstrar um ser em missão, pois além da vibração mais conhecida como mestra 11/2, teríamos ainda; 22/4, 33/6, 44/8 e segundo outros intérpretes, também; 55/10/1, 66/12/3, 77/14/5, 88/16/7, 99/18/9 e por fim as repetições vibracionais terciárias tipo; 111, 222, 333 etc...

Um número 2 autêntico deverá principalmente vibrar a energia da cooperação, companheirismo, paridade, fraternidade, irmandade, de forma muito plena e quando negativamente no exato oposto das mesmas.

Claro, como dissemos, a posição no mapa definirá onde este 2 fica mais evidente. Uma alma com número de alma 2 é uma alma já calejada na cooperação, na fraternidade, etc...nada tem que desenvolver mais em si quanto a esta energia; uma alma que o tem na missão, destino ou personalidade deverá atuar mais plenamente esta energia, quer revelando-a como um traço de seu caráter(personalidade), como onde deve chegar(destino), quanto com o material que deve dispor para cumprir sua meta de vida(missão).

O amor é a energia mais evidente dos atributos do divino em um 2 pleno!
Seja ele uma vibração mestra...11/2 ou comum 20/2...
O que muda é somente a intensidade, mas a energia, tanto potencial quanto vibracional, é puro Amor quando positivo.

E assim terminamos nossa pequena viagem discursiva sobre esta energia...

Em Amor e Luz

Valter Ludwig Taliesin

Paz e Bem

VÍDEOS SAGRADOS

MUSICA DE FLAUTA











Nenhum comentário:

Postar um comentário