Google+ Badge

segunda-feira, 17 de abril de 2017

OS NEPHILINS - "Os filhos da Descida"

Texto originalmente postado no Blog em texto com outros textos mas que se revela agora, 3 anos depois digno de ter um post so para si...
Valter Luis




NEFILINS

Eles levantaram seu olhos
Levantaram para o imenso
céu azul que sobre
eles formava e moldava um
imenso toldo na verdade de
múltiplas cores e interações
consequentemente nada igual
ao que se vê hoje.

Eles de repente viram seus
pais, aqueles caros entes que
no oculto lhes assessoravam e
às suas belas e ditosas mães
serem lançados com um grande
estrondo de alturas imensas.

Não eram entes alados que caiam
mas imensas e gigantescas arcas
Imensas e gigantescas construções
As quais eram conhecidas pelos
filhos e filhas de Eva e Adão como
Vimanas que despencavam das
alturas e só era perceptível que
eram de seus pais pelos símbolos
heráldicos nelas impressos.

Símbolos que nos dias em que viriam
se tornariam lendários como símbolos
de nobres casas, de reinos, de impérios,
que viriam dominar os humanos e as
lendas dos descendentes do sangue azul
dos deuses seria uma das mais constantes
entre todos os humanos.

Eles que agora levantavam seus olhos e viam
das alturas sublimes, com seus imensos tamanhos,
a queda de seus pais das alturas celestes eram
só a ponta de lança, os primeiros dentre muitos
filhos e filhas dos deuses que os humanos viriam
caminhar sobre a terra e como toda experiência
que é digna do nome as primeiras não foram em
todos os sentidos felizes, a começar do tamanho
deste tamanho monstruoso e deste olho saliente
entre os dois olhos em muitos deles.

Havia pelo mundo todo relatos de gigantes que
haviam enlouquecido e depois de exterminarem
com todos os grandes carnívoros agora estavam
se voltando para devorarem os próprios humanos.
Em verdade sabiam os que olhavam neste instante
o grande espetáculo da queda dos deuses que isto
era uma metáfora, o 'devorar' dos humanos dos quais
eram réus era simplesmente o fato de terem se
estabelecido pelo avantajar e força tanto de corpo
quanto de mentes como senhores de grandes e poderosos
reinos e porque os humanos se tornaram seus vassalos,
criaturas sujeitas as suas vontades e caprichos.
Nenhum Nefilim, filhos de deuses que se preste era dado
consumir carne humana, isto era ridículo.

A última grande nave fez um estrondo tremendo
ao cair no Hermon e imediatamente no céu um
brilhante cintilante mescla de azul, dourado e violeta
se fez ver e as naves do grande hierarca Micael
nos céus foram vistas, ficaram volteando, indo e vindo
observando o que se dava na superfície, percebendo
o estado caótico das forças de Shemjaza e Azazel
os grandes deuses tidos por líderes rebeldes.

Mas seus filhos não sabiam o contexto desta rebeldia
Nem sabiam se seus pais eram heróis e vilões só sabiam
que depois de 120 anos terrestres de guerras estelares
as quais, principalmente em torno do planeta se deram,
seus pais pareciam ter perdido a disputa divina.

Perceberam então que céleres seus pais os chamavam
e pouco depois enviavam por todos mundo emissários
para convocarem seus partidários, principalmente as mães
de seus filhos até o Hermon de todas as partes do mundo,
claro nem todos puderam vir mas aparelhos de comunicação
ditos mágicos foram usados para falar com os distantes e
ordens urgentes e específicas foram dadas para que todos
pudessem ouvir e entender.

Os vencedores da guerra planejavam uma grande limpeza
étnica no mundo e eles apesar de terem perdido o que chamavam
de grande batalha nos céus não perderiam de fato a guerra.
E foi assim que muitos dos que são conhecidos como Nefilins
e muitos humanos favoráveis aos caídos conhecidos como
raça de Caim entraram em enormes cavernas subterrâneas
a começar no Hermon; mas também nos Himalaias, nos Andes,
nas montanhas Kun Lun, nos Urais, naquilo que veio a ser
conhecido como Grand Canyon, o Olimpo, os Pirineus...

Os grandes caídos contudo usaram portais construídos
nas linhas de poder da terra e se materializaram em outras
dimensões quando o grande dilúvio caiu sobre toda a terra.
E as águas prevaleceram de tal forma e modo que nada se via
a não ser trovões, relâmpagos, imenso tufões, águas revoltas
e pasmem, entre tudo aquilo uma imensa arca, uma gigantesca
nave protegida por algo que diríamos não ser deste mundo pairando
calma serena e tranquila sobre todo o caos que lhe rodeava.
Ela não singrava os mares e sinceramente, não tinha nada do que
as futuras lendas diziam ser de sua feitura, mas eram materiais
dos deuses o que se via ante os olhos, material dos céus.

Toda a raça de Caim que não conseguiu escapar( a grande maioria)
tidos pelos celestes como aliados dos rebeldes, uma terça parte de
Nefilins que não ouviram seus pais, e grande parte dos próprios
filhos de Set os aliados dos celestes pereceram na grande conflagração.

O tempo passou e contudo mais e mais são constantes as lendas de
uma raça intra terrestres de seres altamente evoluídos, belos, orgulhosos
e da existência entre eles de imensos gigantes os quais poderiam tomar o
poder na superfície a qualquer hora mas não o fazem por causa de uma
antiga trégua de uma guerra suprema passada, de um tratado
mais velho que a mais velha carta e pergaminho que diz, 'daqui não
ultrapassarás' pois eles sabem que no dia em que o fizerem os céus
queimarão em fogo vivo novamente.

Depois do grande dilúvio mesmo a raça de Set que desceram da imensa
nave sagrada construíram ela também suas cidades subterrâneas,
intra terrestres que hoje é difícil sabermos se cidades e mundos como
Agartha e Shambhalla fazem parte de um ou outro grupo.

Dizem que uma nova guerra entre deuses se avizinha e desta vez a sorte
será definitivamente lançada e os dois partidos que indiretamente a
milhares e milhares de anos influenciam nossas civilizações encontrarão
definitivamente seus destinos...
mesmo os portais pelos quais os deuses rebeldes escaparam serão assediados,
nada escapará à fúria dos celestiais e o que sair disto, do resultado desta
guerra definirá o futuro que teremos na terra.

A maioria dos humanos como não poderia deixar de ser já que somos
descendentes de Set dizem que a razão esta com os celestiais mas alguns
entre nós(infiltrados caimítas dizem)juram que as intenções destes
celestiais não são nada virtuosas e solidárias mas que no fundo o que
fizeram foi impedir que desde aqueles tempos a terra tivesse uma alta
civilização e que a mestiçagem entre deuses e humanos criassem uma
civilização ímpar neste setor do universo.

Obviamente que assim como nós com os nossos,
eles rezam pela cartilha de seus pais,
dos deuses caídos que lhes ditam normas e forma de conduta nas
civilizações interiores das quais fazem parte e vez ou outra se manifestam
na superfície...entretanto os humanos não precisam se preocupar com
verdades ou mentiras ditas por um ou outro lado pois a ligação e
filiação às duas correntes se dá por VIBRAÇÃO interna...

Se existe alguma coisa como predestinação talvez seja isto, um desejo
e uma vontade irresistíveis de aceitarmos um ou outro postulado sobre
quem somos? De onde viemos? E para onde vamos?

Qual é a explicação que mais toca seu coração?

O que cala mais fundo em si?

A mensagem dos celestes?

A mensagem dos rebeldes caídos?

Com quem você entende estar a razão do grande conflito evolutivo?

Quem você acha que verdadeiramente estava a favor de nossa espécie?

Dependendo do que responda você no íntimo já fez sua escolha!

Até quando você diz não ter feito escolha nenhuma pois não acredita
em nada disto!

Pois ficar em cima do muro(acendendo vela para um ou outro lado)
ou não acreditar não são formas de sair
deste rolo, só formas de participar dele com...OLHOS VENDADOS!

Paz e Luz 


Valter Luis


Videos Sagrados


















Nenhum comentário:

Postar um comentário